domingo, 15 de abril de 2018

Dossiê Bolsonaro Corrupção - Bolsonaro Corrupto Provas dos Crimes - Tudo o que você precisa Saber sobre o Candidato a Presidente de 2018 - Presidente "Mito"?

Corrupção - Lavagem DinheiroNepotismo - Foge de todos os DebatesEnriquecimento Ilícito - Sonegação de Impostos - Ataque Terrorista - Expulsão do Exército - Racismo - Machismo - Fascista - Admirador de Ditadores Sanguinários - “Não sabe de nada” sobre corrupção... - Guerra Civil - Fuzilamento de FHC - Sobre Estuprar só se Merecer... - Inimigo dos Índios - Homofônico - Defende a Tortura - Pena de Morte - Fanático Religioso - Fundamentalista Evangélico - Estuprador de Animais

Visite o Nosso Canal no Youtube! (Clique Aqui)

Assuntos Relacionados: [Dossiê Ciro Gomes] [Facada] [Época Denuncia] [Wal do Açaí] [Exército]
O ‘salvador’ agora é Jair Messias Bolsonaro! Presidente ‘Mito’ de 2018!... Será???

Você é Cristão Devoto? Então talvez se interesse por essa página:
(23 razões para não acreditar em Jesus)

Assuntos Relacionados: [Dossiê Bolsonaro] [Dossiê Ciro Gomes] [Bolsonaro Foge] [Vídeos Bolsonaro] [Época (Globo)] [Canal Bolsonaro] [Quem é Wal?] [Expulso Exército] [#EleNão[Bolsonaro e a Zoofilia] [“Kit Gay”[#Caixa2doBolsonaro] [Nazista Sim!] [Resultado 2018] [Culpados] [Marajás do Exército]

Reunindo as informações, em vez de apenas postar “fragmentos
(O Conjunto da Obra...)

[Bolsonaro Ficha Limpa? Bolsonaro é Honesto?]

Bolsonaro Corrupto Provas dos Crimes que ele Cometeu:


Atualização (28/05/2018) - Resumo do Resumo: Vou deixar aqui logo no inicio do artigo um conteúdo em destaque para aqueles que não querem perder tanto tempo lendo tudo (não agora, mas leiam ok?), você poderá então copiar e colar esse conteúdo, seja no Facebook, seja no WhatsApp ou outra mídia qualquer, o resumo do resumo com links para as fontes. Acesse também o nosso Canal no Youtube, veja centenas de videos denunciando a Corrupção de Jair Bolsonaro! Clique Aqui (um oceano de corrupção!), Revista Época denuncia mais Corrupção de Bolsonaro [Clique Aqui].

Dossiê Bolsonaro Corrupção: Não Respondeu até hoje as 32 perguntas da Folha de S. Paulo sobre seu multimilionário patrimônio, (mais de 17 milhões) não mostra até hoje a Mansão onde ele vive com a mulher atual, (que vale mais de 3 milhões de reais), não processou o Jornal Folha de S. Paulo até hoje, (por motivo obvio, pois certamente vai perder). Foge de vários Debates, não denunciou nenhum caso de corrupção dentro do seu próprio partido, (o PP é campeão de corrupção!) conivente com corrupção dentro da família, usa familiares como laranjas, Lavagem de Dinheiro, Enriquecimento Ilícito, Nepotismo, Peculato, Ataque Terrorista, etc...: https://bit.ly/2KYaPy1

- Crimes no Exército, foi Preso e Expulso, Ataque Terrorista: https://bit.ly/2Lso7TR

- Revista Época investiga a maciça mudança financeira dos parentes de Bolsonaro, ficaram muito ricos nos últimos 8 anos!: https://bit.ly/2LLmlRX

-“Veja as 32 perguntas sobre Patrimônio que a Família Bolsonaro não Responde!”:  https://bit.ly/2uvHhoJ (Nota: isso é apenas a ponta do iceberg... a revista Época está indo mais fundo na questão).

- As Mansões de Jair Bolsonaro, Barra da Tijuca, Angra dos Reis, Vale do Ribeira, etc: https://www.youtube.com/watch?v=zAPR7RmE-Vc

- A Corrupção de Jair Bolsonaro - Folha de S. Paulo - Investiga Patrimônio de mais de 17 Milhões - Vídeo: https://bit.ly/2JVHl7p
- A Corrupção de Bolsonaro! Indícios Claros de Corrupção! Artigo Principal: https://bit.ly/2D19WlX

- Bolsonaro diz que só abandona candidatura se for morto ou tirado na 'covardia': https://bit.ly/2CQn6l1 [Resposta da Folha de S. Paulo: “A Folha procurou novamente a assessoria de Bolsonaro no começo da manhã desta quinta-feira (11.jan.2018) solicitando a marcação de local e hora para a entrevista...”] (e aí Bolsonaro? Marcou a entrevista com a Folha de S. Paulo? Estamos no aguardo... já faz 7 Meses que eles solicitaram a reunião!).

- A Fraca Defesa de Bolsonaro cita o arquivamento feito por Rodrigo Janot, mas isso foi em 2015! As denúncias da Folha de S. Paulo é de 2018! https://bit.ly/2s9R3s1 Citar o arquivamento da denúncia feita por Janot em 2015 é pura sofisma, é retórica da controvérsia! Pois essa denúncia tinha sido anônima e citava apenas dois imóveis, e não os 13 e mais os investimentos da ordem de 2 milhões! (denúncias recentes, apuradas pela Folha de S. Paulo, Revista Veja, Estadão, etc...). Janot foi relaxado nesse caso, (isso lá em 2015) ele apenas escutou a defesa do candidato, (pois quem denunciou preferiu permanecer anônimo), e apenas com uma versão da história (a do deputado) ele arquivou... Fez isso por que na época estava atolado em serviço, ocupado com casos mais sérios, tais como o Petrolão, OAS, Odebrecht, JBS Friboi, BNDS, etc... então fique CLARO esse ponto! O arquivamento de Janot de 2015 não tem nada a ver com as novas acusações. A Revista Época engrossa a investigação indo atrás dos patrimônios multimilionários dos parentes e amigos de Bolsonaro (laranjas) eles ficaram ricos nos últimos 8 anos, https://bit.ly/2LLmlRX


Videos Denunciando a Corrupção de Jair Messias Bolsonaro:
Dossiê Bolsonaro Corrupção - (Parte 01): https://www.youtube.com/watch?v=uo4a2pXclpY
Dossiê Bolsonaro Corrupção - (Parte 02): https://www.youtube.com/watch?v=-z97qdkwqMk
Dossiê Bolsonaro Corrupção - (Parte 03): https://www.youtube.com/watch?v=8J_-MLSgAvk 
Dossiê Bolsonaro Corrupção - (Parte 04): https://www.youtube.com/watch?v=EpKMh047jiI
Dossiê Bolsonaro Corrupção - (Parte 05): https://www.youtube.com/watch?v=F9FthlRbNe0

Veja Todos, Clique Aqui - Visite o Canal veja Dezenas de outros videos Clique Aqui!

Agora Segue o texto anterior, recomendável que leia tudo e acesse as fontes:
Pensa em Votar nesse Maluco? Então é melhor JAIR mudando o seu Voto! Corrupção e Mentiras Deslavadas é BolsoFarsa!

Jair Bolsonaro virou ‘herói’ de uma grande parcela da população brasileira por conta (em boa parte), da preguiça e falta de estudos dessa parcela da população. As pessoas, num geral, tem MUITA PREGUIÇA DE LER! O máximo que essas pessoas conseguem ler (antes de mudar a atenção para outra coisa qualquer), é curtas frases impressas em imagens ‘memes’ do ‘mito’ no facebook. Então são presas fáceis do farsante. Eu vi a necessidade de ter de pesquisar profundamente o caso para então escrever esse artigo. Pois as minhas respostas para esses *Bolsominions (referente aos personagens da animação “meu malvado favorito”) simplesmente não surtiram efeito. Sem nem ler meia frase do que eu havia escrito, já soltam o jargão: “melhor Jair se acostumando #BolsoMitoPresidente2018!” e claro... isso vindo de pessoas muito jovens (que não o conhece) e de pessoas muito ingênuas, muito tolas (diria, semianalfabetas mesmo... de QI muito baixo). Então notei que era urgente eu pesquisar melhor sobre essa figura ‘viral’ para desconstruí-la, pois de fato se ninguém fizer nada vai se tornar presidente. Ele já seria desconstruído durante a eleição, mas perante o fenômeno de massa que está se revelando, tive que adiantar essa desconstrução, pois é chocante a BURRICE das pessoas nas redes sociais!


Bolsominons por toda parte! Como combater essa praga? Com um Veneno muito Potente! De eficiência garantida! A verdade...

Eu quero então dar a minha pequena contribuição para a desconstrução dessa figura. É obvio que esses preguiçosos que não gosta de ler, não vão acessar essa página e ler... mas aqui estará reunido uma VASTA munição para ser usada contra esses pobres iludidos. Eu deverei então “copiar e colar” partes desse enorme artigo para eles/elas, sempre apontando o link para cá, em vez de indicar apenas artigos esporádicos de outros sites, (cada um falando de um assunto, sobre o 'Mito') vou então fazer melhor e apontar para essa página aqui, onde tem tudo. Aqui na página teremos TODOS OS ASSUNTOS! E não apenas um assunto abordado (separado dos outros). E como esse vai ser um “longo ano” com as eleições vi que precisava correr com esse artigo pois ele vai me “abastecer” durante o ano todo. Poderei lidar com esse enxame de bolsominions alucinados (são como uma praga de gafanhotos!) sem perder muito tempo com eles(as), e sei que servirá também, (muito bem), a todos os opositores dessa ‘mula’ que de ‘Mito’ não tem nada, mas de ‘Mico’ tem muito!

Melhor Jair se acostumando! #BolsoMitoPresidente2018!” - #Bolsonaro2018 ???? Só que não... né?

Bolsonaro, por conta da grande ingenuidade e até esquizofrenia do povo brasileiro, se tornou no último ano um “fenômeno de massa”, ele ficou “viral”, a ponto de ser idolatrado como se fosse algum tipo de “salvador mágico, possuidor de super poderes”, mas toda essa fantasia infantil é resultado da baixa escolaridade, e baixo raciocino de uma boa parte da população brasileira. E não se enganem ao dizer que “isso só acontece no brasil”, não! Isso é do ser humano... acontece aqui, acontece nos EUA, na França, na Índia na China, enfim... em toda parte. Pois isso de ingenuidade, e esperar um “salvador” é da natureza psicológica dos humanos. E a parcela mais bestializada (que está mais entregue a seus instintos puramente animais) acaba participando desse fenômeno efêmero de se eleger “salvadores” e depositar toda a esperança, os recursos, e o entusiasmo, nele.

E como soldadinhos de chumbo obedecem cegamente o que o auto intitulado ‘mestre’ ordena. O exemplo mais recente desse fenômeno psicológico foi os regimes fascistas que se abateram sobre o mundo desde 1900, Stalin, Mussoline, Hirohito, Hitler, Mao Tsé-Tung, Fidel Castro, Hugo Chaves, etc... foram o resultado dessa necessidade da natureza humana de ter um “salvador mágico” que vem (do céu) e resolve todos os problemas com o chacoalhar de uma varinha mágica!

E então eis que mais uma vez o fenômeno se abate sobre o povo brasileiro (já ocorreu aqui algumas vezes, como no caso do Getúlio Vargas, Jânio Quadros, Collor, etc...). E dessa vez a figura (bizarra) que estava “madura” para ser “eleita” para a fantasia das massas é esse político psicologicamente desequilibrado e confuso, chamado Jair Messias Bolsonaro. Mas para o azar dos pobres e iludidos BolsoMinions o seu salvador (e deus) é apenas um pobre homem que sofre de algum distúrbio mental...

Salvador? Ou apenas um pobre homem com distúrbios mentais? Se fosse avaliado por psiquiatras encontrariam alguma patologia? Acredito que sim!

Ele já revelou em muitas ocasiões não ter um raciocínio lógico, nem coerente, e é por causa dessa deficiência psicológica que ele encena tantas controvérsias, brigas, e ódios gratuitos (de fato ele não bate bem da cabeça!). Ele não compreende direito o que está sendo exposto, nem a ideia central, seu entendimento é raso, e suas conclusões superficiais, ele não compreende o amago da questão!

Ele não compreende muitas coisas e então passa ao público, de forma distorcida, precipitada, a sua conclusão confusa. Essa deficiência fica muito clara no episódio do “Kit-Gay” onde muito estranhamente diz que o PT estaria querendo ensinar para as crianças a partir dos 6 anos que elas podem escolher ser “homem”, ou “mulher” independente de seu órgão reprodutivo. O tal “Kit” iria 'ensinar' as meninas a virar meninos! E os meninos virar meninas!!! (???). Literalmente é isso que ele e seus seguidores (igualmente retardados) pregam! Que o kit gay ensinaria as crianças a virar homosexuais! (como se isso fosse possível!?). Talvez o Bolsonaro seja bi-sexual, e por isso ache que é apenas questão de 'escolha', ou de 'educação'. Pessoas hétero (como é meu caso) sabem muito bem que é IMPOSSÍVEL convencer um homem 100% hétero para este virar homossexual, da mesma forma as mulheres hétero. Se Bolsonaro tem dúvidas sobre isso é por que ele é Bi-sexual! O homem e a mulher hétero simplesmente tem imenso prazer de se relacionar sexualmente apenas com o gênero oposto, e tem total e completo asco (nojo mesmo) só em pensar em ter relação sexual com pessoas do mesmo gênero. É simples assim.

O 'Kit-Gay' não é para convencer ninguém de nada, é apenas para ensinar a respeitar. O programa para educação e conscientização ainda estava em elaboração. Mas perante os rascunhos o deputado de raciocínio lento e confuso, tirou conclusões bizarras de cunho muito fantasioso, que foi então aproveitado pelos fundamentalistas cristãos (bancada evangélica) para difamar a proposta por motivos puramente religiosos. Provando como um deputado mentalmente lesado causa confusão e atrasos no governo, afetando milhões de pessoas pelo país inteiro.

Jair Bolsonaro um homossexual não assumido? Muito provável! Pois ele se incomoda demais com as pautas LGBT. Nos EUA o senador estadual pela Califórnia Roy Ashburn (republicano) depois de 14 anos votando contra todas as pautas LGBT se assumiu Gay! Veja a história toda (Clique Aqui) será que em breve será a vez de Bolsonaro assumir ser bi sexual?

O melhor exemplo que temos é a coletiva que ele “convocou” depois de bater boca com as feministas, e com a Deputada Maria do Rosário, o discurso dele é insano... mas as pessoas ali na coletiva não tinham os detalhes do que foi proposto, e nem puderam ouvir o outro lado, nenhuma daquelas pessoas sabia ao certo o que tinha acontecido. Ele então fala da sua versão, e de fato se fosse como ele estava explicando é o ‘absurdo dos absurdos’. Porém não é verdade! É uma fantasia criada na mente confusa de uma pessoa psicologicamente doente! Ele então comenta sobre a sua versão do que entendeu (das propostas) e é ovacionado! As pessoas o aplaude, por que não estavam cientes de toda a questão! Vídeo AQUI foram vitimas da mente confusa do Político, e são pessoas, (em sua maioria), muito inteligentes... porém se deixaram enganar por acharem que ele sabia do que estava falando! Ele não sabe, é um doente mental alucinado.

Bolsonaro deveria ligar para Roy Ashburn para terem uma longa e produtiva conversa...

Bem, se fosse em outros tempos essa figura medonha poderia desempenhar papel semelhante a tantos outros déspotas e tiranos da história, tal como o Gengis Khan, Atila, Nero, Davi, Calígula... mas os tempos são outros (ainda bem) e com a tecnologia e toda a ciência que temos podemos investigar e desconstruir essas figuras “messiânicas”, provando a todos que na verdade não passa de um pobre homem com déficit mental. Tanto é assim que ele (Bolsonaro) fez e faz exatamente aquilo que tanto repudia e vocifera contra... a Corrupção! E essa contradição faz todo o sentido para alguém com um perfil psicológico desses.

A Corrupção de Jair Bolsonaro - Claros Indícios - Por Folha de S. Paulo:

Bolsonaro é Corrupto sim! Não acredita? Então leia e estude esse Dossiê, verifique por si mesmo. Bolsonaro é um farsante!

Os artigos da Folha de S. Paulo é contundente, e não deixa margem para dúvidas, Bolsonaro é Corrupto, seu patrimônio é maior que 17 milhões! Ele usa os filhos como laranjas! (e isso pode ser apenas a ponta do Iceberg...) É muito sério! E Bolsonaro está FUGINDO dos repórteres da Folha de S. Paulo! Ele é tão Corrupto como o Aécio Neves, o Maluf e o Temer! Ele não processou a Folha até agora por que sabe que vai perder... pois a folha está correta em aponta-lo como um corrupto. Se ele fosse inocente iria processar o Jornal, o que seria muito fácil e natural para ele fazer, mas não o faz (e nunca fará), pois vai com certeza se dar mal! Ele não respondeu as 32 perguntas da Folha. Só não reconhece o fato quem não lê os artigos, ou lê apenas um em separado dos outros, mas vou reunir todos os links para facilitar aos pesquisadores:

Por Folha de S. Paulo - no inicio de 2018:

- A Corrupção de Bolsonaro! Indícios Claros de Corrupção! (Artigo Principal), denúncias do Jornal Folha de S. Paulo:  http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948526-patrimonio-de-jair-bolsonaro-e-filhos-se-multiplica-na-politica.shtml  (Quando procurados pela reportagem para responder sobre o assunto, Jair e Carlos Bolsonaro não deram resposta, e os outros dois filhos responderam de forma evasiva...).
- Artigo 02: “Veja as 32 perguntas sobre patrimônio que a família Bolsonaro não responde”:  http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948804-veja-as-32-perguntas-sobre-patrimonio-que-a-familia-bolsonaro-nao-responde.shtml
- A Fraca Defesa de Bolsonaro cita o arquivamento feito por Rodrigo Janot, mas isso foi em 2015! As denúncias da Folha de S. Paulo é de 2018! http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948855-bolsonaro-se-diz-vitima-de-campanha-para-assassinar-sua-reputacao.shtml  Citar o arquivamento da denúncia feita por Janot em 2015 é pura sofisma, retórica da controvérsia! Pois essa denúncia tinha sido anônima e citava apenas dois imóveis, e não os 13 e mais os investimentos da ordem de 2 milhões! (denúncias recentes, apuradas pela Folha de S. Paulo, Revista Veja, Estadão, etc...). Janot foi relaxado nesse caso, (isso lá em 2015) ele apenas escutou a defesa do candidato, (pois quem denunciou preferiu permanecer anônimo), e apenas com uma versão da história (a do deputado) ele arquivou. Fez isso por que na época estava atolado em serviço, ocupado com casos mais sérios, tais como o Petrolão, OAS, Odebrecht, etc... então fique CLARO esse ponto! O arquivamento de Janot de 2015 não tem nada a ver com as novas acusações!
- Respostas Evasivas, desculpas esfarrapadas, sofisma, Jair Bolsonaro fugindo da Folha de S. Paulo: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml
- Bolsonaro diz que só abandona candidatura se for morto ou tirado na 'covardia': http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949618-bolsonaro-diz-que-so-abandona-candidatura-se-for-morto-ou-tirado-na-covardia.shtml [Resposta da Folha de S. Paulo: “A Folha procurou novamente a assessoria de Bolsonaro no começo da manhã desta quinta-feira (11.jan.2018) solicitando a marcação de local e hora para a entrevista...”] (e aí Bolsonaro? Marcou a entrevista com a Folha de S. Paulo? Estamos no aguardo... já faz 7 Meses que eles solicitaram a reunião!).
- Filho de Bolsonaro o deputado estadual (RJ) Flávio Bolsonaro faz o milagre da multiplicação de Dinheiro, de forma vertiginosa!: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948527-filho-de-bolsonaro-negociou-19-imoveis-e-fez-transacoes-relampago.shtml  
- O Patrimônio Multimilionário de Bolsonaro, e seus filhos laranjas, todos quitados, (ninguém tá pagando essas propriedades em prestações a perder de vista): http://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/nova/1588765638852467-os-imoveis-de-bolsonaro#foto-1588765638961825  
- Bolsonaro recebeu R$ 622 mil em auxílio-moradia mesmo tendo imóvel em Brasília: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948729-com-imovel-proprio-bolsonaro-ganha-auxilio-moradia-da-camara.shtml
- Evidências de Corrupção clara de Bolsonaro e seus filhos, mais de 17 milhões acumulados só com política: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/viniciusmota/2018/01/1948751-quando-entrar-para-a-politica-e-bom-investimento.shtml?loggedpaywall  
- Renato Bolsonaro, irmão do deputado federal Jair Bolsonaro, é funcionário fantasma! Ganhava 17 mil todo o mês para fazer nada...: https://tvuol.uol.com.br/video/jair-bolsonaro-sai-em-defesa-do-irmao-ele-nao-cometeu-crime-04024C1C3568C8C15326 (continuação: https://tvuol.uol.com.br/video/sem-trabalhar-irmao-de-bolsonaro-e-exonerado-de-cargo-na-alesp-0402CC9A3366C8C15326 )
- Comparação da Fortuna de Lula com a de Bolsonaro, o “mito” é muito mais Rico!: https://blogdacidadania.com.br/2018/01/patrimonio-de-lula-e-menor-que-o-de-bolsonaro/ (Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=d2sd4VaMv_w ).

Bolsonaro Não Respondeu até hoje as 32 perguntas da Folha de S. Paulo!

Casa em Condomínio de Luxo na Barra da Tijuca (beira mar), condomínio ‘Vivendas da Barra’, Endereço: Av. Lúcio Costa, 3200 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ, CEP: 22630-010 - Telefone: (21) 2492-5474 - (Deve valer cerca de 3 Milhões de Reais, mas pode ser mais, ele faz questão de não mostrar... casas a venda no condomínio, mesmo com essa atual crise, são vendidas por mais de 3 milhões), Patrimônio de mais de 17 milhões, outras pessoas podem ser laranjas dele, tal como a mãe, o irmão (que já foi pego em fragrante como funcionário fantasma!), a Walderice, (também funcionária fantasma), etc...  

Corrupção da GROSSA! - Patrimônios muito acima do esperado!: De 2010 a 2014 o patrimônio do deputado cresceu mais de 150%! Segundo a declaração registrada no TSE. Neste período, o parlamentar adquiriu cinco imóveis que juntos valem 8 milhões de reais. Entre eles duas casas na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, compradas por 500 mil e 400 mil reais, (pagos a vista!) respectivamente, valores muito abaixo do avaliado pela prefeitura carioca na época. O Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci) afirma ver sérios indícios de que a operação de compra tenha envolvido lavagem de dinheiro. Segundo a Justiça Eleitoral, o parlamentar possui carros de até 105 mil reais, um jet-ski e aplicações financeiras de 1 milhão e 700 (setecentos mil reais). Quanto entrou na política em 1989, (seu único rendimento desde então, isto é, ele não tem outra fonte de renda, a não ser o valor que recebe como político), Bolsonaro declarava ter um Fiat Panorama e dois lotes em Resende, no valor de 10 mil reais. Até 2008, o parlamentar e seus filhos declaravam um patrimônio de cerca de 1 milhão de reais apenas, que foi multiplicado para cerca de 15 milhões de reais em 2017! Como deputado, recebe um salário líquido de apenas 25 mil reais, além do soldo do Exército Brasileiro, de cerca de 5.700 reais brutos, totalizando apenas 30 mil reais mensais... então como adquiriu tanto patrimônio?

O parlamentar também recebe da Câmara cerca de 3 mil reais de auxílio-moradia desde 1995, apesar de ter um apartamento de dois quartos em Brasília desde 1998, e todas essas casas de luxo. Ao ser questionado pela Folha de S. Paulo sobre como usou o dinheiro do benefício, ele respondeu: - “Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro do auxílio-moradia eu usava para comer gente” - Ele usa um termo esdrúxulo para se referir a pagar por serviços de prostitutas com o dinheiro público...
Como puderam ver ai na reportagem em vídeo, ele deixou o casal de repórteres da Folha de S. Paulo entrar na casa em Angra dos Reis, essa casa é modesta, pobre, (mas bastante espaçosa, e o fundo da casa tem acesso a praia), ele para se “defender” das acusações que teria patrimônio muito acima dos seus ganhos como politico (ele só faz isso) usa essa (e apenas essa casa) para dizer como a Folha de S. Paulo está “errada”, porém ele se nega a mostrar as suas outras 12 propriedades, sendo que a casa onde ele mora custa no mínimo mais de 2 milhões e 500 mil reais. 

Ele se nega TERMINANTEMENTE de receber a imprensa na casa onde ele mora junto com a mulher Michelle de Paula (atual esposa), e também ao fazer buscas para ver imagens da casa onde mora não se encontra nada... nem em redes sociais, nem em site, nem em lugar algum... a única foto de imóvel que temos dele é desse imóvel em Angra, isso por que esse é o mais modesto que ele tem, e note que ele nunca mostra o acesso a praia dessa casa... apenas a entrada da rua. Não temos as fotos da mansão do Bolsonaro por que ele muito ‘espertinho’ como é, não divulga, e também deve dar ordem geral para nenhum familiar divulgar em rede social. Mas a Folha de S. Paulo mostra qual o condomínio fechado de casas em que ele vive, rua, número, e número da casa, mais sobre Patrimônio dele e dos laranjas, veja a reportagem da Revista Época [Clique Aqui].

- Reunião de fotos de Bolsonaro e seus filhos, AQUI não tem NENHUMA foto da Casa onde vive atualmente, (uma mansão que vale no mínimo 3 milhões reais) que fica num condomínio de luxo na Barra da Tijuca (a beira mar). Curioso não é verdade? Condomínio ‘Vivendas da Barra’, na Avenida Lúcio Costa, Barra da Tijuca:

- Fotos do Patrimônio de Bolsonaro e Filhos (laranjas): Clique Aqui -


Mais de 17 milhões em patrimônio, e a Folha de S. Paulo levantou apenas os imóveis e algumas contas bancárias dos 4 políticos da família. Mas e se fizerem uma busca que inclua mãe, tios, vizinhos, amigos mais íntimos? Novas e DEVASTADORAS evidências poderão ser encontradas? Muito provável que sim!

- AQUI - A resposta “fraquinha, fraquinha” de Bolsonaro quanto as acusações da Folha, ele mostra fotos antigas apenas da modesta casa de Angra do Reis, mas não mostra fotos da casa onde vive atualmente, que custa mais de 3 milhões (vale muito mais que isso), por que será né? Em vez do ‘mito’ processar o Jornal Folha de S. Paulo, por estar difamando-o, e pedir uma indenização milionária. Ele se resumi a responder muito modestamente...

[Para Ver Ampliado (Clique Aqui)]

Vídeo resposta: Na mediocridade da Folha de SP um Brasil sem futuro
(só enrola, enrola, enrola... mas explicações que é bom nada. Só papo furado e conversinha fiada)
(Obs. por causa de um problema na configuração do HTML tive que deixar a tela pequena para melhor visualização em smartfones. O HTML desse vídeo deu um bug estranho...)

Resposta da Folha de S. Paulo: Bolsonaro diz que só abandona candidatura se for morto ou tirado na 'covardia': http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949618-bolsonaro-diz-que-so-abandona-candidatura-se-for-morto-ou-tirado-na-covardia.shtml  Trecho: A Folha procurou novamente a assessoria de Bolsonaro no começo da manhã desta quinta-feira (11.jan.2018) solicitando a marcação de local e hora para a entrevista... (Obs. e aí Bolsonaro? Marcou a entrevista com a Folha de S. Paulo? Estamos no aguardo... já faz 7 Meses que eles solicitaram a reunião!).

Meu comentário no Vídeo: Que defesa fraquinha... só isso é a sua defesa Bolsonaro? Só isso?? Se é assim tão “honesto” responda as perguntas e deixe seus filhos responder... as fotos dessa casa em Angra dos Reis não quer dizer nada, por que nunca mostra a casa onde mora atualmente? Tá com medo de que? Leva a Folha para ver por dentro a sua atual casa, a outra que tem também no mesmo condomínio de luxo. Você não é o “Mito” ? Ou agora já Virou o “Mico”? Estamos no aguardo...

Bolsonaro... se é tão honesto, e está sendo injustiçado pela Folha de S.Paulo então meu camarada você tem de PROCESSAR o jornal! Tá esperando o que?? Sua imagem está sendo arruinada, e sua candidatura vai virar pó... a polícia já deve estar em cima do caso investigando, (pode ter certeza disso), então meu ‘amigo’ ou você processa a Folha exigindo uma indenização multimilionária (para aí sim você ser um milionário) ou você daqui a pouco estará sendo hostilizado pelos mesmos que o idolatra agora. Ou você vê isso a sério AGORA ou vai acabar muito mal para você... (Obs. Daqui a pouco estoura a bomba, a polícia federal fazendo buscas e prendendo toda a família Bolsonaro, por corrupção, lavagem de dinheiro, e sonegação de impostos) (Obs.02: E como sempre, ele desbanca para falar de segurança... o único assunto que ele “domina” mais ou menos bem... pregando o porte de arma de fogo para todos... é uma mula mesmo.

Opinião Jornalistica séria sobre a Fraca resposta dele:

O ‘Mito’ Micou... Eduardo Cunha, o Deputado Federal dos Evangélicos, amigo intimo do Silas Malafaia, aliado do Marco Feliciano, é o maior corrupto de todos os tempos, e Jair Bolsonaro esteve intimamente envolvido com tudo isso


As Famigeradas 32 perguntas que Bolsonaro e Família não responde!

(Por Folha de S. Paulo): Veja as 32 perguntas sobre patrimônio a que a família Bolsonaro não responde!

Marco Antonio Villa comenta sobre as denuncias da Folha de S. Paulo:

Elaboradas por RANIER BRAGON, CAMILA MATTOSO, de Brasília e ITALO NOGUEIRA do Rio de Janeiro.

A Folha enviou na semana passada 32 perguntas para o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ, eleito pelo PP) (atualmente está no PSL) e seus três filhos que exercem mandato com questionamentos sobre o patrimônio da família e o recebimento de auxílio-moradia. Neste domingo, a Folha mostrou que os quatro parlamentares, que têm a política como atividade profissional exclusiva, são donos de 13 imóveis no Rio de Janeiro e em Brasília, com preço de mercado de pelo menos R$ 15 milhões (no mínimo). Reportagem desta segunda (8) revelou que Bolsonaro e seu filho Eduardo recebem mensalmente R$ 6.167 de auxílio-moradia mesmo tendo imóvel em Brasília.

O presidenciável recebe o benefício desde outubro de 1995. Ao todo, os dois já embolsaram, até dezembro passado, R$ 730 mil, já descontado Imposto de Renda. A família não respondeu às perguntas. Em suas redes sociais, apenas se manifestaram genericamente. Estão fugindo da Folha de SP como o Rato foge do Gato.

Jair Bolsonaro escreveu em seu Twitter, na noite de domingo, que a Folha - “mais uma vez, mesmo com todo meu patrimônio declarado no IR, parte para a calúnia” – Bolsonaro até o dia de hoje (28 do 07 de 2018) não processou o jornal por essa suposta “calunia”. E isso por um motivo obvio, ele irá perder na justiça, pois é tudo verdade. Bolsonaro e família fazem lavagem de dinheiro, sonegação de impostos, desvios de verbas públicas, peculato, etc... usam os familiares como laranjas, o patrimônio de cerca de 17 milhões é apenas o que está no nome dos 4 políticos da família, mas outros parentes (tais como o irmão) possuem patrimônios muito acima do esperado, Eduardo Bolsonaro é dono de 4 lojas de moveis e eletro eletrônicos.

Veja as 32 perguntas enviadas aos parlamentares:

Perguntas para JAIR BOLSONARO 
(deputado federal, candidato a presidente do Brasil em 2018):

1 - O sr. tem um patrimônio que inclui 5 imóveis cuja avaliação de mercado é de cerca de R$ 8 milhões (1). O sr. utilizou outros recursos que não o de deputado e militar da reserva para formar esse patrimônio?

2 - O sr. adquiriu duas casas na Barra da Tijuca, em 2009 e 2012, por valores registrados em escritura bem inferiores ao que a prefeitura calculou à época para a cobrança de ITBI. A casa 58, de R$ 400 mil, a base para o ITBI foi de R$ 1,06 milhão. A casa 36, de R$ 500 mil, a base foi de R$ 2,23 milhões. Além disso, segundo o Secovi e corretores consultados, a valorização dos últimos anos foi de menos de 100%. Hoje o preço de mercado delas é de R$ 5 milhões, juntas. Houve pagamento de algum valor não registrado em escritura pública?

3 - A que o sr. atribui a divergência dos valores da prefeitura para os valores pagos? O sr. contestou junto ao município a base de cálculo deste ITBI?

4 - A casa 58, que o sr. comprou em 2009, foi adquirida quatro meses antes pela empresa Comunicativa por R$ 580 mil. A escritura informa que o sr. pagou R$ 400 mil. Qual a razão da queda de mais de 30% em menos de quatro meses em pleno boom imobiliário?

5 - Quando comprou a casa 58, o sr. morava na casa 54, era de aluguel? Por que o sr. não morava no apartamento da Barra (Professor Maurice Assuf, 41) que o sr. declarava ter?

6 - O sr. e seus três filhos que exercem mandatos são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 16,5 milhões**, a maioria deles adquiridos nos últimos anos e localizados em pontos valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. O sr. considera a obtenção desse patrimônio compatível com os ganhos de quem atualmente se dedica exclusivamente à política?

7 - O sr. paga ou pagou pensão alimentícia para ex-mulheres ou filhos? Se sim, em quais períodos e em que valores?

8 - O sr. diz ter arrecadado em média, nas últimas três eleições, R$ 207 mil em cada uma. O valor é bem inferior à média dos eleitos em 2014, por exemplo, de R$ 1,6 milhão. O sr. recebeu em alguma eleição valores não declarados à Justiça Eleitoral?

9 - Há inconsistências nas declarações do sr. à Justiça Eleitoral nas últimas eleições. Exemplos: por que o sr. omitiu em 2006 a propriedade de seus imóveis em Brasília e Angra? Por que em 2010 o sr. não declarou a compra da casa 58 na Barra, registrada em cartório mais de um ano antes, em 2009?

10 - O sr. utilizou o dinheiro de auxílio-moradia para comprar o primeiro apartamento, em Brasília?

11 - O sr. recebe auxílio-moradia desde outubro de 1995, ininterruptamente. De lá até junho de 1998, o valor que o sr. recebeu é similar ao que o sr. declarou na compra do apartamento em Brasília. O sr. utilizou esses recursos para a compra do imóvel?

12 - Por que o sr. continua utilizando auxílio-moradia da Câmara se tem apartamento em Brasília?

13 - O sr. recebe mais do que o teto do funcionalismo. O Exército informou que o soldo de um capitão da reserva na situação do sr. é de R$ 5,6 mil brutos. Em recente entrevista disse que ia pedir revisão de seu soldo como capitão da reserva. Já fez ou pretende fazer isso?

Perguntas para EDUARDO BOLSONARO (deputado federal):
Esse figurinha protagonizou um caso vergonhoso de ameaças graves contra uma jornalista, veja sobre o caso AQUI

1. Por que o sr. recebe auxílio-moradia sendo que o sr. mora num apartamento próprio no Sudoeste, em nome do seu pai?

2. O sr. adquiriu recentemente um apartamento em Botafogo, de R$ 1 milhão. O sr. utilizou auxílio-moradia para a compra do apartamento?

3. Seu pai, o sr. e seus dois irmãos parlamentares são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 16,5 milhões**, a maioria deles adquiridos nos últimos anos e localizados em pontos valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. O sr. considera esse um patrimônio compatível com os ganhos de quem se dedica exclusivamente à política?

Eduardo Bolsonaro (filho de Jair Bolsonaro) ameaçou sim a Jornalista:

Perguntas para CARLOS BOLSONARO (vereador no Rio):
Carlos Bolsonaro intimida com violência o vereador Renato Cinco na câmara dos vereadores do RJ

1. Nas primeiras vezes que o sr. foi candidato, em 2000 e 2004, o sr. declarou à Justiça Eleitoral que não tinha nenhum bem. Seus bens atuais (com base na declaração à Justiça Eleitoral em 2016), segundo o valor usado pela prefeitura do Rio para cálculo do ITBI, somam cerca de R$ 2 milhões. O sr. utilizou outros recursos que não o de vereador para formar esse patrimônio?

2. O seu pai, o sr. e seus dois irmãos parlamentares são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 16,5 milhões (2), a maioria deles adquiridos nos últimos dez anos e localizados em pontos valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. O sr. considera esse um patrimônio compatível com os ganhos de quem atualmente se dedica exclusivamente à política?
3. O sr. recebe auxílio-moradia? Se sim, por qual motivo?

Perguntas para FLÁVIO BOLSONARO (deputado estadual no Rio)
Flávio Bolsonaro foi protagonista de um episódio bizarro no RJ, ele desmaiou durante o debate das eleições para prefeito em 2016

1. O sr. fez, em 2008, um contrato com a Cyrela de promessa de compra de cinco salas comerciais no Barra Prime Offices cinco dias antes do memorial de incorporação. Segundo a lei, o incorporador deve ter primeiro o memorial para poder colocar os imóveis à venda. Por que isso aconteceu?

2. O sr. teve informações privilegiadas de que o prédio seria construído?

3. O sr. fez, em 16 setembro de 2010, contrato com a Brookfield de promessa de compra de mais sete salas comerciais no Barra Prime. Um mês depois, em 29 de outubro de 2010, o sr. vendeu todas as salas que havia acabado de comprar, todas por um valor maior. Por qual motivo o sr. fez essa operação relâmpago?

4. Todas as salas foram vendidas para a MCA Participações. Em pesquisa em cartórios, a MCA é dona apenas das salas que foram vendidas pelo sr. Por que vendeu todas as unidades para a mesma empresa?

5. O sr. tem alguma ligação com Marcello Cattaneo, dono da MCA, ou com a empresa?

6. Todas as salas foram alugadas para a Posco Brasil. O sr. recebe algum dinheiro dos aluguéis?

7. Na escritura de seu apartamento das Laranjeiras** há a informação de que a compra foi feita pelo valor de R$ 1,75 milhão. Na época, a prefeitura usou como base o valor de R$ 2,74 milhões para calcular os impostos a serem pagos na transmissão do imóvel. A que o sr. atribui a divergência dos valores da prefeitura para os valores pagos? O sr. contestou junto ao município a base de cálculo deste ITBI?

8. Em 2012, o sr. comprou dois apartamentos no mesmo dia, em 27/11/2012, de dois americanos. Houve relação entre as duas compras?

9. Em um dos casos, do apartamento da av. Prado Junior, a transação foi a seguinte: Paul Daniel comprou de Walter Wallace em 11/11/2011 por R$ 240 mil, daí vende para o sr. um ano depois por R$ 170 mil, e o sr. revende um ano depois por R$ 573 mil. Qual a razão da queda de quase 30% em apenas um ano? E do lucro posterior?

10. O sr. declarou em 2016 ter 50% do imóvel em construção na rua Pereira da Silva por R$ 423 mil. O apartamento, segundo escritura de 2017, foi comprado por R$ 1,7 milhões. O sr. omitiu o valor real do bem?

11. O sr. declara à Justiça Eleitoral ter 50% dos imóveis de que é dono, provavelmente pelo fato de o sr. ter se casado com regime de comunhão parcial de bens. O sr. acha que dessa forma está passando a informação completa para os eleitores?

12. Nos últimos 10 anos, o sr. fez 19 compras ou promessas de compra de imóveis no Rio. As transações, segundo valores que constam em documentos de cartório, ultrapassaram R$ 9 milhões. O sr. considera isso compatível com os ganhos de quem se dedicou exclusivamente à política até 2015 e é dono de uma cota de R$ 50 mil de uma chocolataria?

13. O sr. começou na vida política declarando ter apenas um Gol 1.0, que tinha valor de R$ 25 mil da época. Segundo valor utilizado pela prefeitura do Rio para cálculo do valor de ITBI, os seus apartamentos têm hoje o valor de R$ 6,3 milhões (3). O sr. considera isso compatível com os ganhos de quem se dedicou exclusivamente à política até 2015 e é dono apenas de uma cota de R$ 50 mil de uma chocolataria?

ADENDOS

1 - O valor de R$ 8 milhões inclui outros bens do parlamentar, como veículos e aplicações financeiras.

2 - O valor de R$ 16,5 milhões contemplava um apartamento de Flávio Bolsonaro que foi usado em uma permuta para a aquisição, em agosto do ano passado, de outros dois imóveis. A movimentação ainda não consta no histórico em cartório.

3 - O valor considerava ainda o imóvel que foi utilizado na permuta descrita acima. Sem ele, Flávio acumula imóveis no valor de cerca de R$ 4 milhões.

Após reportagem sobre patrimônio, Bolsonaro fala em blog sobre ‘calúnia':

Após a publicação de reportagem da Folha que mostra o patrimônio imobiliário dele e de seus filhos políticos, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) publicou na tarde deste domingo (7) em seus perfis em redes sociais um link para uma postagem no “Blog Família Bolsonaro”. A postagem do blog, porém, não se refere especificamente à reportagem da Folha, que mostrou que Jair e seus três filhos parlamentares, que tem a política como atividade profissional exclusiva, são donos de 13 imóveis no Rio e em Brasília com preço de mercado de pelo menos R$ 15 milhões.

O tal blog mostra foto de uma casa simples em Angra dos Reis (RJ) e fala em mais "uma mentira da esquerda amedrontada". Também traz fotos antigas da família Bolsonaro, como a de um aniversário de um dos filhos, e diz que essas imagens "desmistificam" a acusação de que possui uma "mansão" na cidade fluminense. Essa casa na Vila Histórica de Mambucaba, (Angra dos Reis‎, RJ) em nenhum lugar da reportagem da Folha é identificada como sendo a “mansão de 10 milhões”, como Bolsonaro diz em vídeo e no blog da família. Essa afirmação é sofisma, uma retórica da controvérsia fruto da imaginação do malandro Bolsonaro. E como seus seguidores são semianalfabetos e preguiçosos por natureza, não procuram nem sequer ler a série de reportagens da Folha de SP que estão online, para todo mundo ler, no site do jornal. Em nenhum momento a Folha fala sobre “casa de 10 milhões”.

- “Com Jair Bolsonaro apresentando-se como ameaça concreta, e cada dia mais forte, ao plano de poder do PT, neste ano, intensificaram-se os ataques à sua família, com mentiras, calúnias e toda aquela baixaria que sempre os caracterizaram” - diz o texto.

Afirma ainda: - “Com a verdade, fuzilamos mais uma calúnia contra Bolsonaro” - A publicação do blog traz citação da manifestação do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot sobre representação anônima de 2015 relativa a casas de Bolsonaro na Barra da Tijuca, no Rio.

Conforme relatado na reportagem da Folha deste domingo, em 2015 a PGR recebeu uma denúncia questionando os valores informados por Bolsonaro à Justiça Eleitoral relativa a essas casas, além de acusar o deputado de ser homofóbico, praticar violência e usar a máquina pública em campanhas. Apenas tendo ouvido a defesa do presidenciável em um "procedimento preparatório", Janot arquivou o expediente dizendo que os valores eram os mesmos declarados no Imposto de Renda e que a denúncia era anônima e não trazia "elementos indiciários mínimos" de ilícito. Rodrigo Janot foi omisso e desleixado nesse caso, se contentou apenas com a versão do acusado, e como ele (Janot) estava ocupado com coisa muito mais sérias, tais como o Petrolão, escanda-los no BNDS, Friboi, etc... ele aborrecido dispensou pouco (ou nenhum) tempo a ver melhor a denúncia. Mas a Folha de SP recebeu a mesma denuncia e foi atrás dos indícios e achou um oceano de corrupção sem fim envolvendo Bolsonaro e seus familiares e amigos.

As duas casas em questão foram adquiridas em 2009 e 2012 por preço declarado de R$ 900 mil, sendo que o valor de mercado à época das respectivas aquisições, segundo a Prefeitura do Rio, era de R$ 3 milhões. Em uma a ex-proprietária declarou ter comprado a casa, feito reformas e a vendido a Bolsonaro quatro meses depois com prejuízo de R$ 180 mil em relação ao que havia pago. A reportagem da Folha mostrou também que o filho mais velho do presidenciável, Flávio, dividiu nos últimos 13 anos sua atividade parlamentar com intensa atuação no mercado imobiliário, tendo realizado operações envolvendo 19 imóveis na zona sul do Rio de Janeiro e na Barra, obtendo com isso imensos lucros, extraordinários retornos. Comprando imóveis comerciais por preço de banana e vendendo por preço de ouro, em operações altamente suspeitas. Operações essas que devem se tratar de lavagem de dinheiro, talvez propinas que o pai e os irmãos receberam e que deveriam ser ocultadas.

Carlos e Eduardo Bolsonaro, os outros dois filhos políticos do deputado federal, também publicaram em suas redes sociais, neste domingo, links direcionados à postagem do “Blog da Família Bolsonaro”. “Em nosso blog você encontra todas as informações a nosso respeito, com verdade”, escreveu Eduardo, que também é deputado federal. A Folha enviou na semana passada à assessoria de Bolsonaro e de seus três filhos parlamentares 32 perguntas sobre os bens da família, entre as quais se eles consideram o patrimônio compatível com os ganhos de quem se dedica exclusivamente à política. Bolsonaro e demais membros da família não responderam. (Nota: e isso continua até hoje, depois de 7 meses, não responderam às perguntas ainda).

Recebeu Dinheiro/Propina do JBS (operação carne fraca):
Nesse vídeo veja melhor sobre o caso, Bolsonaro é corrupto sim, recebeu dinheiro da JBS e não devolveu nada!

Em Consulta aos Doadores e Fornecedores de Campanha de Candidatos, no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o nome de Bolsonaro aparece como recebedor de 200 mil reais da empresa JBS, durante sua campanha em 2014. Naquele ano, Bolsonaro foi reeleito deputado federal com o maior número de votos no Rio de Janeiro e recebeu mais de 460 mil votos. Uma reportagem do site Vice trouxe a questão à tona em março de 2017 devido à repercussão da Operação Carne Fraca. O político postou um vídeo em seu canal do YouTube, onde explica que os 200 mil reais, (metade do valor gasto em sua campanha), foram devolvidos como “doação ao partido” (mas o certo era ele ter devolvido para a JBS certo??). No entanto, na planilha do TSE, o mesmo valor (200 mil reais) volta à conta de Bolsonaro, mas desta vez em uma doação feita pelo fundo partidário! (Nem para ser mais convincente né Bolsonaro?).


Bolsonaro Corrupto - Recebeu Propina da JBS Friboi - Lavagem de Dinheiro:

- Sonegador de impostos confesso: Em uma entrevista a um programa da Rede Bandeirantes em 1999, o parlamentar afirmou: “Conselho meu e eu faço: eu sonego tudo o que for possível” Jair Bolsonaro, (vídeo AQUI).

- Usa dinheiro da câmara federal para fazer campanha, (prática terminantemente ilegal): Bolsonaro foi denunciado por usar a cota parlamentar para pagar viagens pelo país em que se apresenta como pré-candidato à Presidência em 2018. A cota reembolsa viagens e outras despesas do mandato. Nas regras de uso, a Câmara diz que “não serão permitidos gastos de caráter eleitoral”. O conteúdo das falas de Bolsonaro, contudo, é explicitamente voltado à disputa de 2018. Em cinco meses entre 2016 e 2017, ao menos seis viagens do deputado foram custeadas pela Câmara por um total de 22 mil reais. Em outras palavras, está ROUBANDO dinheiro público para fazer campanha eleitoral, exatamente o crime pelo qual os diversos políticos indiciados pela lava jato são criminalizados. Essas práticas de corrupção continuam até hoje, sem data para terminar...

Funcionária Fantasma do Gabinete de Jair Bolsonaro! Wal do Açaí
O ‘Mito’ micando de novo... Walderice Santos da Conceição, uma funcionária fantasma, a Wal do Açaí, quer saber mais detalhes? [Clique Aqui]

Walderice Santos da Conceição, (49 anos), figura desde 2003 como um dos 14 funcionários do gabinete parlamentar de Bolsonaro, em Brasília, recebendo atualmente salário bruto de R$ 1.351,46 (o salário dela variou muito no passado, e já foi bem maior). Os registros oficiais da Câmara dos Deputados mostram que a secretária parlamentar de Bolsonaro passou nesses 15 anos por uma intensa mudança de cargos no gabinete, foram mais de 30! Em 2011 e 2012 ela alcançou melhores cargos - são 25 gradações.

As sofismas de Bolsonaro: “Em um vídeo publicado no Facebook nesta quinta, Bolsonaro diz que sua casa em Angra “é onde, segundo a Folha de S.Paulo, eu tenho uma mansão”. A reportagem da Folha escreveu que o deputado declarou um terreno na região em 1998. Incluiu o imóvel na relação do total de 13 da família Bolsonaro, sem chamá-lo de “mansão”. Bolsonaro afirma ainda que os repórteres do jornal estiveram no local para conferir a “mansão”. A reportagem visitou a região com o objetivo de confirmar se a funcionária do seu gabinete realmente vive e trabalha na mesma rua da residência do deputado. A Walderice tem um pequeno comercio ali, residentes do local confirmaram que ela trabalha lá, em seu comércio, e não como assessora parlamentar federal. 

A cidadezinha em que ela vive tem apenas 15 mil habitantes, mas Bolsonaro afirma que ela trabalha para ele ali... despachando, atendendo as ‘necessidades’ da região para então encaminhar para ele... poderíamos fingir que isso ‘seria verdade’, caso a Walderice vivesse numa imensa megalópole tal como na capital do Rio de Janeiro, mas ela vive ali, na paupérrima vila histórica de Mambucaba, em Angra dos Reis... então que tanto trabalho tem para a Walderice fazer lá? Ela uma assessora federal tá fazendo o que ali??

- Saiba mais, Bolsonaro e a Wal do Açaí, apenas a Ponta do Iceberg: https://www.xn--seteantigoshept-1jb.com/2018/08/bolsonaro-e-wal-do-acai-funcionaria.html (Então se ela está contratada como assessora parlamentar, recebendo salários e diversos benefícios, mas não vai trabalhar, não comparece ao local de trabalho, então é funcionária fantasma... simples assim! E isso se caracteriza peculato (desvio, ou mal uso do dinheiro público). Não tem desculpa, nem meio termo, é crime e ponto final).

- Bolsonaro e a ‘Wal Açaí’, uma história cheia de contradições: http://www.netcina.com.br/2018/01/bolsonaro-e-wal-acai-uma-historia-cheia.html (Walderice Santos da Conceição, de 49 anos, é esposa de Edenilson Garcia. Segundo moradores da pequena Vila Histórica de Mambucaba, distante 50 quilômetros do centro de Angra dos Reis, Wal e Denilson, como é conhecido o casal, ambos seriam caseiros responsáveis por tomar de conta da casa de veraneio que o presidenciável Jair Bolsonaro tem no local, há mais de 20 anos).

Walderice Santos da Conceição, de 49 anos, é esposa de Edenilson Garcia, caseiro da casa de praia de Jair Bolsonaro

Precedentes: Renato Antônio Bolsonaro, (irmão do deputado federal Jair Bolsonaro), é funcionário fantasma! Ganhava 17 mil para fazer nada!

Jair Bolsonaro e seu irmão Renato Bolsonaro. Bolsonaro, o “tolerância zero” contra a corrupção, foi muito bonzinho com o seu irmão... como poderão verificar mais abaixo...

- Irmão de Bolsonaro é Funcionário Fantasma: Renato Bolsonaro tinha cargo de assessor especial parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e recebia mensalmente mais de R$ 17 mil reais. O irmão do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), Renato Antônio Bolsonaro, foi exonerado nesta quinta-feira do cargo de assessor especial parlamentar do deputado estadual André do Prado (PR) após ser considerado funcionário fantasma na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) depois que a reportagem do SBT foi apurar uma denúncia anônima sobre o caso. Bolsonaro trabalhava com o político havia três anos. Segundo informações reveladas em uma reportagem exibida pelo SBT, pelo repórter Fábio Diamenta, Renato Antônio recebia mensalmente um salário de mais de R$ 17 mil reais mensais sem comparecer à Assembleia. Ainda de acordo com informação da reportagem, Renato era dono de quatro lojas de moveis na cidade de Miracatu, no interior do estado, enquanto deveria estar na Alesp.

Em 2012, Bolsonaro concorreu ao cargo de prefeito da cidade de Miracatu. Na época, ele teve apenas 25% dos votos validos e não conseguiu se eleger. A reportagem procurou o deputado estadual André do Prado (PR), no entanto ele afirmou que estava muito ocupado nas atividades da Casa, sendo que a assembleia estava vazia... O deputado Jair Bolsonaro também foi procurado e afirmou que desconhecia a situação do irmão. Perguntou: “De qual deputado ele é empregado lá em São Paulo?”. Ao saber de quem era o político seguiu dizendo: “Pau nele! Pau nele! Para deixar de ser otário! Se o meu irmão praticar um crime, uma besteira, é problema dele. Não vai ter nenhum apoio meu. Ele que se exploda!”, concluiu o deputado. Mas depois...

- Jair Bolsonaro sai em defesa do irmão corrupto: “Ele não cometeu crime!”. Renato Bolsonaro, irmão do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), afirmou que fazia assessoria parlamentar de ‘dentro de loja’ após ser exonerado do cargo de assessor parlamentar do deputado estadual André do Prado (PR-SP) na Assembleia Legislativa de São Paulo nessa quinta (7). Apesar de receber mais de R$ 17 mil por mês do governo estadual, Bolsonaro trabalhava diariamente em uma de suas 4 lojas de moveis no interior de SP. Jair Bolsonaro (candidato a presidente em 2018) defendeu o irmão: “Ele não cometeu crime! Isso foi só para atingir a minha pessoa!”. (???) Ué? Cadê a “tolerância zero com os corruptos”? Bolsonaro em vez de matar o irmão na porrada e exibir o corpo dele em praça pública, (como ele recomenda que se faça com corruptos), faz ao contrário! O protege e guarda... o esconde, e defende! Por que será né brasil?

Jair Bolsonaro Defendendo o irmão, ele não é corrupto! (??!!!):

Completo: O irmão Renato Bolsonaro é Funcionário Fantasma! Corrupção Generalizada!


Michelle de Paula (atual esposa) mais nepotismo:
Que ironia, foto toda avermelhada do casal! Quem ai lembrou do PT, do Lula da Dilma, do Foro de SP?

Em 2007, ele conheceu a sua atual esposa, (Michelle de Paula), quando ela era secretária parlamentar na Câmara dos Deputados. No período de um ano e dois meses em que despachou com Bolsonaro, ela foi promovida e seu salário quase triplicou (agradando a namorada com dinheiro público...). Nove dias após ser contratada, os dois firmaram o pacto antenupcial e, dois meses depois, casaram-se no papel. Em 2008, no entanto, Michele teve de ser exonerada após o STF proibir o nepotismo na administração pública. Em 2013, o casal fez uma cerimônia religiosa realizada pelo Pastor evangélico Silas Malafaia (pastor SUPER corrupto! Clique aqui). Com Michelle, o deputado teve a sua primeira filha, Laura. A família mora em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, numa casa que está avalia em torno de 3 milhões para cima.

- A bela da fera, conheça a atual mulher de Jair Bolsonaro - (por Folha de S. Paulo), Trecho: MARIDO E PATRÃO: O CABIDÃO DO CAPITÃO! Bolsonaro também se atrapalhou, digamos assim, financeiramente, quando conheceu e contratou Michelle. Nos idos de 2007, ela era secretária parlamentar na Câmara dos Deputados, em Brasília, e ele, deputado federal. Pouco tempo depois de se conhecerem, o encanto se fez. E duplamente: começaram a namorar e, como a vontade de estar juntinho era imperativa, Bolsonaro chamou Michelle para trabalhar em seu gabinete, (Quem nunca?) No período de um ano e dois meses em que despachou com Bolsonaro, Michelle foi promovida e seu salário quase triplicou, se comparado ao que ela ganhava antes da mudança. Detalhe: nove dias após ser contratada, os dois firmaram o pacto antenupcial e, dois meses depois, casaram-se no papel (a festa se daria apenas em 2013). Em 2008, no entanto, Michele teve de ser exonerada. O STF, (estraga-prazeres da família Bolsonaro), proibiu o nepotismo na administração pública.

- Veja outros casos de nepotismo de Jair Bolsonaro, empregou também os parentes dela: https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-empregou-ex-mulher-parentes-dela-no-legislativo-22143135

Envolvido num escândalo, filho de Bolsonaro solta uma perola ‘ninguém vai acreditar, nunca acreditam, somos fortes!
Bolsominios acostumaram mal o filho de Bolsonaro, ele acha que pode fazer tudo, até assassinar, roubar, etc... na foto Eduardo está com o Arthur Moledo do canal mamãe falei do Youtube, esse Arthur vive para fazer trollagens com os políticos que ele não gosta, e faz vídeos de apoio a políticos que ele aprova, tal como Bolsonaro e seu filho. O Arthur Moledo não é imparcial, ele é Militante da Extrema Direita Autoritária (fascista/nazista)

Eduardo Bolsonaro, (filho que sempre está com o Jair, ele também é deputado federal), ameaça de morte uma jornalista: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2018/04/14/denuncia-detalha-ameaca-de-bolsonaro-a-jornalista.htm (Obs. Interessante as falas dele, revela um aspecto importante a se considerado: Eduardo Bolsonaro: - “Foda-se. Ninguém vai acreditar em você. Nunca acreditaram. Somos fortes” -  Eduardo Bolsonaro: - “Enfia a justiça no cú” - Repetindo: “Não vão acreditar!”, “Enfia a justiça no cú!”. Bolsonaro e filhos então contam com a burrice e ingenuidade de seus seguidores fanáticos (bolsominions), eles sabem que seus fãs são idiotas (retardados mesmo) e por isso se sentem a vontade para roubar, fraudar, agredir, etc... parte 02: http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/palavroes-ameacas-e-o-conflito-sentimental-que-levou-eduardo-bolsonaro-a-ser-denunciado/

Veja o vídeo que fala melhor do caso:
Eduardo Bolsonaro (filho de Jair Bolsonaro) ameaçou sim a Jornalista - Provas - Ameaça:

O Partido mais Corrupto do Brasil (talvez do mundo todo!) o PP (de Paulo Maluf):

O Partido mais corrupto de todos, o PP pendurado na Lava Jato é o partido por onde Bolsonaro foi eleito deputado federal na ultima vez. E ele “não sabe de nada” sobre toda a corrupção que acontecia dentro de seu próprio partido? E aí Bolsominions?

Bolsonaro foi eleito Deputado pelo Partido Progressista (PP) partido esse EXTREMAMENTE corrupto, campeão da corrupção, (o mais corrupto do Brasil!) investigado pela Lava Jato, esse partido tem mais políticos indiciados que o PT e PMDB juntos! Bolsonaro não sabia de toda essa corrupção dentro do seu próprio partido? Ele também “não sabe de nada”? (Obs. Engraçado... os Bolsominions enfatizam tanto o fato do Lula dizer que “não sabe de nada” quanto a corrupção, mas o ‘BolsoMITO’ também não “sabe de nada” do que ocorria dentro do seu partido próprio... sendo esse o partido MAIS CORRUPTO DO BRASIL!

Notícias:

- Campeão da Lava Jato, PP cresce e vira trunfo na barganha do impeachment: https://brasil.elpais.com/brasil/2016/03/31/politica/1459383585_301639.html
Em Janeiro de 2018 mudou de Partido, foi para o Social Liberal (PSL), o nono partido político de sua carreira, isto é... ele é daqueles parlamentares que pula de partido em partido, é totalmente infiel, e não tem ideologia certa, vai mudando segundo a conveniência, para benefício próprio.


Por Revista Veja: É o começo do fim de Bolsonaro? - Bolsonaro deve explicações sobre o patrimônio e o auxílio-moradia, mas será que isso prejudica a sua candidatura?
Por Maicon Tenfen - 11 jan 2018, 16h19 [post original AQUI]
Bolsonaro Honesto? Digno? Honrado? Defende a Honestidade? Vai Acabar com a Corrupção no Brasil? Salvador da Pátria? Herói da Nação? Homão da Porra???? Não... apenas mais um corrupto dentre tantos outros...

No princípio de setembro, escrevi aqui que Bolsonaro se enforcaria com a própria corda, bastava começar a campanha eleitoral. Uma chuva de pedras caiu sobre o telhado desse blog. Os bolsonaristas mais resolutos (leia-se BolsoMinions) — vítimas iniciais da trumpificação política do Brasil — usaram o Facebook para me chamar de “defensor de corruptos”.

Não entendi muito bem a associação, mas o fato é que a campanha nem começou e Bolsonaro já está gaguejando para responder perguntas básicas sobre o seu imenso patrimônio... Pensei que ele se enroscaria no radicalismo do próprio discurso, não em aquisições suspeitas ou auxílios indevidos que admite estar recebendo como deputado.

Seja como for, o mito da honestidade total acaba de sofrer um golpe que será exaustivamente lembrado durante as eleições. No entanto, considerando que haja culpa no cartório, isso significa que estamos assistindo ao começo do fim de Bolsonaro? Significa que ele vai despencar nas pesquisas e retornar para o seu papel de figura folclórica do congresso?

Só se estivéssemos na Escandinávia!

Todo mundo sabe que o eleitor brasileiro não está nem um pouco preocupado com denúncias ou mesmo provas de corrupção. Se estivesse, não veríamos Lula liderando as pesquisas depois de ser condenado em primeira instância na Lava-Jato. “E daí se Bolsonaro é igual aos outros?”, li hoje nas redes sociais. “Voto nele mesmo assim!”. Parabéns pela coerência, senhores, mas depois não venham me acusar de defender os corruptos, combinado?

- (nota do SeteAntigosHeptá): Na verdade esse é sim um golpe bem no coração do “Mito”, pois os eleitores dele é radical de direita e muitos foram conquistados justamente pelo discurso da honestidade a toda prova, (bandido bom é bandido morto! Corruptos devem ser fuzilados! Prisão e morte para quem rouba até um litro de leite no mercado! Etc...). Eu tenho me confrontado com esses radicais iludidos (todos com QI bastante baixo, diga-se de passagem...) e todos os argumentos são inúteis contra eles/elas, qualquer menção a terrorista, homofônico, estupido, machista, estuprador, etc... é inútil. Eles(as) riem e posta: “É melhor Jair se acostumando! #BolsoMitoPresidente2018”. Viraram Zumbis. 

Mas ao dizer que Bolsonaro é ladrão e corrupto como todos os outros, ai o encanto acaba! Ai a turma cai na real. O impacto é monstruoso! Toda a autoconfiança, arrogância e impetuosidade vira cinzas... os olhos arregalam e eles(as) ficam pálidos, suando frio, e começa o processo de Kübler-Ross (Sobre a Morte e Sobre Morrer). Então meus parabéns a Folha de S. Paulo por esse grande serviço, e espero que eles continuem a bater forte nessa tecla, pois até hoje, depois de 7 meses os Bolsonaros (o pai e os filhos) não responderam as 32 perguntas sobre Patrimônio. O Jornal Folha já aceitou entrevista-lo e gravar tudo (como ele mesmo pede) já faz 3 meses, mas até agora Bolsonaro não marcou a entrevista. Está fugindo por tanto. Ele está encurralado, é apenas questão de bater mais e mais nessa tecla. Revista Época aprofunda as investigações sobre patrimônio suspeito dos Bolsonaros [Clique Aqui].

Jair Messias Bolsonaro - Encrencas no Exército do Brasil
Ataque Terrorista, mentiras deslavadas, comportamento bipolar, Jair Bolsonaro não foi um bom soldado. Ele causou muitos problemas para os seus colegas e superiores, foi julgado e preso, e sua expulsão estava em andamento quando se candidatou e ganhou para vereador do RJ. Por tanto ele fugiu para o foro privilegiado!

Bolsonaro fica Nervoso ao ser perguntado sobre seus Crimes no Exército e Expulsão:


1989: O dia em que o Exército despejou Bolsonaro
Leia a seguir, matéria do Jornal do Brasil de 05 de Janeiro de 1989:

No Jornal do Brasil do dia 5 de Janeiro de 1989, a reportagem sobre o despejo de Bolsonaro, autorizado pelo Exército, mostra quem era o capitão. Eleito vereador, Bolsonaro atrasou mudança da Vila Militar e acabou sendo despejado pelo coronel do Exército. Jair Bolsonaro foi obrigado a se retirar da casa onde morava com a esposa Rogéria em 1989, quando; [já eleito vereador do Rio] e estando na reserva remunerada, sofria as represálias entre os superiores por ter coordenado ataques terroristas contra o Exército do Brasil. O capitão chegou a planejar explosões em quartéis do Exército e outros locais do Rio de Janeiro, como na principal adutora de água da capital fluminense, para demonstrar insatisfação sobre índice de reajuste salarial do Exército. Bolsonaro foi acusado de transgressão grave ao Regulamento Disciplinar do Exército (RDE). Ele dera entrevista e publicou artigo na revista Veja, em 1986, com comentários nada amigáveis ao governo federal.

Transcrição Completa da Notícia:

Exército Despeja Bolsonaro - Bolsonaro e Rogéria terão que deixar a Vila Militar

O controvertido capitão do exército e agora vereador pelo PDC Jair Bolsonaro envolveu-se na terça feira em mais um atrito com colegas militares. Intimado a deixar até o dia 30 de Dezembro o apartamento de três quartos onde mora com a mulher, Rogéria - na área da escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) na Vila Militar - atrasou a mudança em cinco dias e provocou a ira do fiscal de administração da escola, coronel Adilson Garcia da Amaral, que foi a sua casa acompanhado de 12 soldados e um Tenente para consumar o despejo.

Bolsonaro, que passou para a reserva remunerada após sua eleição em novembro, podendo por lei retornar ao Exército quando terminar seu mandato, respondeu ao fiscal que a mudança seria feita ontem. O coronel marcou para ás 9h o prazo final, “Ele afirmou que, se eu não saísse na hora marcada, entraria a força e colocaria tudo para fora". contou Bolsonaro. A morte de um motorista de transportadora Baby, entretanto, atrasou mais uma vez a promessa de invadir a casa do capitão.

O vereador foi acusado em 1986 de planejar a explosão de bombas em quartéis do exército para protestar contra os baixos salários dos militares. Desde então sofreu várias represarias por parte de alguns colegas - inclusive do coronel Adilson, segundo outros oficiais - e o apoio de outros. Hoje, o oficial parece muito preocupado com a sua segurança, a ponto de não permitir conversas sobre o episódio que li valeu um processo de expulsão do Exército no qual foi absolvido. Ele supõe que existam aparelhos de escuta escondidos no seu apartamento.

Apesar do seu comportamento contestador dentro da corporação, Bolsonaro goza de certo prestígio em alguns setores da oficialidade, sendo inclusive amigo pessoal do ex-comandante militar do Planalto, General Newton Cruz, o qual esteve presente há sua posse na Câmara Municipal.

Bolsonaro e seus Crimes no Exército, foi Expulso, Corrupção, Nepotismo:

Bolsonaro e seus Crimes no Exército - Planejou Ataque Terrorista - Expulso - Marco Antonio Villa:

Condenado e Preso, Expulso do Exército, e até despejado foi:

Dos 11 inquéritos, ações penais, mandados de injunção e petições sobre o deputado federal Jair Bolsonaro que estão ou já passaram pelo Supremo Tribunal Federal (STF), nenhum foi mais explosivo e preocupante para suas pretensões políticas do que o julgamento no dia 16 de Junho de 1988 no Superior Tribunal Militar (STM). Bolsonaro era acusado de transgressão grave ao Regulamento Disciplinar do Exército (RDE). Ele dera entrevista e publicou artigo na revista Veja, em 1986, com comentários nada amigáveis ao governo federal.

Também planejou ações terroristas. Iria explodir bombas em quartéis do Exército e outros locais do Rio de Janeiro, assim como na principal adutora de água da capital fluminense, para demonstrar insatisfação sobre índice de reajuste salarial do Exército. Diz o relatório secreto do Centro de Inteligência do Exército (CIE), nº 394, de 1990, com 96 páginas, ao qual o DCM teve acesso, e que é publicado pela primeira vez (veja abaixo): “Punido por ter elaborado e feito publicar, em uma revista semanal, de tiragem nacional, sem conhecimento e autorização de seus superiores, artigo em que tece comentários sobre a política de remuneração do pessoal civil e militar da União: ter abordado aspectos da política econômica e financeira fora de sua esfera de atribuição e sem possuir um nível de conhecimento global que lhe facultasse a correta análise; por ter sido indiscreto na abordagem de assuntos de caráter oficial, comprometendo a disciplina; por ter censurado a política governamental; por ter ferido a ética, gerando clima de inquietação no âmbito da OM (Organização Militar) e da Força e por ter contribuído para prejudicar o excelente conceito da tropa paraquedista no âmbito do Exército e da Nação (NR 63, 65, 66, 68 e 106 do anexo I, com agravantes do NR 2 e letra “C” NR 6 do artigo 18, tudo do RDE, fica preso por 15 (quinze) dias”.

O ato grave de indisciplina provocado por verborragia sua e de sua esposa da época, que falou à repórter da Veja sobre o plano de explodir bombas, culminou em 15 dias de cadeia para o então capitão. Sua carreira foi posta à prova no STM, a maior instância jurídica das Forças Armadas. Aconteceu no período inicial de redemocratização do Brasil, depois de 21 anos de ditadura. Poderia se tornar o maior problema da vida para Jair Bolsonaro. Mas não foi. O STM, por nove votos a quatro o considerou inocente, mesmo depois de uma comissão interna do Exército, chamada de Conselho de Justificação, tê-lo excluído do quadro da Escola Superior de Aperfeiçoamento de Oficiais (ESAO), na zona norte do Rio de Janeiro, e também de o Conselho ter considerado que as explicações dadas não foram satisfatórias.

Em 1988, o general Sérgio de Ari Pires, ministro do STM, relator do processo contra Bolsonaro, concordou com o parecer do Conselho de Justificação e considerou (o então capitão) “não justificado”, ou seja, culpado. Paralelamente, para pressionar o comando do Exército, Bolsonaro e outros militares planejaram explodir bombas em quartéis do Exército no Rio de Janeiro e outras localidades como a adutora de água Guandu, que abastece a cidade do Rio. Alguns dos alvos seriam a Vila Militar e a Academia de Agulhas Negras. O plano seria acionado caso o governo concedesse aumentos salariais inferiores a 60%. Batizado de operação “Beco sem Saída”, a ideia tinha o objetivo de deixar clara a insatisfação dos oficiais com o índice de reajuste salarial que seria anunciado em poucos dias pelo ministro do Exército Leônidas Pires Gonçalves.

Bolsonaro aprontou muito no exército, até planejar ataques terroristas ele planejou, foi preso e estava sendo julgado quando fugiu para o foro privilegiado ao ser eleito vereador pelo RJ

Documentos produzidos pelo Exército Brasileiro na década de 1980 mostram que os superiores de Bolsonaro o avaliaram como dono de uma - “excessiva ambição em realizar-se financeira e economicamente” - Segundo o superior de Bolsonaro na época, o coronel Carlos Alfredo Pellegrino: “[Bolsonaro] tinha permanentemente a intenção de liderar os oficiais subalternos, no que foi sempre repelido, tanto em razão do tratamento agressivo dispensado a seus camaradas, como pela falta de lógica, racionalidade e equilíbrio na apresentação de seus argumentos” - (Coronel Carlos Alfredo Pellegrino).

Os coronéis responsáveis pela investigação decidiram, por unanimidade, pela condenação. “O Justificante [Bolsonaro] mentiu durante todo o processo, quando negou a autoria dos esboços publicados na revista VEJA, como comprovam os laudos periciais.” Segundo documento assinado por três coronéis, Bolsonaro “revelou comportamento aético e incompatível com o pundonor militar e o decoro da classe, ao passar à imprensa informações sobre sua instituição”. (Clique Aqui).

Quando foi julgado e preso por estar perpetrando um ataque terrorista (isso em 1988) Bolsonaro se candidatou a vereador pelo RJ e foi eleito em 1989, isto é... ele fugiu para o foro privilegiado! Assim, (já que tinha se tornado um político) o processo de expulsão dele do exército não prosseguiu, pois não fazia mais sentido, (ele já estava fora do exército, ele mesmo se ‘expulsou’ do exército...). E de qualquer modo ele prometeu “trabalhar pelos direitos e garantias da classe dos militares” então para que expulsá-lo do exército? Se ele agora iria defender os interesses do exército politicamente?

Mas foi só por isso, se ele não tivesse sido esperto (como todo bom malandro), e eleito vereador, seria expulso do exército brasileiro COM CERTEZA! Citação: “Em 1988, o general Sérgio de Ari Pires, ministro do STM, relator do processo contra Bolsonaro, concordou com o parecer do Conselho de Justificação e considerou (o então capitão) “não justificado”, ou seja, CULPADO!”.

Sofreu 30 pedidos de cassação e três condenações judiciais. Suas posições políticas geralmente são classificadas como alinhadas aos discursos da extrema-direita fascista (como dos regimes de Mussolini e Hitler).


Por Folha de S. Paulo - Jair Bolsonaro admitiu atos de indisciplina e deslealdade no Exército. 
Por: RUBENS VALENTE, DE BRASÍLIA 15/05/2017 02h00 - Atualizado às 13h14

Documentos obtidos pela Folha no STM (Superior Tribunal Militar) mostram que o deputado e presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) admitiu em 1987 ter cometido atos de indisciplina e deslealdade para com os seus superiores no Exército. O então capitão foi acusado por cinco irregularidades e teve que a responder a um Conselho de Justificação, uma espécie de inquérito, formado por três coronéis. Ele foi considerado culpado pelos coronéis, mas absolvido depois em recurso acolhido pelos ministros do STM, por 8 votos a 4 por que tinha sido eleito vereador pelo RJ. (caso contrario seria expulso do exército em desonra). O processo tinha dois objetos: um artigo que ele escreveu em 1986 para a revista Veja para pedir aumento salarial para a tropa, sem consulta aos seus superiores, e a afirmação, meses depois, pela mesma publicação, de que ele e outro oficial haviam elaborado um plano para explodir bombas-relógio em unidades militares do Rio. Os documentos informam que, pela autoria do artigo, Bolsonaro foi preso por 15 dias ao “ter ferido a ética, gerando clima de inquietação na organização militar” e “por ter sido indiscreto na abordagem de assuntos de caráter oficial, comprometendo a disciplina”.

Jair Bolsonaro, Condenação por atentados Terroristas, Mentir sobre Juramento, indisciplina, expulsão do exército. Durante o processo ele se candidatou a vereador e foi eleito, por isso o processo de expulsão foi arquivado, pois ele mesmo (Jair) tinha se auto expulsado... *Reprodução Registro da punição do então capitão Jair Bolsonaro pela infantaria.

O Exército detectou um movimento para desestabilizar a cadeia de comando e determinou uma investigação, a mando do ministro e general Leonidas Pires Gonçalves (1921-2015), alvo de Bolsonaro. Em interrogatório reservado de 1987, o então capitão assinou documento no qual reconhece ter cometido uma "transgressão disciplinar" ao escrever para "Veja". "E que, à época, não levou em consideração que seria uma deslealdade mas que, agora, acha que sim", disse ao depor. O STM decidiu que pelo artigo ele já havia sido punido com a prisão. Depois, a revista publicou que ele e outro capitão haviam elaborado um plano chamado "Beco sem saída", que previa uma série de explosões. Como evidência, a revista divulgou esboços atribuídos a Bolsonaro.

Na reportagem, ele dizia que haveria "só a explosão de algumas espoletas" e explicava como fazer uma bomba-relógio. "Nosso Exército é uma vergonha nacional, e o ministro está se saindo como um segundo Pinochet", afirmava. Havia outros movimentos militares pelo país, como um capitão que invadiu uma prefeitura para pedir reajuste. Acuado, o então presidente José Sarney deu um aumento escalonado de 95% nos salários das Forças Armadas.

Bolsonaro negou a autoria de qualquer plano de bombas e citou que dois exames grafotécnicos resultaram inconclusos. Perícia da Polícia Federal, porém, foi inequívoca ao concluir que as anotações eram dele. Os coronéis decidiram, por unanimidade, pela condenação. "O Justificante [Bolsonaro] mentiu durante todo o processo, quando negou a autoria dos esboços publicados na revista 'Veja', como comprovam os laudos periciais."

 Segundo documento assinado por três coronéis, Bolsonaro "revelou comportamento aético e incompatível com o pundonor militar e o decoro da classe, ao passar à imprensa informações sobre sua instituição". Pela lei, decisões do conselho deviam ser enviadas ao STM. No tribunal, Bolsonaro negou em abril de 1988 o plano das bombas, mas reconheceu a autoria do artigo: "Admito também a transgressão disciplinar [...], pela qual, acertada e justamente, fui punido com quinze dias de prisão, única punição por mim sofrida até a presente data".

OUTRO LADO:

A assessoria do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) afirmou na sexta (12) que a reportagem da Folha "é idiota e imbecil" e indagou "quem estava pagando" pelo trabalho. A Folha pediu uma manifestação do parlamentar, mas não houve resposta até a conclusão desta edição. O assessor do parlamentar se recusou a anotar os telefones de contato do repórter. Segundo a assessoria, a "pauta é uma merda". Em resposta ao Superior Tribunal Militar em 1988, ele afirmou que escreveu o artigo para "Veja" para pedir reajuste salarial "em defesa de minha família e de minha classe, mesmo sabendo que estava ferindo o Regulamento Disciplinar do Exército". 

"Onde encontrar indignidade no artigo publicado na revista?", indagou Bolsonaro em sua defesa. Sobre a ideia de fazer explosões, Bolsonaro voltou a negá-la: "Nego veementemente tal plano. Como posso provar que não o conhecia? À 'Veja' cabe o ônus da prova. Baseado em que elementos chegou à absurda conclusão de que eu tinha ou sabia de um plano?". A respeito dos exames grafotécnicos feitos pela Polícia Federal e pela Polícia do Exército que o incriminaram, ele afirmou que havia dois outros, inconclusos. Segundo o então capitão, houve "gritante cerceamento do direito de defesa" no processo pelo qual o Conselho de Justificação o condenou, em janeiro de 1988.


Até Despejado da Vila Militar o Bolsonaro foi, pagador de mico nato! [Clique Aqui]

CRONOLOGIA:

3.set.1986 - A revista "Veja" publica artigo do então capitão Jair Bolsonaro, "O salário está baixo", em que pede aumento: "Não consigo sonhar com as necessidades mínimas que uma pessoa do meu nível cultural e social poderia almejar". Bolsonaro é preso por "transgressão grave". É acusado de "ter ferido a ética, gerando clima de inquietação no âmbito da organização militar" e também "por ter sido indiscreto na abordagem de assuntos de caráter oficial"

25.out.1987 - A revista "Veja" divulga a reportagem "Pôr bombas nos quartéis, um plano na Esao", na qual afirma que Bolsonaro, lotado na Escola Superior de Aperfeiçoamento de Oficiais, e outro militar, Fábio Passos, elaboraram um plano que previa a explosão de bombas em unidades militares do Rio para pressionar seus superiores. Segundo a reportagem, Bolsonaro teria dito que haveria "só a explosão de algumas espoletas" e explicou como construir uma bomba-relógio à base de TNT

25.out.1987: Bolsonaro e Passos entregam ao comando da Esao textos de próprio punho nos quais negam ter feito o plano e falado com a "Veja".

1º.nov.1987: "Veja" publica uma segunda reportagem, "De próprio punho", na qual traz o fac-símile de um croqui que teria sido desenhado por Bolsonaro com pontos em que as bombas seriam distribuídas. Ele nega a autoria repetidas vezes.

13.nov.1987: Sindicância da Esao conclui que há aspectos a serem melhor investigados e sugere remessa dos autos a um Conselho de Justificação.

15.dez.1987: Acusação diz que Bolsonaro agiu "comprometendo a disciplina e ferindo a ética militar"

8.jan.1988: Laudo de exame grafotécnico da Polícia Federal afirma que partiram do punho de Bolsonaro as anotações no croqui entregue pela "Veja"

25.jan.1988: Em sessão secreta, o Conselho de Justificação decide por unanimidade considerar Bolsonaro culpado. "O Justificante [Bolsonaro] mentiu durante todo o processo, quando negou a autoria dos esboços publicados na revista 'Veja', como comprovam os laudos periciais do Instituto de Criminalística da Polícia Federal e do 1º Batalhão de Polícia do Exército".

16.jun.1988: Por 8 votos a 4, os ministros do Superior Tribunal Militar consideraram Bolsonaro "não culpado" das acusações, diz que duas perícias confirmaram a autoria e duas não a confirmaram, o que configura "na dúvida a favor do réu". Sobre o texto na "Veja", o STM decidiu que "o justificante assumiu total responsabilidade por seu ato, foi punido com 15 dias de prisão".

22.dez.1988: Segundo extrato da ficha cadastro de Bolsonaro, fornecido pelo Exército à Folha, o militar “foi excluído do serviço ativo do Exército, a contar de 22 de dezembro de 1988, passando a integrar a Reserva Remunerada”. Segundo a assessoria de comunicação social, há uma lei que obriga a medida a partir da diplomação de militar para cargo eletivo, o que ocorreu com Jair Bolsonaro no final de 1988, já que ele foi eleito vereador do Rio de Janeiro.

Por Folha de S. Paulo - Bolsonaro era agressivo e tinha excessiva ambição, diz ficha militar
Por: RUBENS VALENTE, DE BRASÍLIA - 16/05/2017 02h01
O violento e insano Bolsonaro já revelava a sua natureza corrupta: “Necessita ser colocado em funções que exijam esforço e dedicação, a fim de reorientar sua carreira. Deu demonstrações de excessiva ambição em realizar-se financeira e economicamente” (ministro do Exército, Leonidas Pires Gonçalves)

Documento sigiloso produzido pelo Exército na década de 1980 mostra que oficiais superiores do hoje presidenciável Jair Bolsonaro (PSC) o avaliaram como dono de uma “excessiva ambição em realizar-se financeira e economicamente”. A avaliação foi protocolada sob sigilo, em 1987, no gabinete do então ministro do Exército, Leonidas Pires Gonçalves, durante um processo a que Bolsonaro foi submetido no Conselho de Justificação (espécie de inquérito).

Conforme a Folha divulgou nesta segunda-feira (15), no processo Bolsonaro reconheceu ato de indisciplina e deslealdade por ter divulgado um texto, sem autorização de seus superiores, com pedido de aumento salarial. Ele foi condenado pelos três coronéis que compunham o conselho mas, após um recurso, conseguiu a absolvição no STM (Superior Tribunal Militar).

Segundo a "ficha de informações" produzida em 1983 pela Diretoria de Cadastro e Avaliação do ministério, Bolsonaro, na época tenente com 28 anos de idade, "deu mostras de imaturidade ao ser atraído por empreendimento de garimpo de ouro. “Necessita ser colocado em funções que exijam esforço e dedicação, a fim de reorientar sua carreira. Deu demonstrações de excessiva ambição em realizar-se financeira e economicamente”. Em interrogatório a que foi submetido no conselho, Bolsonaro reconheceu ter feito garimpo "na cidade de Saúde, próximo de Jacobina [BA]", durante as férias, na companhia de três tenentes e dois sargentos paraquedistas, dois dos quais "estavam sob seu comando". Bolsonaro disse que não teve lucro e classificou a atividade como "hobby ou higiene mental".

Ouvido pelo conselho, o superior de Bolsonaro, coronel Carlos Alfredo Pellegrino, disse que tentou demovê-lo da ideia do garimpo, mas conheceu "pela primeira vez sua grande aspiração em poder desfrutar das comodidades que uma fortuna pudesse proporcionar".

Ao regressar, Bolsonaro procurou o oficial. Por um lado ele se "retratou", mas por outro teria "confirmado sua ambição de buscar por outros meios a oportunidade de realizar sua aspiração de ser um homem rico". Em sua decisão final, o Conselho de Justificação concordou com a avaliação da ficha de informações. "A imaturidade é de um profissional que deveria estar dedicado ao seu aprimoramento militar, através do adestramento, leitura e estudos, e não aventurar-se em conseguir riquezas". Segundo o coronel Pellegrino, Bolsonaro "tinha permanentemente a intenção de liderar os oficiais subalternos, no que foi sempre repelido, tanto em razão do tratamento agressivo dispensado a seus camaradas, como pela falta de lógica, racionalidade e equilíbrio na apresentação de seus argumentos".

OUTRO LADO:

Em entrevista por telefone, Bolsonaro disse: "Vá catar coquinho, Folha de S.Paulo. Vocês estão recebendo de quem para fazer matéria? Vocês estão recebendo de quem para me perseguir?". Prosseguiu: "Publica essa porra de novo agora sem falar comigo. Eu só falo com vocês gravando", disse o parlamentar. "Continue escrevendo essas porcarias aí na Folha."



- Os Detalhes:

- Planejou Ataque Terrorista, foi preso e expulso do exército - Vídeo Dossiê Bolsonaro: https://www.youtube.com/watch?v=HSRrUE6RObY 
- Os documentos do Exército sobre a expulsão de Jair Bolsonaro da Escola de Oficiais após plano terrorista: https://www.diariodocentrodomundo.com.br/exclusivo-os-documentos-do-exercito-sobre-a-expulsao-de-bolsonaro-da-escola-de-oficiais-apos-plano-terrorista/

- BOLSONARO TEM “DESVIO GRAVE DE PERSONALIDADE” SEGUNDO SUPERIORES: https://www.brasil247.com/pt/247/rio247/349464/Bolsonaro-tem-%E2%80%9Cdesvio-grave-de-personalidade%E2%80%9D-segundo-peritos.htm  (Trechos inéditos do julgamento do então capitão do Exército Jair Messias Bolsonaro, liberados pelo Superior Tribunal Militar (STM) traçam um perfil do agora presidenciável: "desvio grave de personalidade e uma deformação profissional", "falta de coragem moral para sair do Exército" e "ter mentido ao longo de todo o processo").
- Jair Bolsonaro Parabeniza Eduardo Cunha, exalta Golpe de 64 e Vota contra a Democracia: https://www.youtube.com/watch?v=gpyDmpN0hEw

Por Jornal ‘O Estado de S. Paulo’ -  O julgamento que tirou Bolsonaro do anonimato

O 'Estado' obtém áudios inéditos da sessão do STM que, em 1988, absolve o então capitão do Exército por ações contra 'decoro de classe'. Luiz Maklouf Carvalho - O Estado de S. Paulo 01 Abril 2018 | 05h00
O Capitão rebelde, indisciplinado e muito ganancioso, Jair Bolsonaro foi julgado, e condenado, ficou preso, recorreu da sentença, e aí fugiu para o foro privilegiado se elegendo vereador pelo RJ

Áudios inéditos do Superior Tribunal Militar (STM), solicitados pelo “O Estado de S. Paulo”, mostram a íntegra de um julgamento de 30 trinta anos atrás: o do então capitão do Exército Jair Messias Bolsonaro, à época com 33 anos, hoje com 63 e bem cotado presidenciável da extrema-direita Fascista. Entre 1987 e 1988, Bolsonaro foi julgado duas vezes sob a acusação de - "ter tido conduta irregular e praticado atos que afetam a honra pessoal, o pundonor militar e o decoro da classe"- Na primeira instância, em janeiro de 1988, foi considerado culpado pela unanimidade dos três julgadores, todos oficiais militares. Na última -- o STM, em sessão secreta de 16 de junho de 1988, integralmente gravada -- Bolsonaro foi considerado não culpado por a 9 a 4. O julgamento do STM foi a última etapa do longo e momentoso caso de rebeldia militar ocorrido durante a presidência de José Sarney -- a primeira depois da ditadura -- e o desenrolar do segundo ano da Constituinte. O maior derrotado pela absolvição do capitão Bolsonaro foi o general Leônidas Pires Gonçalves, ministro do Exército de Sarney, que avalizara publicamente a decisão da primeira instância, depois reformada. São 37 áudios nítidos, uns longos, outros mais curtos. Jogam luz numa história que vai sendo esquecida, e que esclarece uma parte importante na trajetória do polêmico personagem. Foi com esse episódio, cheio de vais e vens, que Bolsonaro saiu do anonimato, virou político e agora se lança à Presidência da República em 2018.

Um bom começo é vê-lo, ali pelo final de agosto de 1986, caminhando à paisana em direção à sucursal da revista "Veja", no Rio. Levava na bolsa a farda de capitão -- e com ela foi fotografado na Redação. A foto e o artigo "O salário está baixo" -- um petardo inusual contra a autoridade militar e o governo Sarney -- foram publicados na seção "Ponto de vista", de 03 de Setembro de 1986. Fruto de uma demorada negociação, obtida por iniciativa de "Veja", mas francamente colaborativa por parte do capitão, o artigo precisou de mais de uma ida à redação e de adaptações compatíveis com o estilo da seção. Não era sempre que um oficial do Exército dava a cara para bater, com nome, sobrenome, clareza, radicalidade e contundência. O pé do artigo -- disponível na internet -- informava que seu autor era "capitão do 8.º Grupo de Artilharia de Campanha, paraquedista, 31 anos, casado e pai de três filhos". Foi levado à prisão disciplinar, por 15 dias, a partir de 1º de Setembro, determinada em boletim interno pelo comandante da Brigada de Paraquedistas, coronel Ary Schittiny Mesquita. Entre as razões da "transgressão grave" estava "a de ter elaborado e feito publicar em revista de tiragem nacional, sem conhecimento e autorização de seus superiores, artigo em que tece comentários sobre a política de remuneração do pessoal civil e militar da União". E, também, "a de ter ferido a ética gerando clima de inquietação".

Elemento indisciplinado, causador de motins, brigas, insubordinação, incompreensivo e rebelde sem causa, sem lógica nem honra

São três volumes, com 1.535 páginas, que "O Estado de S. Paulo" consultou com atenção. “Pôr bomba nos quartéis, um plano na ESAO”, publicou a Veja na edição de 25 de Outubro daquele 1987, terceiro ano do governo Sarney. A reportagem informava que Bolsonaro e seu colega da ESAO, Fábio Passos, prepararam um plano, "Beco sem saída", para explodir bombas em unidades militares do Rio. Tarde da noite da sexta-feira em que "Veja" saía, os dois oficiais foram chamados ao comando da ESAO, e escreveram, de próprio punho, textos em que negavam a autoria do plano e contatos com a revista. Para Bolsonaro, o publicado foi “uma fantasia”.

Na edição seguinte, de 1.º de Novembro, a revista publicou "De próprio punho" - reafirmando a reportagem anterior e reproduzindo o que seria um fac-símile de dois croquis, supostamente desenhados por Bolsonaro, indicando locais em que as bombas seriam detonadas. Inquirido e reinquirido em sindicância da ESAO, Bolsonaro nega. Na questão mais delicada - a autoria dos croquis - dois exames grafotécnicos, um da Polícia Federal, outro do Exército, foram inconclusivos. Em 13 de Novembro, o caso foi levado para um Conselho de Justificação. Nomeado pelo ministro do Exército, Leônidas Pires Gonçalves, o conselho se instala em 8 de Dezembro. É composto pelo coronel Marcos Bechara Couto, presidente, e pelos tenentes-coronéis Nilton Correa Lampert, interrogante e relator, e Carlos José do Couto Barroso, escrivão. 

É quando se formaliza a acusação de "conduta irregular, prática de atos que afetam a honra pessoal, pundonor militar e decoro da classe". O conselho ouviu Bolsonaro meia dúzia de vezes, além de seus advogados. A negativa foi mantida. Ouviu, ainda, jornalistas e editores da revista "Veja", oficiais do Exército vizinhos de Bolsonaro, as esposas de alguns deles, incluindo Rogéria Nantes, mulher do capitão, que se recusou a falar. Ouviu também generais indicados pela defesa -- entre eles o general Newton Cruz, linha dura que Bolsonaro admirava superlativamente. Um novo laudo da Polícia Federal cravou a culpa do acusado: 

- “Não restam dúvidas ao ser afirmado que os manuscritos promanaram do punho gráfico do capitão Jair Messias Bolsonaro” -  Logo depois, a pedido do conselho, um quarto exame grafotécnico dos peritos do Exército que fizeram o primeiro laudo não acusatório, acrescentou um "complemento" contrário, afirmando que os caracteres "promanaram de um mesmo punho gráfico". Quatro exames grafotécnicos, portanto, empatando em 2 a 2. Em 25 de Janeiro, Bolsonaro foi condenado pela unanimidade do conselho com um libelo duro em que se registra "desvio grave de personalidade e uma deformação profissional", "falta de coragem moral para sair do Exército" e “ter mentido ao longo de todo o processo” ao negar contatos frequentes com a revista Veja.

Em fevereiro de 88, um despacho do ministro do Exército concorda com o parecer do conselho – e ao mesmo tempo encaminha os autos do processo para o Superior Tribunal Militar. É o Conselho de Justificação 129-9 – relatado pelo general Sérgio de Ary Pires, tendo por revisor o jurista e ex-deputado federal Aldo da Silva Fagundes. Treze ministros participaram da sessão secreta de julgamento de quatro meses depois, em 16 de junho de 88. Bolsonaro em princípio não aceitou advogado – ele próprio fez sua defesa escrita -, mas, no julgamento, foi defendido pela advogada Elizabeth Diniz Martins Souto, que segue atuando em Brasília.

Planejou ataques terroristas, iria executa-los caso a repórter da revista veja não tivesse denunciado, depois negou tudo, e foi provado que mentiu na cara de pau

A sessão começa com o relatório do general Sérgio Pires, que lê o libelo acusatório do primeiro Conselho de Justificação. Passa muito tempo às voltas com uma questão de ordem sobre se o representante do Ministério Público Militar poderia ou não poderia falar – acabou não falando. Depois de um intervalo, já pelo meio da tarde, falou a defesa. “Este processo constitui uma aberração jurídica terrível”, diz a dra. Martins Souto no áudio 16, com 32 minutos. A posição do Ministério Público Militar, lida pelo relator, diz que os autos colocam Bolsonaro “na inconfortável posição de incompatibilidade para o oficialato”.

“Não culpado”, vota o relator, general Sérgio Pires. Argumenta, no essencial, 1) que o capitão já pagou a pena pelo artigo na revista Veja – os quinze dias de prisão; 2) carência de prova testemunhal e 3) “profundas contradições existentes nos quatro exames grafotécnicos, dos quais dois não apontam a autoria dos croquis” e dois apontam, o que chama o princípio in dúbio pro réu.

Oito ministros seguiram o relator: Ruy de Lima Pessoa, Antônio Carlos de Seixas Telles, Roberto Andersen Cavalcanti, Paulo Cesar Cataldo, Raphael de Azevedo Branco, Alzir Benjamin Chaloub, George Belham da Mota e Aldo Fagundes, o revisor. Quatro votaram pela culpa e pela reforma do capitão: Antônio Geraldo Peixoto, José Luiz Clerot, José Luiz Leal Ferreira e Haroldo Erichsen da Fonseca. Aldo Fagundes, pelos primeiros, entendeu que Bolsonaro se deixara levar pela vaidade – “essa caminhada do anonimato à notoriedade é muito difícil” – e que isso era “muito pouco” para afastá-lo do Exército. José Luiz Clerot, pelos últimos, considerou que o que estava em jogo era “a mentira do capitão Bolsonaro”, a quem atribuiu a autoria dos croquis, “o que o leva às profundezas do inferno de Dante”.

Já era perto de onze da noite quando o julgamento terminou. O presidente mandou entrar a imprensa, e anunciou: “Estando em sessão pública, vou declarar o resultado dessa sessão secreta: por maioria de votos o capitão Bolsonaro foi julgado não-culpado”. Em dezembro de 1988, Bolsonaro foi para a reserva remunerada com a patente de capitão. Já era, desde novembro, vereador eleito do Rio de Janeiro pelo Partido Democrata Cristão. Bolsonaro não quis dar entrevista.



Dossiê Bolsonaro Corrupção - Parte 01 - Tudo o que Você precisa saber sobre o Candidato a Presidente de 2018:


Dossiê Bolsonaro Corrupção - Parte 02 - Tudo o que Você precisa saber sobre o Candidato a Presidente de 2018:


Dossiê Bolsonaro CorrupçãoParte 03 - Tudo o que Você precisa saber sobre o Candidato a Presidente de 2018:


Dossiê Bolsonaro Corrupção - Parte 04 - Tudo o que Você precisa saber sobre o Candidato a Presidente de 2018:


Dossiê Bolsonaro Corrupção - Parte 05 - Tudo o que Você precisa saber sobre o Candidato a Presidente de 2018:


Apenas a Ponta do Iceberg ($$$$$)
No destaque em Vermelho o condôminio de alto luxo na Barra da Tijuca onde o Bolsonaro tem duas Mansões, ele EFETIVAMENTE mora em uma dessas casas, cujo preço é de cerca de 3 milhões cada. Note os edifícios a volta, o bairro é de alto nível, e é a Beira Mar...

- Por Antonio Jorge: E aí, Bruno, beleza? Eu já não ia mesmo votar no “BolsoFarsa” nem por decreto pois sempre achei esse cara um completo maluco. Depois de ler essa matéria, descobri que os defeitos desse cara são piores do que imaginava - e se estendem pela família dele toda. O filho se mostra outro idiota completamente maluco.

Essas bestas foram eleitas pelo Estado do Rio, né? Pois eu moro aqui no Rio e conheço muito bem a área da Barra da Tijuca, onde esse meliante tem a tal mansão de "R$ 1 milhão e meio". Acontece que, com essa grana, ninguém compraria nem uma quitinete ali, se existissem quitinetes lá pra vender. Trata-se de uma área de luxo exclusiva para os muitos endinheirados. Não existem nem mesmo casas ali; as residências são todas mansões suntuosas. E se forem localizadas próximas à praia, não custam menos de R$ 10 milhões cada uma. E isso grana que não acaba mais!

Meu voto é nulo, pois não vislumbro nenhum candidato íntegro, inteligente e insuspeito no cenário político. Portanto, posso falar com isenção. O povo brasileiro é tão boçal quanto o Bolsonaro. É por isso que esse farsante cresce no gosto desse povo idiota e igualmente maluco. Como vc mesmo disse, eu também acredito que só muitos poucos se dão ao trabalho de LER uma matéria rica em informações como essa. Agora, ficar horas na frente da TV, assistindo novelas e futebol, e ficar mais horas ainda do lado de um aparelho de som tocando porcarias o dia todo, enquanto se empanturram com churrasco e cerveja, é com essas bestas humanas mesmo. Pior que Bolsonaros, Lulas, Temers, Cabrais e etc é esse povo louco e alienado que elege esses “Mitos”.

- Bruno Guerreiro de Moraes: Ótimo Antônio Jorge disse tudo. Aliás as pessoas tem num geral uma visão periférica, acha que só os "brasileiros" são assim, mas na verdade é a grande massa da população mundial. Acredito que em outros países melhores, tais como Alemanha, Inglaterra, Canadá (não estou contando com os países Asiáticos, pois ali a raça é outra) existe uma forte cultura e educação muito avançada, mas que faz apenas “amenizar” as tendências insanas da raça humana, mas resolver mesmo não resolve. No Brasil a educação e cultura do malandro, (e das vagabundas) é o que predomina e o povo num geral, a grande maioria, se entrega as suas tendências naturais (tendências puramente animais).

A tendência natural (Geral) dos seres humanos é para serem idiotas... salvo aqueles que são encarnações de grandes, antigas e sabias almas, como deve ser o seu caso, e talvez o meu também. Abraço.

Ps. o endereço exato do Bolsonaro é Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca, uma das regiões mais valorizadas do Rio de Janeiro, condomínio Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca. Segundo a Folha de S. Paulo ele tem duas casas lá. Link AQUI.


Condomínio Vivendas da Barra onde Bolsonaro tem duas mansões, entrada do condomínio

- Antônio Jorge: Bolsonaro se orgulha de responder a processos; já afirmou que é um sonegador de impostos; já declarou que pode vir a ser um violador de mulheres; já envergonhou a instituição militar da qual quase foi expulso; e, atualmente, envergonha a instituição legislativa da qual se utiliza para perpetrar a sua corrupção (e pra exercer impunemente a sua insanidade) e onde jamais conseguiu ter qualquer projeto seu aprovado. Este é o ‘exemplo de moralidade’ que quer tornar-se Presidente do Brasil a fim de envergonhá-lo ainda mais aos olhos do Mundo.

A Av. Lúcio Costa, onde o BolsoMaluco tem duas casas (!), é a antiga e badalada Av. Sernambetiba, que se estende em frente ao mar por quase 18 km. Essa Avenida mudou de nome para homenagear Lúcio Costa, arquiteto e urbanista responsável pelo Plano-Piloto daquela enorme e belíssima região. Morar na Barra da Tijuca sempre foi símbolo de grande status no Rio. E morar na Av. Lúcio Costa (onde ‘Bolso-Mito’ realizou a proeza de adquirir DUAS propriedades somente com o dinheiro que recebe como parlamentar) é um sonho na vida dos cariocas.

Bolso-Mito deve ter entupido os bolsos com dinheiro ilícito para conseguir comprar dois imóveis num dos lugares mais caros e luxuosos aqui do Rio. Se como um reles deputado, famoso apenas por seus desequilíbrios, este homem conseguiu reunir tal patrimônio material e imoral, o que ele não acabará reunindo se assumir a Presidência da República?

Bruno, sua observação, num comentário anterior, acerca da imbecilidade humana que leva grande parcela da população brasileira a idolatrar figuras como esse tal de “BolsoNada” foi realmente muito perspicaz. De fato, como você bem apontou, essa imbecilidade não é uma exclusividade brasileira. Observa-se esse lastimável estado na humanidade em geral, de um modo mais ou menos acentuado dependendo do país de origem. Muito das causas e motivos para essa anomalia toda eu aprendi nas suas dissertações acerca do “Mundo-Prisão” em que vivemos.

Em um artigo recente, você também comentou sobre o livro de Mauro Biglino, “A Bíblia Não é Um Livro Sagrado”. Considerei absolutamente fundamental ler (e ter) essa obra, e este já será o terceiro livro que vou adquirir com base em sugestões suas. Isso sem contar os seus próprios artigos que tratam da grande farsa que foi Jesus, da farsa que é a Teoria da Evolução, dentre outros tópicos relevantes - os quais em muito contribuem para ajudar a nos libertar da ignorância. Bem, pelo menos aos que se dispõem a tanto.

Só lamento não ter mais notícias sobre o seu antigo projeto de lançar um livro que trataria de várias questões complexas que, em última análise, estão subjacentes nessa problemática toda que é o mundo em que vivemos - e no qual estamos cercados de uma disparidade de espíritos que, conforme os seus esclarecimentos, não estão aqui apenas encarnados, mas sim verdadeiramente enclausurados. Abraços! - Corrigindo: em quase TRÊS DÉCADAS de mandato, Bolsonaro só teve DOIS projetos de Lei aprovados. Deve ser o novo recorde mundial!



Tortura, Ditadura e Fuzilamento do FHC
(Se for eleito presidente, darei o Golpe no mesmo dia!):


Merece Respeito? Em 2009, referindo-se ás famílias que procuram seus parentes mortos pela ditadura, Bolsonaro mostrou um cartaz com os dizeres: “quem procura osso é cachorro”

Em uma entrevista para a revista Veja em 02 de Dezembro de 1998, o parlamentar afirmou que a ditadura chilena de Augusto Pinochet, que matou mais de 3.000 pessoas e exilou outras 200.000, “devia ter matado mais gente”. Ele também elogiou o presidente peruano Alberto Fujimori como um “modelo” pelo uso de uma intervenção militar contra o judiciário e o legislativo. Em 1999, o deputado afirmou ao programa “Câmera Aberta” que era “favorável à tortura” (veja mais sobre isso abaixo) e chamou a democracia de “porcaria”. Se fosse presidente do país, respondeu que não havia “a menor dúvida” de que “fecharia o Congresso” e de que “daria um golpe no mesmo dia”. Na mesma época, ao explicar ao apresentador Jô Soares por que defendeu o fuzilamento do então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), ele disse que “barbaridade é privatizar a Vale e as telecomunicações, entregar as nossas reservas petrolíferas ao capital externo” um discurso de esquerda...

Brigas com Maria do Rosário, só estupra se ela merecer:
A deputada Maria do Rosário, e o escroto Bolsonaro atritando em 2014

Em dezembro de 2014, durante uma discussão no plenário da Câmara dos Deputados, Bolsonaro afirmou que “não estupraria” a deputada Maria do Rosário porque ela “não merece”. A briga ocorreu após ela dizer que a ditadura militar foi “vergonha absoluta” para o Brasil. Ele repetiu uma ofensa que já havia proferido contra a parlamentar em 2003, quando os deputados discutiram por conta da maioridade penal durante entrevistas sobre o Caso Liana Friedenbach e Felipe Caffé. O registro mostra Rosário a declarar: - “O senhor é que promove essas violências. Promove, sim” - Em seguida, Bolsonaro pede: - “Grava isso aí, grava isso aí, me chamando de estuprador” - Rosário, ao fundo, afirma: - “É, sim, é”- Jair Bolsonaro então diz: - “Jamais estupraria você porque você não merece!”-  Em uma entrevista feita em fevereiro de 2015, ao ser questionado sobre a declaração à Rosário, Bolsonaro disse ao jornal Zero Hora: - “Ela não merece porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia. Não faz meu gênero. Jamais a estupraria...” -  Em outras palavras, se ela “merecesse” então sim, ele a estupraria, assim como qualquer outra mulher que “merecesse”, (fosse bonita, atraente para ele). Afirmação bastante descuidada... o que só revela o problema de descontrole emocional que o acomete ao ser contrariado.

Em virtude das declarações feitas durante as discussões com Maria do Rosário, Bolsonaro foi condenado em primeira instância por danos morais em setembro de 2015. Em junho de 2016, o Supremo Tribunal Federal (STF), ao analisar denúncia da Procuradoria Geral da República e queixa da própria deputada, decidiu abrir duas ações penais contra o deputado Bolsonaro. Em uma decisão por quatro votos contra um, a Segunda Turma do STF entendeu que além de incitar a prática do estupro, Bolsonaro ofendeu a honra da colega. Como resultado o deputado tornou-se réu pela suposta prática de apologia ao crime e por injúria. A denúncia contra Bolsonaro por apologia ao crime foi apresentada em dezembro de 2014 por Ela Wiecko (vice-procuradora-geral da República), e caso condenado, ele pode ser punido com pena de 3 a 6 meses de prisão, mais multa. Em 15 de agosto de 2017, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a decisão da primeira instância e determinou que o parlamentar pague uma indenização de 10 mil reais para Maria do Rosário. O caso ainda está em aberto, e rasteja a passos de tartaruga no sistema judiciário brasileiro...


Homofóbico e Racista, (Kit Gay) mais detalhes (Clique Aqui)
Bolsonaro em mais um, de vários, discursos de ódio e intolerância contra gays e lésbicas. O deputado é cristão evangélico, e abraça os discursos de ódio de padres e pastores, que se baseiam na bíblia para condenar homossexuais, sobre o Kit Gay, clique aqui

Bolsonaro condena publicamente a homossexualidade e se opõe à aplicação de leis que garantam direitos LGBT, como o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a adoção de filhos por casais homossexuais, além da alteração no registro civil para transexuais. Em uma entrevista para a revista Playboy, em junho de 2011, Bolsonaro afirmou que “seria incapaz de amar um filho homossexual” e que preferia que um filho seu “morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí”. O parlamentar também afirmou que se um casal homossexual fosse morar ao seu lado isto iria desvalorizar a sua casa. Em julho do mesmo ano, durante uma entrevista para leitores da revista Época, Bolsonaro disse que “se lutar para impedir a distribuição do 'kit-gay' [conjunto de diretrizes apoiadas pela UNESCO e elaboradas pelo Ministério dos Direitos Humanos, em parceria com entidades não governamentais, que visava a promover a cidadania e os direitos humanos da comunidade LGBT] nas escolas de ensino fundamental com a intenção de estimular o homossexualismo, em verdadeira afronta à família é ser preconceituoso, então sou preconceituoso, com muito orgulho”, disse. No documentário “Out There”, feito pelo ator e comediante britânico Stephen Fry e exibido na BBC em 2013, o deputado declarou que “nenhum pai tem orgulho de ter um filho gay” e que “nós, brasileiros, não gostamos dos homossexuais”.

Em 09 Novembro de 2017, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro condenou Bolsonaro a pagar uma multa de 150 mil reais por dano moral coletivo devido a declarações dadas pelo parlamentar em 2011 ao programa CQC, quando afirmou que “não corre o risco” de ter um filho homossexual porque seus filhos têm uma “boa educação”. A juíza Luciana Teixeira disse que o deputado abusou do seu direito de livre expressão para cometer ato ilícito. “Não se pode deliberadamente agredir e humilhar, ignorando-se os princípios da igualdade e isonomia, com base na invocação à liberdade de expressão”.

Em uma entrevista concedida ao Jornal de Notícias em 2011, o deputado federal associou a homossexualidade à pedofilia ao afirmar que “muitas das crianças que serão adotadas por casais gays vão ser abusadas por esses casais homossexuais”.  Além disto, alegou que o Brasil não precisa de uma legislação específica contra a homofobia porque “a maioria dos homossexuais é assassinada por seus respectivos cafetões, em horários em que o cidadão de bem já está dormindo”. Na Folha de S.Paulo, em Maio de 2002, disse que poderia agredir homossexuais: “se eu vir dois homens se beijando na rua, vou bater”. No mesmo jornal, mas em Novembro de 2010, Bolsonaro defendeu surras em filhos homossexuais: “Se o filho começa a ficar assim, meio gayzinho, [ele] leva um couro e muda o comportamento dele!”.

Possesso de ódio e intolerância, vocifera contra os LGBT prometendo “varrer” todos da face da Terra. Um religioso fundamentalista seguidor da fraude que é o cristianismo

- Sobre a Ditadura Militar no Brasil: O deputado federal também é conhecido por alegar que a ditadura foi uma época “gloriosa” da história do Brasil. Em carta publicada no jornal Folha de S. Paulo ele se refere ao período militar como “20 anos de ordem e progresso”. O deputado também afirmou, durante uma discussão com manifestantes em dezembro de 2008, que “o erro da ditadura foi torturar e não matar”. Bolsonaro foi criticado pelos meios de comunicação, por políticos e pelo Grupo “Tortura Nunca Mais”, sobretudo depois de ter afixado na porta de seu escritório um cartaz que dizia aos familiares dos desaparecidos da ditadura militar que “quem procura osso é cachorro”. Em 1993, apenas oito anos após o retorno da democracia no país, disse que apenas um regime militar conduziria a um Brasil mais “próspero e sustentável”. Em Março de 2015, quando o Golpe de 1964 fez 51 anos, Bolsonaro publicou em um blog pessoal uma imagem e um texto comemorando o acontecimento. O parlamentar alegou que o golpe não passou de uma “intervenção democrática”, fruto da “pressão popular”, e que em 1968 os guerrilheiros começaram a atacar, usando táticas de guerrilha aprendidas na China e em Cuba. Sendo que na verdade o golpe militar foi financiado e incentivado pelos EUA que estavam em Guerra Fria com a URSS, Jânio Quadros o presidente eleito renunciou ao sentir toda a pressão e agressividade dos Norte Americanos, dizendo que a situação do Brasil era dramática. João Goulart, seu vice, quis prosseguir do jeito que tava, e aconteceu o que aconteceu, foi deposto e mais tarde morto no exílio.

Armas de Fogo (ele é da bancada da Bala no Congresso)
Bolsonaro não tem o que dizer sobre economia ou Petrobrás. Seu negócio é o mundo do Macho Escroto testosterona, com suor, chulé, pum e revolver”. (Reinaldo Azevedo, jornalista de política, Rádio Band News FM)

O parlamentar defende a revogação do Estatuto do Desarmamento e defende que o proprietário rural tenha direito de adquirir fuzis para evitar invasões do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, isto é... defende guerra civil né? Como um fazendeiro/coronel vai evitar invasões em terras abandonadas e improdutivas usando fuzil? Atirando nos invasores certo? Esses “invasores” são famílias pobres, homens, mulheres e crianças pobres. O MTST só invade propriedades abandonadas, ou partes de propriedades que estão improdutivas. SÃO TERRAS IMPRODUTIVAS!!

Foi Assaltado, Teve a Arma e a Moto Roubadas
(comentou: Mesmo Armado me Senti indefeso)
Bolsonaro defende o porte de arma de fogo para os cidadãos comuns, como medida que vai diminuir a violência, ajudando na segurança pública, mas ao ser assaltado (ele que já tinha 40 anos, capitão do exército treinado, já com boa experiencia) não pode fazer nada, a não ser mijar nas calças. Entregou a Moto, a Arma de Fogo, e ficou com muito medo de levar um tiro da própria arma, comentou que “Mesmo armado me senti indefeso”. Então como liberar as armas para as pessoas comuns, sem treinamento, vai resolver o problema da segurança pública?


Zoofilia, sexo com animais, estuprador de animais

Bolsonaro Estuprador de Animais - Estuprou e tem Orgulho de Dizer!

Jair Bolsonaro, estuprador de animais, praticante da zoofilia, estupro de animais

Bolsonaro confessou que durante a adolescência praticou zoofilia, não entrou em detalhes, mas disse claramente que teve relações sexuais com animais, tais como galinhas, jumentas, cabritas. O programa de humor (mas também muito sério) que criticava políticos e ia atrás de casos de corrupção (e fazia graves denúncias), o CQC tinha um quadro onde usavam um “detector de mentiras” para então questionar o entrevistado, o Bolsonaro aceitou ser submetido ao teste com essa máquina (que tem eficácia muito questionável), ele não levou a sério, afinal é um programa de humor, e é obvio que o teste não foi feito com todo o rigor cientifico necessário, O teste do polígrafo (detector de mentiras) já está obsoleto há muito tempo, outras tecnologias são mais eficazes, tais como a que monitora a atividade cerebral, o polígrafo pode ser enganado, ou atestar errado se a pessoa mente ou não. Mas de qualquer modo ele quis participar da “brincadeira” e nisso foi perguntado varias coisas muito sensíveis. E Bolsonaro, como o Burro que é, respondeu, e não podemos dizer que foi “apenas por brincadeira” pois o que respondeu não tem graça nenhuma, não pelo menos para nós, pessoas sensatas.


Jair Bolsonaro admitiu fazer Sexo com animais, praticou essa atrocidade com pobres animais, é um estuprador

Entre as várias perguntas incomodas, foi perguntado se ele iniciou a sua vida sexual com animais, e ele disse que sim! Quando era adolescente fez sexo com galinhas. Não entrou em maiores detalhes, mas é obvio que se fez mesmo, deve ter também estuprado cabras, cadelas, jumentas, e outros animais. O que claro é escandaloso, repugnante, atroz, nojento, se trata de um verdadeiro mal trato de animais, afinal o animal sempre vai ser inocente e uma vez usado como objeto sexual, obvio que não é sexo concedido, e é por tanto um estupro! Bolsonaro ESTUPROU ANIMAIS (e será que estupra até hoje?), ele fala com muito 'bom humor' sobre o assunto, como se isso não fosse nada demais. 

Lamentavelmente existe uma procura razoavelmente grande por sexo com animais, basta pesquisar no google por Zoofilia e acharemos vídeos, imagens, muitos sites oferecendo vídeos de sexo com animais, e até Clube da Zoofilia! Sim é chocante, mas lamentavelmente verdadeiro... Além de dizer que estuprou animais, ele também confessou que já bateu em mulher, ele rejeitou violentamente uma moça na adolescência que estava “forçando” alguma coisa com ele, também não deu detalhes. Então o 'machão Bolsonaro', que faz tanta questão de dizer que é macho, que é hétero que não gosta de homossexuais, que é tão machista, sexista. Na adolescência rejeitou uma moça que pelo que ele deixou a entender, queria relações sexuais, e ele a rejeitou (não quis transar com ela) e para isso usou de violência.

No mínimo isso tudo é curioso não é verdade? O que apenas reforça o que disse no inicio do artigo, esse ser humano sofre de problemas mentais, pois se fosse inteligente e consciente, não teria praticado atrocidades como essas. Qualquer pessoa minimamente sensata sabe que essas são práticas condenáveis e cruéis. Então realmente o ‘tico e o teco’ dele não funciona direito, ele tem parafuso solto SIM! Além de revelar a perversidade que ele carrega em si, pois ao estuprar pobres animais, deveria ter piedade dos bichos que naturalmente sofrem durante o ato repugnante, é uma tortura.

Obs. Agora se ele mentiu, se ele brincou ao dizer isso, foi uma brincadeira de PÉSSIMO GOSTO, mas quer saber? Não acho que é mentira... ele falou a verdade sim, e quem em sã consciência iria dizer (confessar) essas coisas na frente das câmeras num programa de alcance nacional? Ninguém sensato certo? Mas o Bolsonaro o fez, por que é mentalmente lesado!!!! Sim isso mesmo! Ele é doente mental, seu raciocino é lerdo, confuso, sem muita noção, por isso confessou o que confessou, e foi sincero sim, por mais inacreditável que isso seja.


Praticante de Zoofilia, Bolsonaro é um confesso Estuprador de animais:


Fontes:

- Bolsonaro Estuprador de Animais - Estuprou e tem Orgulho de Dizer! https://www.facebook.com/saltoquanticogenetico/videos/1518026578306136/
- Bolsonaro Estuprador de Animais? A entrevista mais sincera de Bolsonaro revela zoofilia, violência contra mulher e frisa homofobia. Como esperado, o presidenciável deixou claro a preferência por vizinhos “normais” e preconceito contra homossexuais.
- Bolsonaro Estuprador de Animais - Estuprou e tem Orgulho de Dizer! https://www.youtube.com/watch?v=WEYh47jl01c
- Bolsonaro admite que comia galinha; e não estava se referindo à alimentação. E agora, MBL? - Ídolo do MBL, deputado federal do PSC, que se comporta como defensor dos "bons costumes", praticou zoofilia: disse na televisão que iniciou sua vida sexual com galinhas: https://www.revistaforum.com.br/bolsonaro-admite-que-comia-galinha-e-nao-estava-se-referindo-alimentacao-e-agora-mbl/

- Tortura e pena de Morte: Em 2000, Jair Bolsonaro defendeu, numa entrevista à revista IstoÉ, a utilização da tortura em casos de tráfico de droga e sequestro e a execução sumária em casos de crime premeditado. Ele justifica seu posicionamento ao dizer que “o objetivo é fazer o cara abrir a boca” e “ser arrebentado para abrir o bico”. De acordo com a entrevista de 2000 concedida à IstoÉ, Bolsonaro ainda defende a censura, embora não especifique de qual tipo. Apesar destas afirmações, recentemente o político afirmou que nunca foi favorável a tortura... quer dizer, tá negando o que disse, assim como fazem outros políticos que ele critica. Sobre tortura, essa não é, e nunca foi, um bom método para conseguir informações, pois o torturado vai aceitar dizer qualquer coisa para a tortura acabar logo. Stalin sabia muito bem disso, e fazia graça com esse fato. Se você está sendo eletrocutado, queimado, seus músculos e ossos torcidos, você vai admitir qualquer coisa que o torturador quiser te amputar. Supostamente “milhares de bruxas” foram queimadas vivas durante a inquisição da igreja católica na idade média. Não, na verdade não... eram apenas mulheres comuns sendo torturadas e obrigadas a dizer que eram mesmo bruxas. Se fossem bruxas mesmo (com pacto com o diabo e tudo) iriam ser assim facilmente capturadas e torturadas por meros mortais? Obvio que não...

- Violência no Brasil: Em vídeo postado pelo seu filho, o também deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), o parlamentar fluminense afirmou que “violência se combate com violência e não com bandeiras de direitos humanos”, como as defendidas pela Anistia Internacional, que ele afirmou ser formada por “canalhas e idiotas”. Questionado sobre um levantamento da organização que mostrou que a polícia brasileira é a que mais mata no mundo, Bolsonaro disse: “Eu acho que essa Polícia Militar do Brasil tinha que matar é mais!”.

- Fanático Religioso, Evangélico Fundamentalista: Em um discurso em Campina Grande, em fevereiro de 2017, o deputado criticou o Estado laico ao dizer: “Deus acima de tudo. Não tem essa historinha de Estado laico não. O Estado é cristão e a minoria que for contra que se mude. [...] as minorias têm que se curvar para as maiorias”.

- Opinião internacional sobre ele: O jornalista estadunidense Glenn Greenwald se referiu a Bolsonaro como “o mais misógino e detestável funcionário público eleito no mundo democrático”. O site News.com.au, parte do conglomerado da News Corporation na Austrália, afirmou que o parlamentar é o “mais repulsivo político do mundo”, enquanto a revista britânica The Economist classificou o deputado como “radical”, “religioso nacionalista”, “demagogo de direita” e “apologista de ditadores”.

- Machista Assumido, (e com muito orgulho): Na entrevista concedida ao Zero Hora em 2015, o deputado também afirmou que não acha justo que mulheres e homens recebam o mesmo salário porque as mulheres engravidam, alegando que o direito a licença-maternidade prejudica a produtividade do empresário. Em abril de 2017, em um discurso no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, Bolsonaro fez uma menção sobre sua filha Laura, então com 6 anos, ao dizer: “Eu tenho cinco filhos. Foram quatro homens, aí no quinto eu dei uma fraquejada e veio uma mulher”.



Pode ser que você até concorde com uns cinco, dez pontos, mas será que você aguenta o resto desse “combo”? Cuidado com a promoção, aqui comprou um, levou todo o resto. Indignação desprovida de ação é só um ato indigno, depois não vai adiantar reclamar. #EleNão #EleNunca

INCOERÊNCIA PRÁTICA:

1 - Bolsonaro emprega servidora fantasma que vende açaí em Angra (https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949719-bolsonaro-emprega-servidora-fantasma-que-vende-acai-em-angra.shtml)
2 - Em 27 anos de Câmara, Bolsonaro prioriza militares e ignora saúde e educação (https://congressoemfoco.uol.com.br/eleicoes/na-camara-bolsonaro-prioriza-militares-e-ignora-saude-e-educacao/)
3 - Como deputado, Bolsonaro defende privilégios e eleva gasto público (https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/09/como-deputado-bolsonaro-defende-privilegios-e-eleva-gasto-publico.shtml)
4 - Partido de Bolsonaro foi o mais fiel ao governo Temer no 1º semestre (https://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/7532082/partido-bolsonaro-foi-mais-fiel-governo-temer-semestre)
5 - Patrimônio de Jair Bolsonaro e filhos se multiplica na política (https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948526-patrimonio-de-jair-bolsonaro-e-filhos-se-multiplica-na-politica.shtml)
6 - Ex-mulher acusou Bolsonaro de furto de cofre e agressividade (https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/09/ex-mulher-acusou-bolsonaro-de-furto-de-cofre-e-agressividade.shtml?utm_source=whatsapp&utm_medium=social&utm_campaign=compwa)
7 - Bolsonaro diz que usou auxílio-moradia para 'comer gente' (https://noticias.band.uol.com.br/noticias/100000895436/bolsonaro-diz-que-usou-auxilio-moradia-para-comer-gente-.html)
8 - Guru de Bolsonaro defende 'superpoderes' a partidos em votações na Câmara (https://oglobo.globo.com/brasil/guru-de-bolsonaro-defende-superpoderes-partidos-em-votacoes-na-camara-23090434)
9 - Para vencer no 1º turno, Bolsonaro propõe voto em branco e nulo (https://politica.estadao.com.br/blogs/coluna-do-estadao/para-vencer-no-1o-turno-bolsonaro-propoe-voto-em-branco-e-nulo/)
10 - Pré-candidato, Bolsonaro quadruplica faltas na Câmara dos Deputados (https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/03/pre-candidato-bolsonaro-quadruplica-faltas-na-camara-dos-deputados.shtml)
11 - Bolsonaro omitiu bens avaliados em R$ 2,6 milhões à Justiça Eleitoral, mostram dados de cartórios (https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-omitiu-bens-avaliados-em-26-milhoes-justica-eleitoral-mostram-dados-de-cartorios-23110637)

DESPREPARO INSTITUCIONAL:

12 - Após polêmicas, campanha veta Mourão em debate de candidatos a vice (https://oglobo.globo.com/brasil/apos-polemicas-campanha-veta-mourao-em-debate-de-candidatos-vice-23106954#ixzz5SMGT3fwv)
13 - Bolsonaro: “Não aceito o resultado das urnas diferente da minha eleição” (https://congressoemfoco.uol.com.br/eleicoes/bolsonaro-nao-aceito-o-resultado-das-urnas-diferente-da-minha-eleicao/)
14 - Crítico de urnas eletrônicas, partido de Bolsonaro não acompanha testes do equipamento (https://www.google.com.br/amp/s/blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/amp/critico-de-urnas-eletronicas-partido-de-bolsonaro-nao-acompanha-testes-do-equipamento.html)
15 - ‘Uma Constituição não precisa ser feita por eleitos pelo povo', diz Mourão (https://politica.estadao.com.br/noticias/eleicoes,uma-constituicao-nao-precisa-ser-feita-por-eleitos-pelo-povo-diz-mourao,70002501254)
16 - Bolsonaro defendeu em entrevista aumentar para 21 os ministros do STF (https://www.jota.info/eleicoes-2018/bolsonaro-stf-indicar-ministros-24092018)
17 - Lançamento de carta pregando democracia divide campanha de Bolsonaro (https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/09/lancamento-de-carta-pregando-democracia-divide-campanha-de-bolsonaro.shtml?)
18 - Bolsonaro se diz desinteressado em discutir paramilitares mesmo após defender legalização de grupos (https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-se-diz-desinteressado-em-discutir-paramilitares-mesmo-apos-defender-legalizacao-de-grupos-22863979#ixzz5SMK1v1xK)

ECONOMIA:

19 - Paulo Guedes quer imposto nos moldes da CPMF e alíquota única de IR, diz Folha (https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1LZ1E8-OBRBS)
20 - Mourão propõe renegociar os juros da dívida do governo (https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/09/mourao-propoe-renegociar-os-juros-da-divida-do-governo.shtml?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=compf)
21 - Bolsonaro dispara dados falsos sobre economia, saúde e educação (https://exame.abril.com.br/brasil/bolsonaro-dispara-dados-falsos-sobre-economia-saude-e-educacao/)

NOTÍCIAS FALSAS:

22 - Bolsonaro mentiu ao falar de livro de educação sexual no ‘Jornal Nacional’ (https://brasil.elpais.com/brasil/2018/08/29/politica/1535564207_054097.html?id_externo_rsoc=FB_CC)
23 - De Datena a Sandy, famosos negam textos e áudios pró-Bolsonaro (https://veja.abril.com.br/entretenimento/de-datena-a-sandy-famosos-negam-textos-e-audios-pro-bolsonaro/)
24 - Apoiadores de Bolsonaro e Haddad são os que mais divulgam notícias falsas (https://exame.abril.com.br/brasil/apoiadores-de-bolsonaro-sao-os-que-mais-compartilham-noticias-falsas/)

MEIO AMBIENTE:

25 - Bolsonaro quer fundir ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente (https://tv.estadao.com.br › politica,bolson...Bolsonaro quer fundir ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente e prega …)
26 - Em RO, Bolsonaro critica número de áreas florestais protegidas no país: ‘atrapalha o desenvolvimento’ (https://jovempan.uol.com.br/programas/jornal-da-manha/em-ro-bolsonaro-critica-numero-de-areas-florestais-protegidas-no-pais-atrapalha-o-desenvolvimento.html)
27 - Em encontro com empresários, Bolsonaro indica ser favorável à exploração comercial da Amazônia (https://epoca.globo.com/em-encontro-com-empresarios-bolsonaro-indica-ser-favoravel-exploracao-comercial-da-amazonia-22975107)
28 - Bolsonaro diz que “a Amazônia não é nossa” (https://brasil.elpais.com/brasil/2018/05/18/politica/1526612140_988427.html)

EDUCAÇÃO:

29 - Bolsonaro defende educação à distância desde o ensino fundamental (https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-defende-educacao-distancia-desde-ensino-fundamental-22957843)
30 - Bolsonaro diz que Estatuto da Criança e do Adolescente deve ser 'rasgado e jogado na latrina' (https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-diz-que-eca-deve-ser-rasgado-jogado-na-latrina-23006248)
31 - Bolsonaro diz que quer Alexandre Frota ministro da Cultura em vídeo (https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-diz-que-quer-alexandre-frota-ministro-da-cultura-em-video-22535166?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=compartilhar)
32 - “Posto Ipiranga" da educação de Bolsonaro presta consultoria para presidenciável via WhatsApp (https://epoca.globo.com/posto-ipiranga-da-educacao-de-bolsonaro-presta-consultoria-para-presidenciavel-via-whatsapp-23025460?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=compartilhar)

HISTÓRIA E CULTURA:

33 - Bolsonaro propõe rebaixar Ministério da Cultura à condição de secretaria (https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2018-09-04/bolsonaro-ministerio-da-cultura.html)
34 - No Pará, Bolsonaro defende PM por massacre em Carajás (https://exame.abril.com.br/brasil/no-para-bolsonaro-defende-pm-por-massacre-em-carajas/)
35 - “O grande erro da ditadura foi torturar e não matar” (https://www.youtube.com/watch?v=6_catYXcZWE)
36 - “Pela memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff. Eu voto sim” (https://www.youtube.com/watch?v=SroqvAT71o0)
37 - Vice de Bolsonaro: país herdou indolência do índio e malandragem do negro (https://veja.abril.com.br/blog/rio-grande-do-sul/vice-de-bolsonaro-pais-herdou-indolencia-do-indio-e-malandragem-do-negro/)
38 - Em telegrama, Bolsonaro chama ditador Augusto Pinochet de 'saudoso general’ (https://noticias.band.uol.com.br/eleicoes/noticias/100000933120/em-telegrama-bolsonaro-chama-ditador-pinochet-de-saudoso-general.html)
39 - Bolsonaro quer resgatar educação moral e cívica no currículo das escolas (https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/09/bolsonaro-quer-resgatar-educacao-moral-e-civica-no-curriculo-das-escolas.shtml)
40 - ‘Aqui no Brasil não existe isso de racismo', diz Bolsonaro em Fortaleza (https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/agencia-estado/2018/06/29/aqui-no-brasil-nao-existe-isso-de-racismo-diz-bolsonaro-em-fortaleza.htm?utm_source=facebook&utm_medium=social-media&utm_campaign=uol&utm_content=geral&cmpid=copiaecola)
41 - Na Record, Bolsonaro cita informação falsa sobre #elenão e Lei Rouanet (https://aosfatos.org/noticias/na-record-bolsonaro-cita-informacao-falsa-sobre-elenao-e-lei-rouanet/)

POLÍTICA EXTERNA:

42 - Admirador de Trump, Bolsonaro tenta se aproximar da Casa Branca (https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/06/admirador-de-trump-bolsonaro-tenta-se-aproximar-da-casa-branca.shtml).
43 - Vice de Bolsonaro, Mourão chama países emergentes de "mulambada" (https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/09/17/mourao-vice-de-bolsonaro-chama-aliados-do-brasil-de-mulambada.htm?utm_source=facebook&utm_medium=social-media&utm_campaign=noticias&utm_content=geral)
44 - Documento de grupo de Bolsonaro propõe barrar migrantes por razões ideológicas (https://oglobo.globo.com/brasil/documento-de-grupo-de-bolsonaro-propoe-barrar-migrantes-por-razoes-ideologicas-23106719)
45 - Bolsonaro diz que vai tirar Brasil da ONU se for eleito presidente (https://g1.globo.com/politica/eleicoes/2018/noticia/2018/08/18/bolsonaro-diz-que-vai-tirar-brasil-da-onu-se-for-eleito-presidente.ghtml)

MACHISMO:

46 - “Eu tenho 5 filhos. Foram 4 homens, a quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher” (https://www.youtube.com/watch?v=Cp1GdBx32CM)
47 - Bolsonaro diz que não pagaria a mulheres o mesmo salário dos homens (https://www.redetv.uol.com.br/superpop/videos/ultimos-programas/bolsonaro-diz-que-nao-pagaria-a-mulheres-o-mesmo-salario-dos-homens)
48 - Bolsonaro defendeu redução da licença maternidade (https://veja.abril.com.br/politica/bolsonaro-defendeu-reducao-da-licenca-maternidade/)
49 - “Mulheres de direita têm mais higiene”, diz filho de Bolsonaro (https://veja.abril.com.br/politica/mais-de-10-mil-veiculos-saem-em-carreata-pro-bolsonaro-em-brasilia/)

DISCURSO DE ÓDIO:

50 - "Sou favorável à tortura. Só vai mudar com guerra civil, matando uns 30 mil"
https://www.youtube.com/watch?v=-fMdCwlwg8E
51 - Bolsonaro diz na TV que seus filhos não 'correm risco' de namorar negras ou virar gays porque foram 'muito bem educados' (https://oglobo.globo.com/politica/bolsonaro-diz-na-tv-que-seus-filhos-nao-correm-risco-de-namorar-negras-ou-virar-gays-porque-foram-muito-bem-educados-2804755)
52 - “Todo gordinho está virando mariquinha”, diz Bolsonaro (https://congressoemfoco.uol.com.br/especial/noticias/todo-gordinho-esta-virando-mariquinha-diz-bolsonaro/)
53 - Bolsonaro diz que não teme processos e faz nova ofensa: "Não merece ser estuprada porque é muito feia" (https://gauchazh.clicrbs.com.br/geral/noticia/2014/12/Bolsonaro-diz-que-nao-teme-processos-e-faz-nova-ofensa-Nao-merece-ser-estuprada-porque-e-muito-feia-4660531.html)
54 - Jair Bolsonaro se irrita e chama jornalista de “analfabeta” e “idiota” (https://vejasp.abril.com.br/blog/pop/jair-bolsonaro-se-irrita-e-chama-jornalista-de-8220-analfabeta-8221-e-8220-idiota-8221-assista/)
55 - “Brasileiro não gosta de homossexual”, diz Bolsonaro à BBC (https://exame.abril.com.br/brasil/a-documentario-da-bb-bolbrasileiro-nao-gosta-de-homossexual/)
56 - No Acre, Bolsonaro fala em ‘fuzilar a petralhada’ e enviá-los à Venezuela (https://www.poder360.com.br/eleicoes/no-acre-bolsonaro-fala-em-fuzilar-a-petralhada-e-envia-los-a-venezuela/)
57 - Bolsonaro critica cotas e nega dívida com negros: "não escravizei ninguém" (https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/07/31/bolsonaro-diz-que-pretende-reduzir-cortas-nunca-escravizei-ninguem.htm?cmpid=copiaecola)
58 - Bolsonaro diz que homicídios merecem 'bala' e não a lei (https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-diz-que-homicidios-merecem-bala-nao-lei-22880438#ixzz5SMJsRf2O)
59 - “Presídio cheio é problema de quem cometeu o crime", diz Bolsonaro (https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/06/06/presidio-cheio-e-problema-de-quem-cometeu-o-crime-diz-bolsonaro.htm?utm_source=facebook&utm_medium=social-media&utm_campaign=noticias&utm_content=geral)
60 - Neonazistas ajudam a convocar "ato cívico" pró-Bolsonaro em São Paulo (https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2011/04/06/neonazistas-ajudam-a-convocar-ato-civico-pro-bolsonaro-em-sao-paulo.htm?cmpid=copiaecola)
61 - Bolsonaro diz que quer dar "carta branca" para PM matar em serviço (https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/12/14/bolsonaro-diz-que-quer-dar-carta-branca-para-pm-matar-em-servico.htm?cmpid=copiaecola)
62 - Campanha confirma vídeo em que Bolsonaro fala em 'fuzilar petralhada do Acre’ (https://oglobo.globo.com/brasil/campanha-confirma-video-em-que-bolsonaro-fala-em-fuzilar-petralhada-do-acre-foi-brincadeira-23033857)
63 - Bolsonaro diz que repórter gay "tem cara" de que pintou unha quando criança (https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/09/04/bolsonaro-diz-que-reporter-gay-tem-cara-de-que-pintou-unha-quando-crianca.htm?utm_source=facebook&utm_medium=social-media&utm_campaign=noticias&utm_content=geral&cmpid=copiaecola)
6gordi
65 - Bolsonaro volta a defender castração química para estupradores
(https://istoe.com.br/bolsonaro-volta-a-defender-castracao-quimica-para-estupradores/)
66 - Bolsonaro: "prefiro filho morto em acidente a um homossexual" (https://www.terra.com.br/noticias/brasil/bolsonaro-prefiro-filho-morto-em-acidente-a-um-homossexual,cf89cc00a90ea310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html)
67 - Casa só com 'mãe e avó' é 'fábrica de desajustados' para tráfico, diz Mourão (https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/09/casa-so-com-mae-e-avo-e-fabrica-de-desajustados-para-trafico-diz-mourao.shtml?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=twfolha)
68 - “Pegar AIDS por vadiagem não é problema do Estado”, diz Bolsonaro (https://www.youtube.com/watch?v=eLoypRiD35E&feature=youtu.be)
69 - A maioria (dos gays) é fruto do consumo de drogas” (https://brasil.elpais.com/brasil/2014/02/14/politica/1392402426_093148.html)

70 - 'Reestabeleceram a ordem', diz Flávio Bolsonaro sobre aliados que destruíram placa em homenagem a Marielle (https://oglobo.globo.com/brasil/reestabeleceram-ordem-diz-flavio-bolsonaro-sobre-aliados-que-destruiram-placa-em-homenagem-marielle-23127380).

Fontes:

- Dossier Político - Jair Bolsonaro - Pobre e Rico ao mesmo tempo. Onde ele mora afinal, na mansão ou no barraco?:  http://dossier-politico.blogspot.com/2015/03/dossier-jair-bolsonaro-pprj.html
- Patrimônio de Jair Bolsonaro e filhos se multiplica vertiginosamente na política! Lavagem de Dinheiro!: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948526-patrimonio-de-jair-bolsonaro-e-filhos-se-multiplica-na-politica.shtml (Artigo Auxiliar: https://www.opovo.com.br/noticias/politica/2018/01/patrimonio-de-jair-bolsonaro-e-filhos-se-multiplica-em-apenas-dez-anos.html ) Quando procurados pela reportagem para responder sobre o assunto, Jair e Carlos Bolsonaro não deram resposta, e os outros dois filhos responderam de forma evasiva...
- A entrevista mais sincera de Bolsonaro revela zoofilia, violência contra mulher e frisa homofobia: https://www.huffpostbrasil.com/2017/09/15/a-entrevista-mais-sincera-de-bolsonaro-revela-zoofilia-violencia-contra-mulher-e-frisa-homofobia_a_23209457/
- Os Crimes de Bolsonaro: http://bolsonazi.tumblr.com/  (Todos os artigos selecionados aqui são da MÍDIA CONSERVADORA: Veja e Folha de São Paulo, especificamente. Dizer que é coisa de comunista é tão profundamente ignorante quanto chamar Reinado Azevedo de “petralha” – porque, sim, até ele acha que Bolsonaro passa dos limites. Nada do que está nessa página foi inventado. Todas as informações estão em arquivos públicos e acessíveis para TODO O BRASILEIRO. O que foi feito aqui é mostrar um padrão de ódio – não se respeita classe, não se respeita igreja, não se respeita partido. A ordem é falar em matar, bater, aniquilar – julgar impiedosamente e com violência quando ele mesmo falha nos valores que julga. As ações imorais desmentem o discurso moral).
- O Dinheiro se multiplica espantosamente! Filho que é deputado estatual faz milagre da multiplicação de Dinheiro!: http://varelanoticias.com.br/patrimonio-de-jair-bolsonaro-e-filhos-se-multiplica-na-politica/
- Bolsonaro e o Kit Gay - Guerra das Fake News - Evangélicos Esquizofrênicos - Apoiando um Alucinado - LGBT: https://www.seteantigosheptá.com/2018/08/bolsonaro-e-o-kit-gay-guerra-das-fake.html
- Com patrimônio multiplicado, Bolsonaro já declarou que sonegaria tudo o que fosse 'possível': http://www1.folha.uol.com.br/colunas/leandrocolon/2018/01/1948754-com-patrimonio-multiplicado-bolsonaro-ja-declarou-que-sonegaria-o-possivel.shtml?loggedpaywall#_=_  (o mesmo artigo transportado: https://blogdopaulinho.com.br/2018/01/08/com-patrimonio-multiplicado-bolsonaro-ja-declarou-que-sonegaria-o-possivel/  ).
- Respostas Evasivas, desculpas esfarrapadas, sofisma, Jair Bolsonaro fugindo da Folha de SP: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml
- Filho de Bolsonaro o deputado estadual (RJ) Flávio Bolsonaro faz o milagre da multiplicação de Dinheiro, de forma vertiginosa: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948527-filho-de-bolsonaro-negociou-19-imoveis-e-fez-transacoes-relampago.shtml
- O Patrimônio Multimilionário de Bolsonaro, e seus filhos laranjas, todos quitados, ninguém tá pagando nada em prestações: http://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/nova/1588765638852467-os-imoveis-de-bolsonaro#foto-1588765638961825
- Patrimônio de Bolsonaro e filhos cresceu na política mais do que seria esperado, lavagem de dinheiro, corrupção: https://veja.abril.com.br/politica/patrimonio-de-bolsonaro-e-filhos-cresceu-na-politica-diz-jornal/
- Evidências de Corrupção clara de Bolsonaro e seus filhos, mais de 17 milhões acumulados só com política: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/viniciusmota/2018/01/1948751-quando-entrar-para-a-politica-e-bom-investimento.shtml?loggedpaywall
- Jair Bolsonaro: “Esse dinheiro de auxílio moradia eu usava pra comer gente”: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml
- Walderice Santos da Conceição, funcionária fantasma do gabinete de Bolsonaro!: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949719-bolsonaro-emprega-servidora-fantasma-que-vende-acai-em-angra.shtml
- Prestação de contas no site do TSE mostra que Bolsonaro recebeu doação da JBS: https://www.vice.com/pt_br/article/d7ekjy/prestacao-de-contas-no-site-do-tse-mostra-que-bolsonaro-recebeu-doacao-da-jbs
- Conivente com a Corrupção no Brasil, ele que se diz “tolerância zero com a corrupção” viu as falcatruas acontecer, e não fez nada: http://jovempan.uol.com.br/programas/ao-explicar-r-200-mil-da-jbs-bolsonaro-admite-que-pp-recebeu-propina-qual-partido-nao-recebe.html
- Eduardo Bolsonaro, (filho que sempre está com o Jair, ele também é deputado federal), ameaça de morte uma jornalista: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2018/04/14/denuncia-detalha-ameaca-de-bolsonaro-a-jornalista.htm  (Obs. Interessante as falas dele: BOLSONARO: “Foda-se. Ninguém vai acreditar em você. Nunca acreditaram. Somos fortes”, BOLSONARO: “Enfia a justiça no cú”.  Repetindo: “Não vão acreditar", “Enfia a justiça no cú”, ele tem razão... os Bolsominions não vão acreditar mesmo... mas nem todos somos Bolsominion né? Ele conta com o QI baixo de seus seguidores, mas nem todos são seus seguidores, ele se esqueceu disso, deve estar vivendo numa bolha). 02: http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/palavroes-ameacas-e-o-conflito-sentimental-que-levou-eduardo-bolsonaro-a-ser-denunciado/
- Bolsonaro e filho são denunciados pela PGR por racismo e ameaça; veja íntegras das denúncias: http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/bolsonaro-e-filho-sao-denunciados-pela-pgr-por-racismo-e-ameaca-veja-integras-das-denuncias/
- Jair Bolsonaro: “Vou votar nele, mesmo que não queira papo comigo”, sobre Aécio Neves (PSDB) Obs. O tucano é SUPER CORRUPTO: https://oglobo.globo.com/brasil/deputado-mais-votado-no-rio-bolsonaro-reclama-de-ter-apoio-esnobado-por-aecio-14327229  (Nota: A Corrupção de Aécio: https://seteantigoshepta.blogspot.com.br/2014/10/aecio-neves-corrupcao-corrupto.html ).
- 100 Frases homofóbicas de Jair Messias Bolsonaro: https://revistaladoa.com.br/2016/03/noticias/100-frases-homofobicas-jair-bolsonaro/ “Eles me acusam de homofobia, que eu sou homofóbico. Você já ouviu, em algum lugar, eu falar que homossexual tem que morrer? Tem que dar porrada? Eu nunca ouvi falar isso em lugar nenhum”, (declarou Bolsonaro em entrevista ao Portal Terra em 2013). Bem, resolvemos selecionar algumas declarações… E todas muito bem documentadas.
- O Messias Bolsonaro: http://justificando.cartacapital.com.br/2018/08/07/o-messias-bolsonaro/ (O presidenciável ignora solenemente que no estado onde atua (ou deveria atuar), a quinta vereadora mais votada nas eleições municipais de 2016, que presidia uma Comissão Parlamentar de Inquérito e investigava a atuação de policiais militares, foi executada e até hoje sequer temos indícios concretos de autoria desse crime bárbaro).
- Bolsonaro Estuprador de Animais - Estuprou e tem Orgulho de Dizer!: https://www.youtube.com/watch?v=WEYh47jl01c Bolsonaro Estuprador de Animais? A entrevista mais sincera de Bolsonaro revela zoofilia, violência contra mulher e frisa homofobia. Como esperado, o presidenciável deixou claro a preferência por vizinhos “normais” e preconceito contra homossexuais: https://www.huffpostbrasil.com/2017/09/15/a-entrevista-mais-sincera-de-bolsonaro-revela-zoofilia-violencia-contra-mulher-e-frisa-homofobia_a_23209457/
- Inimigo dos Índios: https://archive.is/LcHa (Às gargalhadas, Bolsonaro responde: “Sou mesmo inimigo deles. E esse índio é um fanfarrão”).
- Na Marcha para Jesus, Bolsonaro diz que nunca defendeu intervenção militar: https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/05/31/bolsonaro-eu-nunca-defendi-uma-intervencao-militar-o-caminho-e-o-voto.htm  Jair Bolsonaro, negou nesta quinta-feira (31) defender uma intervenção militar. "Eu nunca defendi intervenção militar nenhuma, nunca disse isso. Se um dia se um militar chegar ao poder, será através do voto. É essa minha posição". (?!!) 🤪😵🤥🤥☠️
- Comparação da Fortuna de Lula com a de Bolsonaro. O “mito” é muito mais Rico!: https://blogdacidadania.com.br/2018/01/patrimonio-de-lula-e-menor-que-o-de-bolsonaro/ (Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=d2sd4VaMv_w )
- A resposta “fraquinha, fraquinha” de Bolsonaro quanto as acusações da Folha, ele mostra fotos antigas apenas da modesta casa de Angra do Reis, mas não mostra fotos da casa onde vive atualmente, que custa mais de 1 milhões e 500 mil (vale muito mais que isso), por que será né? https://familiabolsonaro.blogspot.com.br/2016/04/mansoes-de-bolsonaro-mais-uma-calunia.html
- Reunião de fotos de Bolsonaro e seus filhos, não tem NENHUMA foto da Casa onde vive atualmente, (uma mansão que vale no mínimo 1 milhões e 500 mil reais) que fica num condomínio de luxo na Barra da Tijuca (beira mar), (Condomínio ‘Vivendas da Barra’, na Avenida Lúcio Costa, Barra da Tijuca):   https://www.flickr.com/photos/fotosbolsonaro/page1 Curioso não é verdade?
- Terrorista e prisão, processo para expulsão do exército - Bolsonaro nos anos 1980: https://veja.abril.com.br/blog/reveja/o-artigo-em-veja-e-a-prisao-de-bolsonaro-nos-anos-1980/
- Capitão Bolsonaro, a história ‘esquecida’, ataque terrorista e ameaça de morte contra a repórter:  http://observatoriodaimprensa.com.br/jornal-de-debates/capitao-bolsonaro-a-historia-esquecida/
- Pastor Silas Malafaia (indiciado pela Lava Jato) celebra casamento do deputado Bolsonaro na Mansão Rosa: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2013-03-22/silas-malafaia-celebra-casamento-do-deputado-bolsonaro-na-mansao-rosa.html
- Bolsonaro e sua intensa amizade com o deputado Marco Feliciano, pastor evangélico fundamentalista, racista, homofônico e pilantra (o pastor que rouba até cadeirante): http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/03/sou-um-soldado-do-feliciano-afirma-deputado-jair-bolsonaro.html ('Sou um soldado do Feliciano', afirma deputado Jair Bolsonaro).

- Jair Bolsonaro o mito de pés de barro: https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/ (Embora atue como parlamentar há quase 30 anos, Bolsonaro é um grande desconhecido para diversos setores da economia e da sociedade. O deputado – que chegou a declarar que, se fosse eleito presidente, entregaria metade do ministério aos militares – é uma incógnita ambulante. A habilidade dele para criar conflitos é tão grande quanto a desconfiança sobre sua capacidade de governar o país. Sempre que é instigado a falar de assuntos mais complexos, como economia, esquiva-se e volta a sua artilharia verbal aos inimigos de sempre: negros, mulheres, gays, “bandidos”, adolescentes, sem-terra, entre outros. A virulência das declarações do deputado é objeto de repulsa e, ao mesmo tempo, de admiração, conforme o público que as recebe. Cada vez mais popular, surfa na onda de decepção com políticos e partidos tradicionais, como o PT e o PSDB ).
- Bolsonaro defende porte de arma para todos e doação de fuzil (contra MST), deputado quer fim de estado Laico (ditadura evangélica já!): http://www.jornaldaparaiba.com.br/politica/bolsonaro-defende-porte-de-arma-para-todos-e-fuzil-contra-o-mst.html
- Michelle de Paula, a esposa fundamentalista evangélica de Bolsonaro, Raio X, o casamento foi realizado pelo Silas Malafaia, ela frequentadora da igreja do pastor corrupto da Lava Jato:  https://www.metropoles.com/brasil/eleicoes-2018/esposa-de-bolsonaro-ceilandense-pode-ser-primeira-dama-do-brasil
- A “bela da fera”, conheça a mulher de Jair Bolsonaro. O amor pela bonita e muitíssimo evangélica Michelle faz Jair Bolsonaro chorar, poetizar e mostrar o seu pior. Nepotismo/corrupção: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/04/a-bela-da-fera-conheca-a-mulher-de-jair-bolsonaro.shtml (ela é proibida de atender os repórteres,  Bolsonaro teme muito, vai saber o que vai sair da boca dela né Bolsonaro?).
- Jair Bolsonaro: “Sou preconceituoso, com muito orgulho!”: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI245890-15223,00.html
- Procuradoria-Geral da República (PGR) denuncia Jair Bolsonaro por crime de racismo, Filho do parlamentar, Eduardo Bolsonaro é acusado por agredir uma jornalista: https://veja.abril.com.br/politica/pgr-denuncia-jair-bolsonaro-por-crime-de-racismo/
- As 10 frases mais polêmicas de Jair Bolsonaro. O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) é autor de frases difíceis de acreditar que tenham sido proferidas por um ser humano: http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/08/as-10-frases-mais-polemicas-de-jair-bolsonaro.html
- Jair Bolsonaro é batizado em Israel, ele é Evangélico da igreja fundada por Silas Malafaia: https://tvuol.uol.com.br/video/jair-bolsonaro-e-batizado-em-israel-0402CC983472D4C15326
- Elogio de Bolsonaro a Hugo Chávez (Venezuela) contradiz oposição dele ao ‘comunismo’: http://piaui.folha.uol.com.br/lupa/2017/12/12/bolsonaro-chavez-contradicao/
- Jair Bolsonaro defende golpe militar de 1964 em recepção a Yoani Sánchez: http://www.ebc.com.br/noticias/politica/2013/02/jair-bolsonaro-defende-golpe-militar-de-1964-em-recepcao-a-yoani-sanchez
- Jair Bolsonaro: “Eu defendo a tortura” - O deputado que defende fuzilamento de FHC, ficou 28 anos sem falar com o pai alcoólatra: https://web.archive.org/web/20130531142150/http://www.terra.com.br/istoegente/28/reportagens/entrev_jair.htm
- Bolsonaro chama refugiados de “escória do mundo”. Declaração foi dada em entrevista ao Jornal Opção, de Goiás. Deputado disse, ainda, que Dilma poderia sair do cargo "infartada, com câncer": https://exame.abril.com.br/brasil/bolsonaro-chama-refugiados-de-escoria-do-mundo/  (destaque: é menos gente nas ruas para fazer frente aos marginais do MST, dos haitianos, senegaleses, bolivianos e tudo que é escória do mundo que, agora, está chegando os sírios também. A escória do mundo está chegando ao Brasil como se nós não tivéssemos problema demais para resolver”, disse). Obs. Nessa época não estava tendo ainda a entrada maciça de Venezuelanos no Brasil. Eles estão fugindo de uma ditadura comunista, seria interessante saber a opinião dele então quanto a isso... seriam escória também?  
- Bolsonaro: “Se o filho começa a ficar assim, meio gayzinho, [ele] leva um couro e muda o comportamento dele: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff2611201025.htm
- Jair Bolsonaro afirma que sangue de homossexuais ‘não é confiável': https://www.huffpostbrasil.com/2015/04/14/bolsonaro-sangue-homossexuais_n_7064858.html
- “Os gays não são semideuses. A maioria é fruto do consumo de drogas”: https://brasil.elpais.com/brasil/2014/02/14/politica/1392402426_093148.html
- Bolsonaro diz que não teme processos e faz nova ofensa: “Não merece ser estuprada porque é muito feia”: https://gauchazh.clicrbs.com.br/geral/noticia/2014/12/Bolsonaro-diz-que-nao-teme-processos-e-faz-nova-ofensa-Nao-merece-ser-estuprada-porque-e-muito-feia-4660531.html#
- Jair Bolsonaro é condenado a pagar R$ 50 mil por danos morais a comunidades quilombolas e população negra: https://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/jair-bolsonaro-e-condenado-a-pagar-r-50-mil-por-danos-morais-a-comunidades-quilombolas-e-populacao-negra.ghtml
- Deputado associa na TV namoro com negras a 'promiscuidade', ele respondeu à indagação sobre como reagiria se filho namorasse negra: http://g1.globo.com/politica/noticia/2011/03/deputado-associa-na-tv-namoro-com-negras-promiscuidade.html
- Promove motins e desordens até hoje, suspeito de liderar a grande greve de policiais no Espirito Santo: https://jornalivre.com/2017/02/25/rede-de-bolsonaro-estaria-por-tras-do-caos-no-espirito-santo-diz-estadao/
- Jair Bolsonaro, discurso de ódio levou o deputado a se tornar réu no Supremo e ser processado no Conselho de Ética na Câmara: https://epoca.globo.com/tudo-sobre/noticia/2016/07/jair-bolsonaro.html
- Bolsonaro disse que se identificava com Enéas Carneiro (que defendia a criação da bomba atômica brasileira, também era um alucinado): http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u91967.shtml
- Inimigo dos Índios “Sou mesmo inimigo deles. E esse índio é um fanfarrão”, diz Bolsonaro: http://web.archive.org/web/20120516003320/http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao-21/esquina/o-copo-e-a-flecha
- Bolsonaro aprova apenas dois projetos em 26 anos de Congresso: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,bolsonaro-aprova-dois-projetos-em-26-anos-de-congresso,70001900653  (o que revela a sua falta de inteligência... foram muitos rejeitados por que eram muito ruins! Cada um deles... Ele afirma que Dilma nem Doria apresentaram “nenhuma proposta”, isso é sofisma... eles não eram deputados! Já Bolsonaro é deputado há mais de 26 anos! Esse é o TRABALHO DELE! E esse histórico patético só revela a incompetência do político. E não vamos esquecer que os deputados federais tem uma enorme equipe de trabalho, muitos assessores e secretários. Boa parte do Grosso do trabalho é feito por essa equipe, o deputado apenas lê, e fala na tribuna, principalmente (acredito) no caso do Bolsonaro).
- Bolsonaro aprovou apenas dois projetos em 26 anos de Congresso (jornal do brasil): http://www.jb.com.br/pais/noticias/2017/07/23/bolsonaro-aprovou-apenas-dois-projetos-em-26-anos-de-congresso/
- Bolsonaro apoia a continuação das Vaquejadas, um tipo de “tourada” do nordeste, onde os animais são submetidos a maus tratos e morte, apenas para a diversão: http://noticias.ne10.uol.com.br/politica//noticia/2016/10/25/bolsonaro-posa-com-chapeu-de-pernambuco-em-ato-em-brasilia-644491.php
- Bolsonaro chega a Cuiabá defendendo uso de fuzil contra MST: http://www.gazetadigital.com.br/conteudo/show/secao/10/og/1/materia/461910/t/bolsonaro-chega-a-cuiaba-defendendo-uso-de-fuzil-contra-mst (Bolsonaro: “Tá de brincadeira, pô? Fuzil neles! É o que eles merecem”).
- Jair Bolsonaro diz que mulher deve ganhar salário menor porque engravida, inimigo das mulheres: https://revistacrescer.globo.com/Familia/Maes-e-Trabalho/noticia/2015/02/jair-bolsonaro-diz-que-mulher-deve-ganhar-salario-menor-porque-engravida.html (Nessa reportagem: https://gauchazh.clicrbs.com.br/geral/noticia/2014/12/Bolsonaro-diz-que-nao-teme-processos-e-faz-nova-ofensa-Nao-merece-ser-estuprada-porque-e-muito-feia-4660531.html   (Disse: Eu sou liberal. Defendo a propriedade privada. Se você tem um comércio que emprega 30 pessoas, eu não posso obrigá-lo a empregar 15 mulheres. A mulher luta muito por direitos iguais, legal, tudo bem. Mas eu tenho pena do empresário no Brasil, porque é uma desgraça você ser patrão no nosso país, com tantos direitos trabalhistas. Entre um homem e uma mulher jovem, o que o empresário pensa? "Poxa, essa mulher tá com aliança no dedo, daqui a pouco engravida, seis meses de licença-maternidade..." Bonito pra c..., pra c...! Quem que vai pagar a conta? O empregador. No final, ele abate no INSS, mas quebrou o ritmo de trabalho. Quando ela voltar, vai ter mais um mês de férias, ou seja, ela trabalhou cinco meses em um ano).
- Bolsonaro diz que não teme processos e faz nova ofensa: "Não merece ser estuprada porque é muito feia". Ela não merece porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia. Não faz meu gênero. Jamais a estupraria: https://gauchazh.clicrbs.com.br/politica/noticia/2014/12/bolsonaro-diz-que-nao-teme-processos-e-faz-nova-ofensa-nao-merece-ser-estuprada-porque-e-muito-feia-cjkf8rj3x00cc01pi3kz6nu2e.html
- Todos os Gays são pedofilos, Bolsonaro: - “porque muitas das crianças que serão adotadas por casais gays vão ser abusadas por esses casais homossexuais”: https://www.jn.pt/brasil/interior/deputado-bolsonaro-diz-que-governo-transforma-gays-numa-classe-privilegiada-1879387.html#ixzz4AfPgS6aD
- Filho Maluco do Bolsonaro (tá o pai tá o filho) Carlos Bolsonaro: https://tvuol.uol.com.br/video/claquete-mail-otavio-manda-recado-a-filho-de-bolsonaro-0402CC19356ED4893326
- Mentiras na cara de pau, mentem sem piscar, exemplo do caso “Hitler fake” demostra o modus operante da Família Bolsonaro: https://www.modoespartano.org/2016/09/evidencias-de-que-carlos-bolsonaro.html
- Bolsonaro - Mulheres devem ganhar menos! - Humilhado pela Luciana Gimenez! Machista e Misógino!: https://www.youtube.com/watch?v=1x4rHSHTFJU
https://pt.wikipedia.org/wiki/Jair_Bolsonaro
https://www.youtube.com/watch?v=bbjihUZ47ig
- Bolsonaro Estuprador de Animais - Estuprou e tem Orgulho de Dizer! https://www.facebook.com/saltoquanticogenetico/videos/1518026578306136/
- Bolsonaro Estuprador de Animais? A entrevista mais sincera de Bolsonaro revela zoofilia, violência contra mulher e frisa homofobia. Como esperado, o presidenciável deixou claro a preferência por vizinhos “normais” e preconceito contra homossexuais.
- Bolsonaro Estuprador de Animais - Estuprou e tem Orgulho de Dizer! https://www.youtube.com/watch?v=WEYh47jl01c
- Bolsonaro admite que comia galinha; e não estava se referindo à alimentação. E agora, MBL? - Ídolo do MBL, deputado federal do PSC, que se comporta como defensor dos "bons costumes", praticou zoofilia: disse na televisão que iniciou sua vida sexual com galinhas: https://www.revistaforum.com.br/bolsonaro-admite-que-comia-galinha-e-nao-estava-se-referindo-alimentacao-e-agora-mbl/

Enciclopédia Virtual (Clique Aqui)

Meus agradecimentos ao usuário/editor Chronus do Wikipédia, que mantém e protege a página sobre Bolsonaro na enciclopédia virtual. Ele foi o co-autor desse nosso artigo, pois no tópico sobre Bolsonaro esse usuário divulga todos os podres desse político esquizofrênico, mostrando as fontes. Ele cita todos os casos mais graves sobre esse político evangélico fundamentalista, e colocando os links para ver in loco. Eu tinha uma ideia mais ou menos boa de todas as presepadas do Bolsonaro através dos anos, mas o usuário Chronus fez o GRANDE FAVOR de reunir e registrar todos os fatos, servindo então de trampolim para qualquer um pesquisar e ver a fundo cada caso a partir dessa página do Wikipédia. Excelente trabalho Chronus! 
Na área de “discussão” está ocorrendo desde o início do ano um ataque maciço dos Bolsominions para eventualmente apagar a página e modifica-la para ficar a favor do Bolsonaro, em vez de ser uma página neutra que apenas cita os fatos. Mas o Chronus está resistindo e blindando a página contra esses fanáticos. Continue a luta Chronus! Esse vai ser um longo ano... [perfil do Chronus

Jair Bolsonaro, o candidato Fake News! Por Revista IstoÉ:






Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: Me chame de Corrupto porra!, Me chama de Corrupto porra!,folha de S. Paulo denuncia, família bolsonaro, folha de sp, jornal, denuncias, denunciado, lava jato, sergio moro, juiz do supremo, campanha eleitoral, 2018, trump do brasil, rede globo, tv globo, jornal o globo, jornal nacional, cristão, fim laico, Dossiê Bolsonaro, jair Bolsonaro, bolsomito, Tudo o que você, precisa Saber, sobre o, Candidato, a Presidente, de 2018,Corrupção,Terrorista,Ameaças, Corrupção,Nepotismo,Enriquecimento Ilícito.Sonegação de Impostos,Ataque Terrorista, Expulsão do Exército,Racismo,Machismo,Fascista,Admirador de Ditadores, sanguinários,Não sabe de nada,sobre corrupção,Guerra Civil, Fuzilamento, de FHC,Sobre Estuprar,só se Merecer,Inimigo dos Índios,Homofônico,Defende a Tortura,Pena de Morte,Fanático Religioso,Fundamentalista, Evangélico,Dossiê Bolsonaro,Denuncias, Dossiê Bolsonaro Corrupção,DOSSIÊ | Jair Bolsonaro - Modo Espartano, Jair Messias Bolsonaro, Bolsonaro exército, Crimes no Exército,Ataque Terrorista, Indisciplina, Prisão e Expulsão, Exército Brasileiro, Eleições 2018, #Bolsonaro2018, Bolsonaro Expulso, Bolsonaro Preso,

145 comentários:

Felipe Dorn Alves disse...

Na política brasileira não há santo. Não importa o partido, PT, PSDB, MDB, PSOL, PSC, PC do B... É como o Marcelo Odebrecht depôs: eu não conheço ninguém que não tenha sido eleito com dinheiro de caixa 2. Não há nem houve messias político, nem mesmo o Lula. O poder corrompe; é tentador.

Anônimo disse...

Sensacional....enfim a verdade aparece,em meio à idiotização de uma boa parte da "sociedade"....Fantástico !!!

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Lucas Bacelar: Não, o foco aqui é provar que não existe nenhum "salvador" em nenhum tempo ou lugar. O caso do Bolsonaro caiu como uma luva, e o Bruno Guerreiro perpetua o seu modus operandi, nunca muda.
A propósito, já terminou de escrever a sua "Bíblia" Senhor Bruno? Vejo muito potencial na religião que está fundando, o "Brunismo", e lhe desejo boa sorte. Que a SupraConsciência lhe guie em todos os seus caminhos, assim como Deus guia todos os que acreditam Nele.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Reações: Cleiton Pereira Alves: Essa página é de verdadeira espiritualidade ou de política? acho que não deveria misturar .Os defeitos de Bolsonaro são insignificantes perante o prejuízos que os ditos socialistas bonzinhos deram para o Brasil.

Bruno Guerreiro de Moraes Ele é extremamente corrupto. Leia a página ok?Quando o assunto e muito importante, eu posto aqui também para ter mais abrangência. Bolsonaro é Ladrão.

Andy Marques: Bruno não estraga a página com negócio de política. Devia ser imparcial mas vejo que so posta coisas do bolsonaro.

Bruno Guerreiro de Moraes: Andy Marques Não e questão de ser “imparcial” Bolsonaro é Ladrão sem vergonha. Estou denunciando ele aqui. Ok? Independente de partidos... estou defendendo o Lula aqui por acaso?

Andy Marques: Não mas então publica de outros políticos, filhos do lula que ficaram milionários, Alckmin ou Aécio. Enfim no Brasil a corrupção tomo conta em todos setores e acredito que Bolsonaro não eh nenhum santo tb.

Lucas Bacelar: Não, o foco aqui é provar que não existe nenhum "salvador" em nenhum tempo ou lugar. O caso do Bolsonaro caiu como uma luva, e o Bruno Guerreiro perpetua o seu modus operandi, nunca muda.
A propósito, já terminou de escrever a sua "Bíblia" Senhor Bruno? Vejo muito potencial na religião que está fundando, o "Brunismo", e lhe desejo boa sorte. Que a SupraConsciência lhe guie em todos os seus caminhos, assim como Deus guia todos os que acreditam Nele.

Bruno GM: Andy Marques O BolsoMITO está por ai sendo ovacionado como "salvador" o novo Jesus, ele é o Messias Salvador da Pátria que vai resolver tudo na bala, na porrada, usando de muita tortura. Então resolvi que temos de divulgar a triste verdade... ele também é criminoso. Muito mais corrupto que todos os outros...

Bolsominon Confuso: Paulo Roberto O foco aqui é política? Sinceramente não vejo soluções a curto ou médio prazo para esse modelo de República. Não sou partidário de bolsonaro ou Lula ou outro. Penso no Brasil. Mas definitivamente não tem condições de ler um texto sem argumentação pautada em fatos ou evidências com fontes de pesquisa. Tratou-se de uma opinião pessoal. Respeito, graças a Deus estamos numa democracia. E por esse motivo mesmo não sou obrigado a permanecer aqui. Espiritual e política são partes que não combinam em essência pela natureza e estado de elevação das pessoas. Que a força do universo esteja com vocês.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Anderson Carvalho: Quem admira ditadores é o Lula. Essa pagina é um disfarce para encobrir intenções de politicas esquerdista. To fora!

Bruno Guerreiro de Moraes: Leia o artigo ok? Tá em construção ainda. Bolsonaro é EXTREMAMENTE corrupto.

Anderson Carvalho: Só pq vc quer. kkkk fale o que quiser, meu voto é dele.
Esse governo lixo e essa mídia vendida não vão nos calar, esse sistema corrupto vai cair! Não vou perder tempo com essa pagina. Adeus!

Bruno Guerreiro de Moraes: Anderson ????? Bolsominion fanático...

Bárbara Carvalho: A página tem o intuito de informar/ alertar as pessoas sobre os mais diversos assuntos, política (que é algo tão discutido principalmente no nosso atual cenário) não poderia ficar de fora, estou correta Bruno Guerreiro de Moraes?

Bruno: Bárbara Carvalho Está correta sim, pois o que estou vendo atualmente é uma parcela da população idolatrar o Bolsonaro como se fosse a 'volta de Jesus' (um jesus sanguinolento, com sangue no Zoio) mas eu sei que ele não é nada disso... é um corrupto como todos os outros... então, como o assunto PRECISA SER ESCLARECIDO eu resolvi fazer a propaganda da página aqui também. Sempre que algo muito importante surgir, seja de qual área for, será divulgada a pagina sobre o assunto aqui também.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

David Blaid no YouTube: Bolsonaro não é Patriota - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = 8 M 1 d U t g F d 0 g Bolsonaro não é Cristão - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = 2 P K 4 b 8 X Q 6 K I Bolsonaro não é Cristão - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = -05pBXiFw7I Bolsonaro Bons Costumes da Família - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = M j C 8 w I P w y 9 w Bolsonaro Corrupto - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = k 9 9 h X S y t s y I Bolsonaro Corrupto - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = P n h R O 0 2 V j x A Bolsonaro Sonegação de Impostos - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = x a C M s w a N X I 4 Bolsonaro Irmão funcionário Fantasma - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = F M g Q e B v K J G o Bolsonaro Opressor - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = P G T t I G m O Y 2 4 Bolsonaro Homofóbico - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = Q J N y 0 8 V o L Z s Bolsonaro Homofóbico 2 - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = V B 7 j - j N G m J 8 Bolsonaro Homofóbico 3 - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = j R b F u D s 7 L z 0 Bolsonaro Machista - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = 6 c Q H P I D P A B M Bolsonaro Muda Discurso - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = h l e H e h n X l F w Bolsonaro Muda Discurso - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = L D T H Q o K 9 n w s Bolsonaro Muda Discurso Estado Forte Contra as Privatizações - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = k X i u i W D T t 7 A Bolsonaro Muda Discurso Estado Forte Contra as Privatizações - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = - N 4 O g 3 p o Y g w Bolsonaro Muda Discurso Estado Mínimo a Favor de Privatizações e o Liberalismo - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = t Y - - 3 I O F y n 8 Bolsonaro e Direitos do Povo - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = l Z E w d 7 Y B P w 4 Bolsonaro e Projetos como Deputado - h t t p : / / p o l i t i c a . e s t a d a o . c o m . b r / n o t i c i a s / g e r a l , b o l s o n a r o - a p r o v a - d o i s - p r o j e t o s - e m - 2 6 - a n o s - d e - c o n g r e s s o , 7 0 0 0 1 9 0 0 6 5 3 Bolsonaro Nepotismo - h t t p s : / / o g l o b o . g l o b o . c o m / b r a s i l / b o l s o n a r o - e m p r e g o u - e x - m u l h e r - p a r e n t e s - d e l a - n o - l e g i s l a t i v o - 2 2 1 4 3 1 3 5 Bolsonaro Praticando Terrorismo "Depois fala de Dilma e o Lula" - h t t p s : / / v e j a . a b r i l . c o m . b r / b l o g / r e v e j a / o - a r t i g o - e m - v e j a - e - a - p r i s a o - d e - b o l s o n a r o - n o s - a n o s - 1 9 8 0 / Bolsonaro Não Sabia de Nada - h t t p s : / / n o t i c i a s . r 7 . c o m / e l e i c o e s - 2 0 1 6 / p a r t i d o - c o m - m a i s - i n v e s t i g a d o s - n a - l a v a - j a t o - t e m - a l t a - n o - n u m e r o - d e - p r e f e i t o s - 1 3 1 2 2 0 1 6 / p r e v i e w Bolsonaro e seu Patrimonio - h t t p : / / w w w 1 . f o l h a . u o l . c o m . b r / p o d e r / 2 0 1 8 / 0 1 / 1 9 4 8 8 0 4 - v e j a - a s - 3 2 - p e r g u n t a s - s o b r e - p a t r i m o n i o - q u e - a - f a m i l i a - b o l s o n a r o - n a o - r e s p o n d e . s h t m l Bolsonaro Preparado para a Presidência - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = q q I T G D k O N R 0 Bolsonaro Preparado para a Presidência 2 - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = y R V 9 8 I m 5 z R s Bolsonaro Preparado para a Presidência 3 - - h t t p s : / / w w w . y o u t u b e . c o m / w a t c h ? v = U X 0 S M 1 g R N d 0

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Giovanni Tasso: Quero deixar claro que não voto em Bolsonaro. Agora muito interessante seu link, para não dizer outras coisas... Ele é corrupto e os outras também que você sitou, e o Lula que você não sitou? Para conluir não deve misturar a sua página com política...

Bruno: Isso não é apenas questão de "politica" os Bolsominons por toda parte acham que ele é super honesto, que não tem nenhuma macula em seu currículo. Ele vai salvar o Pais de todos os seus problemas com a força das armas, com fuzil, atirando, explodindo, queimando, derramando o sangue de milhões, com muita tortura e cadeiras elétricas. Vai substituir a constituição pela bíblia... vai eliminar o estado Laico e instalar uma ditadura evangélica...

E eu não vou me manisfestar sobre?... só que não né Giovanni Tasso?

Esse assunto vai ser divulgado aqui sim, por que estou vendo que é preciso.

- “Tudo o que é necessário para o triunfo do Mal, é que os homens de Bem não façam nada” (Edmund Burke, Filósofo do Século 17)

Márcio Lyra disse...

Excelente Bruno!!

Felipe Dorn Alves disse...

Tchê! Será que ninguém admite que no Brasil não se pode contar nem com direita nem com esquerda?! Não podemos contar com PTista, PSBDista, MDBista, PSLista, PSCista. Nós, o povo, devemos é pedir ajuda uns para os outros. Que se danem os políticos do Brasil. São tudo a mesma farinha, mas em sacos diferentes. Por trás de um discurso de benefício à sociedade, há algum plano ou intenção egoísta.

Viktor Lenz disse...

Ai ai...

Espero que o João Amoedo não seja farinha do mesmo saco, se não...

(Nota: eu sei quase nada dele ainda, aceito informações, mas resguarde xingamentos, caso quem esteja lendo os tenha.)

Antonio Jorge disse...

E aí, Bruno, beleza ?

Eu já não ia mesmo votar no "Bolsofarsa" nem por decreto pois sempre achei esse cara um completo maluco. Depois de ler essa matéria, descobri que os defeitos desse cara são piores do que imaginava - e se extendem pela família dele toda. O filho se mostra outro idiota completamente maluco.
Essas bestas foram eleitas pelo Estado do Rio, né ? Pois eu moro aqui no Rio e conheço muito bem a área da Barra da Tijuca, onde esse meliante tem a tal mansão de "R$ 1 milhão e meio". Acontece que, com essa grana, ninguém compraria nem uma quitinete ali, se existissem quitinetes lá pra vender. Trata-se de uma área de luxo exclusiva para os muitos endinheirados. Não existem nem mesmo casas ali; as residências são todas mansões suntuosas. E se forem localizadas próximas à praia, não custam menos de R$ 10 milhões cada uma. E isso grana que não acaba mais !

Meu voto é nulo, pois não vislumbro nenhum candidato íntegro, inteligente e insuspeito no cenário político. Portanto, posso falar com isenção.

O povo brasileiro é tão boçal quanto o Bolsonaro. É por isso que esse farsante cresce no gosto desse povo idiota e igualmente maluco.
Como vc mesmo disse, eu também acredito que só muitos poucos se dão ao trabalho de LER uma matéria rica em informações como essa. Agora, ficar horas na frente da tv, assistindo novelas e futebol, e ficar mais horas ainda do lado de um aparelho de som tocando porcarias o dia todo, enquanto se empanturram com churrasco e cerveja, é com essas bestas humanas mesmo.
Pior que Bolsonaros, Lulas, Temers, Cabrais e etc é esse povo louco e alienado que elege esses "mitos".

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Ótimo Antônio Jorge disse tudo. Aliás as pessoas tem num geral uma visão periférica, acha que só os "brasileiros" são assim, mas na verdade é a grande massa da população mundial. Acredito que em outros países melhores, tais como Alemanha, Inglaterra, Canadá (não estou contando com os países Asiáticos, pois ali a raça é outra) existe uma forte cultura e educação muito avançada que faz apenas "amenizar" as tendências insanas da raça humana, mas resolver mesmo não resolve. No Brasil a educação e cultura do malandro, (e das vagabundas) é o que predomina e o povo num geral, a grande maioria, se entrega as suas tendências naturais.

A tendência natural dos seres humanos é para serem idiotas... salvo aqueles que são encarnações de grandes, antigas e sabias almas, como deve ser o seu caso, e talvez o meu também.

Abraço.

Ps. o endereço exato do Bolsonaro é Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca, uma das regiões mais valorizadas do Rio de Janeiro, condomínio Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca. Segundo a folha de S. Paulo ele tem duas casas lá. Link: http://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/nova/1588765638852467-os-imoveis-de-bolsonaro#foto-1588765638961825

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01: FOLHA DE SÃO PAULO DESMONTA O "MITO": "BOLSONARO EMPREGA SERVIDORA FANTASMA QUE VENDE AÇAÍ EM ANGRA": http://noeliabritoblog.blogspot.com.br/2018/01/folha-de-sao-paulo-desmonta-o-mito-bolsonaro-emprega-servidora-fantasma-que-vende-acai-em-angra.html

Depois de revelar que o presidenciável Jair Bolsonaro, que costuma ser chamado de "Mito" por seus fanáticos seguidores, teria enriquecido com a política (Leia em Patrimônio de Jair Bolsonaro e filhos se multiplica na política), juntamente com seus três filhos, todos políticos profissionais como o pai, amealhando um patrimônio superior a R$ 15 milhões apenas com imóveis, chegando a levantar suspeitas de possível "lavagem de dinheiro" com as operações imobiliárias da família Bolsonaro e de denunciar o recebimento de mais de R$ 700 mil, a título de auxílio-moradia, pelo parlamentar e um de seus filhos, mesmo sendo proprietário de um imóvel em Brasília (Confira em Com imóvel próprio, Bolsonaro ganha auxílio-moradia da Câmara), eis que a Folha de São Paulo traz hoje a bombástica denúncia de que o "Mito" teria pelo menos uma funcionária "fantasma" em seu gabinete, nomeada atualmente para o cargo comissionado de Secretária Parlamentar, entretanto, a funcionária, que é esposa do caseiro de um imóvel de veraneio de propriedade de Bolsonaro, na Vila Histórica de Manbucaba, em Angra dos Reis, teria um comércio de venda de Açaí na localidade onde reside com a família, tudo conforme apurou a Folha de São Paulo.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: Walderice Santos da Conceição, de acordo com a reportagem da Folha de São Paulo, além de ter um comércio de Açaí em Manbucaba, que leva seu nome, também prestaria serviços na casa de veraneio de Bolsonaro e tem sido nomeada para cargos comissionados no gabinete do deputado pelo menos desde 2013, recebendo atualmente um salário de R$ 1.341,46, mas já chegou a ser nomeada para cargos correspondentes ao de Chefe de Gabinete, cujo salário chega a R$ 14,3 mil. Ao todo, Walderice teria passado por pelo menos 30 cargos desde que começou a ser nomeada para o gabinete de Bolsonaro.

Casa de veraneio de Bolsonaro na Vila Histórica de Manbucaba, Angra dos Reis, com saída pelos fundos para a praia, da qual o marido de sua secretária parlamentar seria o caseiro e onde esta também prestaria serviços particulares, segundo relatos de moradores da localidade, gravados pela Folha de São Paulo (Foto: Folha de São Paulo)

As informações dando conta de que tanto Walderice, quanto seu marido prestam serviços particulares a Bolsonaro foram confirmadas por moradores da localidade que tiveram seus depoimentos gravados pela reportagem da Folha, que é assinada pelos repórteres Camila Matoso e Italo Nogueira, que foram enviados especialmente a Angra dos Reis para fazerem a matéria e Ranier Bragon, enviado especial a Brasília.Condomínio de Luxo na Av. Lúcio Costa, na Barra da Tijuca, onde Bolsonaro mora e é proprietário de duas casas. A Barra da Tijuca é umas das regiões mais valorizadas do Rio de Janeiro (Foto: Folha de São Paulo).

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01: O Copo e a Flecha, Revista Piauí - Bolsonaro Inimigo dos Índios: http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao-21/esquina/o-copo-e-a-flecha

O copo e a flecha, A guerra por outros meios (no caso, molhados), por Luiz Maklouf Carvalho.

O deputado federal Jair Bolsonaro, talvez o mais radical representante da direita no Parlamento, fica meio encabulado quando lhe perguntam sobre o copo d'água que o atingiu, pelas costas, durante a sessão da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara, no dia 14 de maio. "Não acertou", disfarça, numa resposta impulsiva. À lembrança de que todos os presentes viram, ele concede, de má vontade: "Tá bom. Mas então coloca que respingou de leve." Bolsonaro não aprecia os índios. Entre outros motivos, porque foi um deles que o batizou com um copo d'água em pleno discurso.

O nome indígena do franco-atirador é Ga'p Wasay. Em sateré-maué, língua do tronco tupi, significa "vespa". "Se mexer comigo e com os meus, eu ferro mesmo", ele diz. Seu nome civil é Jecinaldo Barbosa Cabral, um sateré-maué que há duas gestões comanda a articulada Coiab - Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, sediada em Manaus. Entre doações internacionais e convênios com o governo federal, a entidade movimenta cerca de 3,5 milhões de reais por ano.

Uma de suas bandeiras é a demarcação definitiva da Terra Indígena Raposa Terra do Sol, em Roraima, questão polêmica que tramita no Supremo Tribunal Federal e vem desencadeando debates acalorados no Congresso. Foi justamente esse o pomo da discórdia entre Vespa e o capitão da reserva naquela tarde árida.

Ga'p Wasay, em mais uma de suas freqüentes viagens a serviço da causa, havia passado a semana em Boa Vista, a capital de Roraima. De lá, voou para a capital da República, onde também pousa com assiduidade. Outras dez lideranças indígenas o acompanhavam. "Mas o cacique era eu", reitera Jecinaldo. Do aeroporto, como costuma fazer, seguiu para a Asa Sul e se instalou na pensão da dona Nilza, cujas diárias estão em 50 reais. "Índio não pode pagar mais", explica.

Na mesma segunda-feira, de sandálias, calça jeans e uma camiseta da Coiab com a inscrição "A natureza vale mais do que qualquer dinheiro", saiu dali e, com os seus, foi dar ponto na representação brasiliense da Coiab: duas salas na 701 Sul, alugadas por mil reais ao mês. Depois, a comitiva foi fazer lobby no Congresso. Vespa usou um dos seus três cocares: um majestoso jogo de 400 gramas de penas de arara azuis e amarelas. "Esse já está benzido pelos pajés", afiança. Os outros dois - "Um é de pena de gavião-real e pesa 700 gramas" - ainda não estão prontos nem foram abençoados para uso. (De pronto mesmo, só os gaviões, já devidamente depenados.) Adornou também o pescoço com colares de tribos irmãs.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: Na companhia da advogada Joênia Carvalho, do povo uapixana, ele e sua comitiva visitaram parlamentares do PT e do Psol. Na terça, trabalharam na Coiab, concluindo a formulação de um documento para o Supremo. Na quarta, voltaram ao Congresso.

Uma primeira promessa de confusão despontou na Comissão de Direitos Humanos do Senado. Ga'p Wasay não gostou das manifestações de três deputados estaduais de Roraima que faziam o lobby para o outro lado, e respondeu à altura: foi gritaria para lá e para cá, mas sem arremesso de projéteis. Depois, já na Comissão de Relações Exteriores da Câmara Federal, que discutia a questão Raposa Terra do Sol, a segurança tentou barrá-lo na entrada. "Puxaram meu braço, me machucaram. Mas eu sou forte, e alguns deputados vieram ajudar. Conseguimos entrar", conta Jecinaldo Cabral. Ele mede 1,69 e pesa 89 quilos.

Na comissão, o capitão Bolsonaro, com sua calculada agressividade, esculachou o ministro da Justiça, Tarso Genro, estrela maior da sessão. Acusou-o diretamente de mentir, de ser amigo de terroristas, disse isso e aquilo. Genro protestou secamente. Ga'p Wasay achou pouco. Sentara-se atrás de Bolsonaro e não tinha gostado do que ouvira. Olhou para o copo d'água.

O fato é que, quando Vespa não gosta, já viu: "Eu estou respondendo a sete processos!", orgulha-se. Ele destaca os dois que mais o emocionam: a ocupação do plenário do Congresso no abril indígena de 2004 - "Fui presidente do Senado por umas três horas!" - e, em janeiro de 2005, a invasão da sede da FUNAI em Manaus. Gosta de detalhar o embate que travou ali com um delegado da Polícia Federal, Sérgio Fontes, que, armado, o ameaçou de prisão. "Ele nos chamou de bandidos, com a arma na mão. Os agentes também puxaram a arma. Nós sacamos as lanças e as flechas. O delegado me chamou pra porrada e eu mandei: pode vir. O delegado desrespeitou o meu povo e eu cuspi na cara dele." Assim é Vespa.

Na reunião da Comissão de Relações Exteriores, Ga'p Wasay já havia bebido um primeiro copo d'água. Dos de plástico. Tinha um segundo na mão direita, cheio, aguardando a sede voltar. "Eu conheço esse Bolsonaro há muito tempo. Ele se declarou nosso inimigo, totalmente contrário aos interesses indígenas. Então ele estava sentado bem na minha frente, coisa de meio metro de distância, e começou a mandar cacete no ministro. Então eu lembrei tudo o que ele já fez contra nós e atirei o copo d'água. Pena que eu não tinha uma flecha. Se ele é nosso inimigo, devemos matá-lo", raciocina o cacique.

Ga'p Wasay disse que, da próxima vez que o deputado o desrespeitar, ou assim que ele, Ga'p Wasay, se considerar desrespeitado, vai "amarrar o Bolsonaro e fazer ele aprender". Às gargalhadas, Bolsonaro responde: "Sou mesmo inimigo deles. E esse índio é um fanfarrão." Houve um tempo em que essas coisas acabavam em guerra na selva. Tinha mais grandeza, talvez. Mas tinha também gente morta, a maioria índios.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

https://archive.is/LcHa

Antonio Jorge disse...

Bolsonaro se orgulha de responder a processos; já afirmou que é um sonegador de impostos; já declarou que pode vir a ser um violador de mulheres; já envergonhou a instituição militar da qual quase foi expulso; e, atualmente, envergonha a instituição legislativa da qual se utiliza para perpetrar a sua corrupção (e pra exercer impunemente a sua insanidade) e onde jamais conseguiu ter qualquer projeto seu aprovado. Este é o "exemplo de moralidade" que quer tornar-se Presidente do Brasil a fim de envergonhá-lo ainda mais aos olhos do Mundo.

A Av. Lúcio Costa, onde o "Bolso" tem duas casas (!), é a antiga e badalada Av. Sernambetiba, que se estende em frente ao mar por quase 18 km. Essa Avenida mudou de nome para homenagear Lúcio Costa, arquiteto e urbanista responsável pelo Plano-Piloto daquela enorme e belíssima região.
Morar na Barra da Tijuca sempre foi símbolo de grande status no Rio. E morar na Av. Lúcio Costa (onde "Bolso-Mito" realizou a proeza de adquirir DUAS propriedades somente com o dinheiro que recebe como parlamentar) é um sonho na vida dos cariocas.
Bolso-Mito deve ter entupido os bolsos com dinheiro ilícito pra conseguir comprar dois imóveis num dos lugares mais caros e luxuosos aqui do Rio.
Se como um reles deputado, famoso apenas por seus desequilíbrios, este homem conseguiu reunir tal patrimônio material e imoral, o que ele não acabará reunindo se assumir a Presidência da República ?

Bruno, sua observação, num comentário anterior, acerca da imbecilidade humana que leva grande parcela da população brasileira a idolatrar figuras como esse tal de "Bolsonada" foi realmente muito perspicaz. De fato, como vc bem apontou, essa imbecilidade não é uma exclusividade brasileira. Observa-se esse lastimável estado na humanidade em geral, de um modo mais ou menos acentuado dependendo do país de origem. Muito das causas e motivos para essa anomalia toda eu aprendi nas suas dissertações acerca do "Mundo-Prisão" em que vivemos.
Em um artigo recente, você também comentou sobre o livro de Mauro Biglino, "A Bíblia Não é Um Livro Sagrado". Considerei absolutamente fundamental ler (e ter) essa obra, e este já será o terceiro livro que vou adquirir com base em sugestões suas. Isso sem contar os seus próprios artigos que tratam da grande farsa que foi Jesus, da farsa que é a Teoria da Evolução, dentre outros tópicos relevantes - os quais em muito contribuem pra ajudar a nos libertar da ignorância. Bem, pelo menos aos que se dispoem a tanto.
Só lamento não ter mais notícias sobre o seu antigo projeto de lançar um livro que trataria de várias questões complexas que, em última análise, estão subjacentes nessa problemática toda que é o mundo em que vivemos - e no qual estamos cercados de uma disparidade de espíritos que, conforme os seus esclarecimentos, não estão aqui apenas encarnados, mas sim verdadeiramente enclausurados.

Abraços !

Antonio Jorge disse...

Correção: em quase TRÊS DÉCADAS de mandato, Bolsonaro só teve DOIS projetos de Lei aprovados. Deve ser o novo recorde mundial!

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Bolsonaro e o milagre da multiplicação do patrimônio: Você conseguiria comprar uma casa que custa, a preço de mercado, alguns milhões por "apenas" R$ 400 mil? O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) conseguiu esse, digamos, milagre. E recebeu a graça na compra não só de uma, mas de duas mansões. Em termos terrenos, com um abatimento de pelo menos 75% nos preços dos imóveis, foram verdadeiros negócios da China.

Para entender o caso: Jair Bolsonaro – que está em seu sexto mandato consecutivo como deputado federal – declarou à Justiça Eleitoral possuir, no ano de 2010, bens que totalizavam oo valor de R$ 826.670,46. Naquele ano, os dois imóveis não constavam da declaração de patrimônio.

Quatro anos depois, nas eleições de 2014, o patrimônio declarado pulou para R$ 2.074.692,43. Façamos as contas: a variação patrimonial é maior do que a soma dos salários líquidos que ele recebeu como deputado. Significa que, mesmo se Bolsonaro não tivesse gasto um único centavo de seus salários nos quatro anos de mandato entre 2010 e 2014, ainda assim o montante acumulado não lhe permitiria chegar ao patrimônio de mais de R$ 2 milhões. A conta não fecha.

E como ele não declara, entre seus bens, ser proprietário ou sócio de nenhuma empresa, é inevitável perguntar: qual é a fonte de renda de Bolsonaro para cobrir tamanha variação patrimonial?

Mas a estranheza sobre o patrimônio não para por aí. Jair Bolsonaro continua, segundo ele mesmo declara, com todos os imóveis que tinha em 2010 e aparece em 2014 com duas mansões na Avenida Lúcio Costa, de frente para o mar da Barra da Tijuca, reduto carioca da classe média alta e de parte de sua elite.

Os valores atribuído aos imóveis são piada e escárnio: o valor de compra declarado de uma das propriedades é de R$ 400 mil e a outra, de R$ 500 mil. Uma simples consulta a qualquer imobiliária da capital fluminense, ou às sessões de classificados dos jornais e sites do Rio, mostra que as mansões foram declaradas com valores muito abaixo dos praticados no mercado. Ninguém conseguiria comprar um imóvel como os de Bolsonaro, naquela localização, por esses preços entre 2010 e 2014 – período em o país chegou a viver uma "bolha imobiliária", com os preços dos imóveis dispararam.

Bolsonaro oculta o endereço completo na declaração de bens apresentada à Justiça Eleitoral, mas descobrimos que o deputado tem endereços em seu nome no Condomínio fechado Vivendas da Barra, na referida avenida. Em anúncios classificados, o menor vaor que encontramos para casas à venda naquele condomínio foi de R$ 1,65 milhões. Mais de 4 vezes o valor menor declarado por Bolsonaro.

Em época de alguns políticos terem de explicar até o que não têm e nunca compraram, o que o deputado Jair Bolsonaro, useiro e vezeiro em atirar pedras nos telhados alheios, tem a dizer a seus seguidores sobre seus telhados de vidro?

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01 - Por Folha de S. Paulo: Veja as 32 perguntas sobre patrimônio a que a família Bolsonaro não responde: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948804-veja-as-32-perguntas-sobre-patrimonio-que-a-familia-bolsonaro-nao-responde.shtml

RANIER BRAGON
CAMILA MATTOSO
DE BRASÍLIA
ITALO NOGUEIRA
DO RIO
A Folha enviou na semana passada 32 perguntas para o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e seus três filhos que exercem mandato com questionamentos sobre o patrimônio da família e o recebimento de auxílio-moradia.
Neste domingo, a Folha mostrou que os quatro parlamentares, que têm a política como atividade profissional exclusiva, são donos de 13 imóveis no Rio de Janeiro e em Brasília, com preço de mercado de pelo menos R$ 15 milhões.

Reportagem desta segunda (8) revelou que Bolsonaro e seu filho Eduardo recebem mensalmente R$ 6.167 de auxílio-moradia mesmo com imóvel em Brasília.
O presidenciável recebe o benefício desde outubro de 1995. Ao todo, os dois já embolsaram, até dezembro passado, R$ 730 mil, já descontado Imposto de Renda.
A família não respondeu às perguntas. Em suas redes sociais, apenas se manifestaram genericamente.
Jair Bolsonaro escreveu em seu Twitter, na noite de domingo, que a Folha "mais uma vez, mesmo com todo meu patrimônio declarado no IR, parte para a calúnia".
Veja as 32 perguntas enviadas aos parlamentares.
JAIR BOLSONARO (deputado federal)
1 - O sr. tem um patrimônio que inclui 5 imóveis cuja avaliação de mercado é de cerca de R$ 8 milhões (1). O sr. utilizou outros
recursos que não o de deputado e militar da reserva para formar esse patrimônio?
2 - O sr. adquiriu duas casas na Barra da Tijuca, em 2009 e 2012, por valores registrados em escritura bem inferiores ao que a prefeitura calculou à época para a cobrança de ITBI. A casa 58, de R$ 400 mil, a base para o ITBI foi de R$ 1,06 milhão. A casa 36, de R$ 500 mil, a base foi de R$ 2,23 milhões. Além disso, segundo o Secovi e corretores consultados, a valorização dos últimos anos foi de menos de 100%. Hoje o preço de mercado delas é de R$ 5 milhões, juntas. Houve pagamento de algum valor não registrado em escritura pública?
3 - A que o sr. atribui a divergência dos valores da prefeitura para os valores pagos? O sr. contestou junto ao município a base de cálculo deste ITBI?
4 - A casa 58, que o sr. comprou em 2009, foi adquirida quatro meses antes pela empresa Comunicativa por R$ 580 mil. A escritura informa que o sr. pagou R$ 400 mil. Qual a razão da queda de mais de 30% em menos de quatro meses em pleno boom imobiliário?
5 - Quando comprou a casa 58, o sr. morava na casa 54, era de aluguel? Por que o sr. não morava no apartamento da Barra (Professor Maurice Assuf, 41) que o sr. declarava ter?
6 - O sr. e seus três filhos que exercem mandatos são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 16,5 milhões**, a maioria deles adquiridos nos últimos anos e localizados em pontos valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. O sr. considera a obtenção desse patrimônio compatível com os ganhos de quem atualmente se dedica exclusivamente à política?

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02 - Por Folha de S. Paulo: Veja as 32 perguntas sobre patrimônio a que a família Bolsonaro não responde: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948804-veja-as-32-perguntas-sobre-patrimonio-que-a-familia-bolsonaro-nao-responde.shtml

7 - O sr. paga ou pagou pensão alimentícia para ex-mulheres ou filhos? Se sim, em quais períodos e em que valores?
8 - O sr. diz ter arrecadado em média, nas últimas três eleições, R$ 207 mil em cada uma. O valor é bem inferior à média dos eleitos em 2014, por exemplo, de R$ 1,6 milhão. O sr. recebeu em alguma eleição valores não declarados à Justiça Eleitoral?
9 - Há inconsistências nas declarações do sr. à Justiça Eleitoral nas últimas eleições. Exemplos: por que o sr. omitiu em 2006 a propriedade de seus imóveis em Brasília e Angra? Por que em 2010 o sr. não declarou a compra da casa 58 na Barra, registrada em cartório mais de um ano antes, em 2009?
10 - O sr. utilizou o dinheiro de auxílio-moradia para comprar o primeiro apartamento, em Brasília?
11 - O sr. recebe auxílio-moradia desde outubro de 1995, ininterruptamente. De lá até junho de 1998, o valor que o sr. recebeu é similar ao que o sr. declarou na compra do apartamento em Brasília. O sr. utilizou esses recursos para a compra do imóvel?
12 - Por que o sr. continua utilizando auxílio-moradia da Câmara se tem apartamento em Brasília?
13 - O sr. recebe mais do que o teto do funcionalismo. O Exército informou que o soldo de um capitão da reserva na situação do sr. é de R$ 5,6 mil brutos. Em recente entrevista disse que ia pedir revisão de seu soldo como capitão da reserva. Já fez ou pretende fazer isso?

EDUARDO BOLSONARO (deputado federal)
1. Por que o sr. recebe auxílio-moradia sendo que o sr. mora num apartamento próprio no Sudoeste, em nome do seu pai?
2. O sr. adquiriu recentemente um apartamento em Botafogo, de R$ 1 milhão. O sr. utilizou auxílio-moradia para a compra do apartamento?
3. Seu pai, o sr. e seus dois irmãos parlamentares são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 16,5 milhões**, a maioria deles adquiridos nos últimos anos e localizados em pontos valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. O sr. considera esse um patrimônio compatível com os ganhos de quem se dedica exclusivamente à política?
CARLOS BOLSONARO (vereador no Rio)
1. Na primeiras vezes que o sr. foi candidato, em 2000 e 2004, o sr. declarou à Justiça Eleitoral que não tinha nenhum bem. Seus bens atuais (com base na declaração à Justiça Eleitoral em 2016), segundo o valor usado pela prefeitura do Rio para cálculo do ITBI, somam cerca de R$ 2 milhões. O sr. utilizou outros recursos que não o de vereador para formar esse patrimônio?
2. O seu pai, o sr. e seus dois irmãos parlamentares são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 16,5 milhões (2), a maioria deles adquiridos nos últimos dez anos e localizados em pontos valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. O sr. considera esse um patrimônio compatível com os ganhos de quem atualmente se dedica exclusivamente à política?
3. O sr. recebe auxílio-moradia? Se sim, por qual motivo?

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03 - Por Folha de S. Paulo: Veja as 32 perguntas sobre patrimônio a que a família Bolsonaro não responde: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948804-veja-as-32-perguntas-sobre-patrimonio-que-a-familia-bolsonaro-nao-responde.shtml

FLÁVIO BOLSONARO (deputado estadual no Rio)
1. O sr. fez, em 2008, um contrato com a Cyrela de promessa de compra de cinco salas comerciais no Barra Prime cinco dias antes do memorial de incorporação. Segundo a lei, o incorporador deve ter primeiro o memorial para poder colocar os imóveis à venda. Por que isso aconteceu?
2. O sr. teve informações privilegiadas de que o prédio seria construído?
3. O sr. fez, em 16 setembro de 2010, contrato com a Brookfield de promessa de compra de mais sete salas comerciais no Barra Prime. Um mês depois, em 29 de outubro de 2010, o sr. vendeu todas as salas que havia acabado de comprar, todas por um valor maior. Por qual motivo o sr. fez essa operação relâmpago?
4. Todas as salas foram vendidas para a MCA Participações. Em pesquisa em cartórios, a MCA é dona apenas das salas que foram vendidas pelo sr. Por que vendeu todas as unidades para a mesma empresa?
5. O sr. tem alguma ligação com Marcello Cattaneo, dono da MCA, ou com a empresa?
6. Todas as salas foram alugadas para a Posco Brasil. O sr. recebe algum dinheiro dos aluguéis?

7. Na escritura de seu apartamento das Laranjeiras** há a informação de que a compra foi feita pelo valor de R$ 1,75 milhão. Na época, a prefeitura usou como base o valor de R$ 2,74 milhões para calcular os impostos a serem pagos na transmissão do imóvel. A que o sr. atribui a divergência dos valores da prefeitura para os valores pagos? O sr. contestou junto ao município a base de cálculo deste ITBI?
8. Em 2012, o sr. comprou dois apartamentos no mesmo dia, em 27/11/2012, de dois americanos. Houve relação entre as duas compras?
9. Em um dos casos, do apartamento da av. Prado Junior, a transação foi a seguinte: Paul Daniel comprou de Walter Wallace em 11/11/2011 por R$ 240 mil, daí vende para o sr. um ano depois por R$ 170 mil, e o sr. revende um ano depois por R$ 573 mil. Qual a razão da queda de quase 30% em apenas um ano? E do lucro posterior?
10. O sr. declarou em 2016 ter 50% do imóvel em construção na rua Pereira da Silva por R$ 423 mil. O apartamento, segundo escritura de 2017, foi comprado por R$ 1,7 milhões. O sr. omitiu o valor real do bem?
11. O sr. declara à Justiça Eleitoral ter 50% dos imóveis de que é dono, provavelmente pelo fato de o sr. ter se casado com regime de comunhão parcial de bens. O sr. acha que dessa forma está passando a informação completa para os eleitores?
12. Nos últimos 10 anos, o sr. fez 19 compras ou promessas de compra de imóveis no Rio. As transações, segundo valores que constam em documentos de cartório, ultrapassaram R$ 9 milhões. O sr. considera isso compatível com os ganhos de quem se dedicou exclusivamente à política até 2015 e é dono de uma cota de R$ 50 mil de uma chocolataria?
13. O sr. começou na vida política declarando ter apenas um Gol 1.0, que tinha valor de R$ 25 mil da época. Segundo valor utilizado pela prefeitura do Rio para cálculo do valor de ITBI, os seus apartamentos têm hoje o valor de R$ 6,3 milhões (3). O sr. considera isso compatível com os ganhos de quem se dedicou exclusivamente à política até 2015 e é dono apenas de uma cota de R$ 50 mil de uma chocolataria?
ADENDOS
1 - O valor de R$ 8 milhões inclui outros bens do parlamentar, como veículos e aplicações financeiras.
2 - O valor de R$ 16,5 milhões contemplava um apartamento de Flávio Bolsonaro que foi usado em uma permuta para a aquisição, em agosto do ano passado, de outros dois imóveis. A movimentação ainda não consta no histórico em cartório.
3 - O valor considerava ainda o imóvel que foi utilizado na permuta descrita acima. Sem ele, Flávio acumula imóveis no valor de cerca de R$ 4 milhões.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01 - Após reportagem sobre patrimônio, Bolsonaro fala em blog em 'calúnia': http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948703-apos-reportagem-sobre-patrimonio-bolsonaro-fala-em-blog-em-calunia.shtml

DE BRASÍLIA
DO RIO

Após a publicação de reportagem da Folha que mostra o patrimônio imobiliário dele e de seus filhos políticos, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) publicou na tarde deste domingo (7) em seus perfis em redes sociais um link para uma postagem no "Blog Família Bolsonaro".

A postagem do blog, porém, não se refere especificamente à reportagem da Folha, que mostrou que Jair e seus três filhos parlamentares, que tem a política como atividade profissional exclusiva, são donos de 13 imóveis no Rio e em Brasília com preço de mercado de pelo menos R$ 15 milhões.

O blog mostra foto de uma casa simples em Angra dos Reis (RJ) e fala em mais "uma mentira da esquerda amedrontada". Também traz fotos antigas da família Bolsonaro, como a de um aniversário de um dos filhos, e diz que essas imagens "desmistificam" a acusação de que possui uma "mansão" na cidade fluminense.

"Com Jair Bolsonaro apresentando-se como ameaça concreta, e cada dia mais forte, ao plano de poder do PT, neste ano, intensificaram-se os ataques à sua família, com mentiras, calúnias e toda aquela baixaria que sempre os caracterizaram", diz o texto.

Afirma ainda: "Com a verdade, fuzilamos mais uma calúnia contra Bolsonaro."

A publicação do blog traz citação da manifestação do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot sobre representação anônima de 2015 relativa a casas de Bolsonaro na Barra da Tijuca, no Rio.

Conforme relatado na reportagem da Folha deste domingo, em 2015 a PGR recebeu uma denúncia questionando os valores informados por Bolsonaro à Justiça Eleitoral relativa a essas casas, além de acusar o deputado de ser homofóbico, praticar violência e usar a máquina pública em campanhas.

Apenas tendo ouvido a defesa do presidenciável em um "procedimento preparatório", Janot arquivou o expediente dizendo que os valores eram os mesmos declarados no Imposto de Renda e que a denúncia era anônima e não trazia "elementos indiciários mínimos" de ilícito.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02 - Após reportagem sobre patrimônio, Bolsonaro fala em blog em 'calúnia': http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948703-apos-reportagem-sobre-patrimonio-bolsonaro-fala-em-blog-em-calunia.shtml

As duas casas em questão foram adquiridas em 2009 e 2012 por preço declarado de R$ 900 mil, sendo que o valor de mercado à época das respectivas aquisições, segundo a Prefeitura do Rio, era de R$ 3 milhões. Em uma a ex-proprietária declarou ter comprado a casa, feito reformas e a vendido a Bolsonaro quatro meses depois com prejuízo de R$ 180 mil em relação ao que havia pago.

A reportagem da Folha mostrou também que o filho mais velho do presidenciável, Flávio, dividiu nos últimos 13 anos sua atividade parlamentar com intensa atuação no mercado imobiliário, tendo realizado operações envolvendo 19 imóveis na zona sul do Rio de Janeiro e na Barra.

Carlos e Eduardo Bolsonaro, os outros dois filhos políticos do deputado federal, também publicaram em suas redes sociais, neste domingo, links direcionados à postagem do "Blog da Família Bolsonaro". "Em nosso blog você encontra todas as informações a nosso respeito, com verdade", escreveu Eduardo, que também é deputado federal.

A Folha enviou na semana passada à assessoria de Bolsonaro e de seus três filhos parlamentares 32 perguntas sobre os bens da família, entre as quais se eles consideram o patrimônio compatível com os ganhos de quem se dedica exclusivamente à política. Bolsonaro não respondeu.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01: 'Tem que pegar o meu patrimônio. Esquece meus filhos', diz Bolsonaro: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml

CAMILA MATTOSO
ITALO NOGUEIRA
ENVIADOS ESPECIAIS A ANGRA DOS REIS
RANIER BRAGON
DE BRASÍLIA

Em entrevista à Folha nesta quinta (11), o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) voltou a criticar o jornal e a defender o recebimento de auxílio-moradia da Câmara, mesmo tendo imóvel próprio em Brasília.

Ele disse que pretende vendê-lo e pedir apartamento funcional. Questionado se usou o dinheiro do benefício para comprar seu apartamento, ele respondeu: "Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio moradia eu usava pra comer gente".

Bolsonaro disse ter cometido um deslize em 1999 quando afirmou, em entrevista, que sonegava impostos, recomendação que transmitia na época a toda a população.

Ele nega ainda irregularidades na construção de seu patrimônio.

A Folha publicou no domingo (7) que o presidenciável e seus três filhos parlamentares multiplicaram o patrimônio na política, reunindo atualmente 13 imóveis em áreas valorizadas do Rio e de Brasília, com preço de mercado de cerca de R$ 15 milhões.

A entrevista não foi agendada. A Folha encontrou-se com o presidenciável na porta de sua casa em Angra dos Reis, durante apuração sobre servidora lotada em seu gabinete.

Folha - O sr. tem escritório em Angra?
Jair Bolsonaro - Não tenho escritório, ou você quer que eu tenha escritório? Como posso ter escritório aqui? Posso ter funcionário lotado no Distrito Federal e no Rio de Janeiro, como parlamentar. Não posso ter no Ceará, por exemplo. Se eu for abrir escritório em Resende, abrir em Angra, [já] tenho em Niterói, vou abrir quatro escritórios, vou pagar como?

A gente conversou aqui com algumas pessoas e todas identificam a Walderice (servidora da Câmara) e o Denilson como funcionários, caseiros.
Não são funcionários, a Wal raramente entra aqui, é esposa dele, não queira forçar uma barra...

Mulheres fecham às pressas loja de açaí da secretária parlamentar de Bolsonaro, na vila de Mambucaba
O sr. afirmou que a Wal é comissionada (na Câmara). O que ela faz?
Ela faz o que qualquer comissionado faz. Qualquer problema da região ela entra em contato com o chefe de gabinete, tenho 15 funcionários no Estado do Rio de Janeiro.

Que tipo de problema?
Uma carência da prefeitura, para que um parlamentar possa apresentar uma emenda pra cá. O prefeito, atualmente, me dou muito bem com ele.

Mas o sr. tem quantos funcionários além dela?
Tem aqui, tem em Resende, tem no Rio de Janeiro, tem no DF.

Tem um período em que ela até virou "chefe de gabinete"?
Negativo.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: 'Tem que pegar o meu patrimônio. Esquece meus filhos', diz Bolsonaro: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml

Teve sim, em 2011 e 2012.
Chefe de gabinete? É comissionado, lá em Brasília, como é chefe de gabinete? O que acontece? De vez em quando o que acontece? Há um funcionário demitido, então aquela verba a gente destina por um funcionário por pouquíssimo tempo, é isso o que acontece. São pessoas paupérrimas aqui na região. Vocês querem criar um fato, não vão conseguir criar um fato.

O sr. fala que ela fica aqui atendendo demandas da região...
Sim, mas não tem uma vida constante nisso. É o tempo todo na rua? Não, não, ela lê jornais, acompanha o que acontece, faz contato comigo, não tem nada a ver com a casa.

Por que o senhor não responde as 32 perguntas que a Folha mandou (sobre patrimônio)?
Eu tenho obrigação? É CPI agora? Pergunta ao vivo que eu te respondo. Eu tô gravando agora, para vocês pinçar [sic] o que interessa... eu sei a serviço de quem vocês estão, vocês estão a serviço de me desestabilizar. Esse é o trabalho, que não é teu. Porque você, com todo respeito, você merece respeito, mas os interesses da Folha estão acima do seu conhecimento. Para vocês interessa qualquer um presidente da República, menos Jair Bolsonaro. Afinal de contas, aquela mamata de vocês, de milhões ao longo do governo do PT, aquela mamata da Folha vai deixar de existir. Dinheiro não é para dar pra vocês da imprensa desinformar, publicar mentiras ou meias verdades, o dinheiro público é para anteder à população, não pra atender vocês.

[Vídeo divulgado por Bolsonaro no dia 10 afirma que a Folha publica "mentiras". "Imprensa que se presta a desinformar, publicar mentiras ou meia-verdades de acordo com seu interesse político não pode continuar recebendo recurso público. Folha de S.Paulo, isso um dia vai acabar."
O vídeo reproduzia texto afirmando que "Grupo UOL (Folha de SP) recebeu aporte de mais de R$ 225 milhões durante o governo petista". O texto diz ainda que, "coincidência ou não, o banco BTG Pactual (de André Esteves) tem 5,9% de ações do UOL".
O UOL recebeu um financiamento da Finep, agência pública que incentiva empresas que investem em inovação, não um aporte. O BTG tem participação acionária minoritária no UOL, mas nenhuma relação com a Empresa Folha da Manhã S.A., que edita a Folha.]

O senhor falou em um vídeo no Facebook na noite de quarta que está pensando em abrir mão do auxílio-moradia e vender seu apartamento.
Sim, olha só. O que eu devo fazer? Chegando lá em janeiro, acabando o recesso [parlamentar], vou pedir o apartamento funcional, inclusive tem mais ou menos 60m2 o meu apartamento, vou passar para um de 200m2, espero que pegue com hidromassagem, ok? Eu vou morar numa mansão, não vou pagar segurança, não vou pagar IPTU, no meu eu pago, não vou pagar condomínio, no meu eu pago, eu vou ter paz.

O senhor utilizou, em algum momento, o dinheiro que recebia de auxílio-moradia para pagar esse apartamento?
Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio moradia eu usava pra comer gente, tá satisfeita agora ou não? Você tá satisfeita agora?

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03: 'Tem que pegar o meu patrimônio. Esquece meus filhos', diz Bolsonaro: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml Eu estou satisfeita pelo senhor dar uma resposta.
Porque essa é a resposta que você merece. É a resposta que você merece (...) O dinheiro que entra do auxílio-moradia eu dormia em hotel, eu dormia em casa de colega militar em Brasília, o dinheiro foi gasto em alguma coisa ou você quer que eu preste continha: olha, recebi R$ 3 mil, gastei R$ 2 mil em hotel, vou devolver mil, tem cabimento isso?

Diversos colegas do senhor fazem isso. O auxílio-moradia tem uma modalidade que você recebe em dinheiro e outra que recebe em depósito e presta contas. A maioria dos colegas do senhor faz isso.
Dorme em hotel, flat, geralmente hotel. Ninguém pega dinheiro. Ele apresenta a nota, até aquele limite, R$ 6 mil, o dinheiro é ressarcido para a conta dele. Qual a diferença?

A diferença é que ele comprova o uso para o auxílio-moradia.
Nenhuma nota técnica da Câmara, nada. Nada da Câmara diz o que você tá falando. Não diz que é proibido o parlamentar que por ventura tenha casa...

Mas o senhor acha...
Não tem acha. Não vem com esse papo de acha.

É porque o senhor tem discurso de moralidade.
Sim, sim. Discurso, não. Prática. Por que vocês nunca publicaram na Folha que o Joaquim Barbosa me citou no mensalão? Peraí, me responda. Por que na Folha vocês nunca publicaram que o Joaquim Barbosa me citou no mensalão?

Deputado, vamos voltar, o sr está aqui para responder pergunta.
Que estou aqui pra responder pergunta, estou te atendendo, em consideração.

Por que o sr. não tem o mesmo comportamento do auxílio-moradia com a verba (indenizatória, para despesas do gabinete) da Câmara que o sr. se orgulha de ter devolvido?
Opção. Onde eu errei aí? Onde eu estou em curso em alguma lei, onde cometi algum crime?

O sr. não considera que foi um erro?
Não. É um direito que eu tenho. Onde tem alguma instrução na Câmara que diz que quem tem imóvel em Brasília não pode receber auxílio-moradia?

O sr. não acha também que é uma contradição com seu discurso?
Negativo. Eu poderia, esses R$ 100 e pouco mil que devolvi do ano passado, ter encomendado trabalho em gráfica, pago matéria em jornal. Eu poderia ter pago matéria em jornal.

A diferença objetiva entre auxílio-moradia e a verba da Câmara é que a verba da Câmara não vai para o sr. O auxílio-moradia vai para o sr.
Oh, meu Deus do céu. Dá na mesma, cara.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 04: 'Tem que pegar o meu patrimônio. Esquece meus filhos', diz Bolsonaro: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml

Vamos falar do seu patrimônio. O senhor estava criticando o fato de a Folha ter divulgado o valor do patrimônio do sr., da sua família.
Peraí, você tem que divulgar é o meu patrimônio. Daqui a pouco vão querer pegar minha mãe, com 91 anos de idade. Começar a levantar a vida dela.

Pegamos só dos parlamentares.
Peraí. Você vai pegar da minha mãe daqui a pouco. Meu pai já morreu. dos meus irmãos. Ok? Tem que pegar o meu. Esquece meus filhos. Se o meu filho assaltar um banco agora ou ganhar na Mega Sena, é problema dele, não é meu.

O senhor, por exemplo, quando colocou a economia que o senhor fez (com dinheiro da Câmara), colocou a sua junto com a do seu filho do lado. É a mesma forma como tratamos na matéria. Fizemos levantamento dos parlamentares. Não envolvemos nenhuma pessoa da família que não seja político.
Tem familiares que são igual cão e gato, não se dão. Você tem que levantar a minha vida. Igual, pegaram meu irmão em SP. Pegaram um tempo atrás, funcionário fantasma da Alerj. Não foram vocês dessa vez. Funcionário fantasma. Quando fizeram a matéria, já tinha uma semana que tava demitido. Não foi demitido de forma retroativa. Ninguém, imprensa nenhuma falou... A Folha fez a matéria, depois bateu em cima, não sei quem foi, Record ou SBT. Não diz quem foi que empregou meu irmão em SP. Não disseram. O objetivo é atingir a mim.

A gente procurou o senhor.
Ah, procurou, procurou. Eu tenho obrigação de atender?

Não tem obrigação, mas tem que dizer que a gente procurou.
Não procuraram. Estão mentindo. Não me procuraram. No meu telefone, não.

Procuramos sim, senhor. Procuramos no telefone do senhor, no telefone do Eduardo.
Vocês têm medo de falar comigo.

Não temos medo.
Têm, sim. Várias vezes, entrevista em Brasília, depois de duas vezes que fiz com vocês, se negaram...

Deputado, aqui não é uma disputa de quem é mais corajoso. A gente está em uma conversa sobre...
Auxílio-moradia.

Não, auxílio-moradia a gente já passou.
Patrimônio.

Agora sobre patrimônio.
Patrimônio meu está aí. Bem, vamos lá. O Janot, isso tem uns 3 ou 4 anos, disse que não tinha qualquer indicio de crime na transação.

O senhor tem duas casas num condomínio. A casa 58 e a casa 36. Estão no nome do senhor. Está correta essa informação?
Tá certo.

A casa 58 o senhor comprou em 2009. Está correto?
Tá.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 05: 'Tem que pegar o meu patrimônio. Esquece meus filhos', diz Bolsonaro: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml

E a 36?

Em 2012, se não me engano.

E como é que foi a compra da 58?

Tá no contrato, cara. Eu estava procurando casa no condomínio porque eu morava de aluguel e apareceu essa oportunidade. O vizinho resolveu vender pra mim porque deu preferência por ser que não vai dar problema pra ele. É simples. O preço que ele botou lá é problema dele, não é meu.

Mas o senhor não acha curioso, estranho, o fato de ela ter comprado 4 meses antes por R$ 580 mil?
Não acho estranho.

Ela ter declarado à Folha que reformou o imóvel para vender e depois da reforma ela vendeu por R$ 400 mil?
Quando eu entrei na casa, ela estava pintada, ela estava caiada, a reforma foi caiar a casa, mais nada. Aquilo não foi reforma que fizeram. Tanto é que, quando eu entrei, tive que refazer tudo. O mais fácil, se eu tivesse recurso, era botar a casa no chão e fazer outra.

O ITBI estava calculado em R$ 1 milhão e o senhor pagou R$ 400 mil.
O ITBI não é em função do que você paga, ele é em função do valor venal, você não tem como sonegar o ITBI.

Mas o senhor recorreu [do valor cobrado no ITBI]? Porque o senhor acabou pagando o dobro de imposto.
Eu não quis recorrer, o meu advogado não quis recorrer.

O senhor pode explicar para quem não entendeu?
Lá, por exemplo, as casas, 90% das casas não têm habite-se, aquelas ruas nossas, com uma chuva um pouco além do normal, ela alaga.

Deputado, a gente está falando de um condomínio na rua Lúcio Costa.
É um bom condomínio, sim. O total da área, da minha casa, é de 240m2.

290 e pouco, segundo o IPTU.
Não é 450m2, que é o padrão que tem por aí.

Há diferença entre o que o senhor pagou e o que foi calculado pela prefeitura. A que o senhor atribui essa diferença?
O meu corretor que fez a compra. Você acha que foi sair de Brasília e ficar 2, 3 dias correndo cartório, tirando certidões negativas, o corretor que fez.

Em 1999, o senhor declarou em uma entrevista que sonegava, defendia a sonegação.
Sim. Mas pera aí, deixa eu complementar. Terminou? Vai, continue.

Esse modelo de compra que o senhor fez, o Coaf classifica atualmente como uma operação sob suspeita de lavagem de dinheiro e sonegação de impostos. O senhor sonegou impostos nessa operação?
Quando eu falei que sonegava... quem hoje em dia e no passado nunca se indignou com a sua carga tributária? Quem quer ter segurança tem que fazer o quê? Segurança particular, quem quer ter saúde, tem que colocar o filho em escola particular...educação. Quem quer ter saúde, precisa ter um plano. Foi um desabafo, e desabafo hoje de novo também. Hoje o povo, como um todo, só não sonega o que não pode, e é uma verdade isso daí. Eu, representando o povo, desabafei naquele momento isso.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 06: 'Tem que pegar o meu patrimônio. Esquece meus filhos', diz Bolsonaro: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml

Mas o sr., como homem do povo, o sr. acha...
Não é justo você sonegar. O injusto é o governo não dar nada em troca dos impostos que estão sendo arrecadados.

O sr. declarou que sonegou.
Eu nunca soneguei. Eu sonego... 'Eu mato tudo quanto é bandido que vier pela frente'. Matei algum bandido?

Mas naquela declaração, o sr. falou...
Eu estava na televisão, desabafando a questão da carga tributária nossa.

Sim, e o sr. desabafou que sonegou um imposto.
Não desabafei. Falei 'sonego tudo que é possível'. Como posso sonegar, por exemplo, ICMS?

Se o sr. sonega tudo o que é possível, o sr. confirma uma sonegação. Concorda?
Não é possível. Não, não, não. Negativo. Era um desabafo. Você acha que, na minha função de parlamentar, se eu fosse um sonegador, ia estar falando?

Mas o sr. falou.
Você acha? Eu tenho imunidade para falar, não é para entrar na Lava Jato. Tenho imunidade para falar o que bem entender. Sou o único deputado que não tenho imunidade parlamentar.

O sr. pode falar que cometeu uma sonegação fiscal?
Nunca cometi.

Mas por que o sr. afirmou naquela época?
Naquela época, eu estava reverberando, como agora poderia reverberar, um clamor popular.

O sr. pode reverberar defendendo a sonegação. Mas o sr., além de defender de defender a sonegação...
Pega a fita lá na íntegra.

Eu peguei. Além de defender a sonegação, o que seria um apoio à população, o sr., como pessoa física, reconheceu ter sonegado. Falou 'sonego e recomendo a todas as pessoas que soneguem'.
Mas qual o problema? Estou desabafando.

Se o sr. sonega, é um problema fiscal.
Eu não sonego nada. Se houve um deslize num palavreado meu, é uma coisa. O que eu tava é reverberando a indignação popular.

Foi um deslize do sr.?
Hoje em dia, sim. Com a situação que estou, vou falar que foi deslize. Se eu chegar à Presidência da República, nós vamos tratar o dinheiro com zelo. Tanto é que não vai ter dinheiro para vocês da imprensa, que faz essa imprensa fake news como vocês aí. Então, a Folha fake news foi R$ 180 milhões, mais ou menos, no governo do PT. Essa grana vai para o povo.

O sr. acha o salário de deputado justo?
Para mim está excelente. Para mim sobra dinheiro demais.

Mas o sr. acha correto isso?
Pô, cara, você quer que eu devolva meu salário agora?

Não. Quero a sua opinião como pré-candidato a presidente.
Perto da população brasileira, é um salário astronômico.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 07: 'Tem que pegar o meu patrimônio. Esquece meus filhos', diz Bolsonaro: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml

O sr. acha correto seu salário?
Eu uso meu salário até para fazer campanha. Os 10% que tenho direito, até isso eu uso.

E por que, ainda assim, o sr. pega auxílio-moradia?
Você quer que eu faça o quê? Que eu ganhe um salário mínimo por mês? Quanto tu ganha na Folha?

Eu não sou funcionário público, não sou obrigado a responder isso.
Ah, é? Ah, é?

É.
Ah, é? Você não tem obrigação, você não tem obrigação, mas abre o jogo. Vamos abrir o jogo.

Eu sou da iniciativa privada
Vamos abrir o jogo. Fala o teu salário aqui. Quanto a 'Foice de S. Paulo' paga pra você? Conta aí. Vocês tão sem matéria mesmo, né? O Brasil, com 14 milhões de desempregados, roubalheira bilionária, a Petrobras afundada, vocês vêm me encher o saco por causa de um auxílio-moradia de R$ 3 mil.

Você acha que o trabalho da imprensa é encher o saco?
Porra, você está enchendo o saco, porra. Você está procurando ovo... cabelo em ovo, poxa. Você está preocupado... Fica tranquilo. A partir de fevereiro agora, eu vou ocupar um apartamento funcional...

Para que o senhor precisa de apartamento funcional se o sr. tem apartamento em Brasília?
Vou vender o de Brasília. Se quiser comprar, vou ver o preço de mercado.

Deputado, só para esclarecer uma coisa: nenhuma das duas matérias da Folha acusou o sr. que fez alguma coisa ilegal.
Vocês fizeram uma bomba de merda.

O sr. pode classificar como o sr. quiser. Mas o sr. usa como exemplo o fato de não usar dinheiro (verba indenizatória) que a Câmara disponibiliza como uma forma de economizar dinheiro público, que o sr. tem zelo pelo dinheiro público. Mas por que o sr. não tem essa preocupação com o auxílio-moradia, que o sr. ganha R$ 3 mil em dinheiro com o desconto de Imposto de Renda. Ou seja, a Câmara oficializa um aumento de salário já porque gasta Imposto de Renda.
Pergunte ao quarto secretário.

Mas por que o sr....
O dinheiro é legal.

Mas o sr. diz que é diferente de todos os 512 deputados...
Eu poderia devolver o auxílio-moradia e usar a verba da Câmara para outra finalidade. Qual a diferença? No final dá a mesma coisa.

O sr. está tratando o cotão (verba indenizatória de gabinete) como se fosse uma propriedade do sr. Aquilo ali é para o usar para o seu mandato, para o que o sr. necessita, para atividades parlamentares. Se o sr. não precisa, não tem por que o sr. usar. O sr. não devolveu.
Por que o sr. não questiona outros parlamentares que usaram 100% do cotão?

Porque o sr. é pré-candidato à Presidência. O sr. está em segundo lugar...
Ah, o objetivo é este?

Claro.
Me colocar numa estação de quem está denunciado no mensalão, na questão do petrolão, quem recebeu dezenas de milhões de caixa dois para campanha... Auxílio-moradia, para vocês, vale a mesma coisa de quem recebe R$ 20 milhões do petrolão. Ah, está de brincadeira comigo, né?

O sr. está concorrendo ao principal cargo do país.
E é bom vocês torcerem para eu não chegar porque vai acabar a teta de vocês e você vai perder o teu emprego lá.

Por que? O sr. vai pedir a demissão? O sr. vai interferir na imprensa?
Não vai ter dinheiro para vocês. O dinheiro para imprensa vai ser para o povo.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 08: 'Tem que pegar o meu patrimônio. Esquece meus filhos', diz Bolsonaro: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949837-daqui-a-pouco-vao-querer-pegar-minha-mae-diz-bolsonaro.shtml

Mas aí quem vai avaliar a verdade é o sr. como presidente?
Não vai ter dinheiro meu, se eu for presidente, no Orçamento para vocês.

Mas o sr. se incomoda com esse olhar da imprensa em relação ao sr.?
Se você faz a matéria justa, bota as datas que eu adquiri, bota a data de compra da época...

A gente traz data, deputado...
Não. Bota lá atrás a data que foi adquirido, preço de mercado.... Como falei para você agora: quer comprar um apartamento em Copacabana por R$ 100 mil?

Mas os R$ 400 mil da casa 58 não é preço de mercado.
Aquela localização é igual a um apartamento em Copacabana na Ladeira dos Tabajaras.

Na orla, na avenida Lúcio Costa?
Isso foi em 2009.

Mas é disso que a gente está falando.
Pergunta para quem me vendeu. É simples o negócio. Se eu quiser vender essa casa aqui para este cara aqui agora por R$ 50 mil, eu posso vender?

Se o sr. quiser...
Ah, bom.

Mas que vai ser estranho o sr. vender esta casa por R$ 50 mil, vai.
Mas se eu quiser vender.

O sr. não vai achar estranho?
Não acho estranho.

Não?
Não. Se eu tenho uma dívida de gratidão com a pessoa. Posso até doar a coisa.

Como presidente o sr. vai manter essa postura de não responder a imprensa?
Respondo a imprensa séria.

Qual imprensa? O sr. já criticou O Globo, já criticou a Folha, já criticou a TV Globo...
Tem imprensa que eu elogio.

Quem por exemplo?
No Nordeste, quase todos os jornais do Nordeste, quando eu vou lá, eu sou tratado com dignidade. No Nordeste, eu sou tratado com dignidade. Estive agora no 'A Crítica', em Manaus, pergunta, resposta, numa boa, tranquilo. E a matéria saiu com o que foi tratado no dia anterior.

Como deputado e se for presidente, o sr. acha que pode escolher a quem responder e quem não responder?
Se você perguntar da Folha, vou falar 'fake news, passe pra outra'. Pode ter certeza.

É essa a postura que o sr. vai ter?
Para vocês da Folha, vai. 'O Globo' não. 'O Estado de S. Paulo' não. É o meu entendimento. Eu respondo a quem eu quiser.

Como presidente da República?
Eu respondo a quem eu quiser. Vocês da Folha eu não respondo. Vocês da Folha desistam. Não precisa ter aquele comitê de imprensa no Planalto. Sai fora que vocês não vão ter resposta nenhuma.

Então, por que o sr. recebeu a gente aqui hoje?
Vocês estavam aqui na frente, eu até considerei. Querem conhecer a casa não? Filma a casa aí.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01: Bolsonaro diz que só abandona candidatura se for morto ou tirado na 'covardia': http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949618-bolsonaro-diz-que-so-abandona-candidatura-se-for-morto-ou-tirado-na-covardia.shtml

RANIER BRAGON
CAMILA MATTOSO
DE BRASÍLIA

Afirmando que só abandona a sua candidatura à Presidência da República se for morto ou tirado "na covardia", Jair Bolsonaro (PSC-RJ) publicou em suas redes sociais a primeira manifestação de viva voz sobre reportagens da Folha que relataram o patrimônio dele e dos filhos parlamentares, além do recebimento de auxílio-moradia mesmo tendo apartamento próprio em Brasília.

"Só em duas situações eu posso não estar neste ano no debate presidencial: se me tirarem na covardia por um processo qualquer, na covardia, (...) ou se me matarem. Não to preocupado com isso. Se me matarem vão ter que me enterrar, vão arranjar outro Celso Daniel [prefeito petista, assassinado em 2002]."

Em um vídeo de 11min39s postado no final da noite desta quarta-feira (10), Bolsonaro afirmou estar propenso a vender seu apartamento na capital federal e passar a ocupar um imóvel funcional da Câmara e acusou a Folha de ser um jornal "canalha".

"O que está em jogo? É o poder, é quem vai sentar-se naquela cadeira presidencial. (...) Sou uma pessoa completamente fora do establishment, sou o diferente, sou aquele intruso no poder", afirma, citando que PSDB e PT têm um leque de apoio parlamentar e no Executivo muito maior do que o dele. "O que acontece? Aponta a bateria pra cima de mim. No caso, a Folha de S.Paulo, tentando me desestabilizar e me colocar no mesmo nível dos candidatos deles, que eles apoiam, do PSDB. Eles preferem até um petista na Presidência do que eu."

Em reportagens publicadas nos últimos dias, a Folha mostrou que Jair Bolsonaro e seus três filhos parlamentares multiplicaram o patrimônio na política, tendo hoje 13 imóveis em pontos valorizados do Rio e de Brasília, com preço de mercado de pelo nenos R$ 15 milhões. Relatou também que o presidenciável e seu filho Eduardo, deputado federal como o pai, recebem mensalmente R$ 6.167 de auxílio-moradia da Câmara mesmo tendo apartamento próprio em Brasília.

"Por exemplo, pegaram meu patrimônio [e disseram]: 'Óóóó´, ele tem um apartamento em Brasília e recebe auxílio-moradia'. Tenho sim, apartamento de aproximadamente 60 metros quadrados [na verdade, 69 metros quadrados]. Que que eu posso fazer? Vender o apartamento, comprar aqui no Rio de Janeiro um outro imóvel e ir morar num apartamento mansão da Câmara, de 200 metros quadrados, alguns com hidromassagem, com tudo, com segurança, que eu não vou pagar. Não vou pagar IPTU, não vou pagar condomínio", afirmou o deputado.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: Bolsonaro diz que só abandona candidatura se for morto ou tirado na 'covardia': http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949618-bolsonaro-diz-que-so-abandona-candidatura-se-for-morto-ou-tirado-na-covardia.shtml

"Estão implicando em R$ 3.500, R$ 3.600 que eu recebo a título de auxílio-moradia, como se eu fosse um bandido. Eu estou propenso a fazer isso, de acordo com os comentários que eu vejo aqui no Face, vender o apartamento em Brasilia e comprar um aqui [no Rio]." A Câmara destina apartamentos funcionais aos parlamentares, mas como não há imóveis para todos os 513, ela paga auxílio-moradia no valor mensal de R$ 4.253. De duas formas, por reembolso para quem apresenta recibo de aluguel ou em espécie, sem necessidade de apresentação de qualquer recibo, mas com desconto de 27,5% relativo a Imposto de Renda. Jair e Eduardo Bolsonaro utilizam essa segunda opção, o que rende mensalmente, para cada um, R$ 3.083.

O auxílio-moradia pode ser recusado pelos congressistas. Em novembro, por exemplo, 27 dos atuais 513 parlamentares abriram mão da verba.

No vídeo, Bolsonaro não faz menção a essa hipótese, porém. "Alguns falam que o apartamento do Sudoeste [na região central de Brasília] é área nobre. Comprei esse apartamento em 1994, naquele tempo não era área nobre. Como na Barra da Tijuca. No caso, há 40 anos atrás Barra da Tijuca não tinha o valor que tem hoje. Aí a Folha pega o patrimônio meu, junta com os dos filhos... Eu sou eu, o meu filho responde pelos atos deles, assim como meu irmão responde pelos atos dele."

Diferentemente do que diz, Bolsonaro adquiriu suas duas casas em um condomínio fechado da Barra da Tijuca nos últimos 9 anos, não há 40 anos. Ele também atua política e legislativamente em conjunto com seus três filhos parlamentares, um deputado federal, um estadual e um vereador. Ele também não abordou, no vídeo, quase nenhum ponto específico de sua evolução patrimonial, entre eles omissões em suas declarações de bens e a compra de uma casa na Barra por um preço declarado R$ 180 mil menor que a ex-proprietária havia pago quatro meses antes.

O deputado confirma que o valor atual de seu patrimônio e dos filhos parlamentares é o que foi publicado pela Folha —"Pegue o patrimônio dos três [quatro, na verdade], se for atualizar o nosso patrimônio, deve ser aproximadamente isso que eles botaram lá, R$ 13 milhões [ao menos R$ 15 milhões]"—, afirma defender mudanças na legislação para que os valores de imóveis possam ser atualizados no Imposto de Renda, mas critica o jornal em tom mais contundente em relação à reportagem que relata seu recebimento de auxílio-moradia.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03: Bolsonaro diz que só abandona candidatura se for morto ou tirado na 'covardia': http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949618-bolsonaro-diz-que-so-abandona-candidatura-se-for-morto-ou-tirado-na-covardia.shtml

"A Folha pega e multiplica os anos todos que estamos em Brasília, soma com meu filho e dá um milhão: 'Ganhou um milhão de auxílio-moradia'. Ao longo de quantos anos? Eu não sei, de 20 anos? É um crime, é um jornal canalha, a Folha de S.Paulo é um jornal canalha!"

No vídeo, em que Bolsonaro está de bermuda e veste camisa da seleção de futebol do Japão, o deputado diz que não responderá as 32 perguntas enviadas pela Folha na semana passada, antes da publicação da reportagem. Mas chama por três vezes os repórteres a inquiri-lo pessoalmente, possibilidade que não havia sido oferecida por ele até agora.

"Eu não vou responder [as perguntas enviadas pela reportagem]. Folha de S.Paulo, venha aqui, senta aqui, senta aqui [bate com a mão na mesa], traga aqui seus homens, seus contadores, seus advogados, seus jornalistas e vamos conversar. E eu vou gravar. As duas últimas vezes que fizeram isso comigo, e não fizeram mais, se deram mal", afirma o presidenciável, completando: "Me chamar de corrupto, aí complica. Dá a entender que eu sou corrupto como uma parte são os parlamentares, aí complica, aí fica difícil. Isso não é jornalismo, isso é um trabalho porco da mídia."

A Folha procurou novamente a assessoria de Bolsonaro no começo da manhã desta quinta-feira (11) solicitando a marcação de local e hora para a entrevista.

No vídeo, Bolsonaro diz ainda ser o único que não irá "compor" para obter governabilidade —"Governabilidade pra eles é ratear o poder público, ministérios, estatais"— e defende medidas radicais para resolver alguns dos problemas do Brasil.

"A gente vai resolver as questões do Brasil e ponto final. E certas coisas tem que ser com radicalismo. Como você vai combater a violência, soltando pombinhas? Dizendo que são excluídos da sociedade.? 'Ah, vamos investir em educação'. Sim, tem que investir em educação, mas o reflexo vai ser daqui a 30 anos no tocante à violência. Nós temos como resolver os problemas do Brasil, sem salvador da pátria, mas com salvadores, que será a grande maioria da população brasileira, que pensa como eu."

Na manhã de quarta (10), Bolsonaro havia divulgado outro vídeo em que afirma que a Folha publica "mentiras". "Imprensa que se presta a desinformar, publicar mentiras ou meia-verdades de acordo com seu interesse político não pode continuar recebendo recurso público. Folha de S.Paulo, isso um dia vai acabar."

O vídeo reproduzia texto afirmando que "Grupo UOL (Folha de SP) recebeu aporte de mais de R$ 225 milhões durante o governo petista". O texto diz ainda que, "coincidência ou não, o banco BTG Pactual (de André Esteves) tem 5,9% de ações do UOL".

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 04: Bolsonaro diz que só abandona candidatura se for morto ou tirado na 'covardia': http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1949618-bolsonaro-diz-que-so-abandona-candidatura-se-for-morto-ou-tirado-na-covardia.shtml

O UOL recebeu um financiamento da Finep, agência pública que incentiva empresas que investem em inovação, não um aporte. O BTG tem participação acionária minoritária no UOL, mas nenhuma relação com a Empresa Folha da Manhã S.A., que edita a Folha.

Parte 05: Exposição de práticas é mais danosa a Bolsonaro do que chamá-lo de fascista, http://www1.folha.uol.com.br/colunas/igorgielow/2018/01/1949247-exposicao-de-praticas-e-mais-danosa-a-bolsonaro-do-que-chama-lo-de-fascista.shtml A reação agressiva de Jair Bolsonaro às revelações acerca do crescimento patrimonial de sua família de políticos e do uso indevido de auxílio-moradia foi previsível. O que não é possível prever ainda é o efeito desse e dos futuros escrutínios que a vida do deputado sofrerá sobre as suas intenções de voto para presidente. Grosso modo, ao longo de 2017 o fenômeno Bolsonaro foi visto como uma ameaça a uma candidatura mais orgânica do centro/governismo que poderá enfrentar Lula ou seu preposto num segundo turno. Mas poucos consideravam o deputado um nome sustentável no longo prazo.

Primeiro, por não ter estrutura partidária que lhe garanta capilaridade, horário de TV, dinheiro. Segundo, porque há uma crença entre estrategistas eleitorais em que essa exposição desinfetante ao sol derreterá o apoio a Bolsonaro.

Uma coisa é certa. A demonização pura e simples, tão ao gosto de uma esquerda sem espelho, não funcionará no caso do deputado. Chamá-lo de fascista tende a reforçar o núcleo duro que o apoia, o pessoal da intervenção militar e afins, e também um certo núcleo expandido, daqueles que veem nele uma negação à política tradicional.

Esse segundo grupo é mais vulnerável a eventuais revelações sobre as práticas do deputado e seu entorno. A exploração em campanha de seus arroubos mais extremados e grotescos também pode surtir efeito sobre esses eleitores, acreditam esses politicólogos de diversas colorações.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: Exposição de práticas é mais danosa a Bolsonaro do que chamá-lo de fascista, http://www1.folha.uol.com.br/colunas/igorgielow/2018/01/1949247-exposicao-de-praticas-e-mais-danosa-a-bolsonaro-do-que-chama-lo-de-fascista.shtml Bolsonaro passou 2017 treinando praticamente sozinho. Em 2018, estará em campo com gente bem mais experiente do que ele. Vejamos como se comportará a arquibancada.

Parte 01: Cidade de servidora fantasma não tem emendas de Bolsonaro há dez anos, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1950744-bolsonaro-ignora-cidade-do-rio-em-emendas.shtml ITALO NOGUEIRA
DO RIO
RANIER BRAGON
CAMILA MATTOSO
DE BRASÍLIA

Há uma década o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) não destina emendas parlamentares para a cidade de Angra dos Reis, onde mantém empregada desde 2003 uma servidora de seu gabinete.

Os mapas eleitorais do Estado mostram ainda que o município da região da Costa Verde fluminense não figura como uma base eleitoral do deputado.

Bolsonaro mantém há mais de 20 anos uma casa de veraneio na pequena Vila Histórica de Mambucaba, distante 50 quilômetros do centro de Angra.

A Folha revelou na quinta-feira (11) que o deputado usa verba da Câmara para empregar Walderice Santos da Conceição, 49, sua vizinha de casa de praia, que trabalha numa loja de açaí. O marido dela, Edenilson Garcia, ajuda a manter a casa de Bolsonaro na ausência do deputado -é apontado como caseiro do imóvel por moradores do local.

O presidenciável afirmou em entrevista que Wal, como é conhecida, tem como função reportar a ele ou a seu chefe de gabinete "qualquer problema na região".

"Ela faz o que todo comissionado faz. Qualquer problema na região ela entra em contato com o chefe de gabinete. [Relata] Uma carência da prefeitura, em que como parlamentar posso apresentar uma emenda", disse ele.

Segundo dados da Câmara dos Deputados e do "Siga Brasil", do Senado Federal, o presidenciável apresentou apenas três emendas para Angra dos Reis desde 2003, ano em que Wal ingressou no gabinete do deputado. Duas ocorreram neste primeiro ano e a última, em 2008.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: Cidade de servidora fantasma não tem emendas de Bolsonaro há dez anos, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1950744-bolsonaro-ignora-cidade-do-rio-em-emendas.shtml

Duas delas referem-se a demandas do próprio distrito de Mambucaba, de cerca de 1.200 habitantes, onde ele mantém sua casa.

Em 2003, Bolsonaro destinou R$ 250 mil para a captação e tratamento de água com colocação de dutos e reservatórios. Cinco anos depois, ele solicitou R$ 150 mil para obra emergencial na Igreja Nossa Senhora do Rosário, localizada no distrito.

A reportagem não conseguiu confirmar nesta segunda (15) se as emendas foram executadas pelo governo federal.

Na entrevista, Bolsonaro disse que não promoveu a funcionária porque "perdeu o interesse" na região. "Não tenho obra nenhuma em Angra."

Todos os 513 deputados têm o direito de apresentar até 25 emendas ao orçamento do próximo ano destinando até R$ 15 milhões a municípios de todo o país. Em geral, os parlamentares utilizam a verba para atender suas bases eleitorais.

Bolsonaro também mantém funcionários na capital -onde estão concentrados seus eleitores- e Resende, cidade do Sul Fluminense com grande contingente militar em razão da presença da Academia Militar das Agulhas Negras.

Resende, onde o deputado declarou manter três funcionários, é beneficiada por emendas do presidenciável praticamente todo ano. O resultado eleitoral do presidenciável na cidade do Sul Fluminense sempre foi acima da média em suas eleições. Enquanto a cidade tem 0,7% dos eleitores do Estado, Bolsonaro garantiu ali mais de 1% de sua votação total.

Já em Angra a situação se inverte. Enquanto o município reúne 1% do eleitorado do Estado, o deputado tem na região menos de 0,5% dos votos que acumula.

Nem mesmo Edenilson Garcia, marido de Wal, testou seu desempenho eleitoral em Angra. Ele concorreu ao cargo de vereador em Barra Mansa, mas não teve sucesso.

Pessoas ouvidas pela reportagem no pequeno vilarejo, que tem cerca de 1.200 habitantes, disseram não saber que Wal era paga com dinheiro da Câmara.

OUTRO LADO

A assessoria de imprensa de Bolsonaro afirmou que "o deputado tem a liberdade de contratar e exonerar quem ele quiser", no Estado do Rio de Janeiro, "na hora que achar melhor e no momento que achar oportuno".

Sobre as emendas para Angra, a assessoria afirmou que o deputado só responderá perguntas da Folha formuladas pessoalmente, em conversa gravada.

Em entrevista não agendada, na semana passada (a reportagem o encontrou em Mambucaba, durante apuração), Bolsonaro negou que Wal seja funcionária fantasma. Nas redes sociais, afirmou que a "Wal Açaí" pertence à irmã dela, que se chama Luciana.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01: Patrimônio de Jair Bolsonaro e filhos se multiplica na política, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948526-patrimonio-de-jair-bolsonaro-e-filhos-se-multiplica-na-politica.shtml RANIER BRAGON
CAMILA MATTOSO
DE BRASÍLIA
ITALO NOGUEIRA
DO RIO

O deputado e presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e seus três filhos que exercem mandato são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 15 milhões, a maioria em pontos altamente valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca.

Levantamento feito pela Folha em cartórios identificou que os principais apartamentos e casas, comprados nos últimos dez anos, registram preço de aquisição bem abaixo da avaliação da Prefeitura do Rio à época.

Em um dos casos, a ex-proprietária vendeu uma casa em condomínio à beira-mar na Barra a Bolsonaro com prejuízo –pelo menos no papel– de R$ 180 mil em relação ao que havia pago quatro meses antes.

O filho mais velho do presidenciável, Flávio, deputado estadual no Rio de Janeiro, negociou 19 imóveis nos últimos 13 anos.

Os bens dos Bolsonaro incluem ainda carros que vão de R$ 45 mil a R$ 105 mil, um jet-ski e aplicações financeiras, em um total de R$ 1,7 milhão, como consta na Justiça Eleitoral e em cartórios.

Quando entrou na política, em 1988, Bolsonaro declarava ter apenas um Fiat Panorama, uma moto e dois lotes de pequeno valor em Resende, no interior no Rio –valendo pouco mais de R$ 10 mil em dinheiro atual. Desde então, sua única profissão é a política. Já são sete mandatos como deputado federal.

Bolsonaro, 62, tem duas ex-mulheres (está no terceiro casamento) e cinco filhos. Três são políticos: além de Flávio, Carlos (vereador no Rio desde 2001) e Eduardo (deputado federal desde 2015). Ao todo, os quatro disputaram 19 eleições.

Eles apresentam, como o pai, evolução patrimonial acelerada. Com exceção de uma recente sociedade de Flávio em uma loja de chocolates, todos se dedicam agora só à atividade política.

Até 2008, a família declarava à Justiça Eleitoral bens em torno de R$ 1 milhão, o que incluía apenas 3 dos atuais 13 imóveis. As principais aquisições ocorreram nos últimos dez anos.

As duas principais casas do patrimônio de Bolsonaro ficam em um condomínio à beira-mar na Barra, na avenida Lúcio Costa, um dos pontos mais valorizados do Rio.

Segundo documentos oficiais, ele adquiriu uma por R$ 400 mil em 2009 e outra por R$ 500 mil em 2012.

Hoje o preço de mercado das duas juntas é de pelo menos R$ 5 milhões, de acordo com cinco escritórios imobiliários da região consultados pela Folha. Ou seja, teriam tido valorização de pelo menos 450% no período.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: Patrimônio de Jair Bolsonaro e filhos se multiplica na política, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948526-patrimonio-de-jair-bolsonaro-e-filhos-se-multiplica-na-politica.shtml À época, a prefeitura já avaliava o preço das casas muito acima, no cálculo para o imposto de transmissão de bem. Para a de R$ 400 mil, R$ 1,06 milhão. Para a de R$ 500 mil, R$ 2,23 milhões.

Sem ser informado do caso específico, o presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Rio, Manoel Maia, afirmou que conhece o condomínio de Bolsonaro e que o preço das casas no local não teve variação significativa nos últimos oito anos. "Talvez não tenha valorizado quase nada."

Já levantamento do Secovi-RJ (sindicato das empresas do ramo imobiliário) aponta que houve valorização, mas muito abaixo de 450% –alta de 63% de 2011 até agora.

SUSPEITA

As transações que resultaram na compra da casa em que Bolsonaro vive, na Barra, têm, em tese, indícios de uma operação suspeita de lavagem de dinheiro, segundo os critérios do Coaf (Ministério da Fazenda) e do Conselho Federal dos Corretores de Imóveis (Cofeci).

A Comunicativa-2003 Eventos, Promoções e Participações adquiriu a casa em setembro de 2008 por R$ 580 mil. A responsável pela empresa, Marta Xavier Maia, disse à Folha que comprou o imóvel num estado ruim, reformou-o e vendeu-o para o deputado quatro meses depois, com redução de 31%.

Ela afirmou que decidiu ter prejuízo porque precisava dos recursos para adquirir outro imóvel.

O Cofeci aponta que configura ter "sérios indícios" de lavagem de dinheiro operação na qual há "aparente aumento ou diminuição injustificada do valor do imóvel" e "cujo valor em contrato se mostre divergente da base de cálculo do ITBI", o imposto cobrado pelas prefeituras. Desde 2014, operações do tipo devem ser comunicadas ao Coaf –a unidade que detecta operações irregulares no sistema financeiro.

No mercado, é comum a prática irregular de colocar na escritura valor abaixo do real, com o objetivo de driblar o imposto de lucro imobiliário. Desta forma, registra-se um valor de aquisição menor, com pagamento por fora. Outra intenção da fraude é fazer com que o comprador não oficialize um aumento patrimonial incompatível com seus vencimentos. O Coaf não se pronuncia sobre comunicações recebidas, por questões de sigilo legal.

O presidenciável recebe hoje salário bruto de R$ 33,7 mil como parlamentar (líquido de R$ 24 mil), além de soldo –segundo o Exército, um capitão da reserva na situação de Bolsonaro recebe cerca de R$ 5.600 brutos.

O valor real dos imóveis de toda a família –cinco em nome de Jair Bolsonaro, três de Carlos, dois de Eduardo e três de Flávio –representa cerca do triplo do que a família declarou à Justiça. Não há ilegalidade. A lei exige apenas o informe de bens.

OUTRO LADO

A Folha procurou Bolsonaro e seus três filhos desde a tarde de quinta-feira (4) e encaminhou 32 perguntas para as assessorias dos quatro.

Apenas as de Flávio e Carlos responderam, mas de forma genérica.

Flávio afirmou que estava em viagem ao exterior e que ficaria à disposição quando retornar ao Rio, dia 17.

A assessoria de Carlos disse que seu patrimônio é modesto e igual há vários anos.

A Folha enviou 13 questionamentos a Jair Bolsonaro, entre os quais se ele considera o patrimônio de sua família compatível com os ganhos de quem se dedica exclusivamente à política. O deputado não respondeu.

Em 2015, a Procuradoria-Geral da República recebeu uma denúncia questionando os valores informados por Bolsonaro em relação às suas duas casas da Barra.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03: Patrimônio de Jair Bolsonaro e filhos se multiplica na política, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948526-patrimonio-de-jair-bolsonaro-e-filhos-se-multiplica-na-politica.shtml

Apenas tendo ouvido a defesa do presidenciável, o então procurador-geral, Rodrigo Janot, mandou arquivar o expediente dizendo que valores eram os mesmos do Imposto de Renda. Janot alegou se tratar de denúncia anônima sem "elementos indiciários mínimos" de ilícito.

A advogada Marta Maia, dona da empresa que vendeu com deságio a casa de Bolsonaro, negou irregularidades.

"Foi tudo feito com depósito em conta", disse. Ela afirmou que revendeu o imóvel com prejuízo de R$ 180 mil porque tinha interesse em outro. "Meu negócio é esse. Pegar uma casa em condições ruins, reformar e revender."

EM ASCENSÃO
Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família

1988

Aos 33 anos, o capitão do Exército Jair Bolsonaro é eleito vereador
Patrimônio declarado: uma moto ano 83, um carro Fiat Panorama ano 83 e dois lotes de pequeno valor em Resende (RJ)

1990

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
É eleito deputado federal para o primeiro de seus sete mandatos

1994

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
Reeleito para o 2º mandato de deputado federal

1998

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família

Patrimônio declarado: um apartamento em Brasília, outro na Tijuca (RJ) e um terreno em Angra. Seus carros, uma Pajero ano 95, um Gol ano 92 e uma moto

2000

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família

O filho Carlos é eleito vereador no Rio aos 17 anos
Patrimônio declarado: nenhum

2002

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
Filho mais velho de Bolsonaro é eleito deputado estadual, no Rio
Patrimônio declarado: um Gol 1.0 ano 2001

2006

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
Tenta seu 5º mandato a deputado
Patrimônio declarado: desaparecem de sua declaração de bens todos os imóveis anteriores

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 04: Patrimônio de Jair Bolsonaro e filhos se multiplica na política, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948526-patrimonio-de-jair-bolsonaro-e-filhos-se-multiplica-na-politica.shtml

2008

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
Disputa seu 3º mandato a vereador
Patrimônio declarado: um apartamento na Tijuca e um Peugeot 307 ano 2007

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
Faz contratos de compra de cinco salas em um prédio comercial na Barra da Tijuca, antes mesmo do memorial de incorporação ser assinado

2010

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
Patrimônio declarado: R$ 826 mil; volta a declarar imóveis não informados em 2006 e omite a compra de uma casa em condomínio fechado à beira-mar, na Barra

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
Compra mais sete salas no prédio comercial da Barra. Um mês depois, ele vende todos os imóveis a uma mesma empresa

2012

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
Eleito pela 4º vez vereador
Patrimônio declarado: dois imóveis, um carro de quase R$ 100 mil e uma moto de R$ 50 mil

2014

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
É eleito para o seu sétimo mandato

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
3º filho de Bolsonaro a entrar na política, Eduardo é eleito deputado federal
O patrimônio da família declarado ao TSE já acumula: cinco apartamentos, quatro casas, um jet-ski, cinco carros e uma moto

2016

EM ASCENSÃO Evolução do patrimônio dos Bolsonaros acompanha trajetória política da família
Em apenas dois anos, Flávio informa ter dobrado seus bens
Patrimônio declarado: R$ 1,45 milhão

2017

Pesquisa feita pela Folha nos cartórios do Rio e de Brasília mostra que Flávio e Eduardo adquiriram novos imóveis. Ao todo, Jair Bolsonaro e seus três filhos têm 13 imóveis em seus nomes, cujo valor de mercado é de pelo menos R$ 15 milhões.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01: Bolsonaro se diz vítima de campanha para assassinar sua reputação, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948855-bolsonaro-se-diz-vitima-de-campanha-para-assassinar-sua-reputacao.shtml

8.jan.2018 às 18h09, DE BRASÍLIA

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e seus filhos que exercem mandato se manifestaram em redes sociais nesta segunda-feira (8) sobre reportagens da Folha relativas à multiplicação do patrimônio da família e ao recebimento de auxílio-moradia.

A Folha enviou 32 perguntas aos parlamentares na semana passada, mas não houve resposta.

Por meio do Twitter, Jair Bolsonaro postou ao menos quatro mensagens nesta segunda.

"O Brasil vive a maior campanha de assassinato de reputação de sua história recente protagonizada pela grande mídia. Chega a ser cômico, com tanto escândalo e crime dentro da política, a pauta são minhas ações lícitas. Escolheram viver no mundo da fantasia onde eu seria o mau", escreveu o deputado federal. "A realidade é dura para meus adversários. Precisam se conter em apontar pra mim e me chamar de bobo e feio, enquanto suas opções são bandidos, criminosos, mau caráter, corruptos, canalhas, desonestos, e por aí vai", acrescentou.

Mais tarde, ele publicou um vídeo com a legenda "minha declaração sobre patrimônio em 2016", em que usa como defesa o fato de o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot ter arquivado em uma canetada uma denúncia anônima sobre sua declaração de bens em 2014.

As publicações de Bolsonaro, porém, não abordam quase nenhum dos pontos relativos à sua evolução patrimonial. Em postagem anterior, na noite de domingo, ele havia falado em calúnia.

FILHOS

Os filhos do presidenciável também se manifestaram.

"Gostaria de ver a mídia fazendo levantamento de bens no mesmo estilo com outros presidenciáveis, e nem precisa somar com patrimônio de filhos, cachorro, papagaio para induzir e prejudicá-lo não. De boas, afinal teríamos de saber de todos. Isso aqui não é democracia imparcial", disse Carlos (PSC-RJ), que é vereador no Rio.

"No aguardo, mas tem que ser num domingo sem querer também! Tá "serto"?! Mas tem que ignorar data de compra, fingir que não sabe somar e fazer uma manchete bem isenta também!", completou.

Eduardo (PSC-SP), também deputado federal, publicou mensagem se lembrando de um episódio de 2015.

"Na foto @FlavioBolsonaro mostra em 2015 documento do PGR Janot arquivando denúncia contra Bolsonaro por "suspeitas sobre suas casas" devido a "ausência de elementos indiciários mínimos que apontem para a prática de ilícitos penais do parlamentar". Em 2015!!!"

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: Bolsonaro se diz vítima de campanha para assassinar sua reputação, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948855-bolsonaro-se-diz-vitima-de-campanha-para-assassinar-sua-reputacao.shtml

"Até o momento a @folha não se conforma com a sequer abertura de processo contra Bolsonaro por conta de imóveis. O PGR arquivou: "não existem indícios mínimos de ilícito"', acrescentou. "Folha de SP, me chama de corrupto, porra!"

Eduardo também chamou as reportagens de "tendenciosas".

"A matéria da @folha é tão tendenciosa q nem considerou o boom imobiliário de 2010/11 ocorrido no Rio por conta da Copa e Olimpíadas. E no final diz "tudo foi legal". Ridículo".

Já Flávio (PSC-RJ), deputado estadual no Rio, escreveu apenas uma vez.

"O problema não é quem declara o patrimônio, alcançado licitamente. Mas sim quem esconde o seu, em nome de laranjas ou em malas de dinheiro. Vão atrás dos corruptos, p...".

Veja as 32 perguntas enviadas aos parlamentares

JAIR BOLSONARO (deputado federal)

1 - O sr. tem um patrimônio que inclui 5 imóveis cuja avaliação de mercado é de cerca de R$ 8 milhões (1). O sr. utilizou outros recursos que não o de deputado e militar da reserva para formar esse patrimônio?

2 - O sr. adquiriu duas casas na Barra da Tijuca, em 2009 e 2012, por valores registrados em escritura bem inferiores ao que a prefeitura calculou à época para a cobrança de ITBI. A casa 58, de R$ 400 mil, a base para o ITBI foi de R$ 1,06 milhão. A casa 36, de R$ 500 mil, a base foi de R$ 2,23 milhões. Além disso, segundo o Secovi e corretores consultados, a valorização dos últimos anos foi de menos de 100%. Hoje o preço de mercado delas é de R$ 5 milhões, juntas. Houve pagamento de algum valor não registrado em escritura pública?

3 - A que o sr. atribui a divergência dos valores da prefeitura para os valores pagos? O sr. contestou junto ao município a base de cálculo deste ITBI?

4 - A casa 58, que o sr. comprou em 2009, foi adquirida quatro meses antes pela empresa Comunicativa por R$ 580 mil. A escritura informa que o sr. pagou R$ 400 mil. Qual a razão da queda de mais de 30% em menos de quatro meses em pleno boom imobiliário?

5 - Quando comprou a casa 58, o sr. morava na casa 54, era de aluguel? Por que o sr. não morava no apartamento da Barra (Professor Maurice Assuf, 41) que o sr. declarava ter?

6 - O sr. e seus três filhos que exercem mandatos são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 16,5 milhões**, a maioria deles adquiridos nos últimos anos e localizados em pontos valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. O sr. considera a obtenção desse patrimônio compatível com os ganhos de quem atualmente se dedica exclusivamente à política?

7 - O sr. paga ou pagou pensão alimentícia para ex-mulheres ou filhos? Se sim, em quais períodos e em que valores?

8 - O sr. diz ter arrecadado em média, nas últimas três eleições, R$ 207 mil em cada uma. O valor é bem inferior à média dos eleitos em 2014, por exemplo, de R$ 1,6 milhão. O sr. recebeu em alguma eleição valores não declarados à Justiça Eleitoral?

9 - Há inconsistências nas declarações do sr. à Justiça Eleitoral nas últimas eleições. Exemplos: por que o sr. omitiu em 2006 a posse de seus imóveis em Brasília e Angra? Por que em 2010 o sr. não declarou a compra da casa 58 na Barra, registrada em cartório mais de um ano antes, em 2009?

10 - O sr. utilizou o dinheiro de auxílio-moradia para comprar o primeiro apartamento, em Brasília?

11 - O sr. recebe auxílio-moradia desde outubro de 1995, ininterruptamente. De lá até junho de 1998, o valor que o sr. recebeu é similar ao que o sr. declarou na compra do apartamento em Brasília. O sr. utilizou esses recursos para a compra do imóvel?

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03: Bolsonaro se diz vítima de campanha para assassinar sua reputação, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948855-bolsonaro-se-diz-vitima-de-campanha-para-assassinar-sua-reputacao.shtml

12 - Por que o sr. continua utilizando auxílio-moradia da Câmara se tem apartamento em Brasília?

13 - O sr. recebe mais do que o teto do funcionalismo. O Exército informou que o soldo de um capitão da reserva na situação do sr. é de R$ 5,6 mil brutos. Em recente entrevista disse que ia pedir revisão de seu soldo como capitão da reserva. Já fez ou pretende fazer isso?

EDUARDO BOLSONARO (deputado federal)

1. Por que o sr. recebe auxílio-moradia sendo que o sr. mora num apartamento próprio no Sudoeste, em nome do seu pai?

2. O sr. adquiriu recentemente um apartamento em Botafogo, de R$ 1 milhão. O sr. utilizou auxílio-moradia para a compra do apartamento?

3. Seu pai, o sr. e seus dois irmãos parlamentares são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 16,5 milhões**, a maioria deles adquiridos nos últimos anos e localizados em pontos valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. O sr. considera esse um patrimônio compatível com os ganhos de quem se dedica exclusivamente à política?

CARLOS BOLSONARO (vereador no Rio)

1. Na primeiras vezes que o sr. foi candidato, em 2000 e 2004, o sr. declarou à Justiça Eleitoral que não tinha nenhum bem. Seus bens atuais (com base na declaração à Justiça Eleitoral em 2016), segundo o valor usado pela prefeitura do Rio para cálculo do ITBI, somam cerca de R$ 2 milhões. O sr. utilizou outros recursos que não o de vereador para formar esse patrimônio?

2. O seu pai, o sr. e seus dois irmãos parlamentares são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 16,5 milhões (2), a maioria deles adquiridos nos últimos dez anos e localizados em pontos valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. O sr. considera esse um patrimônio compatível com os ganhos de quem atualmente se dedica exclusivamente à política?

3. O sr. recebe auxílio-moradia? Se sim, por qual motivo?

FLÁVIO BOLSONARO (deputado estadual no Rio)

1. O sr. fez, em 2008, um contrato com a Cyrela de promessa de compra de cinco salas comerciais no Barra Prime cinco dias antes do memorial de incorporação. Segundo a lei, o incorporador deve ter primeiro o memorial para poder colocar os imóveis à venda. Por que isso aconteceu?

2. O sr. teve informações privilegiadas de que o prédio seria construído?

3. O sr. fez, em 16 setembro de 2010, contrato com a Brookfield de promessa de compra de mais sete salas comerciais no Barra Prime. Um mês depois, em 29 de outubro de 2010, o sr. vendeu todas as salas que havia acabado de comprar, todas por um valor maior. Por qual motivo o sr. fez essa operação relâmpago?

4. Todas as salas foram vendidas para a MCA Participações. Em pesquisa em cartórios, a MCA é dona apenas das salas que foram vendidas pelo sr. Por que vendeu todas as unidades para a mesma empresa?

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 04: Bolsonaro se diz vítima de campanha para assassinar sua reputação, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948855-bolsonaro-se-diz-vitima-de-campanha-para-assassinar-sua-reputacao.shtml 5. O sr. tem alguma ligação com Marcello Cattaneo, dono da MCA, ou com a empresa?

6. Todas as salas foram alugadas para a Posco Brasil. O sr. recebe algum dinheiro dos aluguéis?

7. Na escritura de seu apartamento das Laranjeiras** há a informação de que a compra foi feita pelo valor de R$ 1,75 milhão. Na época, a prefeitura usou como base o valor de R$ 2,74 milhões para calcular os impostos a serem pagos na transmissão do imóvel. A que o sr. atribui a divergência dos valores da prefeitura para os valores pagos? O sr. contestou junto ao município a base de cálculo deste ITBI?

8. Em 2012, o sr. comprou dois apartamentos no mesmo dia, em 27/11/2012, de dois americanos. Houve relação entre as duas compras?

9. Em um dos casos, do apartamento da av. Prado Junior, a transação foi a seguinte: Paul Daniel comprou de Walter Wallace em 11/11/2011 por R$ 240 mil, daí vende para o sr. um ano depois por R$ 170 mil, e o sr. revende um ano depois por R$ 573 mil. Qual a razão da queda de quase 30% em apenas um ano? E do lucro posterior?

10. O sr. declarou em 2016 ter 50% do imóvel em construção na rua Pereira da Silva por R$ 423 mil. O apartamento, segundo escritura de 2017, foi comprado por R$ 1,7 milhões. O sr. omitiu o valor real do bem?

11. O sr. declara à Justiça Eleitoral ter 50% dos imóveis de que é dono, provavelmente pelo fato de o sr. ter se casado com regime de comunhão parcial de bens. O sr. acha que dessa forma está passando a informação completa para os eleitores?

12. Nos últimos 10 anos, o sr. fez 19 compras ou promessas de compra de imóveis no Rio. As transações, segundo valores que constam em documentos de cartório, ultrapassaram R$ 9 milhões. O sr. considera isso compatível com os ganhos de quem se dedicou exclusivamente à política até 2015 e é dono de uma cota de R$ 50 mil de uma chocolataria?

13. O sr. começou na vida política declarando ter apenas um Gol 1.0, que tinha valor de R$ 25 mil da época. Segundo valor utilizado pela prefeitura do Rio para cálculo do valor de ITBI, os seus apartamentos têm hoje o valor de R$ 6,3 milhões (3). O sr. considera isso compatível com os ganhos de quem se dedicou exclusivamente à política até 2015 e é dono apenas de uma cota de R$ 50 mil de uma chocolataria?

ADENDOS

1 - O valor de R$ 8 milhões inclui outros bens do parlamentar, como veículos e aplicações financeiras.
2 - O valor de R$ 16,5 milhões contemplava um apartamento de Flávio Bolsonaro que foi usado em uma permuta para a aquisição, em agosto do ano passado, de outros dois imóveis. A movimentação ainda não consta no histórico em cartório.
3 - O valor considerava ainda o imóvel que foi utilizado na permuta descrita acima. Sem ele, Flávio acumula imóveis no valor de cerca de R$ 4 milhões.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 05: Bolsonaro se diz vítima de campanha para assassinar sua reputação, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948855-bolsonaro-se-diz-vitima-de-campanha-para-assassinar-sua-reputacao.shtml

Comentários: JONAS SANTIAGO08.jan.2018 às 20h00
Bolsominions, acalmem-se... muito ainda será revelado sobre a máfia encabeçada pelo seu semi-deus. E olha que para fazer parte de uma máfia encabeçada por este cidadão, é preciso realmente ser desprovido de rasa cognição. Suas propostas são muito simples para resolver todos os problemas do Brasil (até porque se for complexo, não pode vir dele, né?): "apologia ao nióbio", "medalhinhas para o presidente", "condecorações aos veteranos" e "porrada nos caras que não fazem nada"... rsrs...

JOAO MONTEIRO DE PIMA NETO08.jan.2018 às 21h06
Acho que os bolsonaros em vez de respostas evasivas devem estas respostas a população brasileira. O que seria deste sr se nao tivesse virado politico com um soldo bruto de 5.6 mil reais 3 casamentos e 5 filhos? Avho que esta na hora de proibir a reeleição para cargos politicos. 27 anos como politico usando os nossos impostos indevidamente ficou com 16 milhões de patrimônio declarado ? Tambem ele devia se dispor a um exame contabil antes de sair por ai chamando de corrupto a outros.

Lorenzo Frigerio 08/01/2018 22h36
Já dizia aquele grande filósofo do dia-a-dia, hoje meio esquecido, Vicente Matheus: "saiu na chuva, é pra se queimar". Tava achando que era fácil, hem Bolso? Podia ficar sem esse "voo de Ícaro", e continuar enriquecendo quietamente, sem ninguém se importar.

Paulo Watrin 08/01/2018 22h13
Desmontada a imagem do "ilibado" Bolsonaro, seus seguires ora perdem o rumo e apelam para a difamação da Folha de São Paulo, sugerindo que, em algum lugar do mundo, ha um meio de comunicação 100% isento. A questão agora é outra. Compete a Bolsonaro, e família, explicar o crescimento extravagante de sua base patrimonial,dentro dos princípios da honestidade e moralidade que tanto alardeiam.

Marcos A. T. Garcia 08/01/2018 21h49
O povo brasileiro ja provou ser bobo e vem fazendo isso ha seculos! Ora, o cara esta ha 27 anos dentro do Congresso Nacional, cercado por corrupto, apoiado por corrupto: mas e honesto! O problema nao e o pre-candidato em si, mas este povo, que ainda nao bastou o que esta vendo ha pelo menos 5 anos! E pouco!

Dalton Matzenbacher Chicon 08/01/2018 20h00
Nunca teve p. nenhuma de boa reputação. Sempre foi histriônico e desequilibrado. Não faz defesa àquilo que lhe acusam. Usa a mesma tática petista, de apontar o dedo aos outros.

William Alexandre Costa 08/01/2018 19h40
Marcos Serra, discutir a “real intenção” do Jornal nesse caso sim, representa uma tentativa de desviar o foco. Quem trouxe pra a alcunha de reserva moral e fez da “integridade” o principal mote de sua candidatura, foi o próprio candidato, que ganhou popularidade ao se apresentar como um bastião da moral e dos bons costumes. Tirando a máscara sobrou o que? O que teria o candidato em questão, além da alegada honestidade, a oferecer? Nada! Entende pq é tão importante a matéria?

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 06: Bolsonaro se diz vítima de campanha para assassinar sua reputação, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/01/1948855-bolsonaro-se-diz-vitima-de-campanha-para-assassinar-sua-reputacao.shtml

William Alexandre Costa 08/01/2018 20h34
O patrimônio não se justifica. Não importa o meu candidato... muito menos a intensão do jornal! Importa o fato e o que faz o candidato com relação a ele. A mesma notícia se fosse falsa serviria ao candidato como um trampolim, permitindo a ele, por exemplo, apontar o dedo para os demais pedindo a mesma apuração. Novamente, o deputado sempre defendeu sonegação, o que é crime previsto em lei. Abraços.

Gustavo de Souza Pereira 08/01/2018 20h29
Bastião da moral que teve filhos fora do casamento. E casal por 3 vezes. E diz ele que luta pela família brasileira e pela moral. Se bem que a moral cristã é um tanto duvidosa.

Ricardo de Macedo Santos 08/01/2018 18h54
Declaração mais pra desabafo raivoso, só complica a situação do Bolsonaro, que sem trocadilho, foi pego “com a calça nas mãos”. Terá de explicar essa evolução patrimonial muito acima dos vencimentos dele para formar tamanho patrimônio que, só pelos vencimentos dele, sem descontos por conta de ex-casamentos, em torno de R$4 milhões seria razoável. Mas, pelo visto, só a parte dele é três vezes acima do razoável. Bolsonaro, terá sim de se explicar. Fazendo isto, fará bem a sua candidatura.

Dalton Matzenbacher Chicon 08/01/2018 20h04
Não concordo. Presidenciável não tem de apontar o dedo aos outros. Deve elevar os méritos próprios e produzir defesas objetivas em relação àquilo do que lhe acusam. Aguardo ansiosamente a ratificação da condenação de Lula. Mas não é por isso que negarei a absoluta inépcia de Bolsonaro à presidência ou a qualquer outra função pública. Em quase 30 anos de parlamento nada fez de minimamente expressivo.

Bruno GM disse...

Bolsonaro está levando a pior e sendo desmascarado, JEAN WYLLYS
Deputado federal pelo PSOL-RJ, 19 de Agosto de 2017: https://www.brasil247.com/pt/colunistas/jeanwyllys/312640/Bolsonaro-est%C3%A1-levando-a-pior-e-sendo-desmascarado.htm

Há três dias minhas redes sociais estão sob ataques de fascistas tupiniquins que me insultam e me ameaçam de morte. O que eles têm em comum entre si é o culto e referência ao deputado apologista da tortura e da ditadura militar, que está na Câmara dos Deputados há 26 anos conspirando contra democracia.

Sempre que esses ataques orquestrados via WhatsApp acontecem é porque o "mito" [deles] está levando a pior e sendo desmascarado.

Nos últimos três dias, o apologista do estupro foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça a indenizar, por danos morais, a deputada Maria do Rosário e a se retratar publicamente; o Google decidiu tirar do ar a falsa notícia - FALSA NOTÍCIA - de que ele teria sido considerado "o parlamentar mais honesto do mundo", que aparecia sempre que alguém fazia uma busca sobre ele (o Google inclusive se desculpou por ter permitido que essa mentira ficasse no ar por muito tempo); em visita a Ribeirão Preto, interior de São Paulo, para "uma palestra ", o deputado homofóbico levou uma ovada de uma estudante (o ovo tem virado um símbolo de resistência popular contra os demagogos e fascistas que deram o golpe na democracia!); e, por fim, uma matéria de O Globo denuncia que o deputado corrupto que ofendeu os quilombolas está usando dinheiro da Câmara para fazer sua pré-campanha (ou seja, além das ausências nas sessões e de sua inutilidade, o deputado está usando de maneira ilícita o dinheiro da Câmara). Logo, não é de espantar que suas hordas na internet - boa parte desta composta de perfis fakes movidos a robôs - comecem a me atacar, e a outras pessoas progressistas, como se fôssemos os culpados de seu "mito" não se sustentar em pé.

Até mesmo uma vereadora obscura, analfabeta política, de figurino cafonérrimo e pouco produtiva de Fortaleza, fã do deputado fascista, decidiu me atacar num vídeo, na esperança de dar algum sentido a seu mandato medíocre.

Eu ri. Os fascistas tupiniquins estão assanhados também porque o que aconteceu em Charlottesville mostrou, aos brasileiros, do que eles, os fascistas tupiniquins, são capazes e a que ideias servem. Dias difíceis para eles! E que sejam mesmo. Fascistas, racistas, machistas, demagogos e homofóbicos não passarão!

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01 : Bolsonaro é um embuste, https://www.brasil247.com/pt/colunistas/geral/344232/Bolsonaro-%C3%A9-um-embuste.htm por: EDUARDO MATYSIAK, (Fotojornalista e produtor cultural. Colabora para diversos veículos de comunicação entre eles Mídia Ninja, Revista Fórum e Sul21. Já teve seu trabalho de fotografia publicado no mundo todo) 27 de Fevereiro de 2018.

"Eu tenho cinco filhos. Foram quatro homens, a quinta nós deu uma fraquejada e veio uma mulher".

"Pela memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff. Eu voto sim".

"O erro da ditadura foi torturar e não matar".

"Pinochet devia ter matado mais gente"

"Seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí".

"Não te estupro porque você não merece."

"Eu não corro esse risco, meus filhos foram muito bem educados." (resposta para Preta Gil, sobre o que faria se seus filhos se relacionassem com uma mulher negra ou com homossexuais).

"A PM devia ter matado 1.000 e não 111 presos." (sobre o Massacre do Carandiru).

"Não vou combater nem discriminar, mas, se eu vir dois homens se beijando na rua, vou bater." (quando FHC segurou uma bandeira com as cores do arco-íris).

"Você é uma idiota. Você é uma analfabeta. Está censurada!" (declaração ao ser entrevistado pela repórter Manuela Borges, da Rede TV. A jornalista decidiu processar o deputado após os ataques).

"Mulher deve ganhar salário menor porque engravida" (justificou a frase: 'quando ela voltar [da licença-maternidade] vai ter mais um mês de férias, ou seja, trabalhou cinco meses em um ano'),

Incitação ao estupro, injúria, apologia à tortura, xenofobia, homofobia e discriminação racial são seu forte.

Acreditem, essas declarações foram ditas por um deputado federal, pré-candidato à Presidência da República, em segundo lugar nas intenções de voto. Estamos falando, claro, do senhor Jair Messias Bolsonaro. O momento de instabilidade política, de intolerância e ódio é complexo. As fake News se espalham na velocidade da luz e Bolsonaro, reacionários e os facenazzi se proliferam feito ninhadas de ratos. Os discursos de ódio ganham força e se tornam rotineiros. É difícil debater política em qualquer lugar. Nas redes sociais, as ameaças são comuns, as ofensas são das mais variadas - nesse maniqueísmo, para que se você não é direita, é esquerda, e vice-versa.

A atual onda reacionária é muito perigosa. Bolsonaro defende a ditadura militar, a diminuição do Estado e mais uma série de ideias mirabolantes. A extrema direita aplaude. Ele e seus seguidores adoram afirmar que na época da ditadura não existia corrupção. Mentira. Existia e muito. Só que as pessoas, por causa da censura, não ficavam sabendo. Na economia o legado também é questionável, um dos resultados nefastos foi a hiperinflação.

Mas nem mesmo os militares apoiam Bolsonaro. Nos últimos anos, o Exército tentou mudar a imagem negativa deixada com a Ditadura. A associação que o eleitor faz entre Bolsonaro e as Forças Armadas golpeia essa estratégia. Bolsonaro representa tudo que o Exército quer deixar para trás: o autoritarismo, a violência do Estado, o desrespeito aos direitos humanos

Bolsonaro já quebrou o decoro diversas vezes. Surpreende que não tenha tido seu mandato cassado. Não foi por sua influência política, que é nula, e só ganhou alguma notabilidade por causa de seu desempenho nas pesquisas – ou seja, por interesse, não porque ele inspira uma liderança natural. NO PSC, Bolsonaro nunca teve voz ativa e sequer recebia apoio para ser candidato à Presidência.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02 : Bolsonaro é um embuste, https://www.brasil247.com/pt/colunistas/geral/344232/Bolsonaro-%C3%A9-um-embuste.htm Suas declarações já lhe renderam diversos processos e condenações, muitas delas por injúria, racismo, homofobia, xenofobia apologia ao estupro - a mais famosa foi contra a deputada Maria do Rosário (PT). Em 2014, o deputado afirmou que Maria do Rosário não merecia ser estuprada porque ele a considerava "muito feia" e a petista não fazia o "tipo" dele. Por essa mesma declaração, Bolsonaro é réu no STF. A deputada processou o parlamentar e Bolsonaro foi condenado pelo TJ-DF (Tribunal de Justiça do Distrito Federal), em 2015, a pagar indenização de R$ 10 mil à petista por danos morais, mas recorreu e foi derrotado. O STJ confirmou a condenação do parlamentar em agosto de 2017.

Em ação movida pelo Ministério Público Federal, Bolsonaro foi condenado a pagar R$ 50 mil por danos morais por declarações preconceituosas feitas sobre os quilombolas em abril de 2017. Bolsonaro participava de uma palestra no clube Hebraica, no Rio de Janeiro. Em discurso, disse: "Eu fui num quilombo. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada. Eu acho que nem para procriador ele serve mais. Mais de R$ 1 bilhão por ano é gasto com eles", discursou. As declarações provocaram indignação e revolta de membros da comunidade judaica do estado. Cerca de 150 protestavam do lado de fora do clube.

Durante sua fala disse que iria acabar com todas as reservas indígenas e quilombolas (descendentes de escravos) Não iriam existir ONGs de vagabundos e iria dar um fuzil para cada fazendeiro se defender do MST, movimento que luta pelo direito a terra contra o latifúndio. O movimento é líder na produção de arroz orgânico na América latina.

O presidenciável também foi condenado a pagar multa de R$ 150 mil por dano moral coletivo devido às declarações homofóbicas em um programa de televisão, em 2011. A declaração foi durante sua participação no extinto programa CQC da TV bandeirante. Em sua fala, disse que nunca passou pela cabeça ter um filho gay porque seus filhos tiveram "uma boa educação". "Não corro esse risco", afirmou o deputado.

A multa deverá ser paga ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos, do Ministério da Justiça, órgão que trabalha em prol de obras sociais.

Durante o impedimento da presidente eleita Dilma Rousseff o parlamentar teve a crueldade de exaltar o nome do mais perverso torturador Carlos brilhante ustra, em sua fala disse o Terror de Dilma Rousseff. Ustra foi o primeiro militar reconhecido pela Justiça como torturador e comandante de uma delegacia de polícia acusada de ser palco de mais de 40 assassinatos e de, pelo menos, 500 casos de torturas.

AS pessoas que defendem o discurso homofobico de Bolsonaro não fazem ideia que, no ano de 2017, a média de assassinatos de LGBTs registrados pela ONG GGB estava em 1,05 por dia. Até então, a maior média tinha sido registrada em 2016, quando aconteceram 343 assassinatos -- o equivalente a 0,95 mortes por dia. O levantamento do grupo é feito desde 1980 e é usado como referência sobre crimes relacionados a preconceito à orientação sexual contra a população LGBT no país.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03 : Bolsonaro é um embuste, https://www.brasil247.com/pt/colunistas/geral/344232/Bolsonaro-%C3%A9-um-embuste.htm

Bolsonaro é uma sátira de si mesmo, ele age no impulso e não parece ter noção de suas ações. Mas embora muitos duvidem, ele tem, sim, um projeto para o Brasil: execução de pessoas (algumas das quais, por alguns desses vários enganos cometidos pelo Estado brasileiro, pode ser um dito "cidadão de bem"), propagação das armas e nióbio, a solução mágica para os problemas nacionais. Convenhamos, o Brasil tem problemas muito mais complexos. Sobre temas importantes, como economia, educação e saúde, ele mostra absoluta ignorância, como pode ser observado em diversas entrevistas à imprensa. Diante de sua ignorância, o pré-candidato argumenta coisas absurdas, como o fato de não ser economista ou médico para ser especialista nos assuntos das respectivas áreas. Ocorre que ele não consegue demonstrar nem mesmo uma vaga noção dos desafios nacionais, mal deve saber o que é SUS e vai precisar de muita aula básica de economia e decoreba com marqueteiro para desenvolver conceitos simples, mas que ele se embanana inteiro diante das câmeras, como tripé econômico.

Em entrevista concedida à jornalista Mariana Godoy, na Redetv, o deputado mostrou toda sua ignorância em questões de economia e plano de governo. A jornalista perguntou se ele já estava montando uma equipe e se já tinha "pensando em alguns nomes". O deputado respondeu: "O que o pessoal exige de mim de entendimento em economia, então teria que exigir o conhecimento em medicina: eu vou indicar o ministro da Saúde. Tem que ter um entendimento em questão de Forças Armadas: vou indicar o ministro da Defesa. O entendimento na questão da agropecuária: vou indicar o ministro da Agricultura. Então é um exagero nessa parte aí. Você pode ver, dos cinco presidentes militares, qual deles era formado em economia? Nenhum. E trouxeram o Brasil da 49ª para a 8ª economia do mundo". A apresentadora rebate a resposta de Bolsonaro a respeito dos números que ele dá sobre a economia no período do regime militar: "Oi"? Não, eles deixaram o Brasil com muita inflação, fizeram a dívida externa do tamanho que ficou". Em seguida ele mudou de assunto. A ditatura que ele defende deixou apenas cicatrizes, onde torturas e assassinatos eram comuns, não existiam direitos humanos, os militares possuíam até um manual de como os torturadores deveriam agir para extrair confissões, com práticas de choque, sufocamento e espancamentos. Cinquenta anos se passaram e infelizmente existem pessoas que apoiam essa página sangrenta do nosso país,

Claro ele não entende de economia, não sabe de saúde, mas sabe de arma. O Brasil já tem armas e mortes demais. Na educação ele defende um general de escolar militar. Em uma entrevista lhe perguntaram por que defendia a ditadura. Ele respondeu que naquela época não se ia de biquíni na praia. O Brasil pegando fogo e ele preocupado com o biquíni.

O deputado aprovou apenas dois projetos de lei em 26 anos de atividades no Congresso Nacional, aponta levantamento do jornal O Estado de S. Paulo. O parlamentar também conseguiu aprovar uma emenda de R$ 2,5 bi ao país. Desde que chegou ao Parlamento federal, em 1991, ele apresentou 171 projetos de lei, e se diz discriminado dentro do congresso.

O que virou lei? Uma proposta que estendia o benefício de isenção do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) para bens de informática e a autorização da chamada "pílula do câncer", a fosfoetanolamina sintética. Uma emenda de Bolsonaro também foi aprovada, a primeira de autoria dele, em 2015, que determina a impressão de votos das urnas eletrônicas, o que acarretará um custo de R$ 2,5 bilhões.

São indícios de que Bolsonaro não é respeitado dentro do congresso. Em 30 anos de mandato nunca fez nada relevante, apenas aumentou seu patrimônio e colocou a família inteira na política. Bolsonaro agora prepara o filho de 19 anos para entrar no meio político.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 04 : Bolsonaro é um embuste, https://www.brasil247.com/pt/colunistas/geral/344232/Bolsonaro-%C3%A9-um-embuste.htm

Uma Reportagem da Folha de S. Paulo revelou que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) usa verba da Câmara dos Deputados para pagar uma suposta funcionária fantasma. Walderice Santos da Conceição, de 49 anos, é funcionária de Bolsonaro desde 2003 apesar de ser nomeada no gabinete do deputado ela mora e trabalha vendendo açaí em Angra dos Reis, A funcionária mora próxima da casa de veraneio do deputado. A Folha também afirma que moradores da região disseram que Walderice é conhecida pelo seu comércio local,o "Wal Açaí", Segundo informações o marido de Walderice é caseiro de Bolsonaro. O deputado negou que Walderice seja funcionária fantasma: "Ela reporta a mim ou ao meu chefe de gabinete qualquer problema na região", disse Bolsonaro à Folha de S. Paulo. "Ela lê jornais, acompanha o que acontece." A servidora mudou de função mais de 30 vezes e chegou a ter cargo de chefia entre 2011 e 2012 atualmente ela recebe um salário de R$ 1.351,46 mas já chegou a receber salários maiores em torno de 14 mil reais. Bolsonaro negou que o marido de sua funcionária seja caseiro de seu imóvel, mas admitiu que recebe seu auxilio em tarefas domésticas.

O clã Bolsonaro junto gastou R$ 700 mil reais de auxílio moradia mesmo possuindo imóvel próprio. Até 2008, a família havia declarado à Justiça Eleitoral bens em torno de um milhão de reais, entre eles apenas três dos 13 imóveis que possuem atualmente. Quando ingressou na política, em 1998, Jair Bolsonaro tinha declarados apenas um Fiat Panorama, uma moto e dois lotes que valiam pouco mais de 10.000 reais. Hoje, segundo a Folha, ele e os três filhos são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 15 milhões, a maioria em pontos da capital fluminense como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. De acordo com levantamento do jornal paulista, em cartórios, os principais apartamentos e casas comprados nos últimos dez anos registram preço de compra muito abaixo da avaliação da Prefeitura do Rio. Uma casa num condomínio à beira-mar na Barra foi vendida a Bolsonaro com prejuízo de, diz o papel, R$ 180 mil em relação ao que haviam custado quatro meses antes. Segundo a Folha, as transações para a compra da casa em que Jair Bolsonaro vive na Barra da Tijuca têm indícios de lavagem de dinheiro, segundo critérios do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Fazendo e do Conselho Federal dos Corretores de Imóveis (Cofeci).

O presidenciável recebe atualmente salário bruto de 33.700 reais como parlamentar, além de soldo do Exército. Bolsonaro já gastou mais de R$26 mil da cota parlamentar em passagens aéreas no ano 2017, sendo que R$4.758,72 foram gastos em janeiro, quando a Câmara não possui expediente, pois está em recesso.

Num certo domingo, estava navegando pelo mundo sem lei chamado Facebook. No feed encontrei uma publicação que um ex-amigo (exclui-o) tinha compartilhado.

Era de um desses grupos "Eu apoio Bolsonaro" e tinha mais de 100 mil pessoas. Resolvi entrar no grupo. Ao solicitar a entrada tive que responder algumas perguntas, qual era minha opinião sobre a figura Bolsonaro, e qual era meu desejo para um Brasil melhor. Respondi (menti) e em alguns minutos minha solicitação de entrada foi aceita. Eu já estava pensando em escrever um artigo sobre os seguidores. Ficava abismado quando me deparava com um bozonaro em alguma notícia. Então eu estava ciente que ali era o ninho deles, minha tarefa era apenas observar. Nos primeiros dias foi difícil. Um dia me deparei com a publicação sobre uma suposta frase dita pelo deputado Federal Jean Wyllys no twitter. A frase em questão era falsa e sorrateiramente tentaram ligar à falsa postagem com o inimigo número um deles. O deputado Jean já teve inúmeros embates com Bolsonaro.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 05 : Bolsonaro é um embuste, https://www.brasil247.com/pt/colunistas/geral/344232/Bolsonaro-%C3%A9-um-embuste.htm

Algo que notei é a organização deles. Muitos administradores do grupo convocam os membros para ir a determinada página do Facebook, Twitter ou Instagram para destilar ódio. Normalmente, os alvos são páginas de esquerda. Agem como moscas um a um tecendo comentários ofensivos. Sempre agem em bando.

Eles organizam vaquinhas virtuais para confeccionar outdoors e para patrocinar páginas de apoio ao presidenciável
Bolsonaro tem cinco milhões de seguidores no Facebook. No Twitter e no Instagram o são menos de 900 mil – conta duvidosa, pois 9 em cada 10 novos seguidores em seu Facebook nunca postaram nada e têm perfis criados há menos de 2 dias. Alguns sem foto de perfil e outros com a foto do próprio deputado. Há quem diga que seguidores reais criam perfis falsos para aumentar o número de pessoas que supostamente concordam com o discurso fascista do parlamentar. Na maioria, são homens velhos e adolescentes que possivelmente nem possuem idade suficiente para votar. Alguns possuem o nome de perfil como João Bolsonaro ou Felipe Bolsonaro Moro. O que mais me chamou atenção foi o João Bolsonaro Brilhante Ustra Moro.

Ele já rebaixou as mulheres diversas vezes, sua ignorância provavelmente não saiba que as mulheres representam 53% do total de eleitores do Brasil. Hoje elas vivem em ascensão no mundo corporativo e estão conseguindo ocupar cargos cada vez mais respeitados e de grau superior, postos que no século passado eram apenas para homens. Apesar da luta constante dos movimentos feministas por direitos iguais, há ainda uma desigualdade gritante. Apesar de Bolsonaro odiar gays, parece também não gostar muito das mulheres, a julgar pelas suas declarações. Elas também não gostam muito dele. São as mulheres as que menos votam em Bolsonaro. Contudo, causa espécie saber que exista uma única mulher que tenha coragem de votar num homem machista, misógino e que é contra os direitos do público feminino.

A maioria das publicações são ataques ao partido dos trabalhadores, ao comunismo (que para esses iluminados é configurado por qualquer discurso contra a desigualdade social, por exemplo), LGBTs, feministas, muitos memes, vídeos e fotos em apoio ao "Mito".

"A cantora Pablo Vittar também é muito citada, Em uma postagem um seguidor postou uma nota de 50 reais com o rosto da cantora, na legenda 'Por favor, compartilhem, a rede globo e PT querem colocar o rosto desse Veado no nosso dinheiro". É um estrondoso absurdo, sem qualquer nexo, mas seria melhor a foto do Pablo e qualquer outro artista numa nota de Real do que a de Bolsonaro no quadro presidencial (Deus nos proteja.

A Rede Globo é atacada por suas novelas com temática LGBT, que de certa forma nos últimos tempos vem abordando questões da homossexualidade e questões de gênero. Embora personagens gays já existam há muitos anos na TV brasileira, somente nos últimos cinco anos o LGBT ganhou espaço em produções brasileiras, no exterior sempre existiram personagens gays.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 06 : Bolsonaro é um embuste, https://www.brasil247.com/pt/colunistas/geral/344232/Bolsonaro-%C3%A9-um-embuste.htm

O que sobra de ódio para Bolsonaro e seu séquito, falta de ideias para um Brasil melhor. Eles querem armas para população, o fim do congresso, a volta do regime militar. E evidente que muitas pessoas apostam em Bolsonaro como um basta à corrupção. No entanto, é um equívoco acreditar que ele seja a solução para o país tão fragilizado com tantos abusos e retrocessos. A questão afinal qual seriam as consequências se este homem fosse eleito? Não sei, só sei que seriam catastróficas. Também é difícil acreditar que Bolsonaro esteja de fato preocupado com a corrupção quando apoia Temer, quando não explica seu enriquecimento pessoal e quando comete práticas vistas como coronelistas, como a de colocar os herdeiros na política, ou quando admite que sonega impostos. Crucificar pessoas ou partidos como culpados pela corrupção é fácil, é midiático, mas não resolve o problema. O sistema político e eleitoral é corrupto e continuará a ser independente do agente enquanto não houver uma reforma política, bem como enquanto o eleitor não tiver educação básica de qualidade para ter um poder crítico maior.

Algumas pessoas que defendem Bolsonaro não apoiam discurso de ódio, apenas veem nele uma saída para o caos político atual. Mas fiquem certos: é uma cilada. Na teoria e no discurso é fácil. Há solução para tudo, algumas bem simples, como empunhar um revolver e sair disparando por aí. Afinal, chega de balas perdidas, esse povo parece querer que elas encontrem um alvo. E a bem da verdade, Bolsonaro não tem proposta para o país. Seu discurso é vazio e repetitivo e não está em sintonia com as necessidades de um Brasil ao mesmo tempo moderno e social, um país que combata a desigualdade social e dê melhores condições para as pessoas empreenderes.

Bolsonaro está fazendo uma personagem? Vendendo o Salvador da pátria, ganhando notoriedade com os absurdos que fala ou é mesmo o ódio em pessoa? Qual seja a resposta, ele é o pior da política. Ele é uma farsa, uma pessoa que se comunica através de ofensas e alimenta, com seu discurso irresponsável, pessoas que odeiam gays, mulheres, negros. Será difícil ele se eleger, pois está sendo devorado diariamente pela própria boca. O que preocupa é que, ainda que Bolsonaro seja derrota, um problema principal continuará: o ódio que é propagado por seus discípulos e que tem tornado o Brasil um país chato e hostil. Que na próxima eleição vença a esperança, e não o ódio.Bolsonaro é um embuste! Um embuste é uma tentativa de enganar um grupo de pessoas, fazendo-as acreditar que algo falso é real.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Fernanda Soares Nanda: Você sabe né Bruno Que se Bolsonaro Ganhar Provavelmente Passaremos pela inquisição igual na época da Igreja Católica, Todos nós seremos caçados Magos, Bruxas, Bruxos, Ocultistas, Wiccanos, Ubandistas, Candoblecistas, Resumindo todos nós que não Concordarmos com ele estaremos na Fogueira, Eu ia Votar nele más não votarei Mais, O Mago Anael Deixou bem Claro que se Bolsonaro Ganhar estraremos em desgraça em meu Modo Grosso de entender.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01 - No vídeo, https://www.youtube.com/watch?v=3pvdnx3tUFw Etnia Brasileira por Lívia Zaruty. Comentário: Legendary Vocalists: A pessoa vai votar em um candidato para combater comunistas... Claro. Não poderá votar nesse candidato para melhorar a educação, já que ele votou a favor do congelamento de gastos desse serviço público. Saúde também não, também votou pelo sucateamento por 20 anos da saúde pública.

Não poderá para o desenvolvimento social através do combate ao racismo, já que ele é condenado por racismo. Nem sobre políticas públicas que diminuam a brutalidade da comunidade LGBT, já que ele também foi condenado em ação civil pública nesse contexto.

Também não votará por projetos para a diminuição da violência contra a mulher, já que é réu no STF por incitação ao estupro.
Ah, também não votará nele para diminuição da violência porque ele não fez NADA para mudar a violência do Rio, local que o elegeu.

Ou seja, um inútil. Vai votar nele para combater comunistas e outras coisas imaginárias porque no real não tem nada que preste além de 27 anos de vida pública sem fazer nada de relevante.

Ah, também não poderá votar nele para combater a corrupção, já que por anos e anos esteve no PP, partido apontado como o mais corrupto. Também não poderá votar nele por estratégias econômicas, já que entende de economia o mesmo que um adolescente formado em Facebook.

Hmm, também não poderá votar nele por patriotismo, já que ele presta continência para bandeira dos Estados Unidos. Também não poderá votar nele para o desenvolvimento e infraestruturas nacionais já que é a favor da entrega de recursos naturais para empresas estatais e privadas gringas.
Realmente terá que votar nele para combater criaturas imaginárias.

Poxa, também não poderá votar nele por ser honesto, já que se embasa até em um tal de "kit-gay" que nem existe, (pesquisem antes de falarem merda de que existe), isso entre uma condenação judicial e outra; recebeu auxílio moradia... Tendo moradia e usava o dinheiro para "comer gente", rs
Também não poderá votar nele por causa do problema dos latifúndios, já que ele é a favor da concentração de terras.

Puxa vida, realmente não tem nada de relevante e concreto para se votar nesse senhor... Sim, tem os comunistas imaginários! Ah, então vota-se por esse motivo!

Bolsonaro disse que não se importaria se morresse 30 mil numa guerra.
Um cara que o patrimônio cresceu mais de 300% em um tempo que não faz sentido é realmente honesto mesmo. Um cara que recebeu 200 mil, devolveu pra fazer mídia e recebeu 200 mil no mesmo dia é honesto sim, coleguinha.
Um cara que só vota em projeto que fode o trabalhador se preocupa com o povo sim, meu anjo. É claro que ele se preocupa com o povo quando diz que mulher tem que ganhar menos porque engravida, que gay tem que apanhar (segue a lista...).

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02 - No vídeo, https://www.youtube.com/watch?v=3pvdnx3tUFw Etnia Brasileira por Lívia Zaruty. Comentário, de Legendary Vocalists:
Obviamente ele vai fazer bem em todos os ministérios. Colocando o Frota no da cultura, por exemplo, tirando sociologia e filosofia das grades pra ninguém ter conhecimento filosófico e poder pensar, colocando pastor no ministério da ciência e dizendo que o ministro dele vai cuidar da economia porque ele não prexisa entender, e provavelmente vai ter um vice tão asno quanto ele (aí reclamam de a Dilma ter colocado o Temer como vice e por isso não poderem reclamar do que ele fez). Ta certinha, minha jovem.

Fala também como se ele fosse a representação da direita e como se quem discorda dele fosse automaticamente petista. Isso mesmo, continue assim! Porque aparentemente os fãs dele são tão superiormente inteligentes que lêem mentes antes de saber em quem a pessoa votou.

Continua achando que ele vai melhorar o Brasil em 4 anos, sendo que em 27 como deputado não aprovou um projeto útil sequer. Vai que é tua, bebê.
Continue achando também que ele vai apaziguar a situação de violência, sendo que ele incita violência e não tem didática nenhuma pra lidar com conflitos, só sabe gritar, tentar fazer meme e apelar pra ofensa. Inteligentíssima!

E continue mandando memes ao invés de argumentos, vai mudar a ideia de geral!!! O mundo é seu princesa, mas se ele for eleito toma cuidado pra não pagar com a língua tudo que tu fala sobre quem merece ou não viver - se for estuprada, por exemplo, ele não tomara medidas pra te respaldar emocionalmente, se engravidar do estuprador terá que manter, mas tudo bem porque ele vai sugerir castração química pra estuprador condenado num país que liga tanto pra mulher que a maioria dos estupros não são condenados - inclusive são varridos pra debaixo do tapete, ainda mais se você tiver de saia curta, hein! Vocês sequer sabem o que significa esquerda e direita num conceito abrangente e gostam da sonoridade da palavra mito porque não conhecem a palavra noção.

Aliás, um adendo: falam que não aprovam os projetos dele por não aprovarem projetos bons. Mas a Maria do Carmo (sim, aquela que ele chamou de vagabunda) aprovou um em que consta crime hediondo matar policiais. Tiririca também aprovou projetos.

Os projetos dele são simplesmente inconstitucionais se analisados na íntegra, porque ele é... Como eu vou dizer isso sem ser rude?.... Bem... Ele é burro. E gerou filhos burros também, até a pachorra de fingir desmaio teve.

Lembre-se que ele também fugiu dos debates, mas vocês acham que ele será um bom presidente porque diz que vai combater comunismo? Lívia está mais do que certa em questionar, e os motivos que vocês dão são ridículos e escrotos.

Anônimo disse...

Estava lendo comentários de outro site, e chamou a atenção o silêncio da mídia sobre as ligações do Bollsonaro com a bancada e.van.gé.li.ca (recheada de cor.rup.tos).

Pelo visto, o Bollsonaro é apenas um boneco dos pas.to.res para inflar-lhes a bancada parlamentar.

Se vencer (TOC! TOC! TOC!), será descartado, para que o vice delles assuma. Dispensa maiores comentários.

https://jornalggn.com.br/comment/1220483#comment-1220483

https://jornalggn.com.br/comment/1219269#comment-1219269

https://jornalggn.com.br/comment/1224871#comment-1224871

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Comentário de "Cristão Livre" no Youtube:

Já ir Trump Falsonaro é um paramilitar da seita neo fascista, que não passa de um Adolf Hitler genérico fabricado no Brasil!
Fica repetindo sempre o mesmo discurso de um ditador, com a única intenção de fazer a cabeça de jovens, que pensam que já são adultos suficiente pra entender o caos causados por políticos iguais a ele mesmo.
26 mamando na teta dos brasileiros, que pra não dizer, que nunca fez nada, tem apenas 2 projetos e uma emenda aprovados no Congresso Nacional.
Lula é ladrão e já roubou muito milhões e milhões de dinheiro do Brasil, continua sempre afirmando!
Repare com atenção, a cama de gato, que os agentes infiltrados aqui no Brasil, fizeram o nosso ex-presidente Lula deitar.
O suposto ladrão milionário ex-presidente Lula está preso por causa da instalação de um elevador privativo, em um triplex milionário, que teve uma reforma milionária, e com decorações personalizadamente milionárias.
Refute com atenção o golpe, para que o nosso ex-presidente se tornasse inelegível!
Agora que o nosso ex-presidente está preso, sabemos que o tal do elevador privativo não existe, a tal da reforma milionária nunca foi feita, as milionárias decorações personalizadas muito menos, e o tal do triplex não vale os milhões mencionados, e pra completar o triplex nunca foi realmente do nosso ex-presidente Lula.
O triplex acabou se tornando a prova, de que o agente maçom infiltrado Sergio FBI Moco é o bandido. Ele é o mocinho inventado pela globo lixo, a famosa rede podre de tiravisão dos brasileiros.
Meus irmãos brasileiros!
Está na hora de acordar desta ilusão política, criada pelos verdadeiro ladrões que roubam o nosso país, e que fingem ser patriotas, e fingem ser a solução para corrupção que eles sorrateiramente criaram.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Comentário de "Cristão Livre" no Youtube, 02:

https://www.cartacapital.com.br/tecnologia/a-onda-bolsonaro-e-o-despertar-do-neonazismo
Querem colocar na presidência da nossa república um neo paramilitar de mente maliciosamente terrorista.
É só pesquisar. Coisa de alguns minutinhos.
E rapidinho, essas pessoas que querem este louco presidindo o Brasil, vão saber que ele nunca teve boas intenções.
Ele foi preso, foi julgado e condenado por planejar atos terroristas nos quartéis da Vila Militar, na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, e na Adutora do Guandu, que abastece de água ao município do Rio de Janeiro. Ele inventou junto com outros militares uma idiota "operação beco sem saída". A invenção operacional dele foi tão boa, que no final, ele mesmo acabou ficando no próprio beco sem saída.
Por algum motivo, mais tarde aliviaram o lado dele, e pra não ficar dando detalhes, ele acabou na reserva não remunerada de acordo com o relatório secreto do CIE ( Centro de Inteligência do Exército ) no item 14, página 2, informação nº 394, de 27 de julho de 1990.
Este neo fascista por causa da sua mentalidade nazista, não pára em partido político nenhum.
Por causa de racismo o Jair Falsonaro foi condenado a pagar R$ 50 mil por danos morais coletivos a comunidades quilombolas e à população negra em geral, a ser revertido em favor do Fundo Federal de Defesa dos Direitos Difusos ( G1. 3 de outubro de 2017. Consultado em 4 de outubro de 2017 ).
STJ determina que Falsonaro indenize Maria do Rosário por danos morais ( Folha de São Paulo 17/maio/2018 ).
Falsonaro é condenado a pagar R$ 150 mil por declarações contra gays ( Folha de São Paulo17/maio/2018 ).
O nosso ex-presidente Lula está preso por causa de um triplex mau acabado, que nem é dele, mas o patrimônio de Falsonaro o juiz iníquo Sergio FBI Moco não investiga. Porque será? Já notaram que ninguém diz que Falsonaro é ficha suja?
Pra os seguidores de Já ir Trump Falsonaro, digo que este político está a 3 décadas mamando na teta dos brasileiros, que vivem iludidos por este neo fascista mal intencionado. Será que ainda não perceberam, que a fala dele desperta os neonazistas.
Não se enganem, Já ir Trump Falsonaro não passa de um Adolfo Hitler genérico fabricado no Brasil, e se ele perder a eleição vai pra .:. .:. .:. https://www.youtube.com/watch?v=tThX-cgiM2M

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

A FORÇA DE DILMA NA ENTREVISTA AO TRT WORLD: https://www.youtube.com/watch?v=nAZFR5-BhVE

DILMA DESTRÓI OS COXINHA EM UMA ENTREVISTA ESPETACULAR , COMPARTILHEM COM FORÇA É HORA DE VIRAR O JOGO POLITICO E FRITAR OS COXINHAS ELEITORES DO AÉCIO NEVES O MINEIRINHO DA PLANILHA E DO HELICÓPTERO COM 500 KG DE COCAÍNA.

Anônimo disse...

Bollsonaro, diante do rebanho, fala "Brasil acima de tudo".

Todavia, foi "pedir a bênção" dos globalistas (Council on Foreign Relations e Bilderberg). Vai entender...

http://www.imprensaviva.com/2018/02/a-estranha-visita-de-bolsonaro-supostos.html?m=1

https://mobile.twitter.com/jairbolsonaro/status/918596903746580483

https://youtu.be/6nBvAuEM1Mc

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

https://www.causaoperaria.org.br/acervo/blog/2017/10/20/5-pontos-que-mostram-porque-bolsonaro-e-uma-fraude/#.WwyG1iBv-Uk
5 pontos que mostram porque Bolsonaro é uma fraude 20 de outubro de 2017:

O líder da extrema-direita brasileira, Jair Messias Bolsonaro, é uma máquina de demagogia. O Deputado Federal adora se apresentar enquanto um patriota fervoroso que defende os interesses do Brasil e de seu povo; um homem ético que defende a “moral e bons costumes”; além de ser considerado um grande líder por seus discípulos, que o seguem e imitam como ovelhas e papagaios.
Nessa matéria procuraremos demonstrar porque tudo isso não passa de uma farsa, utilizada pelo fascismo para combater qualquer tipo de progresso.

1. “Bolsonaro é patriota”

Muitos dos seguidores do Deputado Federal acreditam que se trata de um indivíduo patriota, que ama o Brasil e o povo brasileiro; que coloca os interesses do Brasil acima dos próprios e coisas do tipo. Pois bem, a realidade comprova o contrário.
Recentemente, Bolsonaro iniciou uma jornada eleitoral pelos Estados Unidos, nas comunidades de brasileiros, onde está procurando financiadores e apoiadores para sua campanha presidencial – que vem preparando. Numa palestra que promoveu em um subúrbio rico de Miami, todas as ilusões sobre o patriotismo de Bolsonaro foram água abaixo; apareceu em um vídeo, publicado pelo Intercept, onde demonstra seu apoio aos principais inimigos dos interesses nacionais: os Estados Unidos.
Pode-se observar ele prestando “continência à bandeira americana” – em que ele foi respondido aos berros que diziam “USA, USA, USA!”

2. “Bolsonaro é nacionalista”

Nessa mesma palestra, Bolsonaro revelou sua aliança com os interesses dos exploradores do país, o imperialismo que deu um golpe no Brasil (que ele apoiou) para extorquir todas suas riquezas e controlar seu mercado interno. Como um bom entreguista submisso, disse que se fosse eleito, Trump – presidente dos EUA – teria um grande aliado no Brasil. Isso porque, obviamente, curvaria-se com facilidade aos interesses do capital estrangeiro.
Em diversas oportunidades, Bolsonaro defendeu a venda das riquezas e do patrimônio brasileiro para os estrangeiros, chegando a dizer que é favor da privatização “menos pra China” – o que implica dizer que apóia as privatizações exclusivamente para o imperialismo, especialmente para os Estados Unidos.
Tirando o fato de ser abertamente fascista, a política de Bolsonaro é exatamente a mesma que a do PSDB – partido do imperialismo: entregar o país para o capital estrangeiro.
Não é uma conclusão difícil de se tirar já que Bolsonaro é a favor de privatizações, do golpe e da ditadura militar de 1964 (articulada pelos americanos).

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: 5 pontos que mostram porque Bolsonaro é uma fraude 20 de outubro de 2017 https://www.causaoperaria.org.br/acervo/blog/2017/10/20/5-pontos-que-mostram-porque-bolsonaro-e-uma-fraude/#.WwyG1iBv-Uk

3. “Bolsonaro defende a moral e os bons costumes”

Devido a demagogia que vem sendo feita com a corrupção, muitos seguidores de Bolsonaro acreditam que seu guru é um indivíduo ético, que iniciará uma campanha contra a corrupção, se assumir a dirigência do país. Entretanto, a corrupção é algo comum dos políticos burgueses, e não poderia deixar de ser para a família Bolsonaro.
No início de abril de 2016, uma notícia veio abalar a “moralidade” dos Bolsonaros; o irmão de Jair, Renato Bolsonaro, foi exonerado do cargo que ocupava na Alesp, pois, apesar de receber salário mensal equivalente a 17 mil reais (mais de 200 mil reais por ano), não aparecia para trabalhar – isto é, era um funcionário fantasma.
Ainda mais, apesar de toda a conversa pra boi dormir, o Deputado Federal tem um histórico de ter passado por partidos políticos reconhecidamente corruptos, como o PP de Paulo Maluf e outros renomados corruptos, e o PSC do Pastor Everaldo, espancador de mulher.

De resto, entre outras coisas, Bolsonaro é reconhecido pelo seu apoio à tortura e estupradores, como o Comandante Carlos Alberto Brilhante Ustra; assim como do extermínio da população pobre e da repressão ao povo negro, às mulheres e aos homossexuais. Como por ele foi dito “[se eleito], eu vou dar carta branca para o policial matar”; à Maria do Rosário, “eu não iria estuprar você porque você não merece”; mas também é extensamente conhecido suas posições contrárias aos quilombolas, indígenas e mulheres, que para ele são vagabundos, preguiçosos e promíscuos.
Por último, vale citar sua tentativa de atentado à bomba em banheiros da vila militar para ter aumento de seu próprio salário – demonstrando o cinismo contra os trabalhadores do capitão quando este se pronuncia contra o “terrorismo” dos guerrilheiros armados contra a ditadura.

4. “Bolsonaro apóia o armamento da população”

Armamento dos jagunços
O argumento de que a extrema-direita apóia o armamento da população é uma demagogia amplamente difundida pelo imperialismo e a esquerda pequena burguesa. Todavia, a história demonstra que não bastam de mentiras. A extrema-direita sempre procurou restringir o acesso dos trabalhadores às armas.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03: 5 pontos que mostram porque Bolsonaro é uma fraude 20 de outubro de 2017 https://www.causaoperaria.org.br/acervo/blog/2017/10/20/5-pontos-que-mostram-porque-bolsonaro-e-uma-fraude/#.WwyG1iBv-Uk

Nos Estados Unidos, por exemplo, a NRA, formado pelos membros da Ku Klux Klan, proibiu o povo negro de portar armas. E quando os negros conseguiram adquirir o direito de portá-las, Ronald Reagan, mentor dos piores direitistas, achou formas de restringir este direito.
Efetivamente, a posição da extrema-direita é de restringir o direito para os trabalhadores e ampliá-lo para os jagunços, fascistas, nazistas e o resto dos reacionários. Para confirmar isso, basta perguntar a Bolsonaro se ele é a favor do armamento do MST, da CUT, partidos de esquerda e outras organizações de trabalhadores.


5. “Bolsonaro é um grande líder”

Muita gente considera o Bolsonaro, o Führer brasileiro. Todavia, por mais que se trate de um fascista, Jair Messias Bolsonaro é um indivíduo esdrúxulo, incapaz de organizar um movimento sério a não ser por métodos artificiais, como o financiamento massivo dos capitalistas. Isso não quer dizer que ele não seja uma ameaça, mas apenas que ele é um personagem chulo – potencialmente perigoso.
Bolsonaro é a pessoa que, para ter aumento de salário, programou um atentado para explodir privadas… Percebe-se que é uma pessoa sem caráter quando o próprio filho dele não compareceu para votar nele à presidência da câmara, o qual foi repreendido pelo pai por estar viajando: “Mais ainda, compre merdas por aí. Não vou te visitar na Papuda”; “Papel de filho da puta que você está fazendo comigo. Tens moral para falar do Renan? Irresponsável!”
Um indivíduo que despreza a própria filha e ainda é desprezado pela mãe: “Eu tenho cinco filhos. Foram quatro homens, aí no quinto eu dei uma fraquejada e veio uma mulher”, disse Bolsonaro sobre a filha; “Criei com muito amor. Não queria que fosse uma criança estúpida, bruta, falasse besteira. Dava comidinha na hora certa”, e, “era digno, não era de falar besteira”, respondeu a mãe a respeito do pronunciamento do filho de que mulheres deveriam receber salários menores.

Bolsonaro é um fanfarrão potencialmente perigoso para os trabalhadores e suas organizações, assim como Hitler, e deve ser combatido como tal.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01 – os crimes de Bolsonaro: http://bolsonazi.tumblr.com/
A história de Bolsonaro, De 1987 até os dias atuais

A ficha corrida de um dos maiores criminosos políticos da história do Brasil. Dezembro 30, 2014

Bolsonaro novamente na lista de nepotismo – o deputado revelou à reportagem da FSP que os dois “Siqueira Valle” que empregava eram familiares, mas se recusou a dar o grau de parentesco. (Arquivo da FSP - 04/03/2007) 26 notas
Dezembro 29, 2014

Bolsonaro suspende lei de cotas no Rio – Em 2009 o deputado entrou com um recurso (e conseguiu) suspender a lei estadual de cotas. Porque, para ele, não existe racismo no Brasil e todos têm a mesma oportunidade. A resposta que ele deu a Preta Gil no ano seguinte mostra que ele realmente não é racista. (Arquivo FSP 26/05/2009) 35 notas Dezembro 28, 2014

A origem da briga com a deputada Maria do Rosário - Essa discussão foi gravada em agosto de 2003. Maria do Rosário acusa Jair Bolsonaro de incentivar comportamentos violentos. Bolsonaro, por estupidez ou má fé, deturpa a frase: “Grava aí, sou estuprador agora”. (Há um erro na transcrição. Maria do Rosário nunca fala “É, o senhor é estuprador”. Ela responde com vários “É! É!” Perplexa com a violência do deputado. Então Bolsonaro REPETE A MESMÍSSIMA FRASE DE 2014: “JAMAIS ESTUPRARIA VOCÊ, PORQUE VOCÊ NÃO MERECE”. E quando ouve que Rosário reagiria ao estupro com uma bofetada, não se intimida: ’TE DOU OUTRA". Termina com “Vagabunda”.
A entrevista pode ser vista aqui: http://mais.uol.com.br/view/dsirb7h509tj/15309310?types=A&
(Arquivo da Veja - 19/08/2003. Se você é novo aqui, não pare nesse post - Bolsonaro tem material para ser cassado e incriminado desde de 1987. Leia tudo). 30 notas Dezembro 27, 2014

Votou em Lula e fez lobby para Aldo Rebelo – prova que o nobre deputado apoia quem lhe convém. Cadê seu Deus agora? (Arquivo FSP - Matéria de 19/12/2002) Dezembro 26, 2014 Esclarecimento:

1. Esse tumblr não tem motivações partidárias, mas ideológicas. Bolsonaro começou na política brasileira como uma piada, os “políticos sérios” (sic) deixaram/ deixam passar seu discurso de ódio por achar que é sandice, que é inócuo. Enquanto isso a extrema-direita se fortalece, como aconteceu com o tea-party nos EUA (informe-se).

2. Todos os artigos selecionados aqui são da MÍDIA CONSERVADORA: Veja e Folha de São Paulo, especificamente. Dizer que é coisa de comunista é tão profundamente ignorante quanto chamar Reinado Azevedo de “petralha” – porque, sim, até ele acha que Bolsonaro passa dos limites.
3. Nada do que está nessa página foi inventado. Todas as informações estão em arquivos públicos e acessíveis para TODO O BRASILEIRO. O que foi feito aqui é mostrar um padrão de ódio – não se respeita classe, não se respeita igreja, não se respeita partido. A ordem é falar em matar, bater, aniquilar – julgar impiedosamente e com violência quando ele mesmo falha nos valores que julga. As ações imorais desmentem o discurso moral.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02 – os crimes de Bolsonaro: http://bolsonazi.tumblr.com/
A história de Bolsonaro, De 1987 até os dias atuais:


4. Leia cada artigo antes de mimimimi. Leia. Respire. Sublime sua raiva. A extrema-direita se alimenta da sua ignorância, do seu medo e do seu ódio. E agradece cada vez que você decide “não vou nem ler”. Dezembro 25, 2014
Terrorista e mentiroso - quando a matéria da Veja (ver post anterior) foi publicada revelando o plano terrorista, Bolsonaro negou tudo ao então Ministro do Exército. A revista publicou então na semana seguinte as provas do crime: um croqui desenhado pelo próprio Bolsonaro de como poderia bombardear a adutora de Guamdu e outro croqui mostrando a localização de outro capitão que apoiava os atos dele.
(Arquivos da Veja - 04/11/1987) Dezembro 25, 2014

Bolsonaro, o terrorista - aqui, finalmente a matéria da Veja onde Bolsonaro confessa estar planejando diversos ataques terroristas à bomba em quartéis do exército. (Arquivos da Veja - 28/10/1987) Dezembro 24, 2014

Nepotismo - FSP revela que Bolsonaro nomeou o filho para um cargo VIP e não concursado, o chamado “Cargo de Natureza Especial”.
(Arquivo da FSP - 31/08/2003) Dezembro 24, 2014

Homofobia declarada - Em 2002 Bolsonaro começou a se colocar como principal opositor contra qualquer direito aos homossexuais. Esse foi o primeiro ataque violento, destaque para a frase: “NÃO VOU COMBATER NEM DISCRIMINAR, MAS SE EU VIR DOIS HOMENS SE BEIJANDO NA RUA, EU VOU BATER”. Se isso não é discurso de ódio e incitação à violência, não sei mais o que pode ser.
(Arquivo da FSP 19/05/2002). Dezembro 24, 2014

Mais falta de decoro parlamentar - Como de praxe, Bolsonaro xinga o então Ministro da Defesa. Sempre a discussão é por dinheiro.
(Arquivo da FSP - 03/08/2001) Dezembro 23, 2014

Bolsonaro pede o FUZILAMENTO de FHC – o parlamentar já tinha defendido tantos assassinatos, não é mesmo? Por que não propor o assassinato do Presidente da República? Ele nunca foi punido.
(Arquivo da FSP 30/12/99) Dezembro 23, 2014

Bolsonaro, de passagem, defende o assassinato – testemunhas da Comissão da Verdade estavam sendo ouvidas na Câmara. Nosso eterno criminoso parlamentar resolveu conferir o que estava acontecendo e, quando soube do que se tratava, soltou: “Isso que dá torturar e não matar”.
(Arquivo da FSP 17/06/99) Dezembro 23, 2014

Bolsonaro pede pela 3ª vez o fechamento do Congresso – porque é sempre bom praticar o golpismo. (Arquivo da FSP 25/05/99) Dezembro 23, 2014

Bolsonaro xinga o arcebispo de São Paulo – Para quem acha que essa criatura respeita alguém, taí a prova que nem a Igreja Católica é perdoada.
(Arquivo da FSP 20/03/98) Dezembro 23, 2014
Em dois massacres escandalosos, Bolsonaro defende os assassinos – No Carandiru Bolsonaro achou que foram poucos os mortos: “Deveriam ter matado 1000”. E no massacre dos sem-terra no Pará, as vítimas foram os policiais para ele. (Arquivo da FSP 03/10/97 - 13/03/98 - 14/03/98)

Parte 02: http://bolsonazi.tumblr.com/page/2

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03 – os crimes de Bolsonaro: http://bolsonazi.tumblr.com/
A história de Bolsonaro, De 1987 até os dias atuais:

A história de Bolsonaro DE 1987 ATÉ OS DIAS ATUAIS

A ficha corrida de um dos maiores criminosos políticos da história do Brasil.Dezembro 23, 2014

Homofobia pública – ainda não se falava tanto em homofobia em 1997, mas Bolsonaro já brigava por esse discurso.
(Arquivo da FSP 24/05/97) Dezembro 23, 2014

Bolsonaro acusado de usar verba pública - terrorista, golpista, genocida, propenso assassino, só faltava mesmo ladrão na ficha corrida.
(Arquivo da FSP 02/12/94) Dezembro 23, 2014

Bolsonaro pede de novo o fechamento do Congresso – porque o que importa é ser coerente no golpismo. (Arquivo da FSP 20/06/94) Dezembro 23, 2014
Bolsonaro colabora com o genocídio Ianomâmi – escândalo internacional na época, o deputado insiste em diminuir ainda mais a área dos indígenas “Tem é que acabar com essa reserva Ianomâmi”. (Arquivo da FSP 19/08/93 - 20/08/93)Dezembro 23, 2014

Bolsonaro faz ameaças de morte - como se não bastasse um discurso defendendo o fechamento do Congresso, o digníssimo criminoso enviou ameaças por telefone e por carta ao deputado Vital do Rego.
(Clique nas imagens para ler as matérias - arquivo da FSP 27/07/93) Dezembro 23, 2014
Bolsonaro defende fechamento do congresso - Pela primeira vez na Câmara Federal, Bolsonaro defende um golpe e o fechamento do congresso. Deputados falam em cassação, mas deixaram o criminoso – mais uma vez – impune.
(Arquivo da FSP 25/06/93 - 04/08/93) Dezembro 23, 2014

Bolsonaro aplaude golpe - o deputado não sabia absolutamente nada sobre a política da Guatemala, mas foi o único parlamentar a apoiar o Golpe dos Militares no país, porque eis duas coisas que Bolsonaro aprecia: apoiar golpe e falar besteira. (Arquivo da FSP 26/05/93) Dezembro 23, 2014
Bolsonaro e a eterna falta de decoro parlamentar - primeiro caso de ataques agressivos, dessa vez contra o então Ministro do Exército Carlos Tinoco.
(Arquivo da FSP 05/05/92 - 17/05/92) Dezembro 23, 2014

Bolsonaro FALSIFICA um projeto de lei – e alega “pressão dos militares”
(Arquivo da FSP 04/09/91) Dezembro 23, 2014
Bolsonaro apoia Collor, Collor foge de Bolsonaro: até o candidato de direita fugiu da “direita do exército" (Arquivo da FSP 08/02/89 3 03/06/89)Dezembro 23, 2014

Nasce um monstro. Bolsonaro aproveita a popularidade com a ultra-direita e se candidata a vereador. Umas das plataformas defendidas pelo monstro: LIGADURA DE TROMPAS COMPULSÓRIA EM HOSPITAIS PÚBLICOS. A MULHER NÃO PODE DECIDIR, MAS SIM O MÉDICO. (Arquivo da FSP 21/10/88) Dezembro 23, 2014
Bolsonaro, o terrorista. Aqui todas as matérias e a comprovação que o então capitão do exército planejava plantar bombas em vários quartéis e em uma adutora no Rio de Janeiro. Apesar de todas as evidências Bolsonaro foi absolvido em sessão secreta do Supremo Tribunal Militar, os ministros do Supremo não comentaram o caso. (Clique nas imagens para ler as matérias - arquivo da FSP 01/11/87 - 08/11/87 - 27/02/88/ - 18/06/88).

Anônimo disse...

Quem diria... Na Marcha para J€$u$, ainda houve quem aplaudisse o Bollsonaro. Mas o danado também ouviu vaias.

Será que houve algum lampejo de lucidez no povo?

Tchau, mico.

https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2018/05/31/interna_politica,963618/reacao-a-bolsonaro-se-divide-em-vaias-e-aplausos-na-marcha-para-jesus.shtml

Anônimo disse...

Quem diria... Na Marcha para J€$u$, ainda houve quem aplaudisse o Bollsonaro. Mas o danado também ouviu vaias.

Será que houve algum lampejo de lucidez no povo?

Tchau, mico.

https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2018/05/31/interna_politica,963618/reacao-a-bolsonaro-se-divide-em-vaias-e-aplausos-na-marcha-para-jesus.shtml

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Reação a Bolsonaro se divide em vaias e aplausos na Marcha para Jesus
Em um rápido discurso, ao lado do senador Magno Malta (PR-ES) e do apóstolo Estevam Hernandes, líder da igreja Renascer, Bolsonaro afirmou que amava Israel: https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2018/05/31/interna_politica,963618/reacao-a-bolsonaro-se-divide-em-vaias-e-aplausos-na-marcha-para-jesus.shtml

Estadão Conteúdo, postado em 31/05/2018 17:48 / atualizado em 31/05/2018 18:44

São Paulo - O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), pré-candidato à Presidência da República, foi vaiado por parte do público e aplaudido por outra parcela dos fiéis evangélicos que acompanhavam a Marcha para Jesus, em São Paulo, nesta quinta-feira, 31.

Em um rápido discurso, ao lado do senador Magno Malta (PR-ES) e do apóstolo Estevam Hernandes, líder da igreja Renascer, Bolsonaro afirmou que amava Israel. Durante a Marcha, líderes religiosos defenderam a ideia de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Bandeiras do país, considerado berço do cristianismo, eram levantadas entre o público.

"Brasil acima de tudo e Deus acima de todos", disse o parlamentar.

Já Magno Malta, cotado para ser vice de Bolsonaro nas eleições presidenciais, fez um discurso contra a descriminalização do aborto.

Na sequência da fala dos dois, o evento teve show da cantora Lauriete, esposa de Magno Malta e ex-deputada federal pelo Espírito Santo.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Bolsonaro é criticado por líder da Renascer em Cristo na Marcha Para Jesus
Publicado em 4 de junho de 2018 por Tadeu Ribeiro em Mundo Cristão: http://www.portaldotrono.com/bolsonaro-criticado-lider-renascer-marcha-para-jesus/ Aconteceu na última quinta (31) em São Paulo mais uma edição da tradicional Marcha Para Jesus, promovida pela Igreja Renascer em Cristo, do apóstolo Estavam Hernandes. Dentre algumas personalidades do mundo evangélico, como Silas Malafaia e Magno Malta, o pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro chamou os holofotes para si. Ele foi convidado ao palco, mas preferiu não falar muito, e disse que estava ali mais para ouvir: “Vim aqui mais para ouvir do que falar. Que o Senhor abençoe e proteja as nossas famílias. O Brasil acima de tudo, e Deus acima de todos”, disse, arrancando aplausos dos presentes no evento.

Mas se por um lado alguns presentes o exaltavam ao cargo de chefe da República, outros não gostaram nada disso. Um deles foi o próprio organizador da Marcha Para Jesus e líder da Renascer, Estevam Hernandes. Ele declarou a jornalistas da Folha de S. Paulo que Bolsonaro precisa adaptar seu discurso, pois ele não condiz com o que a Bíblia e o evangelho pregam sobre amor e tolerância: “É preciso ser tolerante com as diferenças. Não significa que eu concorde com a pessoa, com o que ela pratica, mas que eu deva ter um amor que seja superior às diferenças”, afirmou.

Questiona-se se o candidato terá, com isso, o apoio da Renascer em Cristo, uma das maiores denominações evangélicas do país, a seu lado na corrida presidencial deste ano, por conta dessa crítica de seu líder e fundador.

E essa não foi a primeira crítica a Bolsonaro. Outros líderes e influentes no meio evangélico também enxergam uma estridente dissidência entre o discurso do candidato à presidência com os valores cristãos. Para evitar maiores desgastes, Bolsonaro estaria sendo instruído a não participar de debates ou dar declarações polêmicas por enquanto, com o fim de esconder seu desconhecimento técnico sobre áreas fundamentais, como a economia.

Há o interesse, inclusive, de que o senador Magno Malta seja o vice de Jair, que o classificou com o “vice dos sonhos”. Malta, no entanto, disse que por enquanto sua decisão e tentar se reeleger no Senado.

Tadeu Ribeiro, tadeuribeiro@portaldt.com

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

E AGORA Bolsominions?? Na Marcha para Jesus, Bolsonaro diz que nunca defendeu intervenção militar: https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/05/31/bolsonaro-eu-nunca-defendi-uma-intervencao-militar-o-caminho-e-o-voto.htm Jair Bolsonaro, negou nesta quinta-feira (31) defender uma intervenção militar. "Eu nunca defendi intervenção militar nenhuma, nunca disse isso. Se um dia se um militar chegar ao poder, será através do voto. É essa minha posição". (??????!!!!!) 🤪🤪🤪😵😵😵😵🤥🤥🤥🤥🤥🤒🤒🤥🤥🤥☠️☠️☠️☠️☠️

Anônimo disse...

Ao se procurar por "Dossiê Bolsonaro", conforme mencionado no Estado de Minas, apareceram mais estes. A quem interessar.

https://www.modoespartano.org/2016/03/dossie-jair-bolsonaro.html?m=1

https://jornalggn.com.br/noticia/a-historia-esquecida-do-capitao-bolsonaro

https://m.huffpostbrasil.com/2014/12/23/forabolsonaro-pagina-no-tumblr-reune-materias-da-folha-para-mo_a_21670235/

Hummmm... Bollsonaro mandando "cartinha de amor" para Magno Malta. Interessante...

https://mobile.twitter.com/estadao/status/1002557893873319938

Seria oportuno um "dossiê Magno Malta", já que se trata do futuro vice (e amante?!) de Bollsonaro.

Anônimo disse...

Já que o Bollsonaro já fez até declaração de amor ao Magno Malta, aí vão algumas "pérolas" sobre o futuro presidente do Brasil.

(Alguém tem dúvidas de que Bollsonaro será descartado pela malta à qual se associou, caso seja eleito?)

Sanguessuga

http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL31859-5601,00.html

https://www.gazetadopovo.com.br/vida-publica/senador-magno-malta-e-indiciado-por-suspeita-de-participacao-na-mafia-dos-sanguessugas-agto4zo4k9rwwtk2xirjx16by/ampgp

Em defesa da (própria) família.

https://www.pragmatismopolitico.com.br/2011/07/magno-malta-defende-entidade-familia.html/amp

Quer rir, tem que fazer rir...

http://ucho.info/2011/07/18/senador-magno-malta-e-envolvido-em-novo-escandalo-de-empreiteiras-no-ministerio-dos-transportes/

Dize-me com quem andas...

https://www.folhadojurua.com.br/2014/03/senador-magno-malta-pres-e-contra-o-crime-mas-posa-com-tranquilidade-entre-deputados-corruptos-de-rondonia/

E isso já vem de muito tempo...

http://www.leia-se.com/noticia/2017/04/30/magno-malta-engana-muita-gente-mas-sempre-foi-um-quadrilheiro-no-espirito-santo.html

http://www.leia-se.com/noticia/2017/04/16/magno-malta-continua-falastrao-mas-so-o-capixaba-sabe-de-sua-face-criminosa.html

Primeiro, ganha concessões de rádio. Depois, cospe no prato em que comeu.

https://maisro.com.br/santo-magno-malta-ataca-lula-e-filhos-mas-possui-rede-de-radio-e-teves-conquistados-a-custa-do-pt/

Essa tem que verificar com mais cuidado. Mas, se for isso mesmo...

https://jacksonrangelvieira.com/2015/12/07/magno-malta-e-um-marginal-da-politica/amp/

Anônimo disse...

Pra descontrair.

http://www.conexaojornalismo.com.br/todas-as-noticias/jovem-faz-selfie-com-jair-bolsonaro-dormindo-em-aviao-sai-do-armario-0-34511

Anônimo disse...

Mais um colega do Bollsonaro metido com sujeira.

https://www.gazetaonline.com.br/amp/noticias/politica/eleicoes_2018/2018/06/articulador-de-apoios-a-bolsonaro-deputado-confessou-caixa-dois-1014134496.html

Anônimo disse...

Mais um "colega" do Bollsonaro metido com sujeira.

https://www.gazetaonline.com.br/amp/noticias/politica/eleicoes_2018/2018/06/articulador-de-apoios-a-bolsonaro-deputado-confessou-caixa-dois-1014134496.html

Anônimo disse...

Ih, será que a candidatura do Bollsonaro começou a "fazer água"?

Se aquele oportunista do Magno Malta está roendo a corda, aí tem.

https://folhadopoder.com.br/magno-malta-nao-quer-ser-vice-de-bolsonaro/

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

- Norberto Deguchi: Bruno existe algum tipo de "pré-seleção" para quem quer fazer o salto? Pergunto, pq um bolsomínion poderia fazer um salto? Abriria a mente desse ser ou apenas seria utilizado para fortalecer o ódio? Abraços Bruno!

- Resposta: Norberto isso de ideologia política não é fator relevante a ser considerado para a pessoa passar pelo "Salto". Isso apenas testemunha sobre o QI dessa pessoa, na atualidade. É um dado efêmero que indica que essa pessoa lê pouco, ou lê muito, ou é interessada sobre o que acontece no mundo, ou é um pobre semi-analfabeto. No caso dos Bolsominions eu considero que o nível de inteligencia é baixo.... muito baixo. É difícil para mim não achar um bolsominion retardado. Pois ou é um retardado mental completo (como o próprio Bolsonaro é) ou é uma pessoa muito mal informada,que não se interessa em ler nada. Mas isso não as desqualificam para passar pelo "Salto", apenas vai indicar que essas pessoas tem um raciocínio muito lento, em vários graus, e por isso terão muita dificuldade para compreender e praticar o "Salto". A possibilidade que uma pessoa assim (Bolsominion) vá fracassar em dar o "Salto" é grande... mas tem de ser tentado.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01: Bolsonaro empregou ex-mulher e parentes dela no Legislativo, Deputado e filhos abrigaram em gabinetes Ana Cristina, seu pai e sua irmã (por Eduardo Bresciani, Miguel Caballero e Paulo Celso Pereira,03/12/2017 4:30 / Atualizado 04/12/2017 7:45): https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-empregou-ex-mulher-parentes-dela-no-legislativo-22143135

BRASÍLIA E RESENDE - O deputado federal e pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e seus filhos empregaram, nos últimos 20 anos, uma ex-mulher do parlamentar e dois parentes dela em cargos públicos em seus gabinetes. Ana Cristina Valle, ex de Bolsonaro e mãe de Jair Renan, o quarto filho do presidenciável; a irmã dela, Andrea, e o pai das duas, José Cândido Procópio, ocuparam as vagas a partir de 1998, ano de nascimento de Jair Renan. Ana Cristina e José Cândido não estão mais nos gabinetes da família, mas Andrea continua no do deputado estadual Flávio Bolsonaro, filho do presidenciável.

Embora esteja lotada no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), ela não trabalha no local. O GLOBO a procurou duas vezes no gabinete nos últimos dias, e os funcionários disseram desconhecê-la. A ex-mulher de Bolsonaro, Ana Cristina, alegou que a irmã, assim como o pai, sempre trabalhou em Resende, uma das bases eleitorais de Bolsonaro. O trabalho de assessores nas bases dos parlamentares é permitido.

Apesar dos quase 20 anos de nomeações, os casos não podem ser tecnicamente enquadrados como nepotismo. A contratação de parentes foi normatizada por uma súmula do Supremo Tribunal Federal, em 2008. Os casos da família Bolsonaro ocorreram antes disso. Andrea, pelo grau de parentesco com Flávio Bolsonaro, não se enquadra na proibição expressa na súmula do STF.

O cargo com Flávio não é o primeiro de Andrea perto do presidenciável. Sua trajetória junto à família Bolsonaro começou após o nascimento de seu sobrinho Jair Renan, em 1998. Naquele ano, Jair Bolsonaro a nomeou como assessora na Câmara.

Andrea ficou lotada ali até novembro de 2006, quando deixou o cargo. Em 2008, uma semana depois da publicação da súmula antinepotismo pelo STF, foi nomeada no gabinete do deputado estadual Flávio Bolsonaro e de lá não mais saiu. Pela folha salarial de setembro, ela recebe R$ 7,3 mil entre salário e gratificações, além de R$ 1,1 mil em auxílio escolar. O valor líquido recebido por Andrea, depois do desconto de Imposto de Renda e Previdência, foi de R$ 6,5 mil.

A entrada de Andrea no gabinete de Flávio Bolsonaro se deu no mesmo dia em que o pai dela e de Ana Cristina, José Cândido Procópio Valle, foi exonerado. Ele estava lotado no gabinete do deputado estadual desde fevereiro de 2003, quando Flávio assumiu seu primeiro mandato. Mas, segundo regra editada pelo STF sobre nepotismo, o vínculo familiar entre Procópio e Flávio Bolsonaro é um grau mais próximo que o de Andrea. O trabalho na Alerj, no entanto, não foi o primeiro do patriarca dos Valle no clã Bolsonaro. Ele já havia sido contratado em novembro de 1998 para o gabinete de Jair, então seu genro, onde ficou até abril de 2000.

Já Ana Cristina trabalhou no gabinete de Carlos Bolsonaro, o primeiro filho de Jair a entrar para a política, eleito vereador aos 17 anos, em 2000. A Câmara do Rio não informou o período em que ela atuou na casa. Embora ressalte que não se lembra do período exato trabalhado, Ana Cristina afirma ter deixado a Câmara em 2006, quando terminou a relação com Jair Bolsonaro.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: Bolsonaro empregou ex-mulher e parentes dela no Legislativo, Deputado e filhos abrigaram em gabinetes Ana Cristina, seu pai e sua irmã (por Eduardo Bresciani, Miguel Caballero e Paulo Celso Pereira,03/12/2017 4:30 / Atualizado 04/12/2017 7:45): https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-empregou-ex-mulher-parentes-dela-no-legislativo-22143135

Antes, Ana Cristina ocupou outros cargos no serviço público. Ela começou a trabalhar na Câmara em abril de 1992, no gabinete do deputado Mendonça Neto (PDT-AL), onde ficou até agosto do mesmo ano. Quatro meses depois, assumiu cargo na liderança do PDC, partido pelo qual Jair Bolsonaro cumpria seu primeiro mandato de deputado. Entre agosto de 1993 e maio de 1994, atuou como secretária parlamentar com o deputado Jonival Lucas (BA), que foi correligionário de Bolsonaro no PDC e migrou para o PSD.

A partir de 1995, ela passou a trabalhar no Executivo — na Casa Civil e na Integração Regional —, e só voltou à Câmara no fim de 1998, quando seu filho não tinha ainda completado um ano, e foi lotada no gabinete da liderança do PPB, partido pelo qual Bolsonaro acabara de ser reeleito. Ana Cristina foi nomeada para o cargo menos de dez dias depois de seu pai assumir um posto de assessoria no gabinete de Bolsonaro, e dois meses após a irmã fazer o mesmo. Ou seja, os três estavam empregados em cargos ligados ao clã.

Em abril de 2005, durante uma sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Bolsonaro defendeu a contratação dos parentes e citou a situação do filho Eduardo, hoje deputado federal por São Paulo. Ele foi funcionário da liderança do PTB entre 2003 e 2004, quando o hoje presidenciável estava no partido.

— Já tive um filho empregado nesta casa e não nego isso. É um garoto que atualmente está concluindo a Federal do Rio de Janeiro, uma faculdade, fala inglês fluentemente, é um excelente garoto. Agora, se ele fosse um imbecil, logicamente estaria preocupado com o nepotismo, ou se minha esposa fosse uma jumenta eu estaria preocupado com nepotismo também — justificou.

O relacionamento entre Jair e Ana Cristina durou dez anos, de acordo com declaração do deputado em um processo judicial, em 2011, sobre a guarda do filho Jair Renan. Atualmente, a ex-mulher de Bolsonaro é chefe de gabinete do vereador Renan Marassi (PPS), em Resende. Em outubro, o salário de Ana Cristina foi de R$ 5,8 mil. No dia 14 de novembro, o vereador foi recebido por Jair para divulgar a apresentação, pelo deputado, de duas emendas para o município.

O QUE DIZ JAIR BOLSONARO

O deputado e presidenciável Jair Bolsonaro afirma que sempre agiu dentro da lei, respeitando a súmula vinculante editada pelo STF, em 2008, que normatizou a contratação de parentes. Bolsonaro reconhece que sugeriu o nome de sua ex-mulher Ana Cristina Valle para trabalhar como assessora de um de seus filhos, o vereador Carlos Bolsonaro, na Câmara Municipal do Rio, e que contratou em seu gabinete o pai e a irmã de Ana Cristina, mas ressalta que essas indicações e contratações ocorreram antes da decisão do Supremo.

O deputado enviou nota ao GLOBO, que segue na íntegra:

"1. Mantive, do final de 1997 até o início de 2007, união estável com a Sra. Ana Cristina Siqueira Valle que já havia exercido atividades de assessoramento a 2 parlamentares e Comissões da Câmara dos Deputados, ressaltando que nunca foi comissionada em meu Gabinete;

2. Considerando a experiência adquirida no exercício de atividades anteriormente desempenhadas em assessoramento a parlamentares, aliado ao fato de sua formação escolar, sendo atualmente advogada, sugeri o nome da Sra Ana Cristina para assessorar o Vereador Carlos Bolsonaro, em seu primeiro mandato, tendo sido demitida há cerca de 10 anos.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03: Bolsonaro empregou ex-mulher e parentes dela no Legislativo, Deputado e filhos abrigaram em gabinetes Ana Cristina, seu pai e sua irmã (por Eduardo Bresciani, Miguel Caballero e Paulo Celso Pereira,03/12/2017 4:30 / Atualizado 04/12/2017 7:45): https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-empregou-ex-mulher-parentes-dela-no-legislativo-22143135

3. O Sr. José Procópio e a Sra. Andrea Valle estiveram algum tempo comissionados em meu Gabinete, exercendo funções de assessoramento parlamentar no Estado do Rio de Janeiro. Posteriormente o Sr José Procópio foi comissionados no Gab do Deputado Flavio Bolsonaro, exercendo funções de assessoramento parlamentar. A Sra Andre Valle foi demitida em 2006 e o Sr. José Procópio, em 2008.

4. Até o ano de 2008, antes da edição da Súmula Vinculante nº 13, do STF, não havia vedação de comissionar parentes em cargos temporários e indiquei, para gabinetes no Estado do Rio de Janeiro, onde residiam, alguns parentes da Sra Ana Cristina para exercício de funções relacionadas a assessoramento de atividades parlamentares, sendo que após esse período não houve mais nomeação de parentes até o 3º grau em meu Gabinete.;

5. Recebi em meu Gabinete, no corrente ano, o Vereador Renan Marassi, de Resende-RJ, que acompanhava o Prefeito daquela Cidade, assim como recebi centenas de outros prefeitos e vereadores, não só neste, mas também em outros anos, que no interesse de seus municípios buscam recursos orçamentários via Emendas de Parlamentares e desde 2005, com frequência, destaco recursos para aquele Munícipio, independente do partido político a que pertença seu Chefe do Executivo.

6. Não fiz indicação do nome da Sra Ana Cristina e de nenhum outro a qualquer político visando nomeação para cargo de confiança."

O QUE DIZEM FLÁVIO E CARLOS BOLSONARO

O deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC-RJ) disse que Andrea trabalha para seu gabinete em Resende, organizando reuniões e fazendo divulgação e panfletagem das atividades parlamentares na cidade, além de fazer a triagem de pessoas que querem entrar em contato com o deputado. Em contato com o GLOBO por telefone na última quinta-feira, Flávio Bolsonaro

- Ela está lotada no meu gabinete, mas é trabalho parlamentar, ela organiza uma série de coisas para mim em Resende. Ela tem um trabalho que não tem de estar aqui no gabinete batendo ponto, mas é um trabalho importantíssimo. Tanto é que lá em Resende é o município onde tive, proporcionalmente, minha segunda maior votação no estado. Sou natural de lá, tenho família e amigos lá. Ela me dá ótimo retorno. (Sua contratação) Não tem nada a ver com a questão familiar. Ela entrou no meu gabinete em 2008, quando meu pai já nem estava mais casado com a Cristina.

O deputado estadual diz que respeita a legislação vigente:

— Tem que separar os casos, né? Tem gente que fazia isso e o pessoal não trabalhava. Com base na competência, para fazer aquele trabalho, não via problema nenhum. Mas, a lei é para todo mundo, a gente respeita a lei. Se eu fosse governador do Rio de Janeiro, meu secretário de segurança, eu queria que fosse Jair Bolsonaro. Alguém ia discutir que ele tem a competência e o perfil? Então, cada caso é um caso, tem que estar sempre dentro da lei.

Sobre a contratação em seu gabinete, entre 2003 e 2008, de José Candido Procópio, pai de Ana Cristina e Andrea, o deputado estadual comentou:

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 04: Bolsonaro empregou ex-mulher e parentes dela no Legislativo, Deputado e filhos abrigaram em gabinetes Ana Cristina, seu pai e sua irmã (por Eduardo Bresciani, Miguel Caballero e Paulo Celso Pereira,03/12/2017 4:30 / Atualizado 04/12/2017 7:45): https://oglobo.globo.com/brasil/bolsonaro-empregou-ex-mulher-parentes-dela-no-legislativo-22143135

— Tudo que falei da Andreia pode transcrever para ele. Ele é uma pessoa bem relacionada lá (em Resende), fincou raízes na cidade, é de confiança nossa, e trabalhou para o gabinete lá.

O vereador Carlos Bolsonaro afirmou, por meio de seu gabinete, que contratou Ana Cristina Valle por seu currículo e qualidades profissionais, e que ela deixou o trabalho porque ganharia mais como advogada.

Anônimo disse...

Mais um pouquinho sobre os "amigos" de Bollsonaro.

Dize-me com quem andas, dir-te-ei quem és.

Um delles, foi preso por trabalho escravo.

http://m.jb.com.br/pais/noticias/2017/11/30/pf-prende-aliado-de-bolsonaro-por-uso-de-mao-de-obra-analoga-a-escravidao/

Outro que tomou cana.

http://www.sulconnection.com.br/noticias/5494/deputado-condenado-pela-justia--apoiado-por-jair-bolsonaro-em-vdeo

Uééé? O "combate à corrupção" (sic) não era a principal bandeira do Bollsonaro? Mas, se for para ganhar apoios, isso pode ser "flexibilizado", OK?

https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2018/05/23/bolsonaro-exibe-etica-flexivel-em-ato-de-prefeitos/

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/05/sob-vaias-e-aplausos-bolsonaro-critica-postura-do-ministerio-publico.shtml

Siga o dinheiro. Vede quem são os "generosos doadores" (sic) para as campanhas eleitorais do clã Bollsonaro.

https://maisro.com.br/familia-bolsonaro-recebeu-doacoes-de-empresas-enroladas-na-lava-jato/

Enfim, um "mito" (sic) dos pés de barro.

http://m.congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Anônimo disse...

Bollsonaro Jr. levando um fora, com direito a citação de Olavo de Carvalho.

https://youtu.be/zy2mruVLzeM

Fonte:

https://jornalggn.com.br/blog/eduardolm17/ivan-valente-detona-eduardo-bolsonaro-citando-olavo-de-carvalho

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Eduardo CANO: ESSE E MAIS UM DOS POSTS MINIONS SEM CÉREBRO QUE FAZEM APOLOGIA A IGNORÂNCIA !!!PARA NÃO IR NOS DEBATES, BOLSONARO USA O SEGUINTE DISCURSO: " EU VOU LÁ DISCUTIR COM QUEM TEM 3 OU 4% ?? "..
NA REALIDADE TODOS SABEMOS QUE QUALQUER UM DOS CANDIDATOS É MELHOR PREPARADO QUE ELE, E ELE TAMBÉM SABE DISTO !!
MESMO SEM DIZER ABSOLUTAMENTE NADA SOBRE O QUE PRETENDE FAZER COM O PAÍS, COM UM HISTÓRICO DE TRABALHO PELOS QUE OS ELEGERAM NOS ÚLTIMOS 27 ANOS INEXISTENTE, BOLSONARO VEM GANHANDO ADEPTOS, OS FAMOSOS MÍNIONS.
NESTAS ELEIÇÕES UMA PARCELA DA POPULAÇÃO ESTÁ FECHANDO OS OLHOS PARA TODAS DEFICIÊNCIAS ESNCANCARADAS DE BOLSONARO, ACREDITANDO QUE ESTE SEJA HONESTO, COMO SE ALGUÉM PUDESSE CONSEGUIR O CARGO DE PRESIDENTE DE UMA EMPRESA SO POR QUE POSSUI ATESTATO DE ANTECEDENTES, NÃO IMPORTANDO O CURRÍCULO DO CANDIDATO. MAS QUAL A MERITOCRACIA DE ALGUÉM QUE PASSOU 27 ANOS GANHANDO, 40.000 SALÁRIO + 33.000 AJUDA DE CUSTO + 90.000 PARA CONTRATAR ATÉ 25 ASSESSORES ...E SÓ ENTREGOU 2 PROJETOS E UMA EMENDA QUE SÓ OCORREU 25 ANOS DEPOIS QUE ENTROU NA POLÍTICA??
COMO EXPLICAR QUE A CARGA TRIBUTÁRIA ALTÍSSIMA CONTINUARÁ NAS COSTAS DA CLASSE MÉDIA É DOS POBRES ?? E A INDÚSTRIA DE ARMAMENTOS QUE COMPRA POLÍTICOS DA MESMA MANEIRA QUE AS EMPREITEIRAS DA LAVA JATO O FAZEM , COM ELE VAI SER DIFERENTE PORQUE É HONESTO, PATRIOTA E TEM DEUS NO CORAÇÃO ?? PARA OS MINIONS, O FATO DE ELE DIZER QUE É HONESTO, PATRIOTA E TER DEUS NO CORAÇÃO O TORNA IMUNE A ESTE TIPO DE ANÁLISE....AS CONTRADIÇÕES SÃO MUITAS..BOLSONARO, SABE DISTO É TAMBÉM SABE QUE EM UM DEBATE SEUS CONHECIMENTOS SOBRE OS PRINCIPAIS TEMAS DA POLÍTICA BRASILEIRA SERIAM EXPOSTOS E A MEDICRIDADE COM QUE COSTUMEIRAMENTE TEM RESPONDIDO A QUESTOES IMPORTANTES DO PAÍS SERIAM EXPLORADAS POR SEUS OPOSITORES, LOGO, ELE PREFERE ESCONDER SUA MEDIOCRIDADE DO ELEITORADO BRASILEIRO.

NA INTERNET SE FALA QUE ELE FARÁ LIVE COM SEUS ELEITORES, ASSIM EM UM AMBIENTE CONTROLADO, SUA MEDIOCRIDADE NÃO SERÁ CONTESTADA.

APESAR DA LEI DA FICHA LIMPA ESTAR EM VIGOR E MUITOS DOS CANDIDATOS SE ENQUADRAREM NELA, SEMPRE QUE QUESTINADOS, USAM O LULA QUE ESTÁ PRESO OU A DILMA QUE FOI DEPOSTA...PARA JUSTIFICAR A COMPLETA FALTA DE CONHECIMENTO DE QUEM DIZ TER FEITO MAIS DE 600 PROJETOS, MAS... AO ABRIR A BOCA... PERCEBEMOS QUE TUDO Não PASSA DE UMA GRANDE FARSA !!!E ASSIM OS MÍNIONS SEGUEM CONFUNDINDO HUMILDADE COM IGNORÂNCIA E DESPREPARO. VIVA O BRASIL DOS IGNORANTES...

CADA VEZ QUE VEJO O BOZOASNO FALANDO... EU TORÇO PRA ALGUM JORNALISTA FAZER ISTO, https://youtu.be/sTjXD7_VtZI

Anônimo disse...

Estão esperando o que para protocolar uma denuncia????????

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01: Bolsonaro, o candidato fake News. O aspirante do PSL ao Planalto é o inverso de (quase) tudo o que, ultimamente, tem aparentado ser. Não é liberal na economia, não é outsider e, sim, nutre indiscutível preconceito de gênero. Criticado por saber pouco sobre temas essenciais à condução do País, em algo ele é especialista: disseminar notícias falsas, link: https://istoe.com.br/bolsonaro-o-candidato-fake/

No início dos anos 2000, a historiadora norte-americana Deborah Lipstadt, foi processada por um pesquisador, o britânico David Irving, após ela tecer fortes críticas ao seu trabalho. Poderia parecer mais uma querela profissional ou disputa de egos entre colegas, se por trás do processo não houvesse a perigosa tentativa de Irving de reescrever a história, justamente numa das suas passagens mais absurdas e dolorosas. O livro de Irving, “Denying the Holocaust: The Growing Assault on Truth and Memory” (Negando o Holocausto – Assaltando a verdade e a memória) minimiza o massacre de mais de 6 milhões de judeus pelas mãos dos nazistas comandados por Adolf Hitler na Segunda Guerra Mundial. Deborah contestou-o, acusando-o de ser “um dos mais perigosos porta-vozes da negação do Holocausto”. Irving criava uma versão que era conveniente a grupos preconceituosos, conservadores e racistas. Ao final do processo, Deborah Lipstadt saiu vitoriosa e Irving foi classificado nos autos como “anti-semita e racista”.

Quase duas décadas depois, o Brasil vai para uma eleição presidencial em que um dos candidatos tende a trilhar pelo mesmo caminho de Irving: o da negação da verdade, valendo-se de fatos distorcidos para criar uma história própria, conveniente a uma onda de extrema-direita que se instalou no País e em partes do mundo. Trata-se do candidato do PSL ao Planalto, Jair Bolsonaro. Quanto mais o ex-capitão do Exército se expõe, mais ele se revela um engodo. Falseia a história brasileira, minimizando o drama da escravidão, ao tentar atribuir aos próprios africanos o comércio de escravos, relativiza também a ditadura militar, o uso da tortura e de outros expedientes bárbaros do regime, apostando na curta memória do seu eleitorado majoritariamente jovem, que não testemunhou o período e, sim, mente sobre si próprio, suas convicções, declarações e comportamentos pretéritos, a fim de se tornar mais palatável a setores do eleitorado ainda refratários a ele.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: Bolsonaro, o candidato fake News. link: https://istoe.com.br/bolsonaro-o-candidato-fake/

Assim, a candidatura de Bolsonaro vem se consolidado não pela apresentação de propostas para a saúde, educação, moradia ou para acabar com o desemprego. Mas pela propagação e disseminação de informações falsas, distorções de fatos históricos ou de ações sem qualquer comprovação técnica ou científica. Nas últimas semanas, quando as opiniões do aspirante ao Planalto foram mais expostas a partir de entrevistas, debates e aparições públicas, essa maneira de agir, que já virou um procedimento, ficou escancarada. Seus apoiadores fazem coro e, no mesmo sentido, se associam na disseminação de informações falsas. Na lista de perfis que o Facebook tirou do ar no final de julho, após a constatação de que eram propagadores de fake news, estão pelo menos três que são claramente ligados a Bolsonaro: “Bolsonaro, o Mito”; “Bolsonaro Presidente” e “Vamos falar de Jair Bolsonaro?”.

O clã Bolsonaro

A própria forma como Bolsonaro se apresenta ultimamente ao eleitor difere da realidade e de seu comportamento em 27 anos como deputado federal. Ele posa de outsider quando, na verdade, já está em seu sétimo mandato como deputado federal. Nesse período, passou pelos mesmos partidos questionados por envolvimentos nos principais casos de corrupção do País, seja o mensalão ou as investigações da Operação Lava Jato: foi filiado ao PP e ao PTB. Da mesma forma como os Collor, os Barbalho e os Calheiros, criou um clã: seus filhos também são políticos. Afirma que o economista Paulo Guedes é seu guru, o “Posto Ipiranga” que vai resolver todos os problemas na economia. Na verdade, Guedes é mais do que o “Posto Ipiranga” de Bolsonaro. É sua Carta ao Povo Brasileiro. É o elo com o establishment do candidato que se vende como anti-establishment. Em suma, o Brasil está diante de um candidato anti-sistema originário do sistema e que usa as mesmas armas do sistema para comandar o sistema – e provavelmente, se chegar lá, dançar conforme a música do sistema. Portanto, há muito pouco ou quase nada de autêntico no candidato que faz da pretensa autenticidade um trampolim para alcançar o poder.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03: Bolsonaro, o candidato fake News. link: https://istoe.com.br/bolsonaro-o-candidato-fake/

Ao contrário do escolhido para conduzir a economia, um liberal, Bolsonaro é um nacional-desenvolvimentista, ligado às alas militares que defendem a criação de estatais e que, no passado, adotaram políticas protecionistas como a reserva de mercado de informática. Analisando a trajetória parlamentar de Bolsonaro, percebe-se uma profunda diferença entre suas atitudes e o pensamento de Paulo Guedes. No governo Fernando Henrique Cardoso, ele votou contra o Plano Real, que garantiu o fim da hiperinflação e a volta da estabilidade econômica. Foi contra a quebra do monopólio das telecomunicações e sempre declarou-se contra o fim do cartel do petróleo – com uma única exceção, na entrevista à GloboNews há duas semanas, quando admitiu a possibilidade caso não se conseguisse encontrar uma solução para os preços dos combustíveis. Também se posicionou de modo contrário a reforma da Previdência, evidenciando que a embalagem liberal de Bolsonaro não corresponde ao conteúdo.

Nos costumes, Bolsonaro também abraçou a estratégia da negação daquilo que ele sempre foi. O candidato declara não ser homofóbico, mas a reportagem de ISTOÉ localizou diversas declarações em que Bolsonaro revela forte preconceito de gênero. Afirma não ser racista, mas somente sua revisão da participação branca e portuguesa na escravidão já mostraria o contrário. Há também afirmações diversas que apontam para isso. Bolsonaro ainda declara-se uma “laranja boa entre tantas podres” ao se referir a seus pares na Câmara. Mas se aproveita igualmente das mesmas benesses desfrutadas por seus colegas. Ele e seu filho, o também deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), recebem aproximadamente R$ 6,1 mil mensais de auxílio moradia, mesmo tendo imóveis em Brasília. Até o momento, os dois já embolsaram aproximadamente R$ 900 mil com este benefício. Não é ilegal, porque tecnicamente a Câmara permite a concessão do benefício. Mas certamente não é a prática que se espera de alguém que se declara como “o novo” na política.

Bolsonaro parece mesmo talhado como um produto de marketing. Nisso, lembra Fernando Collor em 1989. Ou mesmo Lula, um líder de massas que admitia não ser “socialista, mas torneiro mecânico”, adotado pelos intelectuais de esquerda, que viram nele a oportunidade e o meio mais fácil de alcançar o poder.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 04: Bolsonaro, o candidato fake News. link: https://istoe.com.br/bolsonaro-o-candidato-fake/

Ao longo do tempo, as declarações polêmicas de Bolsonaro fizeram efeito sobre uma parcela da população mais conservadora, que mantinha seu posicionamento escondido, latente. Quando esse conservadorismo aflorou, enxergou-se em Bolsonaro a chance desse grupo chegar ao poder. Desde que ele fosse lapidado para deixar de ser mero personagem folclórico e restrito a grupos mais radicais. Nos seus primeiros anos como deputado, Bolsonaro focava mais suas ações na defesa dos interesses corporativos militares. Seu discurso passou a atacar minorias de gênero mais tarde, por volta de 2010, na carona de outros deputados conservadores, como Marco Feliciano (PSC-SP). A estratégia garantiu-lhe voto e apoio entre os mais conservadores. Agora, para tentar ampliar seu eleitorado, Bolsonaro recua.

A utilização e a disseminação de informações falsas estão longe de ser fruto de ingenuidade ou desinformação. É adotada de forma deliberada. Foi decisiva nas últimas eleições nos EUA. Como o presidente Donald Trump, Bolsonaro usa vacinas semelhantes: vale-se de fake news e, quando é pego, afirma que as denúncias contra ele é que são fake. Provavelmente, utilizará do mesmo expediente ao se referir à reportagem de ISTOÉ. O filme é conhecido. E de enredo óbvio. Para o cientista político da Universidade de Brasília, Waldir Pucci, tal prática é extremamente nociva para a democracia. “A democracia se baseia em um discurso de verdade, ou em uma comunicação real entre o eleitor e o candidato. No momento em que o candidato começa a utilizar recursos falsos para criar empatia, ele acaba prejudicando a democracia”, avalia o professor. A diretora da Agência Lupa e autora do livro “A arte do descaso”, Cristina Tardáguila, lamenta. “Vamos enfrentar um processo eleitoral, à semelhança do que aconteceu em outros países, em que as crenças, os gostos e os desejos certamente terão mais valor do que os dados e os fatos”. Eis, finalmente, algo em que Bolsonaro – tão criticado por não saber de nada – é especialista.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 05: Bolsonaro, o candidato fake News. link: https://istoe.com.br/bolsonaro-o-candidato-fake/
Persio Arida: Bolsonaro fala barbaridades, mas precisa ser levado a sério:
https://istoe.com.br/persio-arida-bolsonaro-fala-barbaridades-mas-precisa-ser-levado-a-serio/

Líder das pesquisas de intenção de voto em cenários sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) fala barbaridades e tem “algo ridículo”, mas precisa ser levado a sério. A observação foi feita nesta sexta-feira, 10, pelo economista Persio Arida, coordenador econômico do presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB), durante um debate entre formuladores de programas de governo organizado pela Fundação Lemann, do empresário Jorge Paulo Lemann, num hotel em São Roque, interior de São Paulo.

Num momento do debate dedicado a examinar o “fenômeno Bolsonaro”, Arida disse que a ascensão política do capitão de reserva tem a ver com o avanço do populismo, mas é preciso tentar entender quais são os problemas que atingem as pessoas que pretendem votar no candidato.

“O Bolsonaro fala barbaridades, mas está falando ao coração das pessoas. É um fenômeno que precisa ser levado a sério. Tem que entender e falar ao coração dessas pessoas atingidas por ele”, comentou o ex-presidente do Banco Central e um dos formuladores do Plano Real.

Para João Paulo Capobianco, coordenador do programa de governo de Marina Silva (Rede), a posição alcançada por Bolsonaro na cena eleitoral deriva do afastamento da sociedade da política.

Já Nelson Marconi, professor de administração pública da Fundação Getulio Vargas (FGV) e coordenador do programa de Ciro Gomes (PDT), a explicação vem do que chamou de “achincalhamento” sofrido pela classe política nos últimos dois anos.

“O Bolsonaro é o ovo da serpente. Passamos os últimos dois anos achincalhando com a política, que é a única solução para os problemas do País apesar de todos os problemas. Aí, apareceu um outsider que diz não ter nada a ver com isso. As pessoas não estão nem aí se ele é homofóbico. Elas querem acabar com a classe política”, afirmou.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Após questionamento de Guilherme Boulos em debate, Bolsonaro demite funcionária ‘fantasma’: http://www.mtst.org/noticias/apos-questionamento-de-guilherme-boulos-em-debate-bolsonaro-demite-funcionaria-fantasma/ Trecho: Primeiro candidato a fazer perguntas durante o debate da Rede Bandeirantes, na última quinta-feira, dia 9, Guilherme Boulos foi certeiro: questionou o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, sobre a Wal, funcionária ‘fantasma’ que recebeu dinheiro público durante 15 anos para cuidar dos cães do deputado de extrema-direita. O escândalo de corrupção, desvendado pelo jornal Folha de S. Paulo no início de 2018, voltou à tona graças ao questionamento de Guilherme Boulos — candidato à Presidência pela aliança PSOL, PCB e movimentos sociais, como o MTST.
Após gaguejar e nitidamente perder a calma, Bolsonaro tentou remediar a saia justa durante aquele que foi o primeiro debate entre os presidenciáveis — ainda que, no programa da Band, tenha faltado um candidato: Lula. Pois nem uma semana após a pergunta de Boulos reacender a polêmica da “Wal do Açaí”, Jair Bolsonaro decidiu demitir a mulher de 50 anos que comercializa alimentos, como o açaí, em Angra dos Reis, interior do Rio de Janeiro.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Dinheiro Esquecido, uma fortuna abandonada...
https://epoca.globo.com/como-foram-os-anos-de-formacao-de-bolsonaro-em-eldorado-xiririca-no-interior-de-sao-paulo-22921520
O Cristão conservador que trai a mulher, e depois de casar com a amante essa compra apto na Barra da Tijuca usando um dinheiro que estava na conta conjunta dos dois. Mas ele não sabia... isto é, tinha tanto dinheiro acumulado numa conta que a segunda mulher teve uma grande ideia, comprar um apto! - Veja o caso:
- “Foi lá, na Quadra 103 Norte, que conheceu a segunda ex-mulher, Ana Cristina Valle. Ambos se apaixonaram enquanto eram casados - ele com Rogéria Nantes Nunes Braga, a mãe de seus três filhos; ela com um coronel da reserva do Exército - O relacionamento começou a desmoronar quando Ana Cristina comprou um apartamento em um hotel na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca, supostamente com o dinheiro de Bolsonaro, sem que ele soubesse, segundo contou um assessor próximo da família. “É claro que ele sabia”, disse ela. “Comprei com o dinheiro de uma conta conjunta.” Ela se comprometeu a mostrar a matrícula do imóvel, mas nunca o fez” -
Então atentem para o detalhe! Tinha tanto, mas tanto dinheiro na conta dele, que ela, sem consulta-lo, resolveu pegar aquela grana toda e comprar um apto num dos bairros mais luxuosos do RJ! Aí fica a pergunta óbvia, de onde veio tanto dinheiro em Bolsonaro? Tava lá na conta sem fazer nada, uma pequena fortuna, e a mulher pratica como é, resolveu: “ah quer saber, essa grana toda aqui parada na conta, sem fazer nada, vou comprar um apartamento!”. Esse dinheiro todo acumulado, e “esquecido” seria apenas do salário de deputado? É sério??

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Bolsonaro não é burro, apenas mente compulsivamente para recriar a realidade, http://cartacampinas.com.br/2018/07/xbolsonaro-nao-e-burro-apenas-mente-compulsivamente-para-recriar-a-historia/ Trecho: Para Bolsonaro, a verdade, o real, não tem a menor importância. Daí ele pode dizer na maior tranquilidade que apresentou 500 projetos. Ao ser desmentido, diz: “que seja”. O “que seja” significa, para ele, que não há qualquer diferença entre 500 e 176. A realidade está morta.

Veja algumas das frases de Jair Bolsonaro, somente no Roda Viva da TV Cultura, e perceba como ele cria uma nova realidade.

“A principal causa da mortalidade infantil são os bebês prematuros” (ou seja: a alta mortalidade do Brasil é natural)

“Tenho mais de 500 projetos apresentados em 27 anos” (ou seja: a realidade não importa, até seus números não são reais)

“Não sabia que o Eduardo Cunha tinha problemas com a Justiça” (Fuga alienada)

“Os portugueses nem pisavam na África, os próprios negros que entregavam os escravos” (Vasco da Gama nunca existiu. A culpa é dos negros)

“Que dívida histórica é essa que temos com os negros?” (O problema não é do Brasil, mas dos negros)

“Políticas para que a mortalidade infantil deixe de subir? Tem a ver com a questão da alimentação da mãe, muitas gestantes não fazem sua higiene bucal também”. (A culpa de tudo é da própria pessoa)

“O sentimento que tenho nas ruas é que tenho mais votos que Lula. Todo modo, as eleições estarão sob suspeição” (Já ganhei as eleições e ser perder é fraude) (Susiana Drapeau)

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Brincando com Fogo: https://bit.ly/2OOl7TF Se a estratégia do PT resultar em vitória da direita, esse grupo tratará de se aglutinar longe do PT. E o partido voltará a ser do gueto político. Por tudo isso, tudo será possível na próxima semana. Até a reaproximação com Ciro Gomes. (Do GGN)

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Por Ana Pompeu, Revista Congresso em Foco: Desiludido com a política tradicional, o Brasil assiste à ascensão de um personagem que desperta sentimentos contraditórios, mas é tratado como “mito” por seus admiradores. Mito, segundo os dicionários, é uma ficção, um ser sobrenatural, um herói, uma figura cuja existência não pode ser comprovada e domina o imaginário coletivo. O “mito” Jair Messias Bolsonaro, 62 anos, tem como marcas as posições extremadas, a postura de enfrentamento constante e os discursos agressivos, em que reivindica ser o defensor e restaurador da ordem perdida.

Capitão reformado do Exército, vende-se como homem acima de qualquer suspeita. Mas suas três décadas de trajetória política são bem menos épicas do que supõem muitos dos seus seguidores. Já usou verba da Câmara para custear despesas durante viagens em que teve atividades de pré-candidato a presidente. Tornou-se objeto de atenção pública, pela primeira vez, acusado de planejar a explosão de bombas em instalações militares.

Sua produção legislativa é pífia. Nunca ocupou cargo de destaque na Câmara. Sempre integrou o chamado baixo claro, grupo de congressistas com pouca projeção, e é mais conhecido pelas confusões em que se mete do que por sua atuação parlamentar.Um dos seus trunfos é que jamais foi envolvido em qualquer caso de corrupção.

Mas foi alvo de várias acusações criminais. No portal do Supremo, aparece como réu em duas ações penais, nas quais é acusado de injúria e apologia do estupro por ter afirmado, na Câmara, que não estupraria a deputada Maria do Rosário (PT-RS) porque ela “não merece”. Em 2015, foi condenado pela Justiça a indenizar a parlamentar em R$ 10 mil pela mesma razão e também a indenizar em R$ 150 mil o Fundo de Defesa dos Direitos Difusos do Ministério da Justiça, por fazer declarações homofóbicas num programa de TV. A decisão foi confirmada este ano pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

É ainda investigado pelo Ministério Público por apologia da tortura, por ter homenageado o coronel Brilhante Ustra, primeiro torturador reconhecido como tal pelo Judiciário brasileiro, ao votar pelo impeachment de Dilma, em abril de 2016. Para entender o fenômeno Bolsonaro, a Revista Congresso em Foco ouviu, ao longo de cinco semanas, mais de duas dezenas de pessoas. Só não conseguiu entrevistar o próprio deputado, que marcou entrevista algumas vezes, mas terminou adiando de última hora.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Incógnita ambulante

Embora atue como parlamentar há quase 30 anos, Bolsonaro é um grande desconhecido para diversos setores da economia e da sociedade. O deputado – que chegou a declarar que, se fosse eleito presidente, entregaria metade do ministério aos militares – é uma incógnita ambulante. A habilidade dele para criar conflitos é tão grande quanto a desconfiança sobre sua capacidade de governar o país.

Sempre que é instigado a falar de assuntos mais complexos, como economia, esquiva-se e volta a sua artilharia verbal aos inimigos de sempre: negros, mulheres, gays, “bandidos”, adolescentes, sem-terra, entre outros. A virulência das declarações do deputado é objeto de repulsa e, ao mesmo tempo, de admiração, conforme o público que as recebe. Cada vez mais popular, surfa na onda de decepção com políticos e partidos tradicionais, como o PT e o PSDB.

De acordo com o Datafolha, desde abril, quando alcançou pela primeira vez 15% das intenções de voto para presidente, está atrás apenas do ex-presidente Lula, à frente de figuras como Marina Silva (Rede), Aécio Neves (PSDB), Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT). No último levantamento divulgado pelo instituto, no começo de dezembro, ele alcançava até 19% das intenções.

Três décadas, uma lei...

Bolsonaro promete “endireitar” o país, mas tem dificuldade para demonstrar eficiência. Na Câmara desde 1990, teve apenas um projeto de sua autoria convertido em lei (a de n° 10.176, de 2001). A proposta, apresentada por ele em 1996, prorrogou benefícios fiscais para o setor de informática e automação.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Em quase três décadas como deputado, nunca relatou proposições de destaque nem presidiu comissões ou liderou bancada. Na área da segurança pública, sua principal bandeira, não emplacou qualquer sugestão. O deputado já passou por quatro partidos e, atualmente, procura o quinto para sua candidatura presidencial. Seus dias no PSC estão contados desde que brigou com a direção nacional da legenda, que considera suas posições radicais demais, mesmo para um partido com base no eleitorado evangélico conservador.

Ainda que conhecido de início como um sindicalista do baixo oficialato, Bolsonaro diminuiu a atenção que dispensava ao assunto à medida em que percebeu que seu discurso atraia um público mais amplo. Mais recentemente propôs também incluir o nome de Enéas Ferreira Carneiro, ex-deputado e fundador do extinto Partido da Reedificação da Ordem Nacional (Prona) no Livro dos Heróis da Pátria, ou que os civis tenham de colocar a mão sobre o peito quando da execução do hino nacional.

Seu projeto de castração química de estupradores, duramente criticado por feministas, movimentos sociais e cientistas, apresentado em 2013, está parado aguardando parecer na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

Para a mídia ver

Com uma legião crescente de seguidores nas redes sociais, uma de suas maiores âncoras, e sempre recepcionado em aeroportos com gritos de “mito”, Jair Bolsonaro tem trânsito limitado na Câmara, onde está desde 1991. Pode ser encontrado às gargalhadas com deputados das bancadas evangélica e da bala (formada por defensores do armamento da população, como ele), mas não exerce liderança sobre elas. No Congresso, costuma circular com o filho Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) a tiracolo.

É parado para selfies com jovens, parabenizado por eleitores, chamado por visitantes para comentar alguns assuntos. Mas não empolga os colegas de Parlamento. “Não é um parlamentar efetivo, é midiático. Tem visibilidade pelo seu caráter autoritário, mas é um parlamentar ineficaz, sem peso nas decisões importantes”, afirma o diretor do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) Antônio Augusto de Queiroz.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 04 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Bolsonaro nunca figurou entre “os cabeças do Congresso Nacional”, selecionados anualmente pelo Diap há mais de duas décadas por sua elevada influência. Entre os atributos que caracterizam um protagonista, a entidade lista “a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações”.

O deputado também nunca constou da lista dos parlamentares que receberam o Prêmio Congresso em Foco, definidos por votação do público na internet. Nas primeiras das nove edições realizadas, não foi lembrado pelos jornalistas que cobrem o Congresso, encarregados de pré-selecionar os congressistas submetidos na fase seguinte à votação popular. Nos últimos anos, foi barrado na disputa, junto com centenas de colegas, por responder a acusação criminal no Supremo Tribunal Federal (STF).

O sobrenome do pai ajudou o filho Eduardo a ser o deputado mais votado na consulta popular do Prêmio Congresso em Foco 2017. Em 2015 ele ficou na terceira colocação. Naquele ano militância não perdoou, porém, o fato de ele ter sido superado na votação digital por Jean Wyllys (Psol-RJ), notório defensor das causas LGBT, e inundou as redes sociais com comentários homofóbicos e acusações de manipulação do certame. O baixo prestígio de Jair Bolsonaro entre os parlamentares ficou flagrante em fevereiro de 2017. Candidato a presidente da Câmara, teve votos de só quatro dos 513 deputados.

Punições por má conduta

O deputado é recordista em representações no Conselho de Ética. Com quatro processos, ele é o único que alcançou esse número desde que o conselho foi instalado, em 2001. O filho Eduardo Bolsonaro, em seu primeiro mandato, foi alvo de outros dois. A lista de acusações contra o pré-candidato à Presidência também é extensa na Corregedoria da Câmara, outra instância que apura a conduta dos parlamentares.

O deputado fluminense já foi denunciado, entre outras coisas, por chamar Lula de “homossexual” e Dilma Rousseff de “especialista em assalto e furto”. Já recebeu seis punições por causa de pronunciamentos agressivos e entrevistas polêmicas. Foram três censuras verbais e duas por escrito. Em todos os casos, escapou da abertura de processo de cassação do mandato.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 05 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Em 2000, chegou a dizer que o então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) deveria ter sido fuzilado durante a ditadura. Bolsonaro é conhecido por moldar discurso e ações ao gosto da plateia que o aplaude. “Católico fervoroso”, como se definiu, foi batizado no rio Jordão, em Israel, pelo pastor da Assembleia de Deus Everaldo Pereira, presidente do PSC e candidato à Presidência em 2014.

Dono de um discurso radical contra o PT, já admitiu ter votado em Lula para presidente em 2002. Quando ainda era filiado ao PP, manifestou intenção de ser candidato a vice de Aécio Neves (PSDB) em 2014. Às vésperas do segundo turno, foi esnobado pelo tucano, que não o convidou para tirar fotos nem participar de uma carreata em Copacabana.

Naquele ano o deputado se reelegeu com a maior votação da bancada do Rio de Janeiro, com 464 mil votos.Embora abomine hoje qualquer referência ao comunismo, já fez lobby junto ao ex-presidente Lula, em 2003, pela indicação do então deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) para o Ministério da Defesa. “As coisas mudaram. Hoje comunista toma uísque, mora bem e vai na piscina”, afirmou na época. Ao ser questionado sobre a legalização do aborto, em uma entrevista dada à revista IstoÉ, em 2002, afirmou que a decisão caberia exclusivamente ao casal. Atualmente se diz “a favor da vida” e contra a interrupção da gravidez.

Pedaladas na Oktoberfest

Zeloso da fama de político honesto, com a qual tenta se diferenciar dos colegas e adversários, Jair Bolsonaro tem viajado país afora em campanha presidencial, bancando parte dos custos com a cota parlamentar da Câmara. Seja para pagar hotel, seja para voar até cidades em que reúne um público inflamado em aeroportos e auditórios. Segundo ele, não há irregularidade porque está cumprindo agenda relacionada ao mandato.
Em outubro de 2015, ele e o filho Eduardo participaram animadamente das comemorações da Oktoberfest em Blumenau (SC). Acompanhado do anfitrião, o deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC), pedalou na Centopeia do Chope, o brinquedo que abre o desfile do tradicional grupo Planetapéia, percurso em que distribuiu acenos e sorrisos aos foliões.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 06 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Estavam vestidos a caráter, com a veste masculina alemã lederhosen, azul, com gravata amarela e chapéu vermelho. Após a festa, pai e filho retornaram para Balneário Camboriú (SC), onde estavam hospedados no Hotel Villa Mar. Eles haviam ido à cidade litorânea a convite de um empresário para discutir questões políticas. No encontro, Bolsonaro falou sobre o desejo de concorrer ao Planalto. As passagens não foram custeadas pela cota parlamentar. Mas as notas fiscais entregues à Câmara pelos dois deputados informam que as duas diárias custaram, ao todo, R$ 1 mil.

Mais recentemente, como mostrou a Folha de S.Paulo, Jair Bolsonaro fez uso da cota em pelo menos seis viagens onde também discursou como pré-candidato. Suas idas a cidades como Recife, Boa Vista, Belo Horizonte, João Pessoa, Curitiba e São Paulo custaram R$ 22 mil, ressarcidos pela Câmara. A assessoria do deputado nega que ele esteja em pré-campanha e atribui os deslocamentos a compromissos relacionados à segurança pública.

A gana de estar em permanente contato com os eleitores fez de Bolsonaro o deputado que mais gastou com correio nas três últimas legislaturas. De fevereiro de 2007 a junho de 2017 suas despesas postais custaram à Câmara exatamente R$ 870.163,98. Eduardo Bolsonaro, o filho eleito por São Paulo que o acompanha em suas viagens de pré-candidato a presidente, é na legislatura atual o deputado que mais gasta em passagens aéreas. Para arcar com seus deslocamentos aéreos, desde fevereiro de 2015 a Câmara gastou R$ 428.941,44.

A bomba que fez o político


Dono atualmente de um discurso de ordem e disciplina militar e de críticas ferrenhas a movimentos sociais, o então capitão Jair Bolsonaro apareceu pela primeira vez no noticiário em 1987, nas páginas da revista Veja, após ser acusado de elaborar um plano para explodir bombas em quartéis como forma de protesto por baixos salários. Quando a reportagem foi publicada, Bolsonaro negou tudo ao então ministro do Exército, Leônidas Pires, a quem acusara de frouxidão e de tratar os militares como “vagabundos”.

A revista publicou então, na semana seguinte, o que classificou como provas do crime: um croqui desenhado pelo próprio Bolsonaro de como poderia bombardear a adutora de Guandu, no Rio, e um segundo desenho que mostrava a localização de outro capitão que apoiava os atos dele. Acusado por cinco irregularidades, o capitão Bolsonaro teve de responder a um Conselho de Justificação, formado por três coronéis. Ele foi condenado sob a acusação de ter mentido durante o processo.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 07 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

A avaliação do conselho era de que ele tinha “excessiva ambição em realizar-se financeira e economicamente, revelando com isso conduta contrária à ética militar”. A decisão foi enviada ao Superior Tribunal Militar (STM) que, por oito votos a quatro, absolveu o réu. Como duas perícias confirmaram a autoria dos croquis e duas resultaram inconclusivas, acabou beneficiado pela dúvida.

Em 1988, passou para a reserva ao conquistar uma cadeira de vereador no Rio. Dois anos depois desembarcava na Câmara dos Deputados como um sindicalista de caserna. Todos os seus primeiros discursos eram voltados aos militares. Em geral, seus projetos tratam da remuneração e de outros benefícios para as Forças Armadas, da liberalização das regras para uso de armas e do endurecimento de penas para crimes, a menos quando são cometidos por agentes de segurança ou para defender o patrimônio privado.

Exército de militantes virtuais

Bolsonaro é um fenômeno digital. Dos atuais presidenciáveis é, desde o início de junho, quem mais faz sucesso no Facebook. Com 4,3 milhões de seguidores, desbancou da primeira colocação o senador Aécio Neves, que caiu em desgraça após a delação da JBS. As plataformas digitais de redes sociais estão abarrotadas de páginas e perfis de apoio à candidatura de Bolsonaro ao Planalto.

As postagens são diárias. Muitas delas têm alvo certo: o Partido dos Trabalhadores (PT). As Forças Armadas também são tema recorrente, mas, nesse caso, de exaltação. Quase todos os dias a equipe posta um vídeo diferente. Em muitas ocasiões, o próprio deputado interage com os fãs. No Twitter, ele acumula mais de 450 mil seguidores.

Aos opositores, ele responde da forma usual: sem filtros. No Instagram, mais de 446 mil usuários o seguem. Também lá, as postagens são diárias, muitas delas replicadas de outras redes. Publicar críticas a Bolsonaro na internet é sinônimo de comprar confusão. As respostas de seus admiradores costumam ser tão rápidas quanto virulentas e massivas. O deputado tem em torno de si uma rede de apoiadores engajados.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 08 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Com o claro propósito de impulsionar a candidatura de Bolsonaro ao Palácio do Planalto, esse exército voluntário tem alavancado a imagem do parlamentar com organização de ações digitais, potencializando cada polêmica em que ele se envolve e todas as opiniões que emite. Ele mesmo participa de vários grupos de WhatsApp, conversa, interfere e faz pedidos aos integrantes.

Conexões cristã e política

Com 19 anos, Raul Holderf articula uma das maiores redes de apoio a Bolsonaro. Estudante de Letras da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), ele é adventista e se considera um jovem conservador e de direita. A militância começou pelo perfil no Twitter @conexãocristão, em meados de 2015, e se intensificou com a criação do @conexãopolítica no fim de 2016. Hoje, coordena uma equipe de 12 pessoas.“Não é sempre que falamos do Bolsonaro, entramos em ações pontuais como a defesa no caso com a Maria do Rosário”, explica.

Raul conheceu o deputado pessoalmente quando teve de realizar um trabalho escolar sobre políticos do Sudeste. Escolheu Bolsonaro e passou a admirá-lo: “Acho válido chamá-lo de mito pela forma como ele vem atuando: espontânea, sincera, firme, em defesa da família”. Raul admite que Bolsonaro não é incontestável. “Ninguém é perfeito, nenhum político é”, diz. Um dos problemas que ele aponta é a retórica furiosa do deputado, a mesma que alavancou sua imagem. “Às vezes, a forma como ele se expressa pode queimá-lo. Ele não é homofóbico e faz parecer que é, mas já vem mudando”, espera.

O ativista diz que, se alguém não concorda com o fato de outra pessoa ser gay, isso não é motivo para perseguir. “Não se pode gerar um discurso de ódio”, argumenta.

Pirâmide

Mais focado no Facebook e no WhatsApp, o coordenador de importações Thiago Turetti, 34 anos, comanda uma força-tarefa pró-Bolsonaro. “É o movimento ‘Jair Bolsonaro presidente’. Ao todo, somos 72 líderes. Cada um liderando outros grupos”, explica. Um grupo de WhatsApp reúne os 72 cabeças do movimento. Há outros para cada estado e para conversas com jovens. “É como uma pirâmide”, define.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 09 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Turetti trabalha quase em tempo integral na militância de Bolsonaro. No Facebook, ele criou em 2013 a página “Jair Bolsonaro presidente 2018”, além de outras dez, incluindo algumas com perfil de humor, como “Bolsonaro zueiro”, e outras como “Liga direitista”. Enquanto o WhastApp tem foco maior nas apoiadores mais engajados, em elaboração e disseminação de estratégias, o Facebook serve para ampliar a mensagem e persuadir novos eleitores.

Boa parte do conteúdo passa por Turetti. “Quase 80% do que postamos eu escrevo. Mas tem o pessoal que faz o design. Além disso, tenho de estar sempre de olho se não tem alguém da esquerda infiltrado”, comenta. O grupo da liderança define a pauta semanalmente. “A gente escolhe: atacar o Lula. A partir daí, pensamos a estratégia para levantar o assunto.” Ele diz que já foi marxista, mas só se tornou militante na direita.

Os dois bolsonaristas contam que já tiveram seus perfis bloqueados depois de denúncias. Faz parte do trabalho recuperar as contas e seguir mobilizando gente. “A gente já recebeu até ameaça de morte. Tem muito pastor que não gosta quando a gente bate na tecla da mercantilização do evangelho. A nossa mente é bem ampliada”, diz Raul. “Até 2018 a gente vai estar turbinado”, promete Turetti.

Cyborgs

Jair Bolsonaro tem uma militância orgânica, que trabalha voluntariamente e sem remuneração. Mas há indícios de que sua força na internet vai além dos seus militantes, que os adversários chamam de “bolsominions”. É provável que esteja relacionada também com o uso de cyborgs – “algo que é meio robô, meio humano”, explica o coordenador do Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura (Labic), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Fábio Malini.

O professor avalia que muitos dos perfis que apoiam Bolsonaro se enquadram nesse padrão. “É possível criar orientações computadorizadas para replicar conteúdo de determinada lista de usuários”, exemplifica. Difícil é identificar os cyborgs. “Todo militante político, de todos os lados, tem comportamento robótico, é monotemático “, afirma o professor. Ainda assim, existem padrões que indicam quando essas ferramentas são usadas. Quando, por exemplo, um grupo gera um círculo e se retuíta e se menciona mutuamente. Ou quando algumas publicações são feitas em volume elevado e em alta velocidade.

Malini fez um levantamento, a pedido da reportagem, dos tuítes que mencionaram Bolsonaro por uma semana — entre 26 de maio e 2 de junho. No total, foram registrados 75 mil tuítes, que correspondem a 10% de tudo o que foi dito sobre o presidente. “Num momento em que Temer está no olho do furacão, é bastante”, destaca Malini.

Ele acrescenta que “o campo conservador está bombando na internet” e esse movimento pode impactar de fato a sociedade. Para o pesquisador, uma questão em aberto é se a atuação nas redes poderá levar partidos nanicos ao poder. Ele lembra que a política é “altamente influenciada pela carga emocional das pessoas” e alerta que não existem algoritmos capazes de barrar as chamadas fake news, o que leva alguns a imaginarem Bolsonaro como uma espécie de Trump brasileiro.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 10 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Pouco dinheiro, muitos votos

Até o momento, ele tem conseguido aglutinar eleitorado em torno de si e de quem apoia. As campanhas eleitorais dele são baratas, sem gastos elevados de recursos. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Bolsonaro declarou ter gastado R$ 405 mil para se reeleger em 2014. Isso significa, pela quantidade de votos que alcançou, que cada um deles saiu a R$ 0,87.

A sistematização dos dados é do professor do Programa de Pós-Graduação do Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cefor) da Câmara dos Deputados, João Marciano. “Foi uma campanha baratíssima. São dados que, entre outros elementos, nos permitem avaliar o tamanho do capital político do candidato. O voto muito barato significa que ele não precisou investir tanto, se esforçar tanto.

É claro que existe uma lógica perversa por trás disso, mas os dados nos dão um parâmetro de análise”, avalia Marciano, que desenvolve pesquisas sobre financiamento de campanha. Como comparação, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB), também eleito pelo Rio de Janeiro, teve a maior arrecadação entre os candidatos ao cargo de deputado federal. Para a campanha, ele angariou R$ 6 milhões. Com metade dos votos de Bolsonaro, cada voto recebido por Cunha custou, então, R$ 29,36. Ou seja, 33 vezes mais que o de Bolsonaro.

A marca do sobrenome também elegeu para o primeiro mandato o filho Eduardo, por São Paulo. Cada voto de Eduardo saiu ainda mais barato do que o do pai: R$ 0,64. Em maio, Bolsonaro foi cobrado por seus seguidores a dar explicações assim que seu nome apareceu na lista de beneficários de doações do grupo JBS, entregue pelos delatores à Procuradoria-Geral da República.

O portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indica que ele recebeu o valor de R$ 200 mil da JBS para sua campanha em 2014. Ele informou que devolveu o valor ao partido, o PP, como de fato consta nos dados da Justiça Eleitoral. No entanto, logo em seguida, o então candidato à reeleição recebeu exatamente o mesmo valor, dessa vez da conta do próprio PP no fundo partidário. A transação é vista por adversários como uma forma de maquiar a doação da JBS e se desvincular do grupo.

Também neste ano, em março, foi reaberta a investigação da chamada “Lista de Furnas”, que investiga como dinheiro de caixa dois teria abastecido 156 campanhas em 2000. Jair Bolsonaro aparece como destinatário de R$ 50 mil. Ele, assim como outros citados, boa parte do PSDB, alega que o documento foi forjado por petistas.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 11 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Tudo em família...

A família Bolsonaro tem mais representantes no Legislativo brasileiro do que ao menos cinco partidos registrados: PCO, PSTU, Novo, PCB e PPL. São dois deputados federais, um deputado estadual e um vereador. Assim como o pai, Eduardo Bolsonaro, 33 anos, ocupa uma cadeira na Câmara, mas por São Paulo. Flávio Bolsonaro, 36, exerce mandato na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e Carlos Bolsonaro, 34, é vereador no Rio.
A família também faz sucesso na internet, com fotos e mensagens que procuram mostrar completa comunhão de ideias e propósitos. Carlos chegou à Câmara Municipal para substituir a mãe, Rogéria Nantes, que também trilhou carreira política enquanto o ex-marido queria. Em entrevistas, Bolsonaro atribuiu o fim do casamento à indisciplina de Rogéria. “Ela era uma dona de casa. Acertamos um compromisso. Nas questões polêmicas, ela deveria ligar para mim para decidir o voto dela. Mas começou a frequentar o plenário e passou a ser influenciada pelos outros vereadores. Eu a elegi. Ela tinha que seguir minhas ideias.”

Rogéria foi vereadora da capital fluminense, eleita em 1992 e 1996, basicamente pela força do sobrenome que acrescentou com o casamento. Sem mandato, trabalhou como assessora na Secretaria da Casa Civil do Rio até agosto de 2016. Mesmo com o término da relação, conserva o apoio político ao pai de seus três filhos. Caçula do casal, Carlos Bolsonaro foi eleito o vereador mais jovem do país, aos 17 anos, em 2000.

Como o pai e os irmãos, já defendia a pena de morte, a tortura para traficantes e chamava os sem-terra de vagabundos. Em 2016, foi o mais votado do Rio ao conquistar o seu quinto mandato. Empresário e advogado, Flávio Bolsonaro entrou para a política em 2003, como deputado estadual, também o mais jovem daquela legislatura. Está em seu quarto mandato. No ano passado, disputou a prefeitura do Rio. Com 424.307 votos (14% dos válidos), ficou na quarta colocação, à frente dos deputados federais Índio da Costa (PSD) e Jandira Feghali (PCdoB).

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 12 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Eduardo Bolsonaro é novato na política. Policial federal, iniciou em 2015 o primeiro mandato. Saiu por São Paulo porque lá trabalhava na época. Seu gabinete é vizinho ao do pai, no anexo 3 da Câmara, conhecido por abrigar os deputados sem prestígio na Casa para se instalar no anexo 4, onde as salas são melhores. De seu segundo casamento com Ana Cristina Valle, Bolsonaro tem outro filho, Renan, hoje com 19 anos.

Em 1999, quando se divorciava de Rogéria, o deputado foi acusado de nepotismo ao empregar a companheira, o pai e uma irmã dela na Câmara. O sogro e a cunhada moravam em Juiz de Fora (MG), fora de Brasília e do estado de origem do parlamentar, o que contrariava as regras da Casa. Já Ana Cristina trabalhava no gabinete do líder do partido de Bolsonaro na época, o PPB. “Estou me divorciando da minha primeira mulher. A Ana Cristina é minha companheira. Não somos casados. Portanto, não são meus parentes”, justificou na ocasião.

No início de dezembro o jornal O Globo mostrou que uma irmã de Ana Cristina e tia de Renan Bolsonaro, Andrea, está lotada no gabinete do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC-RJ), filho mais velho do presidenciável.

Em 2013, o deputado se casou com a atual esposa, a evangélica Michelle Bolsonaro. A cerimônia foi celebrada no Rio pelo polêmico pastor Silas Malafaia. Os dois já eram pais de Laura, a única filha do deputado, hoje com seis anos. “Tenho cinco filhos. Foram quatro homens. A quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher”, disse o deputado em abril.

Troca-troca

O PSC, ao qual se filiou em 2016 e do qual está de saída, é a sétima sigla a abrigar Jair Bolsonaro. Antes, ele passou por PDC, PPR, PPB, PTB, PFL (hoje DEM) e PP. Apesar da trajetória marcada pela inconstância partidária, sua força eleitoral faz dele sonho de consumo de várias agremiações. Desta vez, tem demonstrado maior cautela para definir o futuro partido. Conversou com dirigentes e parlamentares de várias legendas. Entre elas, PR, PRB, Solidariedade e DEM. A expectativa é de que se filie ao PEN, rebatizado agora de Patriotas a pedido dele.

Sob rótulo novo, o Bolsonaro de sempre seria ajudado na tarefa de reciclar a imagem. Hoje, seus memes e vídeos banhados em cultura pop lhe dão um ar de “não político”, ou político não convencional, embora a velha política profissional seja o seu território há três décadas. No MB, quem desde sempre foi porta-voz de ideias antidemocráticas, como a defesa da ditadura e da tortura, endossaria o programa de um partido que “define a democracia como único meio livre e digno de atuação política e interação social”.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 13 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Os desafios para chegar ao Planalto

O professor do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec) Márcio Coimbra acredita que Bolsonaro possa alcançar até 20 milhões de votos em uma eventual disputa presidencial. Para ter sucesso em uma eleição majoritária, no entanto, vai precisar de um partido de médio porte. Coimbra, que é consultor político internacional e já trabalhou no Partido Republicano dos Estados Unidos, acredita que Bolsonaro é um candidato facilmente derrotável no segundo turno – poucos se arriscariam a ficar do lado dele, tamanho o seu radicalismo.

Pré-candidato declarado, ele tem circulado o país para se fazer mais conhecido, apesar das três décadas de vida pública. Embora tenha construído sua imagem com base em polêmicas, estilo agressivo e postura de ataque, o deputado tenta suavizar o radicalismo pelo qual é conhecido e também tem sido orientado a baixar o tom nos discursos que faz na tribuna e em comissões da Casa.

O plano é recuperar imagens de falas menos coléricas e até mesmo cenas em que ele segure a bandeira arco-íris, símbolo do movimento LGBT, ao qual Bolsonaro endereça ataques recorrentes. Outra estratégia é valorizar comentários dele contra a corrupção. Na linha dessa pauta, em destaque na sociedade, o deputado e sua equipe pretendem se servir da rejeição à política tradicional e vender a ideia de que o PT e o PSDB, clássicos adversários da política nacional PT e PSDB, não têm diferenças reais. Para tentar domesticar o seu comportamento, o PSC chegou a pagar um curso de media training para Bolsonaro com a consultora de imagem Olga Curado. A mesma que cuidou da imagem eleitoral dos ex-presidentes Lula e Dilma, e de personalidades como o apresentador de TV Gugu Liberato.

O deputado aprendeu várias técnicas para conceder entrevistas, fazer discursos mais compreensíveis e amenizar seu estilo excessivamente agressivo.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 14 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Eleitorado surpreendente

Na pesquisa Datafolha divulgada em 26 de junho, Jair Bolsonaro aparecia na segunda posição em todos os cenários mensurados. O levantamento chega a indicar a liderança do congressista entre os que completaram o ensino superior e os que informam renda familiar maior que cinco salários mínimos.

Seu eleitor médio tem entre 16 e 24 anos, é homem, escolarizado e de renda elevada. O deputado, que atinge 16% das intenções de voto no cenário em que concorre com Lula (PT), Marina Silva (Rede) e Aécio Neves (PSDB), chega a 21% entre os que concluíram faculdade, vai a 27% entre os que têm renda familiar mensal de R$ 4,7 mil a R$ 9,4 mil e atinge 28% entre quem ganha mais que isso.

Sua popularidade decresce conforme a idade do eleitor aumenta. Entre as mulheres, ele tem metade das intenções de votos alcançada entre os homens, uma discrepância de gênero que não se repete com os outros pesquisados. O diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino, considera surpreendente o resultado bem como o perfil do potencial eleitorado de Bolsonaro. “A formação dessa base eleitoral, não que ele tenha votos apenas nesse segmento, mas é geralmente uma base de esquerda, mais ligada a ideias progressistas. De fato, quando olhamos o eleitorado de Lula, ele também se destaca entre os mais jovens e mais escolarizados, só que os mais pobres e periféricos”, compara.

O radical que divide a direita

Professor de gestão de políticas públicas na Universidade de São Paulo (USP), Pablo Ortellado tem se dedicado ao estudo da polarização política no Brasil e do uso da imprensa e do noticiário nesse processo. “Jair Bolsonaro é um personagem muito extremo e representa de maneira muito forte uma parcela do conservadorismo moral, punitivista, contrário aos direitos humanos. Essa é uma fatia que ele expressa muito bem e está sabendo explorar”, considera.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 15 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Mas, para ampliar o público com quem dialoga, Bolsonaro terá de mudar. “Terá de deixar de ser quem é, e aí ele perde apoio desse eleitorado já conquistado”, avalia. Para o professor, esse é o grande desafio do deputado para se tornar um candidato viável. Embora seja tido como arauto da direita brasileira, Bolsonaro está longe de ser consenso nesse campo. “Ele é muito desqualificado. Não tem domínio de política pública, não é qualificado para se tornar presidente. Não consigo ver o establishment aceitando uma pessoa como ele”, afirma Ortellado.

Num debate eleitoral, o pesquisador acredita que essas limitações serão evidenciadas. “Ele só tem uma retórica em que explora ao máximo, no limite, a insatisfação das pessoas. “Definitivamente, ele não é dominante no campo antipetista. Mas quando a esquerda o coloca como vilão, ele ganha espaço. Num cenário polarizado, as pessoas olham e acreditam que, se ele é uma pedra no sapato da esquerda, logo, deve ser bom”, observa o professor. Ainda assim, Pablo Ortellado entende que Bolsonaro está à parte do jogo democrático, por suas posições autoritárias, enquanto a direita permanece na disputa inerente à democracia.

Isso explica, no entendimento dele, porque o deputado está longe de ser unanimidade na direita. Márcio Coimbra, que já trabalhou em partidos de direita dos Estados Unidos, da Itália e da França, enfatiza que esse campo também tem vertentes diferentes. “Bolsonaro tem uma veia conservadora nos temas sociais. E a agenda econômica? Nosso regime militar foi altamente estatizante.

O governo de Geisel gerou a década perdida de 1980, como o de Dilma. Ele defende um regime que na área econômica é estatista. Não fica claro quem ele é, o que defende”, adverte o analista político. Ou seja, na prática, Bolsonaro não abraça a direita liberal, bate de frente com ela na área econômica.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 16 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Outsider, com teto

Esse público que se identifica com Bolsonaro encontrou nele um outsider. “O eleitorado quer alguém descolado do sistema político tradicional. Por isso, Bolsonaro cresce. Mas tem um teto”, afirma Márcio Coimbra, do Ibmec. Apesar de extensa carreira pública, com traços bastante tradicionais da política brasileira, como a colocação de parentes no sistema, o deputado tenta se apresentar como uma novidade justamente por sua baixa circulação no alto clero da política. “É uma pessoa que não faz parte do establishment, nunca teve cargos em estatais, nunca ocupou ministérios, nunca teve posição de destaque”, diz Coimbra.

O Datafolha acompanha o comportamento político do brasileiro desde 1989. “O ano de 2013 foi um divisor na percepção da população, que desacredita cada vez mais da política. Temos dois terços da população sem qualquer preferência partidária. É a taxa mais alta desde 1989”, analisa Mauro Paulino. “Com esse desalento, o eleitor procura soluções fáceis para problemas complexos. Aí que Bolsonaro cresce. Mesmo um eleitorado mais escolarizado, com mais acesso a informação, se volta para esse perfil”, avalia.

Nesse cenário, não é improvável que ele continue crescendo. Mas Paulino também acredita em um teto. “Não vai ser só com bravatas que ele vai se manter. Quando começa a campanha de rádio e TV os eleitores acordam que as eleições estão de fato sendo disputadas. A marca precisa ser consistente para resolver os problemas mais graves”, completa o diretor do Datafolha.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 17 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Incitação ao estupro

Além de provocar repulsa e rejeição entre mulheres, o episódio com a deputada Maria do Rosário (PT-RS) poderá se tornar uma barreira mais sólida para Jair Bolsonaro. O deputado está preocupado com ação penal da qual é réu por incitação ao estupro no Supremo. Em março, por unanimidade, o colegiado negou recurso protocolado pela defesa do parlamentar, que alegou falhas na decisão que o tornou réu. Em junho do ano passado, o STF aceitou uma queixa-crime apresentada por Maria do Rosário. Se for condenado, poderá ter o mandato cassado e ficar inelegível.
Em 9 de dezembro de 2014, em discurso no plenário da Câmara, Bolsonaro disse que só não estupraria Maria do Rosário porque ela não merecia. No dia seguinte, o parlamentar repetiu a declaração em entrevista ao jornal Zero Hora. Ao julgar o caso, a Primeira Turma do Supremo entendeu que a manifestação de Bolsonaro teve potencial de incitar homens à prática de crimes contra as mulheres. O emprego do termo “merece” pelo deputado confere ao crime de estupro “um prêmio, favor ou uma benesse”, que dependem da vontade do homem, entenderam os ministros.

Não foi a primeira vez. Ele usou as mesmas ofensas durante uma discussão com a deputada em 2003. O bate-boca, que ocorreu no Congresso, durante uma entrevista que Bolsonaro dava a um canal de televisão, começou com uma discussão sobre maioridade penal, até que ele rebateu a colega, alegando que não a estupraria porque ela não merecia. Na ocasião, ele também a empurrou. Após ser ofendida novamente, em 2014, Maria do Rosário afirmou que, caso a Câmara tivesse tomado uma atitude à época, ela não teria de ouvir, 11 anos depois, o mesmo ataque.

Separados no impeachment

Aliados na votação do impeachment de Dilma, o Movimento Brasil Livre (MBL) e Bolsonaro se estranharam publicamente nos últimos meses. Procurado para comentar o assunto, Kim Kataguiri, um dos líderes do MBL, não quis se manifestar. Outra liderança do MBL, o vereador paulistano Fernando Holiday (DEM), disse a esta revista que Bolsonaro cumpriu seu papel: o de trazer à tona o pensamento mais à direita e firmar contraponto à esquerda no Parlamento.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 18 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Holiday acredita, no entanto, que falta clareza ao parlamentar quanto aos seus planos para o Brasil. “Não se sabe o perfil do seu possível ministério, os projetos para o governo. A gente sabe o que ele pensa no campo da segurança pública, da moral. Nisso, não temos discordância. Mas tenho muitas dúvidas quanto à capacidade dele em gerir a máquina pública”, diz.

O vereador também fez críticas à homenagem prestada por Bolsonaro ao coronel Brilhante Ustra, primeiro militar reconhecido pela Justiça brasileira como torturador, durante a votação do impeachment de Dilma. Nas redes sociais, seguidores de Bolsonaro atribuem as críticas do MBL a um suposto compromisso com o PSDB, na figura do prefeito paulistano João Doria, que bolsonaristas não cansam de atacar.

Polêmica também entre os militares

Jair Bolsonaro tem público cativo nas Forças Armadas e nas três polícias (Civil, Federal e, sobretudo, Militar). Apoiadores do deputado estavam entre os líderes da rebelião que, em fevereiro de 2017, paralisou a PM do Espírito Santo. Páginas nas redes sociais, comentários e recepções acaloradas em eventos públicos deixam claro que parcela considerável do oficialato também se sente representada na figura do capitão da reserva. Mas ele está longe de ser unanimidade entre militares e profissionais da segurança pública. Nem mesmo sua promessa de entregar metade do ministério a oficiais das Forças Armadas pôs fim às restrições que boa parte da cúpula militar faz a ele.

Em nome do combate à criminalidade, Bolsonaro fala em pena de morte, redução da maioridade penal, armamento da população e ofensiva contra os direitos humanos, o contrário do que sugere o grupo Policiais Antifascismo, que se articula nacionalmente para apresentar um novo modelo de segurança para o Brasil. O delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro Orlando Zaccone, um dos integrantes, diz que o grupo defende a desmilitarização da segurança. Segundo ele, o discurso de Bolsonaro é perigoso, por se apoiar em clichês que muitos veem como solução e “que têm sido a porta de entrada do fascismo”.

Mas é considerado “tosco” pela maioria dos membros das Forças Armadas e pelos especialistas em segurança. Zaccone afirma ser um risco acreditar que ações repressivas vão ficar restritas aos criminosos. “Sabemos que vai acabar repercutindo nas classes mais baixas. É o autoritarismo para os outros. A repressão com participação das forças militares, como ele prega, é uma continuidade da ditadura”, aponta.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 19 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Discurso confuso

O coronel Ibis Pereira, ex-comandante-geral da PM do Rio de Janeiro, afirma que nem os militares sabem que planos Bolsonaro tem para a área da segurança pública, a mais citada por ele em seus discursos. “Não conheço bem, porque acho o discurso dele confuso. Não consegui ver ainda um projeto para a área, se ele tem a perspectiva de montar um plano efetivo de segurança”, diz.

De acordo com o Atlas da Violência 2017, divulgado no dia 5 de junho pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, uma pessoa morre a cada nove minutos no Brasil de forma violenta. De cada 100 pessoas assassinadas, 71 são negras. Mais de 80% dessas mortes são por armas de fogo. “É um cenário muito grave, que nos coloca em estado de alerta, em um ambiente de medo. Então Bolsonaro mobiliza isso, mobiliza afetos. E afetos ruins: o medo e o ódio. São sentimentos pouco racionais”, diz o coronel Ibis, acrescentando que flexibilizar o uso de armas, com tantas mortes por armas letais, não seria nada inteligente. “Ele tem uma narrativa voltada para capitalizar em cima desses sentimentos, mas é muito pouco propositivo”, analisa.

Ele cita, como exemplo, o projeto de castração química. “Vítimas de estupro estão em sofrimento. A pessoa que está sofrendo quer ser amparada e que isso encontre repercussão na fala de alguém. Mas nossa Constituição sequer permite pena cruel, com caráter definitivo”, afirma. Para ele, o crescimento de Bolsonaro só se explica pelo cenário de crise e descrença na política. “A democracia precisa privilegiar a razão.”

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 20 - Jair Bolsonaro o mito de pés de barro
https://congressoemfoco.uol.com.br/jair-bolsonaro-o-mito-de-pes-de-barro/

Sim, mas as emoções costumam decidir campanhas eleitorais e impulsionar os acalorados e frequentemente irracionais debates nas redes digitais. E é nesse ambiente, num país ávido em encontrar saídas para uma crise profunda, que Bolsonaro deixa de ser visto como piada de mau gosto para ser encarado como candidato capaz, no mínimo, de incomodar os adversários em 2018.

Mais primitivo que Trump

“Não há, entre nós, uma rejeição à figura dele como na esquerda. Estamos em consonância quanto à ‘Escola sem Partido’, por exemplo. Sou favorável à castração química aos estupradores. Acompanho também a atuação do Eduardo Bolsonaro. Pessoas dentro do movimento o apoiam. Mas fico reticente quanto à visão histórica dele, mais simpática ao regime militar, e às posições nacionalistas na economia, como o regime defendia”, avalia o vereador Fernando Holiday.

A “Escola sem Partido” é um projeto polêmico, em discussão no Congresso, que criminaliza professores que venham a expressar visões de mundo consideradas “ideológicas”. O deputado é alvo de outros nomes associados à direita brasileira. “Bolsonaro não é de direita, o Bolsonaro é burro, é diferente. Burro não é ofensa, Bolsonaro, quer dizer que você não entende do que fala. Está muito abaixo de Trump [presidente dos EUA], que tem mais educação. É muito mais primitivo do que isso”, diz o jornalista Reinaldo Azevedo, influente formador de opinião no espectro ideológico conservador.

Em entrevista à Rádio Jovem Pan, Bolsonaro se irritou com o historiador Marco Antônio Villa, também identificado com a direita, ao ser questionado sobre assuntos ligados à economia e à política internacional. O apresentador o havia chamado de “embusteiro” na véspera. Bolsonaro tergiversou das perguntas, insistiu na defesa da ditadura militar e do combate à corrupção e caiu em contradições ao defender as privatizações — modelo oposto às estatizações promovidas pelos militares. Com mais tempo de vida política que de quartel, o capitão que antes brigava por salários tem uma lista de bens declarados à Justiça Eleitoral que dobra a cada eleição.

Em 2014, Bolsonaro informou possuir R$ 2 milhões em patrimônio. Na primeira declaração de bens, de 1990, registrou 38.121 cruzados novos, o que, pela conversão para a moeda atual, equivaleria a R$ 28 mil. A evolução patrimonial, no entanto, de acordo com analistas ouvidos pela reportagem, aparenta ser compatível com os ganhos dele como deputado federal e a valorização dos bens adquiridos no início da carreira. A relação inclui imóveis, terrenos, veículos. Além de troca de veículos, apenas em 2014 ele registrou novos imóveis. Nesse caso, duas casas na Avenida Lúcio Costa, à beira-mar no Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca.

(Reportagem publicada originalmente na edição 26 da Revista Congresso em Foco)

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

01 - A ameaça totalitária: https://istoe.com.br/a-ameaca-totalitaria/ O candidato que reverencia torturadores, chama os direitos humanos de “esterco da vagabundagem”, diz que só quem “fraqueja” gera filha mulher e que preferiria um filho morto a ser homossexual ostenta quase 20% nas pesquisas. Agora, finge ser liberal para encantar o mercado. Ele pode ser presidente. E o perigo é exatamente esse, O deputado Jair Bolsonaro empreende um enorme esforço para suavizar seu perfil. Tenta vestir pele de cordeiro, mas não adianta. É um predador. Tornou-se conhecido exatamente pela truculência, pelos raivosos ataques às minorias, pelas ofensas às mulheres, aos homossexuais e pela defesa radical da tortura e dos regimes autoritários. Salta aos olhos sua verve flagrantemente totalitária – o parlamentar reage a críticas a coices de cavalo. Demonstra não admiti-las. A virulência com que contra-ataca qualquer reparo dispensado a ele é típica de quem não suporta ser fiscalizado. Imagine no poder? Como diria o filosofo espanhol Ortega & Gasset, parece faltar a Bolsonaro aquele fundo insubornável do ser. Ou seja, o mais íntimo pensamento na hora em que o indivíduo encara o seu reflexo no espelho e tenta reconhecer a própria face. Não raro, acusa os outros do que ele mesmo faz.

Até hoje, Bolsonaro conseguiu se eleger graças aos votos de pessoas aparentemente tão preconceituosas quanto ele. As que não o são, transmitem a impressão de estarem inebriadas pelo fenômeno eleitoral – os olhos vidrados e a postura quase catatônica de seu séquito, a entoar “mito, mito, mito” a cada aparição de Bolsonaro pelas capitais do País, falam por si. Nos últimos meses, o parlamentar aproveitou a crise de segurança e a escalada da corrupção para ampliar sua faixa de simpatizantes. Mais moderado, apresenta-se como o candidato ideal à Presidência para quem perdeu a confiança na política tradicional. Com isso, já aparece em segundo lugar nas pesquisas de opinião, atrás somente do ex-presidente Lula. Porém, que ninguém se engane. Bolsonaro significa um retrocesso para o Brasil. O pré-candidato leva Messias no nome, mas definitivamente não conduz o País para um bom caminho. Depois de um impeachment e de a Lava Jato arruinar a velha política e seus métodos condenáveis, as próximas eleições podem representar um momento de inflexão para o Brasil. Pelo menos é o que se espera. Sua candidatura, no entanto, é a antítese disso.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

02 - A ameaça totalitária: https://istoe.com.br/a-ameaca-totalitaria/ Comete erro grosseiro quem não dá importância à ascensão do ex-capitão do Exército. O País pode estar diante do ovo da serpente. Embora sua candidatura seja legítima, e algumas de suas ideias passíveis de estarem em debate numa campanha, uma eventual eleição de Bolsonaro representa uma grave ameaça aos preceitos republicanos e democráticos. Do ponto de vista político, será como manter o País sob um Fla-Flu constante. E, pior, debaixo de um tacape manejado por um troglodita desprovido de freios. Ele sabe que grassa no eleitorado um sentimento de desolação e, para chegar lá, joga exatamente para essa platéia. Por isso, tornou-se um fenômeno nas redes sociais, com mais de cinco milhões de seguidores, além de admiradores fieis. Trata-se, no entanto, de um mito com pés de barros.

As declarações de Bolsonaro costumam ser contraditórias e inconsistentes, um espelho de seu repertório raso. Mostram seu total despreparo para exercer altas funções no Executivo. Seu conhecimento sobre a economia brasileira é de uma superficialidade chocante para um homem com tantos anos de vida pública. Ele próprio admite que não entende nada do riscado. E diz que, se chegar à Presidência, bastará nomear um ministro da Fazenda que seja do ramo para ficar tudo certo. Quem conhece seu estilo centralizador, sabe que não é bem assim. Os próprios aliados reconhecem que delegar não é seu forte.

Em encontro com representantes do mercado financeiro, Bolsonaro deu demonstrações de sua ignorância a respeito de temas econômicos. Ao ser questionado sobre o que pretende fazer para reduzir a dívida pública, disse que chamaria todos os credores para conversar. Perpetrou um absurdo. Como se sabe, qualquer pessoa ou empresa pode comprar títulos da dívida pública. E o número de detentores de tais títulos é imenso. O deputado confundiu dívida pública com dívida externa, essa sim com número de credores palpável. Dias antes, em entrevista a Mariana Godoy, da RedeTV!, disse que os militares guindaram a economia brasileira à 8ª maior do mundo. “Dos cinco presidentes militares, nenhum era formado em economia, e ainda assim, elevaram o Brasil da 49ª para a 8ª economia mundial”. Convenientemente ou não, esqueceu-se que, na ditadura, a dívida externa explodiu e houve hiperinflação.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

03 - A ameaça totalitária: https://istoe.com.br/a-ameaca-totalitaria/ Diante das derrapadas em profusão na seara econômica, Bolsonaro recorreu à consultoria dos irmãos Abraham Weintraub e Arthur Weintraub. O primeiro foi diretor da corretora do Banco Votorantim e o segundo é advogado e doutor em direito previdenciário. Com o auxílio, Bolsonaro divulgou uma espécie de nova versão da lulista Carta aos Brasileiros. Nela, defendeu a independência do Banco Central, que sairia da Fazenda. “Com sua independência, tendo mandatos atrelados a metas/métricas claras e bem definidas pelo Legislativo, profissionais terão autonomia para garantir à sociedade que nunca mais presidentes populistas ou demagogos colocarão a estabilidade do país em risco para perseguir um resultado político de curto prazo”, justificou. Sua ideia, no entanto, não encontra respaldo entre economistas de mais estofo. Nem os de esquerda, nem os liberais.

As patetices de Bolsonaro chamaram a atenção de importantes veículos de comunicação internacionais. Na semana passada, edições dos conceituados “Financial Times” e “The Economist”, da Inglaterra, trouxeram pesadas críticas ao deputado. O FT comparou o deputado aos presidentes dos EUA, Donald Trump, e das Filipinas, Rodrigo Duterte: “Um demagogo de direita com pontos de vista radicais”. Para “The Economist”, Bolsonaro não é um “Messias”, como seu sobrenome do meio, mas sim um “menino muito travesso”. A revista descreve o deputado como ele é: um nacionalista religioso, anti-homossexual, favorável às armas e que faz apologia a ditadores que torturaram e mataram brasileiros entre 1964 e 1985. “Bolsonaro quer ser o Trump brasileiro”, constata “The Economist”.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

04 - A ameaça totalitária: https://istoe.com.br/a-ameaca-totalitaria/ Ainda não se sabe exatamente qual foi a reação de Jair Bolsonaro às críticas que recebeu do exterior. Mas uma coisa é certa: deve ter perdido totalmente a compostura. Foi assim que revidou o artigo da colunista Miriam Leitão, que questionou seu total despreparo para lidar com a economia. “Miriam Leitão, a marxista de ontem, continua a mesma. Seu lugar é no chiqueiro da história”, atacou o ex-capitão, com a cólera que lhe é peculiar. Em nenhum momento, porém, Bolsonaro entrou no mérito da questão. Não respondeu ao que interessa: sua flagrante limitação acerca de temas importantes para o País.

Que o pavio do deputado é curto não constitui novidade. Mas é visível seu esforço para se tornar mais palatável para o mercado financeiro e a elite empresarial. Em viagem aos Estados Unidos, Bolsonaro fez juras de amor ao credo liberal e afirmou que vê com bons olhos a redução do peso do Estado na economia. Possivelmente, ludibriou quem não conhece sua atividade parlamentar. Os fatos, porém, desmentem sua profissão de fé privatista. Entre o segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso e os oito anos de Lula no poder, Bolsonaro votou sistematicamente em sintonia com as propostas do PT, incluindo projetos intervencionistas e outros que concederam incentivos fiscais ao setor privado, de acordo com as prioridades estatais. Ele só passou a se opor à cartilha petista quando Dilma Rousseff se tornou presidente. Na realidade, nem um anti-Lula legítimo Bolsonaro é. Em entrevista concedida em 2003, ele admitiu ter votado no petista no segundo turno de 2002 – em discurso, o chamou até de “companheiro” e referiu-se a ele como “nosso querido Lula”.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

05 - A ameaça totalitária: https://istoe.com.br/a-ameaca-totalitaria/ As próprias propostas de autoria de Bolsonaro mostram que ele passa longe de uma postura antiestatizante. Os poucos projetos do deputado indicam pensamento que passa longe dos cânones liberais como a isenção tributária para taxistas e mudanças nos contratos habitacionais. Ou seja, fica claro o abismo entre seus votos e o que prega.

No Parlamento, Bolsonaro integra as bancadas da bala e evangélica, mas no tapete verde da Câmara não compõe exatamente um time: aparenta ser aquele jogador desagregador, sem espírito de grupo. Não por acaso, neste longo período como parlamentar, ele não conseguiu construir relações sólidas com nenhum partido. Já passou por PDC, PP, PPR, PPB, PTB, PFL e o atual PSC. Há chance, porém, de disputar a Presidência por outra legenda, o PEN, que tende a mudar seu nome para Patriotas. Mais um ponto negativo de sua candidatura: sem uma base sólida no Congresso, será muito difícil governar o País.

Ultraconservador, Bolsonaro ataca até mesmo a defesa dos direitos humanos, uma garantia constitucional que remonta à Revolução Francesa. “Precisamos dar um cavalo de pau na política de direitos humanos”, afirmou no início do ano. Recentemente, o filho e vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) publicou nas redes sociais uma foto do pai segurando uma camisa com os seguintes dizeres: “Direitos Humanos, esterco da vagabundagem”. Em 2011, Bolsonaro admitiu, sem corar a face: “Sou preconceituoso com muito orgulho”. E é mesmo. As declarações do deputado incluem ataques a minorias, especialmente homossexuais. Ele coleciona frases polêmicas contra a comunidade LGBT. Eis algumas delas: “Se eu vir dois homens se beijando na rua, vou bater”; “O filho começa a ficar assim meio gayzinho, leva um coro, e já muda o comportamento”; “Seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí”.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

06 - A ameaça totalitária: https://istoe.com.br/a-ameaca-totalitaria/ O incorrigível deputado também é autor de declarações eivadas de racismo e de claro desrespeito à mulher. Atacou a deputada Maria do Rosário (PT-RS), em 2014, ao afirmar que ela “não merecia ser estuprada porque ela é muito ruim, porque é muito feia”. E completou: “Não faz meu gênero. Jamais a estupraria”. Foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça. Em palestra no Rio, Bolsonaro fez um comentário machista sobre a própria filha: “Tenho 5 filhos. Foram 4 homens, a quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher”.

Para completar, Bolsonaro não esconde sua admiração pela ditadura que assolou o País por mais de duas décadas. Afirma que “o erro da ditadura foi torturar e não matar”. Em maio de 1999, escancarou sua veia autoritária: num programa de TV, ao defender o fechamento do Congresso, ele afirmou: “deviam ter fuzilado corruptos, a começar pelo presidente Fernando Henrique”.

Quem ninguém perca de vista: as consequências da eleição de um político radical e agressivo podem ser funestas à nação. O Brasil começa a se erguer de um longo período de recessão. E tenta reencontrar o caminho do crescimento e, por que não, da pacificação. A saída, portanto, não é o extremismo. Ao contrário. O País precisa de união. Bolsonaro sem máscaras, aquele que (quase) todos conhecem, passa longe disso.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

07 - A ameaça totalitária: https://istoe.com.br/a-ameaca-totalitaria/

ZERO EM ECONOMIA:

As inconsistências no discurso econômico de Bolsonaro

Economia na ditadura militar: Em entrevista à jornalista Mariana Godoy, da RedeTV!, Bolsonaro disse que os militares elevaram a economia brasileira à oitava maior do mundo. “Dos cinco presidentes militares, nenhum era formado em economia, e ainda assim, eles elevaram o Brasil da 49ª para a 8ª economia mundial”. Foi imediatamente corrigido por Mariana, que lhe lembrou que, durante a ditadura, a dívida externa explodiu e também houve hiperinflação.

Dívida externa x dívida pública: Questionado sobre o que pensa da dívida pública em encontro com representantes do mercado financeiro, ele disse que chamaria todos os credores para conversar. Isso é impossível, já que qualquer pessoa ou empresa pode comprar títulos da dívida pública. O número de credores é imenso. Bolsonaro confundiu a dívida pública com a dívida externa, essa, sim, passível de negociação com os credores.

Independência do Banco Central: Assessorado por economistas pouco conhecidos, Bolsonaro defende a independência do Banco Central. “Com sua independência, tendo mandatos atrelados a metas/métricas bem definidas pelo Legislativo, profissionais terão autonomia para garantir à sociedade que nunca mais presidentes populistas ou demagogos colocarão a estabilidade do país em risco”, explicou. A ideia, porém, é rechaçada por economistas de peso. Maria da Conceição Tavares, por exemplo, afirma que “Banco Central independente é uma patetada”.

Discurso liberal contrário x atuação como parlamentar: Nos últimos meses, Bolsonaro tem adotado discurso liberal e antiestatizante. Em palestra nos EUA, defendeu a participação mínima do Estado na economia. A postura atual bate de frente com sua atuação na Câmara. No segundo mandato de FHC e nos oito anos de Lula no poder, Bolsonaro votou sistematicamente com o PT, o que inclui projetos de intervenção estatal.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

08 - A ameaça totalitária: https://istoe.com.br/a-ameaca-totalitaria/

O VERDADEIRO BOLSONARO:

Após o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defender a união civil entre pessoas do mesmo sexo, em 2002, Bolsonaro protestou na Câmara: “Se eu vir dois homens se beijando na rua, vou bater”

Em 2010, durante um debate na TV Câmara sobre as mudanças na lei que proibia os pais de darem palmadas nos filhos, o deputado disse: “O filho começa a ficar assim meio gayzinho, leva um coro, e já muda de comportamento”

MISOGINIA E DESRESPEITO À MULHER

Bolsonaro atacou a deputada Maria do Rosário (PT), em dezembro de 2014, ao afirmar que “ela não merece ser estuprada porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia. Não faz meu gênero. Jamais a estupraria”

Em uma palestra no Rio de Janeiro, Bolsonaro fez um comentário machista sobre a própria filha: “Eu tenho 5 filhos. Foram 4 homens, a quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher”.

No início do ano, Bolsonaro teceu um comentário racista durante uma palestra: “Fui num quilombo. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Nem pra procriador ele serve mais”. A declaração rendeu uma condenação de R$ 50 mil por danos morais.

DEFESA DA DITADURA E DO RADICALISMO

“Não houve ditadura no Brasil. As pessoas tinham liberdade para ir e vir, ir para a Disneylândia, voltar sem problemas. A ditadura era para os bandidos, os vagabundos, então a lei era difícil para eles”, disse Bolsonaro em entrevista ao Financial Times.

PRECONCEITO

Em 2011, o deputado não escondeu as ideias radicais que defende até hoje: “Sou preconceituoso, com muito orgulho”.

TOTALITARISMO

No programa Pânico, da rádio Jovem Pan, em julho de 2016, Bolsonaro foi além da defesa às torturas da ditadura militar:
“O erro da ditadura foi torturar e não matar”

Em maio de 1999, num programa de TV, ao defender o fechamento do Congresso, ele disse: “No período da ditadura, deviam ter fuzilado uns 30 mil corruptos, a começar pelo presidente Fernando Henrique”

REPÚDIO AOS DIREITOS HUMANOS

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), publicou nas redes sociais uma foto do pai segurando uma camisa com a frase: “Direitos humanos esterco da vagabundagem”.

Bruno GM disse...

Bolsonaro FAKE NEWS!! O Deputado mais Honesto do Mundo?? Jair Bolsonaro Honesto??? https://www.buzzfeed.com/alexandrearagao/google-bolsonaro-mais-honesto-do-mundo Trecho: O texto inventado havia sido publicado no ano passado pelo site Folha Brasil, cujo design imita a Folha de S.Paulo. Desde que surgiu, a notícia falsa foi desmentida várias vezes por sites especializados, como o Boatos.org e o e-farsas.
Em um vídeo que circula no WhatsApp, uma mulher pergunta a um homem em quem ele vai votar para presidente em 2018. "Vou votar no político mais honesto do mundo", ele responde. Em seguida, emenda: "É só perguntar para o Google, eu vi no YouTube, tem uma dica facinha."
Antes, o assistente de voz do buscador respondia lendo o texto falso: "De acordo com Folha do Brasil, Bolsonaro é eleito o político mais honesto do mundo."
Após o BuzzFeed News publicar uma reportagem sobre o assunto, na manhã desta terça (15), o Google disse que o erro seria corrigido.
Em nota, a empresa declarou: “O objetivo da busca é oferecer resultados úteis e relevantes aos usuários. Nós claramente não acertamos dessa vez, mas nosso trabalho para melhorar os algoritmos é contínuo.” Corrupto SIM!!!! - Bolsonaro Corrupto Provas dos Crimes que ele Cometeu - Envolvido em Corrupção. Não é Honesto!: https://www.facebook.com/saltoquanticogenetico/videos/1654742674638008/

Bruno GM disse...

Parte 01: Bolsonaro tem nome citado em lista na quebra de sigilo do tucano Aécio: https://www.correiodobrasil.com.br/bolsonaro-tem-nome-citado-lista-quebra-sigilo-tucano-aecio/ Trecho: Inquérito que investiga o senador Aecio Neves (PSDB-MG) cita Bolsonaro em propina na Lista de Furnas. Por Redação – de Brasília e Rio de Janeiro. O torpedo lançado a partir do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta sexta-feira, na direção do senador Aécio Neves (PSDB-MG), encontrará no caminho o presidenciável de ultradireita e deputado Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ). Com a retomada das investigações acerca de possível suborno nas obras da sede administrativa do governo de Minas Gerais – realizadas durante o período em que ocupou o Palácio Tiradentes – o STF quer apurar a presença do parlamentar na chamada ‘Lista de Furnas’. Bolsonaro e o presidiário Eduardo Cunha (PMDB-RJ) estão citados no documento. A ‘Lista de Furnas’, que integra o processo no qual Neves teve o sigilo quebrado, com os dados entregues ao STF, na véspera, trata-se de uma prova, assim considerada segundo laudo do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal, do esquema de propina montado junto às empresas do setor elétrico brasileiro. Vazada para o jornalista mineiro Marco Aurélio Flores Carone, a matéria foi publicada no site de notícias Novojornal; hoje reduzido a uma sombra do que era, no ano 2000.

Após a publicação da denúncia contra os políticos citados, Carone foi preso por nove meses, em Minas Gerais. Posteriormente, a Justiça o absolveu, após um calvário de sofrimento na prisão. Ao sair do presídio mineiro, Carone decidiu contar à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados quais eram as denúncias que ele pretendia fazer contra o senador Aécio Neves (PSDB). Segundo Carone, o hoje presidente nacional do PSDB e senador da República liderava o esquema de corrupção no segmento que engloba as elétricas Cemig, de Minas Gerais, e Furnas, do sistema Eletrobras. O depoimento foi suspenso no último minuto.

Bruno GM disse...

Parte 02: Bolsonaro tem nome citado em lista na quebra de sigilo do tucano Aécio: https://www.correiodobrasil.com.br/bolsonaro-tem-nome-citado-lista-quebra-sigilo-tucano-aecio/ Marcos Valério: A ‘Lista de Furnas’ revela documentos sobre as quantias pagas a políticos de PSDB, PFL (hoje DEM), PP e PTB em um esquema de desvio de verbas intermediado pelo publicitário Marcos Valério, em 2000. Trata-se do embrião do esquema que vigorou durante certo período no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e deu origem à Ação Penal 470 e culminou no julgamento conhecido como ‘Mensalão’.

O objetivo, então, era abastecer o caixa dois de campanha desses partidos nas eleições de 2002. O caso que ficou conhecido como “mensalão tucano”; em fase de prescrição. Envolve, no entanto, as mesmas personagens e operações constantes das denúncias contra o PT, em 2005.

O PSDB nega a existência do esquema, que pode ter movimentado mais de R$ 40 milhões. Também nega, até hoje, a autenticidade do documento, embora a Polícia Federal tenha comprovado, em perícia, que a lista conta com a caligrafia de Dimas Toledo. Tratava-se do então presidente da estatal de energia. Reaberto no STF, após as declarações de Odebrecht, o rito legal será ditado pela Presidência da Corte. No julgamento contra o PT, realizado entre 2012 e 2013, houve a condenação de 36 pessoas.

Virgem no bordel:

A presença de Bolsonaro em uma investigação desse porte coloca por terra o discurso moralista com que tem se apresentado aos eleitores. Segundo o jornalista Kiko Nogueira, editor do site Diário do Centro do Mundo (DCM), “Bolsonaro age como se fosse uma virgem no bordel”.

Bruno GM disse...

Parte 03: Bolsonaro tem nome citado em lista na quebra de sigilo do tucano Aécio: https://www.correiodobrasil.com.br/bolsonaro-tem-nome-citado-lista-quebra-sigilo-tucano-aecio/ “Ele era do Partido Progressista, o que mais aparecia; proporcionalmente, nas investigações da Lava Jato — mas sua campanha era irrigada com boas vibrações do Espírito Santo. Acabou migrando para o PSC, ninho de pastores evangélicos. Um deles, Everaldo, o presidente, pediu dinheiro a Cunha, segundo a PF”.

Ainda segundo Nogueira, “depois de se desentender com a liderança do PSC; JB avisou que ia sair — juntamente com o amigão Marco Feliciano, que disputa com Magno Malta o papel de vice na chapa para a presidência em 2018”.

“Vai para o Partido Ecológico Nacional (PEN), que mudará de nome para Patriota. Bolsonaro mandou os amigos abandonarem qualquer vestígio de bandeira ambiental e eles toparam. É melhor jair se acostumando”, conclui.

Bruno GM disse...

Parte 01: Google vai deixar de promover notícia falsa de que Bolsonaro é "o político mais honesto do mundo": https://www.buzzfeed.com/alexandrearagao/google-bolsonaro-mais-honesto-do-mundo Texto inventado aparecia com destaque e era lido pelo assistente de voz da empresa como se fosse verdade. Em nota, a empresa disse: “Nós claramente não acertamos dessa vez, mas nosso trabalho para melhorar os algoritmos é contínuo.” A notícia falsa de que o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) teria sido eleito "o político mais honesto do mundo" deixará de receber destaque na primeira página da busca do Google. Desta forma, o assistente de voz da empresa — que lia o texto falso quando um usuário perguntava "quem é o político mais honesto do mundo" — também deixará de promover a mentira.
Atualização: 15 de agosto, às 18h20. A notícia falsa não aparece mais com destaque nos resultados da busca.

Bruno GM disse...

Parte 02: Google vai deixar de promover notícia falsa de que Bolsonaro é "o político mais honesto do mundo": https://www.buzzfeed.com/alexandrearagao/google-bolsonaro-mais-honesto-do-mundo O texto inventado havia sido publicado no ano passado pelo site Folha Brasil, cujo design imita a Folha de S.Paulo. Desde que surgiu, a notícia falsa foi desmentida várias vezes por sites especializados, como o Boatos.org e o e-farsas.

Em um vídeo que circula no WhatsApp, uma mulher pergunta a um homem em quem ele vai votar para presidente em 2018. "Vou votar no político mais honesto do mundo", ele responde. Em seguida, emenda: "É só perguntar para o Google, eu vi no YouTube, tem uma dica facinha."

Antes, o assistente de voz do buscador respondia lendo o texto falso: "De acordo com Folha do Brasil, Bolsonaro é eleito o político mais honesto do mundo."

Após o BuzzFeed News publicar uma reportagem sobre o assunto, na manhã desta terça (15), o Google disse que o erro seria corrigido.

Em nota, a empresa declarou: “O objetivo da busca é oferecer resultados úteis e relevantes aos usuários. Nós claramente não acertamos dessa vez, mas nosso trabalho para melhorar os algoritmos é contínuo.”

Bruno GM disse...

Parte 01: A semana em que as primeiras pedras atingiram a vidraça de Jair Bolsonaro. Pré-candidato à presidência é criticado por patrimônio e diz que usava imóvel em Brasília para sexo. Não bastasse, vê seu futuro partido se deparar com debandada de filiados: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/01/12/politica/1515787762_592872.html O presidenciável e deputado federal Jair Bolsonaro ainda nem assinou sua ficha de filiação ao Partido Social Liberal (PSL) e já traz três problemas para a sua futura legenda. O primeiro é o de conter a debandada de filiados. Um grupo que representava 12 dos 27 diretórios estaduais e 200 comissões municipais, além da Secretaria de Comunicação da legenda, anunciou a sua desfiliação. O segundo, o de explicar sua evolução patrimonial (e de seus três filhos parlamentares) no período em que passaram a ocupar cargos públicos. O caso foi denunciado em 23 reportagens, compartilhadas nas redes sociais por ao menos 470.000 pessoas, conforme o Monitor do Debate Político no Meio Digital. O terceiro é o de fazer a Executiva Nacional do PSL explicar um notório contrassenso: como é possível driblar o artigo 3º de seu estatuto, que expressa que o partido se considera um “forte defensor dos direitos humanos e das liberdades civis” enquanto aceita em seus quadros uma pessoa que elogia torturadores da ditadura militar e ataca a imprensa?

Bruno GM disse...

Parte 03: A semana em que as primeiras pedras atingiram a vidraça de Jair Bolsonaro: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/01/12/politica/1515787762_592872.html
Se para o nanico PSL a saída dos Livres pode ser uma perda, para o próprio grupo, aparentemente, foi uma vitória. “Por enquanto, nosso movimento representou um upgrade. Ele saiu fortalecido. Mostrou coerência e reconhecimento de diferentes grupos políticos”, afirmou Paulo Gontijo, empresário e presidente interino do Livres. Em tempos em que as redes sociais deverão ser fundamentais para a campanha, os Livres cresceram em uma semana o equivalente a seis. Desde o rompimento com o PSL, ganharam 6.000 novos seguidores, quando, em tempos normais, atingiam no máximo 1.000 por semana.

Até o fim do mês, conforme Gontijo, os Livres devem decidir qual será o seu rumo. A tendência é que seus candidatos agora se filiem a um grupo pequeno de partidos diferentes e possam, caso eleitos, seguirem defendendo suas bandeiras no Congresso Nacional ou nas Assembleias Legislativas. Siglas como PPS, PSDB, Rede, Podemos e Novo entraram em contato com representantes dos Livres para se solidarizar e para abrir as portas aos novos filiados.

Casa para sexo
Desde que assumiu sua pré-candidatura presidencial, Bolsonaro tem se apresentado como um político honesto, que não está envolvido em escândalos (cita frequentemente o mensalão e a Lava Jato) e ferrenho defensor da

Bolsonaro Presidente Mito 2018 disse...

Parte 04: A semana em que as primeiras pedras atingiram a vidraça de Jair Bolsonaro: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/01/12/politica/1515787762_592872.html
segurança pública. Mobiliza milhares de seguidores Brasil afora. Reportagens publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo e reproduzidas por parte da imprensa brasileira colocaram em dúvida a legalidade de suas declarações patrimoniais. Ele e seus três filhos que são parlamentares (um deputado federal, um deputado estadual e um vereador) possuem 13 imóveis que somam um valor de 15 milhões de reais. Vários deles com a declaração de compra em um valor inferior ao definido por impostos municipais. Além disso, Jair Bolsonaro recebia auxílio moradia da Câmara mesmo possuindo um imóvel próprio em Brasília, o que seria, no mínimo, imoral.

A enxurrada de críticas à família Bolsonaro tirou o pré-candidato presidencial do rumo. Em entrevista à Folha publicada nesta sexta-feira, ele alegou que o imóvel de Brasília era usado para fazer sexo. “Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio moradia eu usava para comer gente...”, disse o parlamentar ao jornal. À reportagem, ele também ataca os jornais brasileiros (diz que a maioria produz notícias falsas) e nega que tenha sonegado impostos, conforme afirmou em 1999 durante outra entrevista.

O reflexo dos últimos movimentos da imprensa foi a enxurrada de críticas a Bolsonaro e, certamente, uma das piores semanas para sua pré-candidatura. O Monitor do Debate Político no Meio Digital filtrou 470.000 compartilhamentos de reportagens negativas a Bolsonaro e de apenas 33.000 positivas. Uma proporção de 14 para 1.

Heitor Monteiro disse...

Bruno Merdeiro, você é uma farsa seu picareta! Petista recalcado. Aliás, não sou só eu quem digo, aquele outro charlatão, o tal de Marcelo Del Debbioloíde, disse:
"Regra Hermética numero 8: Se tem “Quântico” no nome, é picareta."
Vocês que se dizem "bruxos", deveriam fumar menos erva!!!
A humanidade está mesmo perdida!!!
P.Q.P. mais falso do que vocês só mesmo o pasquim que você cita como fonte.
As vezes, lendo a quantidade de heresias que vocês defecam pela boca. Me faz pensar com uma pitada de fantasia neurótica: _Bem que o TORQUEMADA, poderia voltar do "plano quântico" ou do RPG dos infernos e levá-los junto com ele para o QUINTO DOS INFERNOS!!!

Anônimo disse...

Muito obrigado!
O seu trabalho é incrível, muito obrigado!
Passei muito tempo pesquisando sobre o assunto até encontrar através de um vídeo no Youtube o seu trabalho e fiquei espantado com tanto conteúdo, incrível.
Vou ler tudo e ver os vídeos com toda a certeza.
Att Bernardo

Anônimo disse...

Caro, assim como você penso o mesmo sobre Jesus mas, a esmagadora maioria dos eleitores dele são Cristãos, infelizmente só por conter algo contrário a religião deles eles não irão se dar o trabalho de ler e também darão descredito por todo o seu trabalho só por causa disso. Acredito que seria extremamente mais efetivo separar as coisas, faça como desejar mas eu debato por muitos anos na internet e sei que o que digo é a realidade, um grande abraço.
Att Bernardo

Anônimo disse...

O segundo vídeo não está mais disponível, tem como repostar?
Att Bernardo

Bolsonaro Presidente Mito 2018 disse...

Parte 01: Recomendo que leiam a opinião do jornalista Milton Saldanha: - "Anti-petismo é infantilidade política. Ou esperteza”.
Para começar, tenho em meu arquivo uma coleção de artigos que escrevi criticando o PT e Lula. E não acredito na inocência deste último, que conheço desde os tempos do sindicalismo no ABC, quando lá exerci durante sete anos o jornalismo.
Logo, não me venham com histerismos e adjetivos, nem da direita nem da esquerda, não tenho mais tempo e paciência para isso. Acompanho a política brasileira desde garoto, começando em 1954, sob o impacto do suicídio de Vargas. Leio e estudo muito desde então, com a humildade de reconhecer minhas carências culturais. Não será um garoto mal formado numa faculdade que vende diplomas que me dará aulas de política. Para isso busco os livros que valem a pena.
Apostar no fascismo bolsonarista, que se apresenta com as mais primitivas propostas, tipo armar a população, é no mínimo uma regressão mental. Mais ainda quando baseada num anti-petismo sem reflexão.
Ora, o PT roubou e deixou roubar, isso foi parte do acordo com a direita, e que caracterizou o período Lula. Bolsonaro estava lá: foi durante 12 anos de um partido que integrava a base aliada do governo. Esqueceram ou não sabiam?
Quando, em que dia e hora, o “honesto” apontou alguma irregularidade? Ou contra Cabral, do PMDB, que saqueava o Rio de Janeiro?
Ele não estava preocupado com isso. Cuidava de ajeitar os filhos na política, educando-os para a truculência, e tratando dos negócios da família no Vale do Ribeira, onde hoje tem mais de 40 empresas, como apontou a revista Época, do grupo Globo, que ninguém ousará chamar de comunista. Como alguém consegue isso só somando proventos de capitão da reserva com ganhos parlamentares? A conta não fecha.
Antes da fundação do PT, em 1980, tanto a elite da direita, como os chamados governos populares, há um século já roubavam descaradamente os cofres públicos. Mas sempre empunhando o discurso moralista em vésperas de eleições. Nada disso é novidade. Jânio e Collor usaram a tática com êxito. Nenhum terminou o mandato.
Portanto, nada disso nasceu com o PT, começa com Cabral, quando aqui aportou subornando os índios com espelhinhos.
Em 1963, há 55 anos, o presidente João Goulart colocou o íntegro general Osvino Ferreira Alves na presidência da Petrobrás com a missão de coibir a corrupção. O problema não começou ontem, com FHC ou Lula, e nunca foi a estatal e sua função estratégica, e sim a má gestão.
E quem acha que na ditadura não se roubava merece um pirulito e um chocalho de presente, além do troféu ingenuidade.
Apontem um único partido, na História desta República, que não tenha se lambuzado em todo tipo de falcatrua, a começar pelo emprego de parentes como funcionários fantasmas.

Bolsonaro Presidente Mito 2018 disse...

Parte 02: Aécio Neves tinha 18 anos, passava as tardes jogando vôlei em Ipanema, no Rio, mas já estava na folha de pagamento do Congresso, como assessor parlamentar do avô. Certamente com sua mesa de trabalho nas areias da praia. É o mesmo Aécio que deixou viúvas traídas, hoje bolsonaristas. Mas que nada aprenderam.

Não santifico nem esconjuro o PT. Não foi o único a errar. Mas desconhecer o que fez de bom no plano social seria leviandade.
Como é falta de caráter dos empresários que ganharam muito dinheiro com renúncias fiscais nos governos Lula e Dilma e hoje criticam com a maior cara de pau. Por que não criticavam quando estavam se dando bem?
Quero, com tudo isso, apenas dizer que o PT sempre foi um partido como outro qualquer. Não é o demônio encarnado, e que uma vez debelado transforma o Brasil num paraíso só de vestais.
É o que temos na política brasileira, infelizmente. Em nada diferente do PMDB, PSDB, PP (onde estava Bolsonaro, dividindo o banco com Cunha e Maluf). A propósito, este mesmo PP campeão de inquéritos na Lava Jato. Bolsonaro só não entrou na lista, como ele mesmo disse na Globo News, porque era do baixo clero, ao qual ninguém dava a mínima atenção, nem mesmo para subornar.
Jogar o Brasil no fascismo imprevisível, com um vice que desconhece a Constituição e quer extirpar até o décimo terceiro salário, do pouco que resta ao trabalhador, é uma irresponsabilidade.
Por mais que tenha defeitos, o PT jamais levantaria um questionamento tão cretino. Por mais que tenha defeitos, o PT jamais faria apologia da tortura, e isso não é irrelevante: um presidente exerce um grande poder policial-militar delegado pela Constituição, como chefe supremo das Forças Armadas.
Não há anti-petismo que justifique isso.
É infantilidade política, para uns. Manipulação, para outros. Ou esperteza oportunista".

Milton Saldanha, jornalista

* Milton Saldanha, 73 anos, nasceu em São Luiz Gonzaga (RS), em 29 de julho de 1945. Filho de um oficial do Exército, morou e estudou em diferentes cidades do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro. Vive em São Paulo (SP) desde 1969.

Anônimo disse...

Jair Bolsonaro - NAZISMO ESCANCARA SUA AMEAÇA: Slogan de Bolsonaro é tradução literal do lema de Hitler: https://jornalistaslivres.org/nazismo-escancara-sua-ameaca-slogan-de-bolsonaro-e-traducao-de-lema-de-hitler/#comment-6912 Trecho: A identificação do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) com o neonazismo fica a cada dia mais escancarada e assumida, desde o seu slogan de campanha. “Brasil acima de tudo” é o plágio de “Deutschland Über Alles”, que significa “Alemanha acima de tudo”. A segunda parte do bordão, “Deus acima de tudo”, também era inscrita na fivela dos soldados do Exército Nazista. O refrão integrou inclusive o Hino Nacional da Alemanha até ser suprimido no final da guerra. Submetidos à lavagem cerebral da propaganda nazista, os alemães bradavam com ardor patriótico, a mão direita sobre o peito ou a o braço erguido, o lema dessa política de terror que levou o mundo à Segunda Guerra Mundial e exterminou mais de seis milhões de judeus e de 11 milhões de outros povos. A violação do mais importante legado da civilização ocidental encontra sua síntese perfeita na declaração de Bolsonaro de que “as minorias terão que se curvar às maiorias”. Essa máxima da filosofia do holocausto, proferida num comício realizado em Campina Grande, na Paraíba, levou ao delírio uma multidão aos gritos de “mito, mito, mito!”. Neste sábado (13/10), a Alemanha anunciou que caso o candidato seja eleito, vai romper unilateralmente as relações comerciais com o Brasil e a tendência é o mesmo ser seguida por outros países democratas. Trata-se da potência com mais investimentos de multinacionais no Brasil, como a Volkswagen, Mercedes e Siemens. Segundo a presidente do Grupo Parlamentar Teuto-Brasileiro, Yasmin Fahimi, a possível eleição de Jair Bolsonaro pode impedir uma retomada da parceria estratégica fundamental para a já combalida economia brasileira. Declarou ela: - “O BRASIL ESTÁ À BEIRA DE UMA GRANDE RUPTURA. FICAMOS CHOCADOS COM O FATO DE QUE, JAIR BOLSONARO, UMA PESSOA QUE TORNOU SOCIALMENTE ACEITÁVEL UM DISCURSO DE ÓDIO TENHA CHEGADO À LIDERANÇA. DO LADO ALEMÃO, NÃO VEJO NENHUMA BASE PARA UMA PARCERIA ESTRATÉGICA COM UM PRESIDENTE COMO BOLSONARO” - Conivente com a onda de horror, a grande mídia brasileira, sobretudo os monopólios de televisão, finge não estar vendo a invasão fascista e já trata Bolsonaro como eleito. Seja por intimidação, adesão, omissão, conveniência ou interesses de negócios, a Record, chefiada pelo mercenário bispo Edir Macedo; Globo; Bandeirantes e SBT, todas sabotam os alertas que chegam do exterior ao povo brasileiro, tentando salvá-lo da bolha hipnótica do nazifascismo. E também dos artistas, intelectuais, ativistas poetas, músicos que enviam suas mensagens náufragas na tentativa de salvar o país das garras do fascismo. Caetano Veloso afirmou que é dever de todo brasileiro fazer algo para evitar a eleição de Bolsonaro, em repúdio a um artigo de Olavo de Carvalho exortando o candidato a destruir totalmente seus opositores enquanto grupos, organizações e até indivíduos, imediatamente após sua posse.

Anônimo disse...

02: Jair Bolsonaro - NAZISMO ESCANCARA SUA AMEAÇA: Slogan de Bolsonaro é tradução literal do lema de Hitler: https://jornalistaslivres.org/nazismo-escancara-sua-ameaca-slogan-de-bolsonaro-e-traducao-de-lema-de-hitler/#comment-6912 “É evidente que todo cidadão brasileiro que mereça esse nome deve agir contra a possibilidade de eleição de Bolsonaro”, afirmou. No início dos anos 90, já no governo Sarney, foi proibido de entrar nos quartéis do Rio de Janeiro em decisão exemplar única na história do Exército Brasileiro, que nunca mais repetiu essa medida com um parlamentar. Acusado de “canalha, covarde e contrabandista” por um oficial e denunciado por ameaças de morte contra uma jornalista, agressões à ex-mulher e a colegas de farda, o capitão Jair Bolsonaro foi banido durante um ano dos quartéis. A justificativa alegava desrespeito à hierarquia das Forças Armadas, intriga, com presença invasiva nos corredores militares para promover campanha política e angariar votos para sua candidatura a deputado federal, conforme reportagem publicada no DCM e nos Jornalistas Livres por Vinícius Segalla, que teve acesso a um dossiê do Exército-Maior das Forças Armadas. Em contrapartida, sempre enalteceu os ícones das Forças Armadas que atuaram na ditadura e continuam chamando o golpe de Revolução de 64. Desde sempre Bolsonaro se identificou com a parte mais torpe e inescrupulosa da corporação. Daí vem o culto à imagem dos torturadores, em especial ao seu ídolo general Brilhante Ustra, “o terror da presidente Dilma Rousseff”, como declarou ao dizer sim ao impeachment e dedicá-lo à memória do criminoso que introduzia ratos vivos na vagina de suas vítimas durante as sessões de tortura. Homem de ideias medíocres e insanas, odioso e sedento de poder, Hitler foi, durante longo tempo, ignorado e subestimado em suas pretensões de dominar o mundo até ascender ao comando do Terceiro Reich com amplo apoio popular. De modo muito semelhante, Bolsonaro também foi negligenciado nos quase 30 anos de vida parlamentar em que esteve abrigado em várias siglas de representatividade insignificante. Nesse período, deixou como saldo dois únicos projetos aprovados de agrados à caserna, sempre em benefício dos privilégios militares, que lhe garantiram o apoio inegável dos aparatos de repressão. Ao contrário de Hitler, que usou seu lastro cultural e sua erudição clássica em favor de suas ambições, Bolsonaro representa o culto à ignorância para um povo condicionado a se informar e se formar pelas redes sociais do MBL, Vem pra Rua e da Candidatura “O Brasil acima de tudo”, onde imperam a vulgaridade e o Fake News. Declaradamente dispensa a leitura de livros, despreza a formação superior e combate as instituições universitárias, que ele diz propagadoras da “ideologia de gênero e do comunismo”, sobretudo as áreas humanas, em favor da formação tecnicista.

Anônimo disse...

Parte 03: Jair Bolsonaro - NAZISMO ESCANCARA SUA AMEAÇA: Slogan de Bolsonaro é tradução literal do lema de Hitler: https://jornalistaslivres.org/nazismo-escancara-sua-ameaca-slogan-de-bolsonaro-e-traducao-de-lema-de-hitler/#comment-6912 O marketing do novo embala os mesmos invólucros dos velhos e perigosos militares de 64. Em meio a propostas parlamentares marcadas pelo ridículo e irrelevância, votou contra todos os direitos trabalhistas, inclusive das empregadas domésticas, feito do qual ele se orgulhou publicamente, para tornar pública a aliança com o empresariado e com as elites brasileiras. Sua principal obra foi a disseminação do vírus de uma política baseada no ódio às minorias, no combate aos direitos trabalhistas, na desmoralização das políticas públicas na mentalidade mediana do povo brasileiro. Tudo isso, como na experiência nazista, encoberto por um falso moralismo de quem legitima os atos mais execrados pela moral cristã, como estupro, feminicídio, milícias de extermínio, às quais ele declarou apoio em entrevista, adultério, tortura, prostituição, zoofilia, enfim, violência racial, ambiental, política e de gênero. Evidente é o uso da bandeira do combate à corrupção como porta de entrada para a violência política. Em todas as experiências contemporâneas, o fascismo se fortalece colando a corrupção na mentalidade das massas como prática da esquerda, ainda que a direita se mostre infinitas vezes mais recorrente nessa prática. No caso brasileiro, o número de parlamentares de direita indiciados ou citados pela Lava-Jato ultrapassa de longe a esquerda, mesmo no caso do PT, que esteve 13 anos no poder, e perde em comparação proporcional ao PSL, um partido muitas vezes menor. Quanto mais à esquerda, menor o índice de corrupção. Mas ainda que a impunidade de inúmeros políticos de direita no Brasil, como Michel Temer, João Rodrigues, Roberto Jefferson (que acaba de anunciar apoio a Bolsonaro), Beto Richa, Aécio Neves ou Zezé Perrela, escancare a hipocrisia dessa bandeira levantada pelos próprios corruptos, a extrema direita se alimenta da ignorância para estalar o seu chicote calunioso no lombo alheio. “Chega de comunismo, acabou PCdoB”, brada em comício em Petrópolis, o candidato do PSC ao governo do estado do Rio, o ex-juiz Wilson Witzel. Ao seu lado, a dupla de candidatos a deputado estadual Rodrigo Amorim, e o candidato a deputado federal Daniel Silveira, ambos do PSL-RJ, mostram com o punho erguido e sorriso de vingança a placa em homenagem a Marielle Franco partida ao meio, que eles arrancaram de um poste na esquina da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, onde ela cumpria seu primeiro mandato pelo PSOL quando foi assassinada. Dão assim prova material ao crime do qual se vangloriaram dias antes em vídeos, fotos e ao vivos nas redes sociais. Exibir o símbolo da profanação do túmulo de uma líder abatida a tiros e sem justiçamento é uma forma de legitimar o seu assassinato, matando-a e violando-a novamente. É como se pudessem impedir a propagação da sua imagem negra, capaz de alimentar multidões insurgentes contra o racismo e a exclusão social e de gerar sementes de Marielles como as 12 parlamentares negras eleitas no país. Aí recuamos do mago racista do marketing de Donald Trump para os rituais de magia negra da Ku Klux Klan e para o fogo da Idade Média. Um líder impalatável ou “intransponível para a realidade europeia”, para se referir às recentes declarações da principal líder da extrema direita francesa, Marie Le Pen, segundo quem “Bolsonaro diz coisas desagradáveis”. Com sua violência grotesca e indisfarçada, que os seguidores chamam de autenticidade, ele expõe ao mundo a essência mais cruel e verdadeira da sereia nazifacista que ameaça a sobrevivência do Brasil multicolorido e da própria democracia ocidental.

GoogleAnalytics

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. (Bruno Guerreiro de Moraes)