segunda-feira, 1 de outubro de 2018

#EleNão - Mulheres Contra Bolsonaro (29/09/2018) - Fotos e Vídeos da Manifestação em SP Capital - Bolsonaro Corrupto Sim! - É Ladrão Sim!


Fotos e vídeos da Manifestação. Começou no Largo da Batata e fez longa caminhada até a Av. Paulista. Eu (Bruno GM) estive na Manifestação desde às 14:00hs até o fim, fiz a caminhada e gravei tudo o que pude. Veja os vídeos e fotos que registrei aqui.

Leitura do Manifesto Contra Bolsonaro - Mulheres Contra Bolsonaro
(Em Alta Definição 4K):


Curiosidade: Manifestação #EleSim foi sabotada por Forte Chuva que Dispersou os Apoiadores do Fascista/Nazista/Corrupto Jair Bolsonaro, acho que dá para presumir de que Lado 'Deus' está né Bolsominions? Eu estive durante toda a manifestação do #EleNão em SP Capital, (Dia 29/09/2018) e estava um tempo ameno, com nuvens, e vento refrescante. E isso foi até a alta madrugada, com muitas nuvens, mas nem um pingo de Chuva... E no dia seguinte (Domingo) veja como foi!

#EleSim Sabotado por Chuva Torrencial, de que lado Deus Está?:

#EleNão - Manifestação - Chegada na Av. Paulista 
Mulheres Contra Bolsonaro em SP Capital. Foi eu (Bruno GM) que Gravei essas Cenas, eu estive na Manifestação em SP Capital - Nessa entrada tem o ato isolado de uma mulher com os Seios a amostra falando algo em meio aos policias - (Em Alta Definição 4K):

Por Revista Piauí - UM PROTESTO HISTÓRICO, MENOS NA TV...

Por: José Roberto de Toledo (29 Set 2018 ás 22h35): Ao reunir Centenas de milhares, o movimento #EleNão provoca maior manifestação liderada só por mulheres no Brasil, mas é quase toda ignorada na TV. Enquanto as manifestações a favor do Impeachment de Dilma Rousseff era coberta ao Vivo e a Cores, com Repórteres CONVOCANDO, sem a menor Cerimônia, os espectadores para comparecer ao Protesto, a Manifestação #EleNão foi ignorada por todas as grandes emissoras, e recebeu poucas menções nos telejornais do final do Dia. (A Rede TV, no Jornal ‘Rede TV News’ dispensou apenas uns 3 segundos sobre as imensas manifestações que aconteceram) Trechos: Centenas de milhares de mulheres saíram às ruas para bradar #EleNão neste sábado, em cidades de todas as regiões do Brasil. Juntas, produziram as maiores manifestações populares desta eleição presidencial, de longe. Não se sabem números exatos porque a polícia, sintomaticamente, não contou na maioria das cidades. Mas as manifestantes ocuparam densamente amplas áreas da Cinelândia, no Rio, e do Largo da Batata, em São Paulo, para citar só duas. Em uma campanha na qual rarearam os comícios, tamanha aglomeração de gente contra um candidato é notícia. E foi: em inglês, francês, árabe. Mas o brasileiro que passou o dia na frente da tevê não ficou sabendo. A menos que tivesse um celular na mão. Bolsonaro ganhou Fama, mas o fez destilando tanto ódio contra tantas minorias que a reação a ele acabou provocando a maior manifestação de rua de toda a eleição.

Não é de agora o movimento de mulheres contra Bolsonaro. Desde o começo da campanha, o capitão reformado sempre teve muito mais dificuldade de vender suas ideias repressivas ao eleitorado feminino do que ao masculino. O #EleNão catalisou o sentimento contra Bolsonaro e transformou algo difuso em uma ação simultânea e concreta de dezenas de milhares de mulheres. Só não foi maior porque a cobertura da campanha eleitoral na tevê é deliberadamente omissa e limitada. Não faz reportagem, entrevista; não investiga, divulga agendas. A falta de cobertura ao vivo dos atos do #EleNão e, mais grave, a ausência de contextualização e ênfase nas raras reportagens sobre a mais importante manifestação de rua da campanha eleitoral de 2018 até agora não se deve ao departamento jurídico das emissoras. O movimento não é partidário nem promove nenhuma candidatura específica. É contra um candidato, sim, mas não prega que é melhor votar neste ou naquele outro. O resultado dessa omissão e falta de contextualização é que coisas diferentes são tratadas como iguais. Uma manifestação de dezenas, no máximo centenas de pessoas em um lugar é apresentada da mesma maneira e com a mesma magnitude que dezenas de milhares de mulheres em dúzias de cidades. Na tela da tevê, o ato solitário pró-Bolsonaro em Copacabana foi equivalente à maior manifestação popular capitaneada por mulheres na história do Brasil. Felizmente, a internet provê o que a tevê omite.

Por Jornal Zero Hora - Atos anti-Bolsonaro levam centenas de milhares às Ruas no Brasil Todo! E em outros Países! 
Concentração (ponto de encontro) foi no Largo da Batata, depois marchou até a Av. Paulista, veja imagens recolhidas pelo Jornal Zero Hora AQUI

Participantes empunharam cartazes e fizeram críticas ao político, relacionando-o a atitudes machistas, misóginas, homofóbicas e racistas, (e Claramente o Bolsonaro é Corrupto, Clique Aqui). Protestos de rua contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) reuniram milhares de pessoas pelo país neste sábado (29/09/2018), após a difusão do mote "#EleNão" em redes sociais. Foram registrados atos em capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Porto Alegre, além de pelo menos outras 30 cidades no Brasil. As manifestações foram convocadas por mulheres e também reuniram homens. Participantes empunharam cartazes e fizeram críticas ao político, relacionando-o a atitudes machistas, misóginas, homofóbicas e racistas. Os presidenciáveis Marina Silva (Rede), Vera Lúcia (PSTU) e Guilherme Boulos (PSOL) estiveram na concentração do Largo da Batata (zona oeste da capital paulista). (Obs. Ciro Gomes não pode ir por recomendação médica, ele foi operado poucos dias antes do evento).

Candidatas a vice, Manuela D'Ávila (PC do B), da chapa de Fernando Haddad (PT), Kátia Abreu (PDT), da candidatura de Ciro Gomes (PDT), e Sonia Guajajara (PSOL), vice de Boulos, também compareceram. Os candidatos deram entrevistas no local e tiraram fotos com eleitores. A Polícia Militar não divulgou estimativa do número de pessoas no evento da capital paulista nem no do Rio. Em Brasília, foram 7.000 manifestantes, segundo a PM; organizadores falaram em até 40 mil. Até a conclusão desta edição, não havia sido registrado nenhum incidente grave nas cidades com atos.

O presidenciável do PSL foi chamado de "coiso", "inominável" e "sete peles" em discursos em um carro de som na capital fluminense. "Ele prega o ódio. Nós pregamos o respeito. Ele defende a morte e a tortura. Nós defendemos a vida. Bolsonaro nunca", afirmava um texto lido na Cinelândia. Nas ruas, as expressões "Ele não" e "Mulheres contra Bolsonaro" apareceram em camisetas, pintadas no corpo de manifestantes e em gritos. O roxo, cor escolhida para representar o ato, também podia ser visto em roupas e faixas, junto a reivindicações de tolerância, respeito e amor. A professora Madalena Peixoto, 65, disse participar da manifestação em São Paulo para "impedir que a ditadura volte". Na opinião dela, Bolsonaro é "fascista, machista e a favor da cultura do estupro". Só faltou dizer que é Corrupto sim! Tendo graves indícios disso. Dossiê Bolsonaro Corrupção [Clique Aqui].

#EleNão - MANIFESTAÇÕES CONTRA BOLSONARO NO PAÍS TODO

Mulheres lideram multidão contra Bolsonaro em São Paulo, Rio e Recife. Protestos foram organizados para este sábado em diferentes cidades do Brasil e do mundo. As mulheres se tornaram um empecilho ao crescimento das intenções de voto do candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro. Além de uma mobilização massiva nas redes sociais, com milhões de seguidoras reproduzindo a hashtag #EleNão, atos públicos tomam as ruas de diversas cidades do Brasil – e de outras pelo mundo – neste sábado (29/09/2018). Líder nas pesquisas de intenção de voto desde o início da campanha, Bolsonaro se envolveu em discussões públicas com mulheres e fez declarações que tem dividido opiniões e alimentado movimento contrários e em apoio ao candidato por parte do eleitorado feminino. O evento montado no Facebook para a manifestação que acontecerá em São Paulo tem 83 mil pessoas confirmadas. As criadoras da página afirmam que o ato foi organizado por mulheres que se conheceram no grupo 'Mulheres Unidas Contra Bolsonaro'. Segundo elas, a ideia surgiu de forma espontânea e "está sendo construída por ativistas, militantes políticas que apoiam candidatos e candidatas e que assumem suas posturas políticas com respeito".

Vídeos da Manifestação, e depois as Fotos, todos em Alta Definição 4K:
(Veja Todos - PlayList AQUI)

Momento mais interessante da Marcha, que é quando a imensa multidão está subindo a Av. Rebouças, (que se trata de uma grande inclinação), e assim dá para ver como a multidão é imensa atrás, a ponte na frente do Instituto do Coração está lotada de manifestantes também - (Em Alta Definição 4K):

Música no Largo da Batata - Show - (29 09 2018) - Mulheres Contra Bolsonaro
(Em Alta Definição 4K):

Agora as muitas fotos do evento - #EleNão - Mulheres Unidas Contra Bolsonaro












































Fontes:

- Protestos contra Bolsonaro ocorrem em 26 estados e DF; atos a favor, em 16 Atos aconteceram desde a manhã deste sábado. Em 114 cidades, foram contra Jair Bolsonaro e em 40, a favor. As maiores manifestações foram no Rio de Janeiro e em São Paulo: https://g1.globo.com/politica/noticia/2018/09/29/manifestantes-fazem-atos-a-tarde-contra-e-favor-de-bolsonaro.ghtml 
- Os apoiadores de Bolsonaro se dispersam. Quem ficou se abriga debaixo do vão do MASP: https://twitter.com/rodolfolpborges/status/1046481352546291713
- UM PROTESTO HISTÓRICO, MENOS NA TEVÊ Ao reunir dezenas de milhares, #EleNão provoca maior manifestação liderada só por mulheres no Brasil mas é quase ignorado na tevê: https://piaui.folha.uol.com.br/um-protesto-historico-menos-na-teve/?doing_wp_cron=1538302338.4310879707336425781250
- Atos anti-Bolsonaro levam milhares às ruas Participantes empunharam cartazes e fizeram críticas ao político, relacionando-o a atitudes machistas, misóginas, homofóbicas e racistas: https://www.noticiasaominuto.com.br/brasil/659192/atos-anti-bolsonaro-levam-milhares-as-ruas
- Mulheres lideram multidão contra Bolsonaro em São Paulo, Rio e Recife Protestos foram organizados para este sábado em diferentes cidades do Brasil e do mundo: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/09/29/politica/1538226863_062834.html?id_externo_rsoc=FB_CC
- Capitais brasileiras e Distrito Federal recebem atos contra Jair Bolsonaro Dezenas de municípios e todas as capitais tiveram manifestações contra o candidato do PSL: https://politica.estadao.com.br/noticias/eleicoes,cidades-brasileiras-recebem-atos-contra-o-candidato-jair-bolsonaro,70002525172

Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: #EleNão, #BolsonaroNão, #MulherescontraBolsonaro, #Ciro12, #CiroVote12, Ele não Manifestação, #EleNão Chegada na Av. Paulista, caminhada do largo da Batata até a Av. Paulista, Dia 29 do 09 de 2018, manifestação, Mulheres Contra Bolsonaro, grupo do facebook, imagens da manifestação em Full HD, manifestação ele não imagens, filmagens da manifestação ele não, SP capital, filmagens do #elenão, Jair Bolsonaro, Bolsonaro volta para casa, Bolsonaro presidente, #CiroPresidente, HD, Full hd,, #EleNão Av. Paulista, #EleNão SP capital, Mulheres contra Bolsonaro Av. Paulista, Manifestação #EleNão SP Capital, #EleNão largo da Batata, Manifestação, Leitura do Manifesto contra Bolsonaro,#EleNão Av. Paulista, #EleNão SP capital, Mulheres contra Bolsonaro Av. Paulista, Manifestação #EleNão SP Capital, #mulherescontrabolsonaro, mulheres contra Bolsonaro Paulista, Av. Paulista,Leitura do Manifesto Contra Bolsonaro, #EleNão,Mulheres Contra Bolsonaro, dia 29/09/2018,Fotos e Vídeos da Manifestação,SP Capital,Bolsonaro Corrupto Sim, Bolsonaro é Ladrão Sim,

Nenhum comentário:

GoogleAnalytics

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. (Bruno Guerreiro de Moraes)