sábado, 17 de novembro de 2018

O Banimento do PT - A nova ceia da esquerda sem o PT - Lula elegeu Bolsonaro - PT deu a Vitória para Jair Bolsonaro!


A Derrota do PT é Culpa do Ciro Gomes? [Clique Aqui]
O PT vai virar fumaça de qualquer modo depois que Lula morrer, (e isso deverá ser em breve), então o melhor que Ciro Gomes e outros lideres progressistas devem fazer é aniquilar o PT já! Pois se ficar como está daqui 4 ano veremos uma repetição dessa rivalidade - “Bolsonaro PT” -  e com o mesmo resultado, Bolsonaro eleito para mais 4 anos...

Como a oposição, Ciro Gomes à frente, constrói um novo e propositivo modelo de contraponto ao futuro governo, livre do “quanto pior, melhor” e das amarras autoritárias impostas pelo petismo Artigo Clique Aqui.  Trechos: “O PT gosta de imaginar um monstro e depois aparelhar todos contra esse monstro que ele mesmo criou”, fez coro o senador eleito Cid Gomes (PDT-CE), irmão de Ciro. “O PT criou Bolsonaro. Aí, depois, pressiona todo mundo a dizer que só ele pode combater o monstro. Não é assim”. Em meio às eleições, todas as pesquisas apontavam que Ciro, terceiro lugar no pleito, poderia reunir as melhores condições políticas para superar Bolsonaro no segundo turno.

(Nota: Destruição do PT Já! - Para o Bem do Brasil e de todos os Brasileiros - (Clique Aqui)

Chances que os levantamentos nunca apontavam para o candidato do PT, Fernando Haddad. O pedetista não alcançou o segundo turno, mas o resultado ajudou Ciro a se credenciar para a missão de unir os demais partidos de oposição numa estratégia de enfrentamento do governo Bolsonaro e de contraponto à velha, autoritária e surrada tática do PT, condenada não só pelos brasileiros nas urnas, como por ex-petistas históricos.

Eduardo Jorge revela que abandonou a nau antes do naufrágio porque perdeu a confiança na direção da legenda da estrela rubra. “Eles se comportavam com uma visão muito própria da esquerda revolucionária de que o partido é mais importante do que o País. Para eles, o partido é mais importante do que o Brasil. Mais importante, inclusive, do que a vida do próprio povo”.
A verdade é que o partido, agora fora das cercanias do poder depois de 13 anos, não alimenta a menor pretensão de lutar nas raias da oposição. Sua única intenção é partir para boicotar o governo e impedir que o País saia da crise política, econômica e moral sem precedentes que os próprios petistas legaram aos brasileiros.

Nos seus primeiros movimentos, já ficou claro que a estratégia de Ciro tem grandes chances de sucesso. Os demais partidos do campo da centro-esquerda se mostram dispostos a se unir na proposta desse novo modelo de oposição. Se a nova coalizão de esquerda der certo, os dois blocos somariam 78 deputados e 13 senadores. Seriam as maiores bancadas tanto na Câmara quanto no Senado. “A ideia é empoderar o Congresso e fazer com que ele volte a ser o ambiente da negociação política”, prega Cid. “Ciro não contribuiu para nossa derrota”, afirma Manuela D´Ávila, a candidata a vice na chapa de Fernando Haddad. “Falar agora de 2022 ou disputar hegemonias é não compreender a necessidade de que precisamos nos unir”.

Ciro Gomes despontou em 2018 como a grande liderança do Grupo dos Progressistas e deverá liderar a oposição a Bolsonaro, e em 2022 deverá ser o principal nome dos progressistas para disputar as eleições para presidente

 “Marina tem as mesmas preocupações quanto ao nosso presente e o nosso futuro. E a disposição por uma rotina de diálogo das nossas forças, para formarmos uma frente não oportunista, honesta, decente”, diz Ciro. O pedetista faz questão de ressaltar que o isolamento do PT não é o objetivo do grupo. É uma consequência. Não existiria Bolsonaro sem o antipetismo, que foi introduzido por ele”. Há 30 anos, quando se escrevia a Constituição, o sociólogo Paulo Delgado integrava a bancada do PT. No final do governo Lula, afastou-se do partido, e hoje, de longe, percebe os erros da sigla e critica seus métodos. “Os demais partidos de centro-esquerda estão isolando o PT porque nada ganharam fazendo oposição do jeito petista. Esse jeito foi rejeitado pelas urnas. Ou o PT entende esses sinais ou vai sucumbir”, avalia ele. “Se o PT não quer ouvir Cid Gomes, que escute pelo menos Mano Brown”. Como resume bem o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) “a estrela envelheceu”.  Para os brasileiros, o novo paraíso não a comporta mais. (Continua: https://istoe.com.br/a-nova-ceia-da-esquerda-sem-o-pt/ )

Nota 02: Sugiro ao Ciro, ao PDT, que comece uma Guerra sem precedentes contra o PT, para aniquilar esse partido de inconsequentes, (são moleques mesmo), absorvendo os quadros não contaminados e isolando para escanteio os fanáticos xiitas. Para o bem do Brasil e dos brasileiros. Pois o Lula claramente entregou de bandeja o Brasil para a extrema direita autoritária, o Lula foi muito bom no passado, mas se tornou um Alto Traidor da Pátria ao tomar as atitudes estupidas que tomou nessas Eleições de 2018, gerando esse resultado que estamos vendo, e NÃO FOI POR FALTA DE CONSELHOS E OPINIÕES! Ciro e Jaques Wagner CANSARAM DE AVISAR que ia dar merda, mas mesmo assim ele seguiu rumo ao desastre. O PT se corrompeu, se perdeu na prepotência, arrogância e ganância desmedida, não merece mais a nossa confiança. Quando o Lula morrer (e deverá ser em breve) o PT vai pulverizar, virar fumaça. Então sou da opinião que Ciro e companhia comece o desmonte do PT imediatamente, aproveitando o resultado desastroso dessas eleições. E em 2022 os Progressistas estarão renovados e fortes para vencer com Ciro Gomes as Eleições. Para o bem do Brasil e dos Brasileiros. Assim É, assim Já É!

- O Ciro e PDT devem agir com absoluta violência mesmo, declarar guerra total ao PT, por que se deixar o PT "vivo" até 2022 veremos uma REPETIÇÃO do quadro patético de 2018, a mesma polarização ‘Bolsonaro e PT’, e com o MESMO RESULTADO! Bolsonaro Eleito para mais 4 anos... É preciso aniquilar o PT para o bem do Brasil, para o bem do povo Pobre, que é usado e abusado por esses demagogos. O PT foi muito bom no passado, fez muita coisa boa, mas se deteriorou e precisa ser descartado ou ficaremos por décadas sendo governados por Conservadores Jumentos de Carga que vão sempre usar o PT como motivo para permanecer no Poder. Esse bode expiatório que só ajuda a Extrema Direita precisa ser destruído! Pois o PT para o Bolsonaro e sua turma, é como o "Satanás" para os padres e pastores de igreja. O que seria dos charlatões da religião cristã se não houve o “Satanás”? O que seria dos "heróis" sem os Vilões? – Aniquilação do PT já, chega de ser bonzinho. Para o Bem do Brasil e dos Brasileiros!

Jean Wyllys falando merda, (Clique Aqui)

Minha Resposta: Eu tenho dó é do Jean Wyllys... oh infeliz! Esse tá fudido mesmo, tem que se foder mesmo, o seu MAIOR INIMIGO agora é presidente da República e o culpado por isso foi o Lula e suas desastrosas decisões nas eleições 2018. Tivesse o PT ficado sem lançar candidato e apoiado o Ciro Gomes para presidente o Bolsonaro não teria ido nem para o segundo turno... mas esse infeliz do Jean Wyllys não entende o BÁSICO! E em vez de reconhecer as Burradas do Lula, entender que tá FUDIDO E MAL PAGO e que tudo isso é culpa do Lula, que a única saída ‘pós derrota vexatória’ é se juntar ao Ciro Gomes, ele Gospe (mania feia) na cara do Ciro Gomes, o único que tem força para enfrentar o pior inimigo dele que agora é presidente. Oh DEMÊNCIA QUE NÃO ACABA MAIS!!!  Jean Wyllys vá se tratar meu amigo, vá procurar um psiquiatra URGENTE!!

- Ps. e como não poderia deixar de ser, o deputado retirou a imagem no Twitter, quer dizer... nem consegue manter uma opinião perante as obvias críticas que receberia, se não pode suportar as críticas, ou se não tem certeza sobre o que diz, então por que postar opinião tão controversa? - https://twitter.com/jeanwyllys_real/media?lang=pt  Jean Wyllys é uma “liderança” muito ruim...

Espero que a inteligente, esforçada e fiel Gleisi Hoffmann reconheça as burradas do Lula e deixe o PT para se filiar ao PDT de Ciro, assim como também espero que a Manuela d'Ávila faça a mesma coisa, dois grandes talentos que são estragados pelo partido em que fazem parte. Haddad idem...




Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: Jair Bolsonaro, Bolsonaro, Governo Bolsonaro, Bolsonaro governo, Bolsonaro vitória, Ciro Gomes, #Ciro2022, #CiroPresidente, Gleisi Hoffmann, Jean Wyllys, O Banimento do PT, A nova ceia da esquerda sem o PT, Lula elegeu Bolsonaro, PT deu a Vitória para Jair Bolsonaro,

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Data Limite Segundo Chico Xavier - Documentário de 1 hora sobre o assunto - Do que se trata isso? Data Limite? Isso se refere ao que?

Você Sabe o que é “O Salto Quântico Genético”? [Clique Aqui]

A Data Limite Segundo Chico Xavier - (dia 20 do 07 de 2019):


A Data Limite de Chico Xavier, você sabe do que se trata isso?

Esse documentário é de 2014 (já tem 4 anos) mas é pouco divulgado, eu por exemplo nunca recebi de ninguém o link para assisti-lo. Agora que vi, deu para entender melhor do que se trata a tal “Data Limite de Chico Xavier”, então vamos resumir o caso... Chico Xavier sendo um médium que canaliza mensagens de almas desencarnadas, também era capaz de receber comunicações de seres de outros planetas. Talvez esses seres estivessem aqui na Terra, porém em outra frequência de matéria, ou até mesmo encarnados, mas estando em bases na Terra, ou disfarçados como humanos. E sendo telepatas podem ter mantido alguma “conversa” com esse médium passando então algumas informações por questão de boa vontade.

E fique claro que isso não é nada demais, pois muitos outros médiuns já tinham se comunicado com habitantes de outros planetas antes do Chico Xavier, e depois do Chico Xavier. Como é o caso do Nikola Tesla, das mulheres membros da sociedade Vril, do Urandir Fernandes de Oliveira, e muitos outros, pelo Brasil e pelo mundo. O Chico Xavier não é “muito especial” ele apenas dedicou mais tempo a psicografia. Segundo os produtores do documentário a tal “data limite” é uma ideia que veio ao Chico durante toda a comoção com a primeira viagem a Lua, realizada pela Apollo 11, quando pela primeira vez na história conhecida o ser humano pisou na Lua. (Nota: sim, nós acreditamos que o homem foi de fato a Lua! E que a Terra é redondo sim! ) foi dia 20 de 07 de 1969. E nessa atmosfera entusiasmada ele ficou muito motivado com as possibilidades que isso abria. E creio que assim ele se sintonizou com essas inteligências alienígenas e conseguiu extrair alguma informação. 

Claro que essa informação vem com um bom grau de contaminação da mente do médium que é extremamente religioso, um verdadeiro fanático cristão, por isso devemos dar alguma colher de chá para ele perante algumas afirmações estapafúrdias tais como dizer que o 'cristo' negociou com os extraterrestres a redenção da Terra... sendo que na verdade Jesus nunca existiu (Clique Aqui), (23 Boas Razões para não acreditar em Jesus).  

O que ele diz é que por conta do grande feito da raça humana ter alcançado a Lua, a comunidade de inteligências do sistema solar e das estrelas vizinhas se reuniram para debater o que fazer perante a situação. A raça humana avançou tanto a sua tecnologia que conseguiu viajar para outro planeta, e em breve estará repetindo o feito, indo cada vez mais longe. E nessa reunião as autoridades resolveram que iriam aguardar uns 50 anos (desde que o homem chegou na Lua pela primeira vez), para a raça humana se reajustar, e não cair numa 3 Guerra Mundial.

Em 20 do 07 de 2019 vai fazer 50 anos que o ser humano pisou na Lua, essa é a “Data Limite” para a humanidade se pacificar e assim ser aceita na comunidade do universo local

O que dá para entender é que alguma coisa seria feita para mudar a atitude belicosa, sanguinolenta, da raça humana da Terra. Seres benévolos pediram um prazo de 50 anos para fazer isso. Isto é, um grupo de seres bons, querendo o bem dos humanos da Terra agiriam de alguma forma, tipo realizando uma campanha de esclarecimento no nível astral/mental, e encarnando almas importantes em meio aos humanos comuns, para os reeducar (sejam encarnados ou desencarnados) para se tornarem mais pacíficos, mais racionais, mais lógicos e fraternais. Se esses seres tiverem sucesso aí a humanidade da Terra será “autorizada” a seguir com seus avanços tecnológicos, podendo visitar outros planetas, e estabelecendo colônias inclusive. E até mesmo tendo contato oficial e aberto com alies, recebendo destes auxilio e troca de tecnologias.

Essa é a tal “revelação”, as autoridades do sistema solar deram um prazo de 50 anos para essas equipes de seres benévolos fizesse o que fosse possível para melhorar o nível emocional e racional da humanidade da Terra para então esta ser integrada a comunidade da Galáxia. Caso essas tentativas de suavizar a atitude dos humanos da Terra resultar em fracasso, aí nesse caso o avanço científico seria de alguma forma sabotado, e a humanidade da Terra voltaria para uma era de barbárie como foi na idade média.

O que dá para entender é que caso as tentativas de melhorar o comportamento humano falhasse, essas autoridades do sistema solar e estrelas próximas, irão agir para manter a humanidade na decadência e miséria, pois serão classificados como seres perigosos que não pode ter acesso a alta tecnologia, pois irão espalhar os conflitos e guerras internas da Terra para toda essa região da galáxia.


Alta Resolução Clique Aqui! 
Mapa da Via Láctea, para ver com resolução máxima Clique Aqui  

Segundo diz no documentário, no livro “Brasil coração do mundo, pátria do evangelho” o Emanuel (mentor espiritual do Chico Xavier) disse em 1938 que haveria uma reunião de autoridades do Sistema Solar para decidirem os destinos da humanidade da Terra. Essa tal reunião já aconteceu, foi em 20 do 07 de 1969 dia em que o primeiro homem pisou na Lua. Depois de debates foi decidido que dariam 50 anos para as equipes de seres benévolos agissem para melhorar os seres humanos, esse prazo de 50 anos termina em 20 do 07 de 2019.

E como já estamos no final do ano de 2018 está muito claro que tudo saiu sob os conformes, não houve Terceira Guerra Mundial, e os diversos países estão cooperando entre si, com algumas poucas diferenças entre eles. A Coreia do Norte que vivia aparecendo nos noticiários ameaçando os EUA, fazendo testes nucleares, testando foguetes de alcance intercontinental, etc... já está em plena paz e cooperação com as potências ocidentais. Mesmo a Rússia sendo governada pelo Putin está agindo de forma moderada, invadiu sim a Crimeia, mas só ficou nisso, está respeitando num geral os seus vizinhos, e interessada apenas em prosperar e resolver os graves problemas de miséria profunda que ainda existe nesse imenso país.

Então tudo saiu bem, e a humanidade da Terra parece “qualificada” para ser aceita e integrada a comunidade do universo local, talvez apenas com algumas ressalvas.

O que isso tem a ver com o Espiritismo?
Canalizou mensagens de extraterrestres? Eu acredito que sim... isso na verdade é muito normal entre os médiuns do mundo todo

Absolutamente nada... o espiritismo é um cristianismo católico um pouco melhorado, e com um pouco mais de informações, mas no geral se trata de uma religião tão estupida e inútil como o cristianismo dos católicos e evangélicos.

Essa questão envolvendo extraterrestres, mensagens de outros mundos, comunicação entre vivos e mortos, não é “coisa do espiritismo” mas sim da HUMANIDADE, isso é coisa do SER HUMANO, e independe de religião, raça ou cultura. No Oriente também há médiuns que se comunicam com extraterrestres, faz previsões do futuro, e trazem instruções e recomendações do mundo dos desencarnados e dos extraterrestres. Mas não ficamos sabendo muito sobre esses poderosos médiuns orientais por que no Brasil existe um tipo de monopólio da cabeça dos brasileiros que é dominada por duas grandes religiões de massa, uma é o cristianismo, e isso inclui o espiritismo, e outra é o materialismo/ateísmo que eu considero uma verdadeira religião não muito diferente do cristianismo, ou do islamismo.

Essas duas religiões tem o MONOPÓLIO do cérebro dos brasileiros e não permite que informações preciosas cheguem aos ouvidos e olhos dos brasileiros. É uma “conspiração” do Status quo dos alienados que ao se depararem com informações que vão contra as suas crenças, simplesmente as ignora... e isso inclui os donos das emissoras de TV, Rádio, editoras, etc...

O Chico Xavier ter “canalizado” mensagem de ETs é coisa do ser humano, sempre aconteceu essas comunicações, desde que o primeiro ser humano foi implantado na Terra. E por que? Por um motivo muito simples... nós os humanos da Terra na verdade somos extraterrestres, colocados para viver aqui, e no caso da Terra o propósito é servir de prisão para almas inimigas do império da escravidão que domina parte dessa galáxia.

É isso mesmo Bruno, você confirma o que o Chico Xavier canalizou?

Dentro do contesto das memórias despertadas pelo “Salto”, isso de haver uma reunião de autoridades das civilizações do Sistema Solar e vizinhos, para decidir se deixam ou não a humanidade da Terra continuar o seu avanço tecnológico, tem lógica sim, afinal pense na seguinte hipótese - “tem um campo de concentração para extermínio instalado num bairro de casas de classe média, esse local é uma das casas, que foi modificada para servir como prisão, então depois de anos esses prisioneiros estão recebendo algumas regalias por parte de quem os mantém presos. Os aprisionadores estão agora amenizando as condições da cadeia, permitindo, (por exemplo), que os prisioneiros vá até a sacada para observar, tomar um ar, fumar... estão deixando também que alguns usem a churrasqueira, a piscina... e deixam ainda que subam no telhado para ver as estrelas.

Antes não, antes eles estavam presos dentro dos cômodos da casa, com janelas e portas fechadas, e ainda por cima acorrentados. Agora não, agora estão com mais liberdade, e até podem eventualmente, com alguma autorização, saírem da casa e irem até a padaria da esquina.

Perante esses fatos, é lógico pensar que os vizinhos dessa “casa prisão” ficam curiosos e até apreensivos sobre o que está a acorrer. Pois afinal são prisioneiros que eles desconhecem, e precisam saber quem são, pois, essa gente está agora tendo acesso as janelas, a sacada, ao teto, e um ou outro até mesmo está saindo para ir até os comércios mais próximos.

Então já que esses desconhecidos estão tendo mais acesso as coisas, e podem agora interagir com os vizinhos, (não estão mais presos e acorrentados dentro dos quartos) é preciso que a comunidade das pessoas a volta faça uma reunião de Bairro para compreender melhor o que ocorre, e saber o que fazer perante a situação. Vão ajudar? Vão ignorar? Vão conversar com esses prisioneiros? Vão hostilizar esses prisioneiros? É caso de chama-los para as festas que são organizadas no bairro? Festa de natal, São João, Cosme e Damião, festas de aniversário, etc?

Então a hipótese que tenha ocorrido uma consternação das civilizações do sistema solar e estrelas próximas perante o fato dos seres humanos da Terra terem desenvolvido tecnologia para viagem para outros planetas, é bastante plausível. E terem resolvido que iriam agir para melhorar essa humanidade para então verem se merecem se integrar a comunidade do universo também é muito plausível. O prazo de 50 anos deve ter sido uma questão de cálculo perante a tarefa que teria de ser executada. Eles devem ter mandado muitas almas voluntárias para ajudar a humanidade a se tornar mais pacífica, para terem responsabilidade perante o poder que a tecnologia nos dá, tais como as armas nucleares e químicas.

E perante o quadro que estamos vendo hoje (escrevo isso dia 11 do 11 de 2018) parece que o esforço valeu a pena, não houve terceira guerra e as maiores potencias do mundo estão tendo atitudes responsáveis, a China que agora se torna a segunda maior potência bélica e financeira do mundo (e em breve será a número 01) está com atitude muito conciliadora, muito gentil, e tolerante. Então só podemos torcer para que essa comunidade do sistema solar e vizinhos tenham chegado à conclusão que está tudo bem, e esses humanos da Terra podem continuar suas aventuras e os conhecer pessoalmente.

Mas se a Terra é prisão, e nós prisioneiros... qual a lógica?
Sociedade Vril, da Alemanha Nazista, era composta por vaias mulheres médiuns cujo objetivo não era se comunicar com almas desencarnadas da Terra, mas sim com seres de outros planetas e dimensões, e pelo jeito tiveram sucesso

A Terra foi uma prisão fechada por mais de 15 mil anos, e agora, desde o começo da renascença, (começou em 1420 d.C.) a função da Terra foi mudada de - “prisão de segurança máxima para prisioneiros vips” - para prisão de segurança + produção em massa de matéria prima, as emoções negativas, (por isso houve a renascença). E para ser uma usina criadora de matéria prima densa em massa se fazia necessário lotar o planeta, e para isso acontecer foi preciso deixar a humanidade desenvolver tecnologia para haver avanços na medicina e aí aumentar a longevidade. E isso foi feito, não por que os escravizadores ficaram “bonzinhos” mas sim por que houve demanda, surgiu essa necessidade de produção de maior quantidade de armas de destruição em massa, para alimentar mais e mais guerras que estão sendo travadas nesse momento em outras galáxias.

E essa decisão foram “ordens superiores”, não foi perguntado o que os vizinhos da super prisão achavam ou deixavam de achar, os escravizadores são os donos desse planeta e fazem com ele o que quiser, e os vizinhos não podem fazer nada. Mas perante uma mudança de protocolo como aconteceu, os vizinhos podem, (por uma questão de boa vontade), ajudar no que puderem os prisioneiros. E é isso que está acontecendo, e foi essa intenção que o Chico Xavier captou e divulgou. Esse fato para ele foi muito importante, tanto que citou o caso no programa “Pinga Fogo”, e ele repetiu, e voltou ao assunto muitas vezes durante a vida. Essa questão da tal “data limite’ permeou toda a existência dele.

Mas ele não ficou sabendo de tudo, soube apenas dessa reunião secundária, periférica que aconteceu (como uma reunião de condomínio) e decisões cotidianas foram tomadas. A estória de “Jesus” ter interferido e pedido o prazo de 50 anos, isso é viagem... é parte da contaminação da mente do médium que era muito FANATICAMENTE devoto dessa figura mitológica imaginaria que nunca existiu. E as almas desencarnadas nunca quiseram dissuadi-lo disso por que seria uma LUTA, é uma luta fazer o crente cego e alienado deixar uma crença que há muitos anos (e séculos) ele vem alimentando e colocando toda a sua fé e razão para a existência nela.

Imagine uma entidade chegar para o Chico Xavier e dizer - “meu amigo, esquece Jesus, ele é como o batman, só existe nos quadrinhos, é pura ficção” - como o Chico Xavier iria reagir perante tal informação? COM CERTEZA diria que é o Demônio! Que estariam testando a fé dele! Que é uma brincadeira de muito mal gosto, etc... ele iria negar, negar e negar, até enlouquecer.


Por ter chegado a Lua, e por ter desenvolvido armas nucleares a raça humana da Terra chamou a atenção das civilizações do sistema Solar e das Estrelas mais próximas, o que é bastante natural

Pois devemos considerar também que na época não havia tantos estudos científicos arqueológicos como temos hoje chegando à conclusão que Jesus Cristo nunca existiu. Hoje em dia temos MUITAS PROVAS, MUITAS EVIDÊNCIAS que corroboram o fato. Mas na época onde o Chico Xavier era mais ativo não haviam ainda chegado nessas conclusões. Então é fácil de entender por que as almas nunca quiserem tocar no assunto com ele, pois é das duas uma, ou as almas também são alienados, ou deixaram ele na ignorância por que não tinha como informa-lo na época. E mesmo que o informassem, e mesmo que ele aceitasse tudo e compreendesse, mesmo assim, a situação seria difícil. Ele iria escrever livros falando que Jesus nunca existiu? Que é uma grande fraude? Engodo? Como seria a reação das pessoas e da mídia na época?

Se falar isso hoje em dia ainda levanta muita polêmica, e tem gente que fica muito ‘fula’ com isso, imagine há 40 anos atrás, 60 anos atrás...

Então essa é a minha modesta opinião sobre a tal “data limite”, e para saber mais informações sobre a Terra ser uma prisão de segurança máxima, ser uma presidio, de sermos prisioneiros escravos, e estar acontecendo guerras intermináveis no universo local, esperem o meu livro que estou a elaborar nesse ano, é provável que ele seja lançado no ano que vem, coincidindo com o prazo final da “data limite”, e olha que eu não planejei isso... foi de fato uma coincidência, pois já faz cerca de uns 12 anos que tento escrever esse livro e só agora deu para me dedicar exclusivamente a ele, como deve ser, para escrever um tratado tão importante como este.

Essa coincidência seria na verdade um “arranjo do universo”? Uma sincronicidade providencial? Pode ser... eu estou já acreditando que sim.

Abraço a todos e até logo.

Data Limite do Chico Xavier - Dia 20 do 07 de 2019

Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: Data Limite Chico Xavier, Documentário, do que se trata isso?, Data Limite, Isso se refere ao que, Data Limite Segundo Chico Xavier, Chico Xavier, data limite, espiritismo, profecia, profeta, espíritos, livro dos espíritos, psicografia, mensagem do além, canalização, mundo dos espíritos,

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Livro a Arte da Guerra Estratégia Militar de Sun Tzu - Documentário Completo em Full HD - Dublado em Português

Você Sabe o que é “O Salto Quântico Genético”? [Clique Aqui]

Livro a Arte da Guerra em Full HD - Estratégia Militar de Sun Tzu:

- “Quem vence 1.000 batalhas é um campeão entre os homens, e quem impede de acontecer 1.000 batalhas é um Deus entre os homens” - (Sun Tzu? Não! Bruno GM inspirado por Sun Tzu).
- “Evitar que aconteça Guerras é muito mais gratificante do que vencer Mil Guerras” - [Sun Tzu (孫子), livro a Arte da Guerra (孫子兵法)]
- “Impedir Guerras é mais Glorioso que Vencê-las...” - (Bruno GM)
- “A Guerra é uma questão de vital importância para o estado, é uma questão de vida e morte, sobrevivência ou ruina”. [Sun Tzu (孫子), livro a Arte da Guerra (孫子兵法)]
- “Os zangados podem ficar felizes de novo, mas os mortos não podem ser trazidos de volta a vida”. [Sun Tzu (孫子), livro a Arte da Guerra (孫子兵法)]
- “Antes de ir para a guerra é melhor pensar bem e perguntar a si mesmo se os motivos pelos quais você está lutando valem realmente a pena o custo total da Guerra ou se existe outra saída”. [Sun Tzu (孫子), livro a Arte da Guerra (孫子兵法)]

Travar Guerras é coisa de último caso, sábio de verdade é quem vence o inimigo sem precisar declarar Guerra. Diplomacia então é mais preciosa que pilhas de brilhantes estratagemas militares

A maior prerrogativa da Arte da Guerra é não fazer Guerra! A Guerra é a última opção depois de todas as outras falharem. Os governantes devem tentar todas as outras alternativas antes de partir para a Guerra, a solução das diferenças deve evitar o máximo a Guerra. E se a Guerra for mesmo inevitável, e se a Guerra for necessária como a única opção restante para se resolver alguma diferença, então aí, nesse caso, (lamentavelmente) será preciso colocar todas as estratégias da Arte da Guerra de Sun Tzu em prática para você se sair vitorioso...

O livro Arte da Guerra é uma obra literária do pensador chinês Sun Tzu, escrito por volta do ano 500 a.C. que funciona como um manual estratégico para conflitos armados, mas que pode ter várias aplicações em outras áreas da vida. O maior tratado de guerra de todos os tempos a Arte da Guerra é sem dúvida a Bíblia da Estratégia, sendo hoje utilizada amplamente no mundo dos negócios, conquistando pessoas e mercados. Não nos surpreende vê-la citada em filmes como Wall Street (Oliver Stone, 1990). É constantemente aplicada para solucionar os mais recentes conflitos do nosso dia-a-dia.

- Sun Tzu disse: “A guerra se baseia no engano, se faz pelo ganho e se adapta pela divisão e combinação”. “Tal como a água procura as profundezas e evita os cumes, um exército ataca o vazio e evita o cheio. A água se move de acordo com a terra; um exército se movimenta de acordo com o inimigo”. “Quando o general é fraco, sem autoridade junto aos soldados, suas regras são confusas e sua moral é baixa, o exército é confuso e fraco”.

O livro está dividido em 13 capítulos, sendo que cada um aborda diferentes aspectos da estratégia bélica. Neste tratado sobre a guerra, o conflito é abordado como uma característica inseparável do ser humano. A própria guerra é mencionada como um mal necessário, mas um mal que deve ser evitado sempre que possível. Sun Tzu, um estrategista militar, realça neste livro a importância do conhecimento, indicando que é essencial o autoconhecimento (suas próprias forças e fraquezas), o conhecimento do inimigo e o conhecimento do contexto e do ambiente envolvente (condições políticas, geográficas, culturais, etc.).

Toda a sabedoria chinesa acumulada durante milhares de anos usada para levar a estratégia da guerra a sua perfeição

A Arte da Guerra e os seus princípios inspiraram vários outros autores da área da política, economia, propaganda, artes, esportes, psicologia, etc.. que escreveram livros usando as estratégias de Sun Tzu. Como a obra original foi escrita em chinês, alguns autores afirmam que determinadas traduções podem não transmitir fielmente o significado pretendido pelo autor. Além disso, várias das suas frases podem ter diferentes interpretações.

A Arte da Guerra foi escrito durante o assim chamado período dos Estados Belicosos da antiga China, que durou do quinto ao terceiro século a.C. (200 anos). Constituiu uma época de prolongada desintegração da dinastia Chou (Zhou), que fora fundada havia mais de quinhentos anos pelos sábios políticos que escreveram o I Ching. O colapso da antiga ordem foi marcado pela desestabilização das relações entre os Estados e pelo estado de guerra interminável entre os aspirantes à hegemonia em meio aos padrões de aliança e oposição sempre em mudança, a situação era semelhante a da Europa medieval até os dias de hoje.

- O prefácio da Estratégias dos Estados Belicosos (Zhanguo ce / Chan kuo ts'e), uma coleção clássica de histórias sobre as questões políticas e militares dos Estados feudais desse tempo, nos oferece uma descrição gráfica do período dos Estados Belicosos: Usurpadores se proclamam senhores e reis, Estados governados por pretendentes e conspiradores reforçam seus exércitos para se tornarem superpotências. Imitavam-se cada vez mais nisso, e sua descendência seguiu-lhes o exemplo. No fim, enfrentaram-se e destruíram-se uns aos outros, conspirando com territórios maiores e anexando territórios menores, passando anos em operações militares violentas, enchendo os campos com morticínio. Pais e filhos não estavam próximos uns dos outros, irmãos não estavam seguros uns com os outros, maridos e mulheres se separavam - ninguém podia responder por sua vida. A virtude desapareceu, o caos se instalou completamente, envolvendo todas as pessoas numa tempestade de guerras que se sucedia sem parar, numa loucura de morte, miséria e crueldades sem fim.

A grande sábio Sun Tzu (孫子) sistematizou as estratégias da guerra, até chegar na perfeição. A ciência de como travar e vencer guerras foi alcançado com Sun Tzu

Nos anos posteriores, isto se tornou cada vez mais extremado, com sete grandes Estados e cinco pequenos Estados lutando uns contra os outros pelo poder. Em geral, isso acontecia porque os Estados Belicosos eram vergonhosamente gananciosos, lutando insaciavelmente para desenvolver-se, sempre querendo superar o outro, por uma questão de orgulho, de ego, de ganância desmedida. O grande educador e filósofo humanista Confúcio, que viveu exatamente na véspera da era dos Estados Belicosos, passou a vida trabalhando contra a deterioração dos valores humanos que determinou o mergulho de sua sociedade em séculos de conflitos sangrentos.

No clássico 'Os Analectos', de Confúcio, o surgimento iminente dos Estados Belicosos é previsto numa vinheta simbólica do encontro de Confúcio com um governante a quem tentou advertir: “O duque Ling, do Estado de Wei, perguntou a Confúcio sobre formações militares. Confúcio respondeu: 'Aprendi sobre a disposição de vasos rituais, mas nunca estudei questões militares', e partiu no dia seguinte”. Como que representando o desaparecimento do espírito humanitário (“Confúcio partiu no dia seguinte”) do pensamento e das considerações dos governantes nos séculos de guerra por vir, esta história é retomada pelo filósofo taoísta Chuang-tzu, que viveu no quarto e terceiro século a.C., exatamente em meio ao período dos Estados Belicosos.

De acordo com o desdobramento que Chuang-tzu faz do tema, Yen Hui, o mais brilhante discípulo de Confúcio, dirigiu-se ao mestre e perguntou-lhe sobre a possibilidade de ir ao Estado de Wei. Confúcio perguntou-lhe: “O que irás fazer lá?” Yen Hui respondeu: “Ouvi dizer que o governante de Wei, no vigor da mocidade, tem um comportamento arbitrário - explora seu país por capricho e não percebe seus próprios erros. Explora seu povo frivolamente, mesmo até a morte. Massas incontáveis morreram naquele Estado, e o povo não tem para onde voltar-se. Ouvi meu mestre dizer: 'Deixa um Estado ordenado e vai a um Estado em desordem - junto à porta do médico, muitos são os doentes.' Eu gostaria de usar o que aprendi para avaliar a orientação que oferece, de modo que o Estado de Wei possa ser curado!”. Confúcio Respondeu: “Estás inclinado a ir, mas apenas receberás punição, sua palavra de paz e raciocínio lógico será respondida com prisão e tortura”.

Muito poucas pessoas da época deram ouvidos ao humanismo pacifista de Confúcio e de Mêncio. Alguns dizem que isso ocorreu porque não podiam implementar as políticas propostas pelos confucianos originais; outros dizem que não podiam implementar as políticas porque não prestavam atenção, porque não queriam ser humanitários e justos de fato. A ganância desmedida, o egoismo e a cobiça imperaram.

A obra é composta por 13 capítulos:
Livro Original foi confeccionado em varas de bambu, por isso durou milhares de anos, chegando até os nossos dias em perfeitas condições

Capitulo 1 - Planejamento Inicial (始計, pinyin: Shǐjì): Aborda a importância de avaliar e planejar, tendo conhecimento de cinco fatores que podem influenciar: caminho, terreno, as estações (clima) liderança e gestão. Além disso, são abordados sete elementos que melhoram os resultados das investidas militares. A guerra é algo que tem consequências para o estado ou país e por isso não deve ser iniciada sem muita consideração.

Capítulo 2 - Guerreando (作戰, pinyin: Zuòzhàn): Neste capítulo o autor expressa que o sucesso na guerra depende da capacidade de terminar um conflito de forma rápida. É possível entender um pouco melhor a vertente econômica da guerra, e que muitas vezes para vencer a guerra é preciso saber reduzir os custos relacionados com o conflito armado.

Capítulo 3 - Estratégia ofensiva (謀攻, pinyin: Móugōng): A verdadeira força bélica de um exército está na sua união e não no seu tamanho. São mencionados cinco fatores essenciais para vencer qualquer guerra: ataque, estratégia, alianças, exército e cidades. Um bom estratega identifica a estratégia do seu inimigo, atacando-a na sua parte mais fraca. Por exemplo: o mais recomendado é dominar o inimigo sem destruir o seu ambiente, obrigando-o a se render.

Capítulo 4 - Disposições (軍行, pinyin: Jūnxíng): O posicionamento tático do exército é determinante para a vitória: os pontos estratégicos devem ser defendidos a todo o custo. Um bom líder só avança terreno para conquistar outras posições quando tem a certeza que o que já foi conquistado está em segurança. O leitor também pode aprender a não criar oportunidades para o inimigo.

Capítulo 5 - Energia (兵勢, pinyin: Bīngshì): O autor explica a importância da criatividade e do timing para melhorar a força e a motivação do exército. Uma boa liderança desperta o potencial do exército.

Capítulo 6 - Fraquezas e forças (虛實, pinyin: Xūshí): Capítulo dedicado às forças e fraquezas de uma unidade militar. As características do ambiente (como o relevo da paisagem) devem ser estudadas para que o exército possa obter vantagem no conflito. Sun Tzu também indica que é possível apresentar uma "fraqueza fingida" para enganar e atrair o inimigo.

Capítulo 7 - Manobras (軍爭, pinyin: Jūnzhēng): São abordadas as manobras militares, o perigo de entrar em conflito direto e como obter a vitória nos casos em que esse tipo de confronto é inevitável.

Capítulo 8 - As nove variáveis (九變, pinyin: Jiǔbiàn): São revelados os diferentes tipos de terreno e a importância de se adaptar a cada um deles. É dada alta importância à capacidade da unidade militar de se adaptar à variação das circunstâncias.

Capítulo 9 - Movimentações (行軍, pinyin: Xíngjūn): Movimentação das tropas: neste capítulo o autor explica como o exército deve se posicionar nos diferentes tipos de terreno do território inimigo.

Capítulo 10 - Terreno (地形, pinyin: Dìxíng): Sun Tzu indica os diferentes tipos de terreno e as vantagens e desvantagens que são fruto do posicionamento nestes 6 tipos de terreno.

Capítulo 11 - As nove variáveis de terreno (九地, pinyin: Jiǔdì): São descritos 9 tipos de situação em que um exército em guerra pode enfrentar e qual deve ser o foco do líder em cada uma das situações de forma a alcançar a vitória.

Capítulo 12 - Ataques com o emprego de fogo (火攻, pinyin: Huǒgōng): Este capítulo aborda o uso do fogo nos ataques ao inimigo e o que é necessário para tirar proveito desse elemento. Além disso são mencionadas respostas adequadas em caso de ataque com esse e outros elementos.

Capítulo 13 - Utilização de agentes secretos (用間, pinyin: Yòngjiàn): Foco na relevância de ter espiões como fonte de informação sobre o inimigo. São descritas cinco fontes de inteligência (cinco tipos de espiões) e como fazer a gestão dessas fontes.

Frases do Livro A Arte da Guerra, e inspiradas por ele:

- “Quem vence 1.000 batalhas é um campeão entre os homens, e quem impede de acontecer 1.000 batalhas é um Deus entre os homens” - (Sun Tzu? Não! Bruno GM inspirado por Sun Tzu).

- “Evitar que aconteça Guerras é muito mais gratificante do que vencer Mil Guerras” - [Sun Tzu (孫子), livro a Arte da Guerra (孫子兵法)]

- “Impedir Guerras é mais Glorioso que Vence-las...” - (Bruno GM)

- “A Guerra é uma questão de vital importância para o estado, é uma questão de vida e morte, sobrevivência ou ruina”. [Sun Tzu (孫子), livro a Arte da Guerra (孫子兵法)]

- “Os zangados podem ficar felizes de novo, mas os mortos não podem ser trazidos de volta a vida”. [Sun Tzu (孫子), livro a Arte da Guerra (孫子兵法)]

- “Antes de ir para a guerra é melhor pensar bem e perguntar a si mesmo se os motivos pelos quais você está lutando valem realmente a pena o custo total da Guerra ou se existe outra saída”. [Sun Tzu (孫子), livro a Arte da Guerra (孫子兵法)]

- Existem cinco fatores que permitem que se preveja qual dos oponentes sairá vencedor: 01 aquele que sabe quando deve ou não lutar; 02 aquele que sabe como adotar a arte militar apropriada de acordo com a superioridade ou inferioridade de suas forças frente ao inimigo; 03 aquele que sabe como manter seus superiores e subordinados unidos de acordo com suas propostas; 04 aquele que está bem preparado e enfrenta um inimigo desprevenido; 05 aquele que é um general sábio e capaz, em cujas decisões o soberano não interfere.

- A suprema arte da guerra é derrotar o inimigo sem lutar.

- O que é de suprema importância na guerra é atacar a estratégia do inimigo.

- A velocidade é a essência da guerra. Tire proveito do despreparo do inimigo; viaje por rotas inesperadas e atinja-o onde ele não tomou precauções.

- Toda guerra é baseada no engano. Por isso, quando capazes de atacar, devemos parecer incapazes; ao utilizar nossas forças, devemos parecer inativos; quando estamos perto, devemos fazer o inimigo acreditar que estamos longe, quando longe, devemos fazê-lo acreditar que estamos perto.

- Trate seus homens como se fossem seus próprios filhos amados. E eles irão seguí-lo no mais profundo vale.

- A invencibilidade está na defesa; a possibilidade de vitória, no ataque. Quem se defende mostra que sua força é inadequada; quem ataca, mostra que ela é abundante.

- A água não tem forma constante. Na guerra também não existem condições constantes. Por isso pode-se dizer que é divino aquele que obtém uma vitória alterando as suas táticas em conformidade com a situação do inimigo, temos de nos adaptar a cada ocasião.

- Dos cinco elementos, nenhum é predominante; das quatro estações nenhuma dura para sempre; os dias, uns são longos, outros curtos; a Lua enche e míngua.

- Aquele que conhece o inimigo e a si mesmo lutará cem batalhas sem perigo de derrota; para aquele que não conhece o inimigo, mas conhece a si mesmo, as chances para a vitória ou para a derrota serão iguais; aquele que não conhece nem o inimigo e nem a si próprio, será derrotado em todas as batalhas.

A Arte da Guerra - A Maior Prerrogativa e não fazer Guerra, se puder evitar, evite!














Fontes:


Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: livro a arte da guerra, Arte da Guerra, Full HD, hd, Estratégia Militar, Sun Tzu, Documentário Completo, Dublado, segunda guerra mundial, primeira guerra mundial, grande guerra, Hitler, adolf Hitler, guerra na europa, EUA, batalhas, combates, ataques, aliados, o eixo, nazistas, guerra do Vietnã, guerra civil, norte americana, guerras civis, livro a arte da guerra, estratégias da arte da guerra, estudo da arte da guerra, tudo sobre guerra, guerras mundiais, stalin, invasão Normandia, dia D, nazistas, nazi, armamento, armamentos,

GoogleAnalytics

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. (Bruno Guerreiro de Moraes)